Posts Populares

Penny Dreadful: City of Angels – S01E03 – Wicked Old World

O conto do amor proibido, a introdução ao mundo pachuco e o reinado de Natalie Dormer.

É bem provável, e também estou torcendo, que após três episódios, a maior parte dos telespectadores tenha sacado a pegada de City of Angels. É possível perceber, inclusive, que Natalie Dormer é a dona da série, sendo assim fica a deixa para todos os fãs da atriz de acompanharem sua jornada aqui como Magda e suas manifestações, Alex, Elsa e Rio. Confesso que estava pegando no sono em alguns momentos até chegar a cena de dança.

Apesar de ser mais um episódio com pouca informação, como de costume, algumas das novidades mostradas parecem ser extremamente decisivas para o rumo da trama. Dentre diversas questões, não imaginei o que a discriminação com minorias fosse envolver também a classe LGBT, o melhor ainda foi notar a fluidez entre os personagens que estão ligados a isto, e claramente, ainda mais depois de conhecer um pouco mais sobre sua estória, estou apaixonado por Rico ok. A minha dor é pensar como devia ser difícil ser gay naquela época, mesmo ao ver que isso não impediu de Charlton agir imprudentemente, digamos assim.

Havia assistido ao vídeo que retrata as várias manifestações de Magda, no entanto, além não ter memorizado tudo, não imaginei que Rio, introduzida neste episódio, fosse ter uma conexão com os latinos. Dito isso, temos certeza que Natalie Dormer, via Magda, toma conta de todo o território e devo admitir que sua presença em cena eleva a energia do momento. Acabo percebendo também que ela não toma partido, apenas quer incentivar caos e destruição na cidade. Fico apenas no aguardo, pensando na possibilidade, de alguma cena que tenha mais de uma das personagens de Natalie, interagindo até.

John Logan é um poeta e seus colegas de direção e produção só elevam seu poder. As cenas no parque de diversões foram lindas, todos caracterizados e o início do florescer de uma paixão proibida. Não imaginei que fosse acontecer tão rapidamente, mas creio que seja difícil para Molly viver em abstenção de uma das necessidades da raça humana. Com as informações externadas por Lewis, começo a pensar nas possibilidades de autor para o crime que ainda está sob investigação. Penso que, por mais óbvio que tenha parecido e por mais maléfica que Adelaide soe, ainda mais depois daquela cena cantando o tema de abertura do Popeye, não acho que foi ela a responsável pela morte da família, e minha intuição indica que temos dedo de Magda nesse plot, possivelmente dos alemães também.

A indiferença de Mateo ao perceber um novo Raul cheio de compaixão foi, ao meu ver, um indicativo da presença de Santa Muerte ali, ou talvez ela tenha só tocado seu coração ao trazê-lo de volta. Agora que Mateo encontrou um propósito e estará ligado a um dos plots da série, resta apenas vermos se farão algum trabalho em cima de Josefina. Há indícios de que isso acontecerá no próximo episódio, já que seu nome está no título do mesmo.

Soou estranho e longe da realidade termos uma vereadora, já que a série me educa também, mas tem sido interessante ver representatividade feminina e, desta vez, até com Beverly Beck cheia de ousadia. Não sabia também que o território de Los Angeles, pertencia ao México antes. Resta saber quais proporções a guerra de classes irá tomar e continuo na torcida de novas manifestações sobrenaturais, apoiando-se na ideia de que é uma das coisas que Penny Dreadful e John Logan podem trazer de melhor.

“We are pachuco, we are chicano, we are aztec, we are spade, we are wop, we are dago, we are chink, we are queer, WE ARE EVERYTHING THEY FEAR and we go out dancing!”

Os desfechos podem ser excepcionantes, basta termos mais paciência, desenvolvimento lento é ruim, mas pode ter seus motivos e eu acredito bastante no potencial de John Logan. Aproveito para convidar-lhes a compartilharem suas opiniões ou até mesmo dicas, sejam sobre a série, review ou do site. A seguir temos vídeos promocionais do próximo episódio, agradeço por nos acompanharem e até a próxima!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Antonio Netto

Estudante de Engenharia Química. Pernambucano engraçado, dono de uma gargalhada única e de um sotaque marcante. Apaixonado por comida, séries, química e cálculos. Até gosta de estudar mas, sempre que pode, está pelo mundo curtindo e falando da vida alheia.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries