Os HQ’s de Revolution estão de volta!

Depois de um recap do que aconteceu no capítulo passado, onde Tom finalmente tinha chegado à Bradbury, Texas tinha vencido os patriotas e Miles, Charlie e Monroe acabavam por encontrar Rachel, Aaron e Priscila, é dado início ao segundo capítulo:creu

Continuando de onde parou, Rachel antes tinha pedido a ajuda de Miles, Charlie e Monroe pra acabar de vez com a nano e, com isso,  começava-se uma discussão entre ambos os lados se havia necessidade ou não de Miles ajudar Rachel e os outros. Pelo que me pareceu, Miles e Monroe não queriam até então ajudá-los, diferente de Charlie que alegou que ninguém melhor do que todos juntos para pôr um fim definitivo nessa praga que veio tirando tudo deles. Charlie, querendo acabar com aquela discussão boba entre Rachel e Miles, declarou que eles precisavam de alguém que saiba usar uma espada, e convida-os para segui-la em busca do tal alguém, Rachel por outro lado, tenta impedir que a filha queira tomar a frente disso, mas Charlie como sempre dá aqueles vrás na sua mamusca e todos resolvem seguir Charlie em direção a Bradbury, inclusive Miles que disse: “- Eu odeio essa menina.” (“Mas não a odeia o suficiente pra deixá-la morrer.”)

revo-ch2-final-00009-136162

“…Família. Juntos novamente… É tão bom, apesar de tudo, como em nossa primeira saída em busca de Danny. Mas, encontrar Bradbury não foi rápido, levou semanas para atravessar o deserto.”

E realmente não foi fácil, tiveram que enfrentar pilantras e chuva. Um destaque pra o momento de descontração entre Monroe e Aaron. Até que eles perceberam que estavam no caminho certo, quando viram as luzes dos postes acesas. Ao chegar em Bradbury, nossa trupe querida fica meio sem saber o que fazer, até Priscila dar a ideia de bater no portão e ele simplesmente se abrir. Dentro dela, Priscila começa a reconhecer o que estava na sua visão (O Palhaço) e Rachel pede a ela e Aaron que vão atrás de um computador para que possam começar a pôr em prática o plano de extermínio da nano e eles acabam encontrando uma sala. O restante deles ficam do lado de fora, para impedir que alguém atrapalhe seus planos, juntos de uma multidão de pessoas e Miles fala que se chegarem perto demais, comecem a agir, até que uma certa pessoa pronuncia-se no meio do povão e diz: “Não precisa disso, Miles, ninguém aqui deseja machucá-los, confie em mim. Estou feliz que tenha dado uma parada aqui, faz tempo que nãos nos vemos.” E adivinhem quem foi esse ser? Tom Neville! Começaram as especulações sobre o porquê de Tom estar liderando aquele pessoal, Monroe sempre com seu senso de humor, Charlie relembrando os maus bocados que ele proporcionou e Rachel fica alegando que Neville está sendo manipulado. Adivinhem quem está junto da multidão? O Presidente, e os mesmos começam a se aproximar cada vez mais dos Matheson (que saudade desse nome) e Monroe, e eles já ficam a postos. Neville propõe que eles desistam do que tiverem querendo e alega que privacidade e isolamento são doenças e que sabe os pensamentos, sentimentos  de quase todos, aceitando todos que quiserem unir-se de bom grado, enquanto isso na sala dos computadores Priscila e Aaron percebem que o plano pode realmente dar certo até que aparece um homem para impedi-los e, fora dali, Charlie faz a simples pergunta a Tom: “O que acontecerá com aqueles que não quiserem unir-se a vocês?” Chegando a cena final do capítulo:

revo-ch2-final-00022-136175

Tom: “- Na verdade, é simples, vocês podem unir-se a nós ou podem morrer.”

Continua…

Quem será o homem que apontou a arma pra Aaron? Será o filho de Monroe, Connor? Isso é muito mais iremos descobrir no próximo recap, fiquem atentos, dia 1 de junho é liberado o próximo capítulo e dia 2 vocês venham aqui no site acompanhar o penúltimo capítulo do fim de Revolution. Espero que tenham gostado e até a próxima!

Confiram outros capítulos:

Capítulo 1 – Eletric Avenue

Capítulo 3 – Death in the Family

Último Capítulo – Into the Light

Antonio Netto
Antonio Netto

Estudante de Engenharia Química. Pernambucano engraçado, dono de uma gargalhada única e de um sotaque marcante. Apaixonado por comida, séries, química e cálculos. Até gosta de estudar mas, sempre que pode, está pelo mundo curtindo e falando da vida alheia.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: