Posts Populares

RuPaul’s Drag Race All Star – S03E01 – All Star Variety Show [SEASON PREMIERE]

Um beijo para minha amiga Morgan McMichaels. Ela faleceu?

Hey Kity Girls. Finalmente nosso reality favorito, RuPaul’s Drag Race All Star de volta. Mais cedo que o usual, menos de um ano e meio do fim do último AS, quando comparado ao intervalo de quatro anos, seguidos pelos primeiros. Bendito seja o fruto.

Mas deu para perceber que esse não é um All Star convencional. Sem frontrunner ou sequer um top 3, a divulgação do casting gerou burburinho, pela falta de um nome de peso. Mesmo ansiosos e levemente empolgados com algumas drags, um receio permeia os fãs. Essa season pode ser uma decepção. Um bom casting é 80% do show (oi S7) e até o AS1 conseguiu trazer queridinhas do público.

O que também pode ser um fator positivo no final das contas. Não temos nenhuma Alaska, nem cotada, sendo até o momento, quase todas potenciais finalistas. Não há uma que você possa dizer certeza, essa vai ganhar! Temos uma ideia, palpite, mas nada certo (a não ser que você tenha lido o reddit), o que pode tornar a competição mais acirrada e surpreendente. Outro fator a contar é a aparente falta de panelinhas. Muito bem distribuído os integrantes das temporadas, com no máximo dois por season. Chega de S5, Trixxie avisa logo.

O cast pode não ser o dos sonhos, mas temos boas promessas. E maior parte das garotas que temos ali, goste ou não, se mostraram relevantes pós reality, com algo a mais para provar agora que experimentaram a fama e consolidaram carreira. Com essas observações em mente, vamos ao ep em si.

Para não estender ainda mais o tamanho do texto, organizarei ele da seguinte maneira: entradas mais performance (ranking de preferência) primeiro, depois workroom, deliberações, lipsync.

10 – ChiChi

Entrada: Parece mais polida, mas não o suficiente. Sacos de lixo e vestidos artesanais são seu gig, mas entre se referenciar e chegar bonita, é mais preferível o segundo. Nada de mais no vestido de ChiChi, o que melhorou mesmo foi seu visual out. Limpa, arrumadinha, cabelo cortada, que sapão.

Performance: Que decepção ChiChi. Isso é jeito de fazer re-debut? Ela sempre ahasa nos lip-sync, se garante, mas nesse não deu. A diva deve ter se confiado demais e não ensaiado nada, pois a apresentação tava uma bagunça. Não tinha nenhuma perf basic salva dos show lives que fez rodando o mundo? Vergonhosa alheia. A roupa outra tristeza. Na S8, Chix2 já tinha sido congada por usar um maio com bota e cinto, e agora dá um jeito de aparecer pior, sem a bota. E aquelas frangas verdes descendo do maio e sapato meia bailarina? Não dá para defender.

Há uns boatos rolando que ela se machucou nos ensaios, por isso a perf não foi 100%, vale dar uma olhada.

9 – Morgan McMichaels

Contrariando os maliciosos boatos de que estava morta, MM voltou já jogando esse shade. E sim, a bicha estava bonita. Já a personalidade, melhor não falar. Um lixo. Pelo jeito o floop de fãs não é à toa, e fica difícil gostar da menina Morgan quando ela continua a se achar tanto. Cadê Mystique para dar uma lição nela?

Sua performance foi fraca, uma tentativa de sucesso pegando carona no inesquecível spoken word de Tati. A de Morgan não tinha graça nem criatividade, plus ela passou a perf inteira com medo de encarar o público e se direcionou para as competidoras. Não fez valer os coments que trabalha sete dias por semana em LA. Contudo, realmente seu maiô era o mais bonito dentre os apresentados e ao menos havia preparado uma peça, com referências suas. Uma segurança maior, podiam ter ajudado o desempenho geral.

8 – Milk

Leite não conseguiu fazer uma entrada marcante como em sua season. Versão piorada de seu look Pinoquio (era para ter deixado do jeito que tava gata), ainda foi descuidada e deixou à mostra a base de sua peruca, em forma de capacete, estragando a já pouca mágica do look. Podia ter passado numa runway comum, para uma entrace foi abaixo do esperado. Mas de consolo, Milk continua com o título mais gato out of drag e ninguém toma.

Sua apresentação começou bem, gostei da ideia das roupas coladas sendo trocadas, saudades infância. Mas depois de duas trocas o truque perdeu a graça, a perf ficou meh e Milk parecia morta no palco. Falta de ânimo. Além do que aquela música dava na cabeça de tão chata e estridente, composta de apenas de uma frase repetida diversas vezes. Melhore bicha. Uma presença de palco e uns bate cabelo combinariam mais com o pedido da música.

7- Thorgy Thor

Entrada: Que preguiça. Quando ela entrou com aquela alegria forçada já abusei dali. Serio que vamos ter que aguentar essa peça? Espero que não por muito, pois melhorar não esteve em suas prioridades. A peruca, o look, tudo sem graça. Tenta servir palhaço realness, mas nunca chegará aos pés de uma Bianca.

Seu look estava bonito e o act interessante. Mas ver uma drag queen tocando violino por si não é das coisas mais divertidas de se ver. Entendemos seu lance com a música clássica, mas podia mostrar algo a mais, diferente disso. Nem percebi que era cover Sissy that Walk. E umas piruetas random não ajudaram.

6 – Kennedy Davenport

É assim que se faz uma entrada querida. Peruca girafa e coberta de espelhos por todo corpo e rosto. Se não for para chamar atenção, nem saia de casa. Kennedy é talentosa, mas como Morgan, falta o likeability. Entra com debito nessa season, o de conquistar um número de fãs maior que o de haters. Material ela tem para isso. Veremos se o fator ser negra, ou tirar uma fave, não atrapalha isso.

Sua performance foi legal, 100% todo momento, de gritar na acrobacia que acabou com ela metade em cima da escada. Mas tudo muito esperado para Kennedy Danveport. Outro fator que a prejudicou no geral, foi a ordem de apresentação, sendo a ultima das de dança, não conseguindo causar o impacto de Aja nem de Shangs. A essa hora o cansaço chegava.

5 – Bebe

Bebe figurava nos rumores que podia ser a decima queen a participar. Única vencedora até o momento. Sua participação soa mais como uma segunda chance para ela se reintroduzir, já que é a vencedora mais apagada da mídia atualmente. Até Tyra achou seu lugar, por bem ou por mal. Na sua entrada, tudo estava lindo. Peruca, corpo, roupa, make. Phyna e na classe como sempre.

Sua performance também foi boa, não fez feio. Ela apelou para suas qualidade e pelo que foi conhecida. Essa coisa África, Camarões, leoa. Para uma possível futura vitória acho difícil. Ela tem muito a se atualizar no que é requerido de humor e jovialidade atualmente no programa. Contudo, é uma boa competidora para acompanhar, ver por mais tempo.

4 – Trixie

Veio com um visual Barbie rolando patins e fone de ouvidos: “sai para pedalar na beira-mar”. Peruca enorme, collant de academia colorido e a make característica dela, que acho horrorosa. Até entendo sua tentativa, porém, não consigo achar bonito ou inovador aquela sombra discrepante entre o contorno superior e inferior da bochecha. Parece ter voltado mais inspirada ao menos: “Não tem ninguém aqui, assim como o meet and greet da Morgan McMichaels”. Morri nessa hora, ainda mais sabendo que a dita ia voltar.

Sua performance foi inesperada e alegre. Tudo o que menos imaginava ver no show de uma drag. Uma coisa folk, indie, banjo, good vibes. Leve e divertida. Melhor que apresentações usuais de canto, nas quais a música tem de ser muito boa para se vender de primeira, o que não foi o caso de Ginger ou Adore last season. Cantar live não é para todo Pablo Vittar.

3 – Shangela

O icônico I don’t have a sugar daddy voltou. Poderia-se dizer a mais cotada e forte dessa season. Seu trabalho pós show fala por si, de dar inveja a qualquer Ru. Abuse ou não, Shangela Barracão rende bons momentos, sem deixar shade barato. Era esperado uma hora ela voltar, assim como aguardo ansiosamente pela volta de William. Sua entrada foi cute, com aquela caixinha e look menininha. Seus desafios para essa season são: mostrar que finalmente ela aprendeu a se maquiar e costurar suas roupas (se não fez o curso ainda querida, desiste), além de se manter contida e fina. Ru não via dar o prêmio para uma queen sem classe, que sai atirando bebida nos outros. Mantenha a linha Shan, que você tem fortes chances, como provado em sua performance. Bem House of Edwards, cheia de energia, humor e pulos.

 

2 – Ben de la Creme

Entrada mais meh de todas, vestido simples e pior, brega. Quis se mostrar importante, homenageando seu vestido Miss Congeniality, que agora lembramos porque foi esquecido. Frase de entrada, manjada. “Again” é o novo kimono da Madonna. E ainda voltou amargurada pela derrota, por ser “bondosa” e ter perdido para uma bitch que nem Bianca. Porém, falta muita personalidade para Ben. Tudo nela soa forçado, doce demais. Segundos em tela e já deu para abusar.

Sua performance veio em boa hora, afinal é um show de variedade e não um show de dança e música. Humor também faz parte e ela foi a única a trazer de verdade. Brincou com esse lance burlesque, outro clichê nessas apresentações de RP, além de comprometida e no ponto.

1 – Aja

Outra que entra em dívida. Maior decepção da S9 e única a aceitar voltar. Aja tem que provar não ser só barraco, recalque e atitude, mas também talento. Seu look melhorou levemente, assim como a make, porém a impressão de sua cara ser a de um boneco de cera derretendo ainda persiste nesse ep.

No show Aja zerou-pisou indiscutivelmente, certo? Os passos, vogue, troca de figurino um melhor que outro e para fechar uma escala caindo da escada. Você quer Davenport? Valentina? Over the top. Claramente a vencedora ao fim da apresentação.

No workroom tivemos Morgan se suicidando na competição. Sua estratégia é boa, muitas já fizeram disso antes (oi Detox querendo eliminar Katya), seu erro foi ter dito em voz alta. Fica na tua e na hora de eliminar inventa qualquer desculpa aceitável. Assim virou alvo fácil do bonde das moralistas “estou aqui para fazer jogo limpo”.

Essa dinâmica promete render ainda mais nessa temporada, que temos várias bicha sangue no olhos barraqueira. Aja, Shangela, Kennedy e Chichi têm personalidades fortes e não são do tipo ficar calada. Vão lutar por suas vagas e já sinto alianças sendo formadas. Shang mesma, é expert em combater grupinhos e ser estrategista. Aguardar o que o confronto dessas leoas vai render. Pobres de Thorgy e Milk, logo vão rodar na arena das feras.

No lip sync, tivemos Aja e BendeLa se enfrentando. O que parecia um 2+2 da vitória de Aja sobre BendeLa, rendeu uma boa surpresa. Depois de Aja ter esgotado seus passos no show, e jogado uns meh logo no começo do lip, BendeLa resolveu seguir uma abordagem cômica, o que a favoreceu. Nunca imaginei ver Anaconda nessa linha. Ponto para Ben.

E pobre de Morgan que vazou. Ela apostou em Aja e nem tentou convencer/mentir para Ben de suas intenções. O que só merece mais aplausos. Morgan podia ter se vendido e voltado atras de sua palavra, mas não. Tá nem aí para ninguém, nem para os possíveis fãs que poderia arrumar. Ela é assim, compre se quiser. Tem bem mais autenticidade que BendeLa por exemplo, que viver tentando passar essa imagem de boazinha. Vá para inferno com ela. Quero ver sangue. Vêm Aja e Shans tirar essa fudida.

Estas ultimas que estão seguindo uma abordagem bem realista do que o show é e pede. Ano passado tentaram com essa conversinha de ir pelos jurados e deu no que deu. Melhor começar logo com suas cartas na mesa e seguir por si. Essa season promete, e a sobrevivência será dos mais fortes.

P.S.1: Morgan já é a participante mais citada da historia dos pilotos do AS. Na S1 comentaram: “com tanta drag talentosa, Morgan McMichaels por exemplo, trouxeram logo MiMi.” S2, Ginger: “oh, Morgan McMichaels está aqui. Não pera, é Tatiana.” hahaha. E aqui tivemos Trixie. Tava mais que na hora desse mito da história do show entrar. Pena que não durou muito.

P.S.2: Nas leituras, nenhuma genialidade. Vê-se como o nível caiu do ano passado para esse.

E Vocês, o que acharam? Gostaram, odiaram? Morgan injustiçada?

gostou da matéria? deixe um comentário!

Autor

Roz

Engenheiro por formação, escritor wannabe por obrigação. Nem exatas, nem humanas, renascentista. Reinventando-se. Inconformista. Cinéfilo. Cosmopolitan. Shitalker. De Pepita a Bowie. De 80s cheese a Sopranos.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu