Posts Populares

Panelaço: Personagens Que Amamos Odiar

Vida longa à Rainha!

Todo mundo tem aquele personagem que ama odiar. Sempre tem aquele vilão que, apesar de ser o auge da maldade, a gente não consegue não gostar. Eu particularmente me apaixono muito fácil por esse tipo de personagem. São sempre muito bem desenvolvidos e te fazem questionar muitas coisas. Enfim, chega de enrolação e vamos conferir alguns dos melhores personagens que amamos odiar.

Walter White (Bryan Craston) – Breaking Bad

Walter Hartwell White (Bryan Cranston), é um exemplo de escrita e desenvolvimento primoroso. Criado em 2008 por Vince Gilligan, Breaking Bad nos põe na perspectiva de Walter White, um homem de 50 anos, professor de química, que ao descobrir um câncer no pulmão, resolve se involver no ramo de produção e venda de metanfetamina com seu ex aluno , deixando o dinheiro adquirido para sua esposa grávida e seu filho. Desde o início da série, vemos um homem quebrado, com dívidas até o pescoço, um casamento conturbado e um filho não planejado, o espectador não pode deixar de simpatizar com Walter, devido à sua situação, vemos a natureza de Walter vir à tona, seu alter ego Heinsenberg, seu lado tenaz, agressivo e egotista. Ao longo da série vemos Walter se transformando de um simples professor e pai de família, em um chefão do crime, com um império de drogas aos seus pés, fazendo o que for preciso para continuar no topo, manipulando pessoas próximas à ele como seu parceiro ou sua esposa . Walter é o tipo de personagem que cativa muito as pessoas, mas ao mesmo tempo causa muita repulsa pelas suas atitudes e ações.

Mary Wadwell/Lilith (Michelle Gomez) – O Mundo Sombrio de Sabrina

Sra Wadwell ou Lilith, a personagem de O Mundo Sombrio de Sabrina é a típica antagonista que todo mundo não consegue não gostar. A rainha regente do inferno passa sua primeira parte da série tentando fazer Sabrina obedecer o Senhor das Trevas e, assim, conseguir seu posto como rainha do inferno. Todo mundo que viu a série sabe que não deu certo e que, mesmo quando ela conseguiu se tornar a rainha, o reinado flopou mais que tudo. Apesar dos fracassos, ela sempre foi aquela personagem intrigante, misteriosa e perspicaz. Uma mulher muito forte e que por mais que tenha se mostrado uma personagem capaz de muitas maldades, ela também tem um lado muito sentimental e capaz de cativar a maioria das pessoas.

Félix (Mateus Solano) – Amor à Vida

Olha o hot dog do Félix!!! Félix, personagem interpretado por Mateus Solano na novela “Amor à Vida”, é um dos meus personagens brasileiros preferidos. Dono de vários bordões de deboche, momentos hilários e, claro, muitos atos de crueldade (até jogar uma criança num latão de lixo), Félix se apresenta como um gay incubado que quer por tudo acabar com a vida de sua irmã e se tornar o único herdeiro do hospital do pai, mas conseguindo apenas que o pai o detestasse mais ainda. Ele passa por muita coisa e acaba mudando muito durante a novela, mas sempre mantendo o humor que todo mundo ama nele. Ele termina a novela renovado e assumido, conseguindo fazer as pazes com todo mundo e ainda protagonizando o polêmico primeiro beijo gay da Globo.

Carminha (Adriana Esteves) – Avenida Brasil

Toca pro inferno, motorista! Outra joia brasileira, uma das protagonistas da maior e melhor novela brasileira já feita, Carminha (personagem de Adriana Esteves) é uma vilã que não poderia faltar nessa lista, né?! Ela e seu amante vivem a vida se casando com pessoas ricas e extorquindo o dinheiro deles. Ela só não contava que a filha de uma de suas vítimas iria retornar com o objetivo de destruir sua vida. Durante os vários conflitos que ela enfrenta durante a novela, a personagem se mostra completamente descontrolada e capaz de qualquer coisa. Os surtos dela são cenas incríveis de assistir, não só pela grande atuação de Adriana Esteves, mas também porque é entretenimento puro ver ela gritar: INFEEEEEEERNO! Carminha também tem sua redenção durante o decorrer da obra e termina uma pessoa em processo de transformação. Eu realmente acho essa personagem um tesouro nacional. Icônica!

Dolores Umbridge (Imelda Staunton) – Harry Potter e a Ordem da Fênix

Olha, eu provavelmente vou ser bastante criticado por essa aqui, mas eu simplesmente amo como essa mulher consegue ser odiável e lendária ao mesmo tempo. Dollores é a antagonista do quinto romance Harry Potter e a Ordem da Fênix. Ela é uma funcionária do Ministério que veio restituir padrões antigos em Hogwarts. Basicamente uma Hitler de vestido. Ela entra no filme sendo uma pessoa deplorável e sai da mesma forma. E isso que a torna tão icônica. Ela tem a capacidade de torturar crianças e sorrir enquanto isto. As vezes no silêncio da noite, eu fico lembrando dela falando: “É assunto do Ministério!”

Cersei Lannister (Lena Headey) – Game of Thrones

Por último, não podia deixar de falar da patroa dessa lista, uma das personagens mais lendárias que o mundo cinematográfico já viu: Cersei Lannister. Game of Thrones é conhecida por ser uma das melhores séries dos últimos anos (season 8 fica de fora dessa), principalmente pela complexidade da sua trama. Cersei é uma das protagonistas dessa trama. Desde a primeira temporada, ela foi responsável pela maioria dos grandes acontecimentos da série. Uma leoa sempre disposta a fazer TUDO para manter a honra e estabilidade de sua família. Desde crianças caindo de torres até igrejas explodindo e matando milhares de pessoas, a crueldade da rainha sempre foi algo que marcou muito a série. A inteligência dessa mulher manteve a família Lannister no trono por longas 8 temporadas, tendo seu destino final naquela bomba que foi a oitava temporada. “Cuidado, essa mulher é perigosa e maravilhosa!”

Menção Honrosa – Sue Sylvester (Jane Lynch) – Glee

E nossa menção honrosa vai para todos os Gleeks. A treinadora Sue Sylvester que sempre implicava com o coral e sempre tentava sabotar as competições dos protagonistas. Sue sempre foi uma personagem muito marcante na série, seja implicando com o Glee Club ou tendo seus momentos de alívio cômico. Ela é o típico personagem que aparenta ser muito difícil, mas que no fundo tem um coração bom. A prova disso é a relação dela com a irmã dela com síndrome de Down. Uma curiosidade sobre esse ícone é que, a personagem dela não ia continuar na série por muito tempo, mas devido o público ter se apegado muito, o autor resolveu mante-la por toda a série.

E ai galera? Gostaram da lista? Adicionariam mais algum personagem que vocês amam odiar? Comenta o que acharam! Um abraço e até mais!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Davi Augustto

Estudante de artes cênicas na Universidade de Brasília e extremamente viciado em todo tipo de reality show. É isto

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries