Recomeço.

Não há palavra melhor para descrever o retorno de Penny Dreadful, senão essa. Série que vem sendo aclamada pela crítica e que chegou de mansinho, mas já vem alcançando a grandiosidade de séries como Game of Thrones, possuindo vários personagens com suas próprias histórias e, de alguma forma, interligados. Foi duro ver a turma separada, porém é a consequência do espetacular final da temporada passada, o que torna ainda mais excitante de imaginar quando todos reunirem-se. Alianças é outra palavra que descreve bem este episódio pois, mesmo que tenham deixado de lado Dorian e Lily por um momento (os quais tiveram um desfecho glorioso temporada passada), tivemos novos personagens introduzidos à trama, os quais me deixam bastante animado, pois sabemos o quão maravilhoso podem ser essas adições à série. Patti LuPone é o maior exemplo, tão tal que permaneceu e ainda foi promovida ao elenco fixo.

Começando pelo núcleo Frankestein, que está interligado a Dorian e Lily. Victor continua com sua incansável busca pelo amor de sua criação, principalmente se formos levar em consideração o quão profundo ele foi por conta da amargura que consome o seu coração. O que uma xana não faz né? O mais incrível é parar e ver que ele criou-a pra ser esposa de John. Pois bem, presenciamos a primeira aparição do seu grande amigo Dr. Jekyll, químico por sinal, e o envolvimento entre eles dois estava tão forte que por um momento pensei que fosse rolar um beijinho. Outra coisa que é valida ressaltar é a forma como a produção da série atenta aos mínimos detalhes, ou seja, até a forma como o povo daquela época tratava os miscigenados. Não sei o que o amigo de Victor tem em mente, mas me parece que ele não veio pra brincar. Resta aguardar o que os dois irão fazer juntos.

PS: Saudades das cenas gays chocantes da série.

MV5BMjQ0ODM3Njk5MF5BMl5BanBnXkFtZTgwMzg4MDM1ODE@._V1_SX1500_CR0,0,1500,999_AL_

As partes que envolvem John são as menos interessantes pra mim, tudo bem que ele foi a primeira criação de Victor e que não dorme até que possa reencontrar sua família, mas simplesmente não funciona. Não sei porquê tanto investimento neste personagem, as histórias que o envolve tendem a acabar sempre em merda, mesmo que ele tenha essa vibe obscura e, pelo que me parece, um bom coração. Só não consigo enxergar de que jeito possa contribuir de forma favorável à trama, no entanto, espero que o conectem de alguma maneira a algum dos focos da temporada. Me recordo de apenas gostar dele quando estava junto de Vanessa (minha mente só consegue falar Miss Ives).

402319

Já os núcleos Ethan e Sir Malcom encontram-se entrelaçados dessa vez. O lobisomem da série voltou com novo visual, lindo como sempre mas preferia com cabelão, e já cheio de ação neste primeiro episódio. As cenas que envolveram ambos personagens principais da série trouxeram consigo bastante morte viu? A nível sanguinário. Com Kaetenay (nome feio da porra) em cena, me parece que renderá ainda mais tiros e sangue. Só resta saber se o propósito que o “pai” de Ethan aclama tanto é realmente proteger Vanessa. Vale destacar que Sir Malcom tava um bagaço nesse episódio, mas damos um crédito principalmente pela horrível experiência que ele teve no fim da temporada passada (falo isso como se tivesse sido há uns 10 episódios atrás rs), sem esquecer daquela mulher *Hecate* que restou da temporada passada, estará ela apaixonada por Ethan, ou apenas bancando a anja da guarda? Só consigo imaginar de agora a sede inacabável de Rusk em busca de Ethan, e a cara do lobinho quando Sir Malcom aparecer. As expectativas estão em alta hein?

PS: Saudades Sembene!

402320

E, por fim, Miss Ives. É sempre um prazer falar da personagem/atriz maravilhosa, a qual me rendi como fã de seu trabalho na série e que continua a arrancar meus melhores suspiros com a intensidade de sua atuação. Vanessa retornou em sua pior forma, no limite de sua inabalável solidão e, por mais que eu não aguente olhar pra cara desse Mister Lyle e ouvir sua voz, temos de assumir que ao menos ele fez algo que preste. O encontro entre Miss Ives e a nova personagem de Patti LuPone foi incrível, cada diálogo fodástico, com destaque para a análise feita pela própria Dr. Seward que tem cara de saber mais do que aparenta. É certo de que há mais por trás dessa profunda doutora.

Meu coração partiu imensamente no momento que Vanessa olhou para o lobo, nós sentiu o impacto daqui. Todavia, ela fez uma nova amizade na qual poderá revelar-nos seus mais profundos segredos. Dr. Sweet, que me parece ser bem mais que um zoólogo. Só sei que o melhor de tudo foi ver Miss Ives recompondo-se e fumando seu cigarro enquanto escrevia a carta para Sir Malcom, com direito a recitação, me lembrando o quanto a formalidade dessa mulher me apaixona. A mesma mulher que já fez de tudo, de possessão à domação de demônio. [KNOW YOUR MASTER/CONHEÇA SEU MESTRE – Essas palavras jamais sairão da minha mente]. É válido lembrar que estamos todos no aguardo de cenas como esta.

402321

Mas é claro que Penny Dreadful não iria nos deixar sem sua cena final chocante e, por mais que viessem mil nomes na minha mente, jamais imaginaria que Drácula estaria em Londres. É gente, esta temporada parece prometer tanto que nem a face do vampiro foi revelada. Só pra deixar-nos no gostinho de ansiedade pelo próximo episódio. Junto dos seus discípulos, já quero ver essa cidade pegando fogo!

Confiram o promo do próximo episódio:

Vocês curtem séries com temáticas centradas em possessão e demônios? Confiram um post especial que fizemos sobre uma que estreará em Junho, Outcast, clicando AQUI.

E aí, o que acharam do retorno de Penny Dreadful? E da nossa review? Não deixem de comentar conosco! Podem dar suas sugestões sobre o nosso site e sobre as reviews, toda opinião é bem vinda. Abraço forte e até a próxima!

Venha ser um Paneleiro! Clique AQUI pra saber participar da nossa seleção. Vocês terão até o dia 12/06. Aguardamos vocês!

 

Antonio Netto
Antonio Netto

Estudante de Engenharia Química. Pernambucano engraçado, dono de uma gargalhada única e de um sotaque marcante. Apaixonado por comida, séries, química e cálculos. Até gosta de estudar mas, sempre que pode, está pelo mundo curtindo e falando da vida alheia.
Deixe-nos um comentário!
  • Rick

    Sou muito suspeito para falar de Penny Dreadful que conquistou um espaço especial ao nível Game of Thrones. Aliás, atualmente é a minha queridinha das séries! GoT está empatado (me julguem! Rs).
    Curti muito todas as falas sobre os personagens, exceto pelo John Clare, por que ele é um personagem não só obscuro, mas completamente angustiado mesmo, na obra de Mary Shelley, volta e meia ele age assim. Tá certo que tem momentos que a gente fica igual à Lavínia (a cega da temporada passada) fingindo que tá gostando daquela encheção de (saco)poesia toda… Rs. Mas esse é o tom dele, espero que encontrem algo a mais que fazê-lo chorar por solidão.
    Acredito sinceramente que ele vai voltar para ajudar p Victor e Jekyll contra Lily e Dorian especialmente quando ele descobrir algo sobre seu passado ou ver alguém da família, sei lá.
    É isso, QUE VENHA MAIS PENNY DREADFUL!
    EU QUERO UMA QUARTA TEMPORADA!!

    • Antonio Netto

      Olá Rick, não poderia concordar mais contigo, principalmente tratando-se de John. Penny cresceu muito e isso se deve à qualidade espetacular de elenco + produção. É aquele ditado né, quanto mais Penny Dreadful melhor. Enfim, espero que tenha gostado e que continue nos acompanhando e compartilhando seu ponto de vista, serás sempre bem vindo. Beijão!

%d blogueiros gostam disto: