A consagração de todo um legado

Hieeee queridxs! Chegamos a mais uma final de copa do mundo do reality que o Vale mais ama se envolver e criticar. Mas só as participantes, decisões e season 7, porque no quesito qualidade não tem do que reclamar. Acho que dá para concordar que essa temporada foi excelente, com todo os episódios no mínimo ótimos, pequenas ressalvas ao 3 e 6. O show conseguiu segurar a onda desde o começo, com novas regras, nova dinâmica e uma surpreendente desistência, ápice no meio, com uma boa dose de vingança e humilhação que todas ama, até essa reta final, nos deixando com dúvida e esperança de uma reviravolta na vitória.

Concebida depois da desempolgante 7, essa season viria para redimir as frustrações passadas, tanto que o antigo produtor foi trocado. Nada melhor que uma crise para desafiar e despertar o melhor de RuPaul (não só para ele neah, isso vale para pessoas, países, empresas). Foi assim com a season 5 depois do fiasco do primeiro All Star, e assim agora. Provavelmente só não foi ar ano passado pelo vazamento de todos os acontecimentos, fazendo Ru dar um tempo para desmentir os rumores e nos tapear um pouco. Pelo menos agora foi provado que dá para fazer um AS de primeira sem recorrer aquele formato bizarro que coroou Chad, e já ansioso para ver as participantes se eliminando de novo no próximo. Sim, tenho certeza que vai ter um AS3. Dessa vez tragam e coroem a William por favor.

Depois da injusta eliminação de Alyssa, as queens se reúnem para deliberar sobre o recém acontecido. Alaska cara de pau comentando o gag de Ru com a decisão, dizendo que Alyssa devia ter avançado e não Roxxxy, sendo que ela fez o mesmo com Tati, a justificativa de não esteve aqui todas as semanas não colou, e não duvido ela ter feito o mesmo com Alyssa essa semana caso tivesse oportunidade, então gata, não vem falar se você não tem moral para isso. A única que o podia era Katya, que mais uma vez é a única a fazer a escolha sensata, mostrando que não tem medo de competição, pois Edwards era uma forte competidora a coroa, de tremer a base de qualquer Detox e Alaska. Katya olha nos olhas de Roxxxy, abaixa e peruca e jura não se tratar de uma vingança pessoal. Sendo você a gente acredita Katya.

captura-de-tela-2016-10-16-14-37-41

No desafio da semana temos uma entrevista no podcast de Ru (mestre do merschan) e Michele, Whats the Tee. Ruim para Detox, que vai continuar sem jantar de Tic Tac. Nada de clipe também, as queens terão que elaborar versos de rap e performa-la com muita coreografia. Por partes.

No podcast deu Katya falando sobre as vozes de ansiedade que ouvia (“Shut the fuck up Brenda”), Detox sendo elogiada pela aesthetic, Roxxxy nada de interessante como a própria, e Alaska foi questionada pelo surto infantil e o retorno de Rolaskatox, sombra pairando desde a saída de Tati. O que rendeu bastante no workroom. Momentos decisivos para conquista da coroa, hora de largar a cortesia, se impor nos argumentos e vender seu peixe, que nesse caso vale 100k. Detox passou o episódio afirmando seus motivos, não cedendo para Alaska e se igualando a mesma. Bitch, bem menos. Se o critério for runway, ok, você reinou, no resto nem tanto. Roxxxy como bem afirmou estava perdida, não tentou sequer convencer pois sabia que não devia nem tá ali.

captura-de-tela-2016-10-16-15-31-18

Tava entre Alaska e Katya. Mesmo com a matemática a seu favor Cotada se sentia ameaçada pela Jinks 2.0, dejá vu, filme repetido. Nada de amizade com a weirdo. A edição comprou a causa e foi reafirmando a vitória que parecia abalada depois do episodio passada. A crise aqui parece que fez bem, mostra vulnerabilidade, não parece ser justificável esse único erro causar a derrota. Único erro não, citaria alguns, mas resumindo em dois, crise (não pela fraqueza e atitude em si, mas só por confirmar essa imagem fake e louca que pintam dela) e Rolaskatox. E como ela bem disse, não seira justo perder a coroa de novo por essa conexão com suas amigas. Ao mesmo tempo que ela se sentia bem por ter as amigas ali perto, ela se sentia mal, por essa conexão estar sendo julgado e mal vista. Muito lindo o momento das três juntas se apoiando.

captura-de-tela-2016-10-15-20-41-36

captura-de-tela-2016-10-16-14-40-20

Dá para afirmar que Rolaskatox é sinônimo de intensidade e qualidade. Onde as bichas chegam fazem melhores temporadas, sabem causar, por bem ou por mal, não deixando um episódio ruim na trajetória, in my opinion, claro. Ru não é boba e sabia que trazendo essas três, cedo ou tarde elas deviam se favorecer com essa nova regra, ouso dizer que esta conhece Alaska tão bem que inflou seu ego todo esse tempo sabendo que ela não ia saber lidar bem com o primeiro bottom no final. Vai saber neah. Só sei que rendeu bem e nos deu uma pequena esperança de um final diferente. Pequena mesmo, e só para as inocentes como eu. Muita gente sabia que simplesmente não ia acontecer.

Soube a vencedora antes de ver e olha, até achei melhor. A medida que ia assistindo só ia parecendo mais claro a condução da vitória, tá tudo lá, nas entrelinhas. E o que ficou do surto foi o salto final no trampolim para levar Alaska a vitória. Um corte me chamou muita atenção, quando as queens estão se maquiando, Detox fala os motivos que devia ganhar, vã tentativa de nos iludir, enquanto Katya diz que é sim possível ela ganhar e mais uma vez Alaska joga os melhores motivos, com sinceridade fala sobre sues erros e afirma ser seu destino, pois ela é a melhor participante drag race ever. Dá logo o premio para Cotada e pronto, não tenta nos enganar com falsas esperanças.

captura-de-tela-2016-10-16-14-44-23

E o momento era totalmente favorável a Katya. As grandes coreografias aumentaram o nível da apresentação, assim como os coachs ex SYTYCD Emmy winner e gaga back dancer, assim como surgiu a oportunidade perfeita para Katya se destacar nos seus passos de dança (imagina Alyssa nesse desafio), importante spotlight a essa altura do campeonato, e gerar preocupação do Rolaskatox.  O resultado final, Read U, Wrote U, ficou muito bom. Um refrãozinho “I’m the one” bem bate cabelo com o resto cantado pelas queens. A seguir a performance individual de cada uma, em ordem de preferência:

– Roxxxy:

Acho que a esse ponto Roxxxy nem está tentando fazer algo digno ou simplesmente ela não sabe fazer nada além de parecer bonita. O que nem está fazendo direito, visto o look mostrando o traseiro na dança. Seus versos também não foram inspirados, e num momento que ela devia mostrar suas qualidades, falou dos defeitos, como o verso que diz, diferente de comédia que não é meu forte aqui estou ahasando. Spoiler: ela não ahasou nada. Nem cantava direito. Certos momentos só pareciam grunhidos. Essa semana rolaram rumores que ela poderia ter nacionalidade brasileira e não duvido nada, dado o joga cabelo em sua performance, e realmente, já havia reparado alguns traços brasileiros nela. No look estava linda, como sempre, quesito runway ficou no meu top 2, inspiração aqui (dica da belíssima Regina Morgan <3), mas nem comentar sobre o conjunto e cota botttom arrastada cria vergonha na cara e pede para sair mulher.

captura-de-tela-2016-10-16-14-54-23

– Detox:

Elogiada como a melhor do rap, não chega a tanto. Acho que aquele exacerbo de elogios foi só para nos distrair. Seus versos não foram muito criativos, a exceção do soletrando seu nome e aquela descidinha, e não tinham uma lógica estrutural maior como as do topo. O lance das cadeiras foi legal, mas detalhes como o fato de ter citado Ru em primeiro, ela em segundo, mostram que ela  precisa de uma aula de marketing psicologia do consumidor Mad Men. Ou só ver uns videos da Susana Vieira mesmo. Foca no primeiro gata, nada de associar seu nome ao segundo. Ou tu acha que quem nasceu para ser Beyonce vai se colocar atras da Michele? E seu runway, senhor, maravilhoso, de longe o melhor. nesse quesito ela reina e mais ninguém. Mas de vencedora por looks basta  Violet, então não dessa vez gata.

captura-de-tela-2016-10-16-14-46-46

– Alaska:

Alaska faz o que pode na coreografia e não faz feio. A diferença de nível com as outras está no rap e nos versos. Ela sim comanda essa área. Experiente no campo, ela se coloca acima de tudo, soberana, vencedora do programa ainda fazendo várias referências ao show. Hey Porkshop. tudo muito afiado e criativo. Olha só como ela usa Ru em seus versos, em vez de se colocar abaixo, diz que muda as regras como se fosse ele. Ela sim sabe se colocar no lugar e isso conta muito. Tanto esse, como o próximo rap, valem ser escutados de novo com mais atenção. Muito bem feitos. Seu look na runway foi ok, vestido glam, ouro, estava linda e diferente do que costuma fazer, mas esperava mais. Parece que ninguém gosta de guardar surpresas para o look final.

captura-de-tela-2016-10-16-14-46-17

– Katya:

Outra que se deu muito bem com os versos. Aqui Katya não sublinha suas qualidades de campeã, ela o faz imprimindo personalidade, seu toque, a sua cara na música e até para quem não conhece, dá para saber tudo do que Katya se trata. Tudo muito bem estruturado e engraçado, cheio de firulas, splits, ponta cabeças com recitação de trava línguas, Lenin in the streets, Dostoevsky in the streeets e sarra com um dançarino magia. Desafio levado ao extremo quando ela faz o rap com sotaque russo. Ela e Alaska quando estão em drag incorporam literalmente uma pessoa, diferencial que as coloca acima da competição. Não é só colocar um vestido, ficar bonita e sair, é ser uma persona. Isso que faz um Drag Star viu Tyra. O look de Katya foi ok, realmente já vimos melhores executados, mas em sua defesa temos o fato dela ter saído direto de sua season para esta, sem ter tempo para aperfeiçoar sua drag e se preparar para a competição como as outras o fizeram e foi comentado no show. Ou seja, não deu tempo renovar o guarda roupa. Mas tá tudo perdoado com aquela descrição de entrada: Eu sou a matriarca de uma poderosa família mafiosa russa prestes a ser assassinada por invejosos familiares. Me transportou para um romance de Tolstoi. Gente do céu, como não amar. Melhores descrições de entrada ever são de Katya.

captura-de-tela-2016-10-16-14-45-32

Na hora das críticas os juízes pegam leve, como sempre nessa parte final, tentando ressaltar os pontos positivos em toda trajetória. Ru se diz confiante em passar seu legado para cada uma das competidoras, mas não sei se valia para Roxxxy também. E como de praxe perguntou o porquê de cada uma merecer ganhar. Alaska mostra o quão preparada vem estando para esse momento e solta um discurso presidencial final de filme convincente e cheio de referências. Detox não mostrou tanta eloquência, podia ter ensaiado um pouco mais. Katya partiu para o lado mais emocional, dizendo quanto tudo aquilo foi importante e a mudou, o que também convence de seu modo. Já Roxxxy nem se ocupou, só fez agradecer e dar margem para liberaram ela mais cedo, o que de bom grado fizeram.

E como não podia faltar, o ultimo lip-sync. Uma balada e música gostosa, mas que não empolgou muito. Pela performance eu achei Detox a melhor. Mas Alaska chega no final para roubar a cena e fazer o que um drag queen deve fazer. Borra a maquiagem, tirando a limpeza de sua aparência, consciente de sua marca e legado. Lixo também pode virar ouro.

captura-de-tela-2016-10-16-14-41-13

captura-de-tela-2016-10-16-14-41-25

Hora da anunciação, nenhuma surpresa. A torcida geral era para a vadia endemoniada russa, mas tava na cara que Alaska ia ganhar esse AS. Torcemos, criamos esperança até o último minuto de que algo diferente pudesse acontecer, mas não. Katya roubou nossos corações (para mim isso tinha acontecido desde seu Split câmera lenta no lip sync com Sasha aqui) e sabemos que nem sempre ganhar é tudo. Nem sempre o que ganha é o que sai vencedor, sorry Chad Michael. Muitas saíram vencedoras nessa temporada, Katya suprema, Alyssa, que em sua temporada ficou meio presa ao drama com Coco e que agora pode mostrar do que é capaz, assim como Tatiana, que apesar de injustiçada, saiu absoluta, cheia de novos fãs, dona do melhor lip sync e bordão da season. Já outras, saíram com a imagem arranhada, pior que entraram, o que pode prejudicar o programa em futuras aquisições.

Cotada Alaska ganhou e também não posso dizer que foi injusto. Ela é fã, se dedicou, deu sangue, suor, talento, e foi ambiciosa. Se essa temporada é sobre legado ela deixou um enorme. Uma das que mais faz sucesso fora do show (a conheci antes de ter ouvido falar dobre o show) e para uma pessoa que se inscreveu desde a season one até conseguir entrar e vindo sair vitoriosa agora, quase dez anos depois, esse reconhecimento era necessário. Tirando nossas favoritas, ela merece o nome no Hall da Fama por de certo modo ser a drag mais pop conhecida celebridade cara do show.

Viram o vídeo que ela lançou? Muitas indiretas, lavagem de roupa suja e desabafos.Só mostra o quanto ela é boa, e mesmo sem a coroa continuaria sendo uma drag super star. Com ótimas letra, engraçada, mais referências sobre sua história no show, cheias de participações especiais (Adore e William beardy soltando confetes com cara nojo roubam a cena) e uma mensagem bem sacada e super válida para todos nós. O show acabou e e todas elas são amigas, não tem para quê ficar de briguinha, criando rivalidade, criticando a outra, dá para ser fã da Katya e Alyssa sem ir ao insta de Alaska e Phi² quebrar o pau. A vida segue e elas continuarão amigas. Assim como fazendo seu trabalho para que possamos apreciar, e quando ele é de qualidade não dá para reclamar. A música, Please come to Brazil é outro exemplo e presente do que essa mulher é capaz. Por favor, cracuda, ouça.

Então é isso. Acabamos assim uma temporada maravilhosa, sobrando apenas o Reunited. Então faça que nem Cotada e traga sua roupa suja, pois vai ter muito pano para passar a limpo. Até lá; (Alaska voice) Byeee !

captura-de-tela-2016-10-16-14-50-03

Anusthing is possible. O melhor é a tradução, bastante precisa.

  • Mama Ru Lessons: And remenber, support your local queen.
  • Falta muito para a S9?
Robson Abrantes
Robson Abrantes

Estudante de engenharia na semana, escritor wannabe nas horas vagas e sonhador integralmente. Nem de exatas nem de humanas, renascentista. Morando em Campina Grande. Reinventando-se desde 92. Inconformista. Cinéfilo. Cosmopolitan. Shitalker. Teve seu 1º contato com o mundo das séries nas madrugadas do SBT, e ainda segue agarrado a esse vício.
Deixe-nos um comentário!
  • Eduardo

    Ok, ok, ok…. Mesmo com a bola cantada meses atrás, a gente seguia acreditando que um reality pré-gravado ainda poderia guardar um plot twist… Na verdade, ganharam todas as que mereceram, Katya (1), Tatianna (2), Alyssa e Detox (4) já estão no meu coração. Os números são minhas escolhas, digo. E que venha a season nine! E parabéns pra vc tb, Robson, pelas ótimas resenhas!!!

    • Robson Abrantes

      olár Eduardo, tudo bem?
      pois é, a gente cria aquela esperança do fav ganhar, mas já sabendo que as cartas tão marcadas.
      concordo com todas suas escolhas e ranking, agr é só aguardar o reunited (torcendo para phi2 aparecer) e s9
      muito obrigado pela presença e pelo carinho eduardo, até mais;)

%d blogueiros gostam disto: