Posts Populares

RuPauls Drag Race All Star – S04E03 – Snatch Game of Love

Eu vejo o futuro repetir o passado.

Hie hennys. Prontos para o desafio mais a cara do programa? Como dito por Gia, o Snatch Game separa as drag queens das All Stars, e quem consegue se sobressair, tem fortes chances de levar a coroa, ou de ao menos chegar na final (a única exceção a regra foi Stacy). Tivemos um excelente episódio do começo ao fim, cheio de emoção e drama, com apenas algumas performances deixando a desejar. Vamos lá.

Depois de Valentina limpar a mensagem no espelho deixada por Gia, Monet e Trinity começam uma troca básica de farpas. Nada muito sério. O tom era de brincadeira, com aquele fundo de shade e verdade. Trinity questionou as escolhas de look de Monet no lip sync e Monet fez o mesmo ela. Uma atacou o guarda roupa da outra, e claro, não há como comparar. O de Trininty é infinitamente superior. Monet melhorou sim seu jogo de roupas, mas continua muito áquem da polidez alcançada por Trinity. “Antes de criticar meu gosto, arrume um para você”, dispara Trinity certeira.

Ru entra e anuncia que o Snatch Game desse ano trará uma pequena mudança. Além do requerido usual, as queens terão que conquistar um boy com suas respostas. Bem estilo dos programas “Hoje não Faro”, que tanto conhecemos. Cada uma comenta sua escolha com as outras e tudo transcorre bem, até Gia revelar que fará Caytlin Jenner, e descobrir que Trinity fará a mesma personagem.

Choque de monstro. Começa o embate. Uma das duas vai ter que ceder. Minha opinião e leitura sobre o assunto: Trinity não aguenta mais Gia. Na verdade, parece que quase ninguém aguenta mais. Podia ter deixado de lado sua escolha, usar o plano B, e ser uma pessoa do bem com a mana, sabendo que Gia é um lixo no Snatch Game e não tinha outra escolha. Mas não. Bateu o pé e disse que não mudaria, birra mesmo. A Trinity se garante no que faz, e se a Gia quisesse fazer o mesmo personagem, boa sorte, vamos ver quem se sai melhor (dentro da cabeça de Trinity: eu sei que faço melhor sem me esforçar muito). 

Quando vi a merda, temi muito pela menina Gia. Sabia que dali ela já estava fadada a se dar mal. Sem um plano B, escolhendo um personagem de última hora, decisão tomada unicamente pelas duas serem recém-chegadas no continente (oi?), não tinha como dar certo. Para mim, tudo foi o jeito de pedir de Gia. Se ela tivesse chegado com mais humildade, jogando a real: “olha gata, eu sinceramente não tenho o que fazer além disso, por favor, me deixe fazer a Caitlyn”, talvez o coração de Trinity amolecesse um pouco e ela cedesse. Mas a abordagem de Gia foi totalmente errada e prepotente, o que só inflou mais Trinity a não ceder.

Outro erro foi Gia ter ido pela cabeça das demais. Todas as queens incentivaram Gia a desistir da Caytlin e fazer a Jenna. Parecia até uma sabotagem coletiva, algo similar ao que PhiPhi fez com Jigly, só que menos aberto e com um ar mais condescende. Todas ali sabiam que Gia ia se fuder com essa escolha. Mesmo assim a fizeram achar que esta seria uma boa ideia. A outra opção de Gia seria continuar com Caytlyn, tentar ser ao menos mediana, e ficar no safe. Mas seria difícil, tanto por suas piadas pareceram todas transfobicas, quanto pelas comparações que iam surgir com o maravilhoso ato da Trinity. Sendo assim, o destina do peixe asiático estava traçado.

O Snatch Game do Amor foi até legal. Mas é evidente o desgaste da formula do programa. Tivemos tantas perf memoráveis, que agora fica cada vez mais difícil fazer um destaque. Como bem-dito por Manila, no começo era mais fácil impressionar. Hoje em dia precisamos de muito. Tanto é, que poucas conseguem se sobressair. Esse ano tivemos apenas duas em minha opinião. Claro que estou falando de Trinity Caytlin e Naomi como Wendy. Maravilhosas. Naomi conseguiu se redimir de seu fraco Snatch, e Trinity só fez aumentar a sua boa impressão, se consagrando como uma verdadeira comedy queen. Um dos problemas que achei na perf de Trinty foi que, boa parte da graça e do tempo, se deu a criticar as demais participantes, além de não ter usado nenhuma referencia própria da Caytlyn. Por isso coloco Naomi em pé de igualdade com ela, pois esta conseguiu ser engraçada sem pisar em ninguém, além de ter encarnado o personagem e seus momentos conhecidos.

Manila foi ok, a performance mais sólida de longe do seu grupo (o que não quer dizer muito). Um safe puxando para o high. Sua impersonificação estava caricata e exagerada. Se privilegiou da divisão dos grupos, pois foi a mais aceitável daquela derrota. Uma que se prejudicou com essa divisão foi Valentina. A latina usou muito mais de esforço nessa apresentação do que na S9 e incorporou bem o personagem, o problema é que suas piadas não funcionaram. Havia bem piores que ela, como Monet, que mereciam o bottom, mas escaparam.

Monique tentou, e fez uma Tiffany engraçada. Acertou em escolher uma personagem caricata negra, a qual ela não precisaria mudar o jeito ou atuar para estar dentro do personagem, um truque que Shangela sempre usou de mão quando conveniente, tanto no Snatch passado, como no stand up comedy S3 (lembrando que a Shang apedrejou Manila quando esta decidiu usar dos mesmos estereótipos para ser engraçada, hipocrisia que chama neah).

Latrice me arrancou risadas na primeira fala, único momento que ela conseguiu falar. Como vimos, Gia interrompeu e tirou a atenção da queen a todo momento. Latrice já não sabia mais o que fazer para continuar no papel, e deve ser impossível se concentrar com alguém te importunando toda hora. Uma pena. Como na S4, dá para ver que esse tipo de falta de profissionalismo tira a paciência da queen. Mais uma vez Latrice é sabotada. Mas a queen já deveria ter aprendido que a produção não vai interferir no desastre de trem, por mais prejudicial que este esteja sendo. Dê seu jeito e trabalhe com o que tem.

No runway, esperava um pouco mais do desafio. Destaques para Trinity, que em minha opinião estava a melhor de todas. Em ordem de preferência, gostei bastante da Gia, com aquela jaqueta e bota fashionistas, linda como uma modelo, única ressalva seria para seu peito, que estava bem masculino. O look de Manila foi divertido, mas teve alguma coisa nele que não fechou por completo e pareceu barato, achei brega, mas acabei comprando a ideia. Valentina impecável na maquiagem e cabelo (como sempre), mas como dito pelos jurados, o detalhe da calça saruel estragou parte do look.

A ideia, bota, e capuz de Monique estavam excelentes, gostei de tudo, exceto da maquiagem (algumas pessoas reclamaram do short jeans, mas para mim não incomodou). Monet veio com um dos melhores looks já apresentados pela mesma e apesar de ter alguns problemas com a aparência desse look, consegui gostar do cabelo, toque modernista do visual e botas como um todo. Latrice veio bem sensual, com um maiô e botas cheias de pingentes, seu look não pareceu caro ou polido, assim como a cor da peruca não estava se encaixando. Por fim, Naomi veio linda nos chifres, mas o formato redondo de sua saia, assim como as sandálias gladiador me deixaram esperando mais da fashion queen.

De convidados tivemos Gus, medalhista olímpico assumidamente gay, e Keynan, ator australiano bissexual. Os dois são fãs do show, dá para perceber pela entrada de Gus referenciando a chuva de flores da Sasha (AMEI) e Keiynan simplesmente arrasou, um amor de pessoa. Dois convidados que podem voltar quando quiserem. Destaque para o cometário de Gus para Gia, elogiando a importância da representação de uma mulher trans no show. Ele poderia ter ido pelo caminho de criticas, mas resolveu ressaltar esse fato, tão importante para a queen. Um amor de pessoa.

Na critica dos jurados concordei com quase tudo que foi dito. Apenas trocaria de lugar o bottom de Valentina e colocaria Monet. Assim como colocaria Naomi no top 2.

Desde o começo do episódio Trinity tinha decidido que ia comandar os rumos e edição do programa. Na deliberação não foi diferente. Ele chegou logo chamando Manila de lado para saber qual é a dela. Entendo a estratégia de Manila, o único problema é que a queen não deveria ter externalizado ela. Seria melhor ter ficado calada com essa estratégia, e fingir qualquer outro motivo para eliminar Valentina. Podia ter pedido uma blusa emprestada a Gia por exemplo. Ou não, bastava aquela conversa fofa e linda que as duas tiveram juntas. De partir o coração. Dali dá para ver que Manila é uma pessoa ótima. Assim como Gia também, ela só se perdeu na pressão do jogo. Boa parte das atitudes de Gia vem de um lugar inseguro, e vendo sua trajetória como pessoa trans, não dá para condena-la por isso. Todos criamos um modo de defesa para lidar com nossas insegurança, normal. A queen assumiu seus erros, se arrependeu, e conseguiu se mostrar uma boa pessoa. Ela precisava daquele momento de desabafo e redenção com uma pessoa compreensiva e apoiadora como Manila. Foi lindo de ver.

Quem saiu muito bem na fita foi Trinity. A bicha sabe como editar sua imagem e parece não falhar um minuto. Deu uma de amiga justiceira “vou te salvar da eliminação Valentina”, conseguindo assim uma aliada, e a simpatia dos minions da latina. Tudo bem pensado e premeditado. Trinity não erra. Definitivamente saiu com uma imagem boa depois desse episodio e já é minha favorita a coroa.

O lip sync tivemos a icônica música de Whitney, How Will I Know. Não foi memorável, mas tivemos uma boa interpretação de Manila. A moça soube passar o ar de apaixonada, indo para o fundo do palco, se escorando na parede (ali ela já tinha ganho da Trinity), caindo no chão para dar um murro. Trinity não fez quase nada e até passos de Manila repetiu. Houve um certo shade de Manila ao ir para a frente de Trinity, ofuscando assim sua performance, logo na hora que a moça estava terminando um passo. No mais, achei a vitória de Manila justa e merecida.

Quando chega a hora de eliminar, aquele suspense. Uma decisão que poderia ter sido fácil, no brain, na cara que Gia ia ser eliminada, mexeu com nossos nervos, devido o todo o drama que as garotas arrumaram na deliberação. Por um momento achei que Manila teria colhões para tirar a fã favorite. Inclusive Valentina estava com o rabo preso, é só ver sua cara de cu durante todo o palco. Tremeu na base. Espero que ela se lembre desse momento de desespero quando Manila estiver no bottom, e retribua a bondade que recebeu da queen.

Basicamente foi isso pessoal. E vocês, o que acharam? Concordam com os resultados? Manila foi sensata? Gia conseguiu mostrar uma boa imagem ao ser eliminada? Já aderiram para o team The Tuck? O que estão esperando dessa temperada? Deixe sua opinião nos coments.

P.S.1: Monet está saturada demais. Já pode sair. Não trouxe nada de novo de sua season, e parece um erro ela ter vindo tão cedo para um AS. Devia ter esperado um pouco mais.

P.S.2: Monet e Monique são as underdog da season. Ninguém está dando muito credito que elas vão longe ou sequer ganhem.

P.S.3: Precisamos falar sobre aquele look de Ru servindo legs for days. Que pernão a Ru tem. Linda e sexy. É uma mudança bem vinda ao corte de vestido que usado por ela usualmente.

P.S.4: Snatch Game não é o forte da Gia. E para Latrice deve ser traumático.

P.S.5: Já dá para imaginar como será o top 4 neah.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Autor

Roz

Engenheiro por formação, escritor wannabe por obrigação. Nem exatas, nem humanas, renascentista. Reinventando-se. Inconformista. Cinéfilo. Cosmopolitan. Shitalker. De Pepita a Bowie. De 80s cheese a Sopranos.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu