Posts Populares

Rupaul Drag Race Uk -S01E08 – A new queen is Born [SEASON FINALE]

And the winner is

A primeira temporada desse spin off maravilhoso chega ao fim, para todos os leitores que acompanharam as reviews perceberam que eu tinha um pé atrás, algo para mim soava estranho, mas a partir do snatch game isso mudou, talvez tempo fosse necessário para se acostumar com o show e entender o humor britânico, o importante é que esse entendimento veio e eu já tenho umas queens que guardarei para sempre no meu coração (Oi, Cheryl).

Ter um programa inteiramente queer ganhando um spin off e esse spin off já ter sido renovado mostra que mesmo apesar do momento preconceituoso que estamos vivendo, nada irá nos calar. Vejo muitas pessoas criticando o show e dizendo o quanto ele fez mal a arte drag e eu não poderia discordar mais, sim é um reality show, sem dúvidas a milhares de situações editadas, mas ainda sim Rupaul Drag Race é importante, foi importante ver Divina dizendo sua experiência de vida e como a seção 28 só uma tentativa de nos calar, foi importante ver como a The Vivienne venceu as drogas e deu seu depoimento como uma ex viciada e foi importante também o discurso da Scared Kat que abriu um leque de possibilidades ainda maior na arte drag.

Nessa finale havia três queens disputando pelo prêmio, duas queens que mereciam muito e Baga Chips. Entendam, aqui eu não estou criticando a drag e sim ao programa, trazer ela até o final escancarando o quanto eles queriam ela lá tira toda a credibilidade do show, ela ser salva no desafio de costura foi o auge. Nessa final ficamos como uma sensação agridoce, pois havia duas queens que mereciam muito a coroa e tinha ela lá, que apesar de estar radiante, sabia que não merecia estar ali, tanto que em seu discurso de o porquê que merecia vencer, ela concordou com todo o público dizendo que não merecia. Baga é uma drag extremamente engraçada e foi ótima para o show, só não merecia ter durado tanto.

Todos nós amamos uma underdog, para quem não sabe é aquela que ninguém dava nada, mas com o tempo foi ganhando cada vez mais força e acaba se tornado a favorita do público, há diversos casos na versão americana, inclusive winners como Jinkx Monsoon e Yvie Oddly. Divina chegou na competição tendo uma risada exagerada, se dizendo implacável e fazendo questão de dizer cada show que ela fez, ou seja, já chegou odiada, mas com o passar dos episódios, foi se mostrando mais humana, contou sua história e deu uma aula de direitos humanos. Com o passar dos episódios vimos ela arrasar em desafios de atuação, dança, canto e costura, é uma drag completissíma. Nessa finale Divina era a favorita de longe, mas de 60% da audiência tinha sua torcida e nessa finale ela mostrou o porquê, arrasou na dança, na letra e seu vestido na final foi de longe o melhor.

The Vivianne assim que chegou já era considerada como a frontrunner, ela era a embaixadora dragcno UK e veio para mostrar que ela merecia sim. Ao contrário a Divina, a cada episódio ela ia perdendo mais torcida, por ser implacável em todos os desafios, acabou adquirindo segurança demais, soando até arrogante, se não fosse pelo seu depoimento com as drogas, The Vivianne sem dúvidas seria a vilã da temporada. Nesse episódio ela estava insegura, pois seu único bottom foi na semana que necessitava cantar e dançar, mas ela mostrou garra e foi a melhor no desafio. Durante a deliberação eu achei que os comentários para ela foram um pouco over de top, diferente da Divina que jogaram uns shades desnecessários.

O Lipsync for the crown foi um pouco decepcionante como todos os outros da temporada, mas nesse caso foi a música, “I´m your man” em uma final???? Enfim, as duas drags foram para um caminho diferente, enquanto Divina foi para algo mais divertido, The Viviane focou nos carãos e movimentos. Me baseando em históricos e nessa finale, The Vivianne seria a melhor opção para winner, já se buscassem algo mais coração, Divina seria a melhor escolha. E a winner foi…

The Vivianne entra no hall de winners que apesar de ter arrasado na competição, sempre será contestada por não ser a favorita, como foi com Tyra, Raja, Chad e Alaska. Eu torço muito para que o público tenha evoluído e não vá atacar a drag em suas redes sociais.

Então é isso, ano que vem teremos mais uma temporada do UK, uma normal e uma all star, ansiosos? Sem dúvidas cobriremos cada um deles.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Ives Gonçalves

Um carioca estudante de direito querendo se formar, viciado em x factor´s do mundo e que ama uma praia

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries