None of them survived.

Por que, excepcionalmente hoje, uma review dupla? Olha, ainda bem que eu não tô sofrendo da mesma senilidade que RuPaul Charles, porque nos dois últimos episódios do reality aconteceu tanta coisa, que nem faria sentido duas reviews pra contar uma única história.

rupaul bitch perfect

Sem mais delongas, vamos aos fatos: no main challenge do ep. 2, as queens foram divididas em dois grupos para encenar uma paródia do amorzinho Pitch Perfect, e a partir daí vão se desenrolando os fatos da trama (sempre quis escrever isso). Acontece que todo o medo das queens no início ocorreu por nada, porque ninguém tem que cantar esta semana. O desafio é equivalente ao Glamazonian Airways da season passada: o desempenho do grupo será julgado por sua capacidade de lipsync coreografado e combinação de todos os mash-ups de músicas da própria mama Ru. Claro, available on iTunes.

bob the drag queen

Chi Chi e Cynthia, como vencedoras do mini challenge, definem suas equipes:

Team Cynthia: Bob, Derrick, Laila, Robbie e Kim.

Team Chi Chi: Acid Betty, Thorgy, Dax e Naomi.

Não é surpreendente que Kim foi escolhida por último, dada sua falta de habilidade de dança e, como ela mesma confessou, “eu também não iria me pegar”. O que me surpreendeu foi Naomi também ter ficado por último – isso me lembra uma certa winner que também passava pelo mesmo mal na season passada…

Bom, no desafio, Ru apresenta os juízes e graças a Deus, não temos Carson ou Ross nesta semana. A bancada está a mais bela da herstory, com Lucian Piane – que organizou o mash-up para o Bitch Perfect -, Jamal Simms e Ester Dean. Eles ficam felizes em assistir à apresentação, que mediante o que vimos nos ensaios parecia um desastre, mas… até que não foi ruim. Na verdade, foi bem boa mesmo.

Após a apresentação, vêm os julgamentos da passarela. Thorgy, Acid Betty, Naomi e Kim são bastante elogiadas por seus looks, ao contrário de Dax, Cinthya e Laila, que são bem criticadas pelo Brasil inteiro. Por fim, quem surpreende é Chi Chi por ser vencedora do desafio (nota do editor: chupa, Acid Betty) e Laila e Dax ficam no bottom 2.

laila and dax lipsync2

A música do lipsync desta semana é nada mais, nada menos que “I Will Survive”, de Gloria Gaynor. APENAS o hino do movimento LGBTTTACS desde a criação do Universo. Quando se tem algo tão icônico num reality show, você sabe o que está por vir. E é… acho que já era previsível o que estava por vir. Elas não se entregam, não dão o melhor de si, e é um lipsync realmente VERGONHOSO. Não consigo achar palavras mais eufêmicas para isso. Honey vs. Vivienne, Fame vs. Pearl e Sahara vs. Shangela perderam lindamente o posto de piores lipsyncs da herstória.

O julgamento de Ru não poderia ser diferente: DOUBLE SASHAY AWAY. É triste, mas é verdade. O lipsync for your life é o momento que resume toda a carreira da drag ali, naquele momento. É triste por sabermos que Laila e Dax com certeza tinham muito mais para mostrar, mas em reality shows sabemos que cada momento conta, e os olhos estão muito mais atentos para os erros.

Acho que depois que todo mundo assistiu ao retorno de sua santidade Trixie Mattel na temporada passada, eles queriam nos pegar de surpresa com essa dupla eliminação. E eles fizeram! E para um toque final, Ru toma emprestado o telefone de Michelle para fazer uma chamada para uma pessoa misteriosa, convidando-a a voltar para o show.

rupaul calling

Durante a semana, discutimos muito sobre quem estaria voltando. Porkchop? Tempest? Max? Shangela dentro de uma caixa? Lady Bunny? SANTINO ♥? Porém, o que aconteceu foi o que já era esperado. A maldita Naysha Lopez retorna à competição, num acesso de demência que só RuPaul sabe fazer.

naysha lopez returns

Aquela que foi mandada de volta para casa no primeiro episódio. A temporada ainda não andou tanto assim, então qual o sentido? Não tem sentido. Teria sido muito mais justo trazer uma queen de uma temporada anterior (e até as próprias queens desta já haviam aceitado isso), e não simplesmente a Miss Continental que fez um vestido cagado, um lipsync cagado e uma coreografia mais cagada ainda. Mas né, parafraseando a eterna Kennedy Davenport, “she is… B-B-B-BEEEAUTIFUL”.

Bem, vamos ao desafio: as queens têm que recriar uma cena baseada em Empire. Já tá começando a cansar essa história de desafios em equipe – acabaremos tendo o mesmo tédio que na S7, e minha expectativa sobre group challenge após group challenge após group challenge começa a se confirmar.

O ponto alto emocional do episódio vem na Werk room, onde Thorgy revela que sua mãe morreu de câncer quando ela tinha apenas 19 anos de idade, e que sua família só revelou que ela estava morrendo no dia em que ela morreu. Gosto muito dos momentos de vulnerabilidade, em que vemos que as queens são pessoas como nós, que passam pelos mesmos problemas e, por continuarem de cabeça erguida, servem-nos de modelos de recuperação e autoconfiança. Kudos for Thorgy.

rupaul rollers

Na passarela, para o desfile Rollergirl Realness, as rainhas tinham que usar patins e preparar um look que harmonizasse com isso. A maioria parecia no ponto, exceto Naomi Smalls, que fez o que sabe melhor: a combinação biquíni + 16 metros de pano; Bob The Drag Queen, que tentou disfarçar sua incapacidade de andar de skate com um corpo do robô; e, Cynthia Lee Fontaine, com uma roupa que trabalhou a partir do umbigo para cima!”), mas falhou completamente de lá para baixo (calções largos, meias arrastão vermelhas, meias brancas). Após isso, a exibição dos pilotos de RuCo’s Empire!

group-1-rupauls-drag-race-season-8-episode-3 drag queens comedy rupaul

De volta à passarela, Naomi, Chi Chi, Kim e Naysha foram declaradas salvas. Aqueles que permaneceram representam os altos e baixos da semana. Talvez nem precise dizer depois da exibição de RuCo Empire, mas Bob The Drag Queen foi a vencedora. Certamente também não é preciso dizer que o bottom 3  incluiu Derrick, Cynthia e Robbie, tendo as duas últimas sido as “escolhidas” para o lipsync for your life do episódio.

RuPaul lhes deu uma escolha: “Vocês querem dublar usando saltos ou patins?” Cynthia escolheu saltos, mas imediatamente após ela, Robbie disse que dublaria de patins. E realmente o fez, e nos deu um espetáculo de encher os olhos. Ao final da dublagem, foi salva, e nossa querida Cynthia recebeu seu passaporte de sashay, away.

cynthia lee fontaine sashay away

E aí, gurl, o que VOCÊ achou do episódio, das opiniões, dos looks e da eliminação? Comenta com a gente!

 3 queens saem, 9 queens permanecem. Vejo vocês na semana que vem, com mais uma review do melhor reality show EVURRRRRRRRR!

 P.S.: APOIE SUAS QUEENS LOCAIS!

Henry Kapranos
Henry Kapranos

Se quiser falar de amor, fale com o Marcinho. Comigo você vai falar sobre reality shows, pop trending e cultura de gênero.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: