Posts Populares

RuPaul’s Drag Race – S09E10 – Makeover: Crew Better Work

Tudo tem um fim. Ou um começo após ele.

A nona temporada de RuPaul’s Drag Race chegou finalmente ao seu potencial na semana passada, com um episódio hilário e cheio de drama, e com um lipsync e eliminação de caírem o e queixo. O ímpeto continua sendo mantido  com o episódio de makeover desta semana. Claro, não foi no mesmo nível de entretenimento, mas perder uma favorita como Valentina lembrou às candidatas que qualquer uma delas pode ir pra casa se estragar tudo, e inconscientemente isso as força a serem mais sérias e espertas sobre sua concorrência. Os laços de irmandade estão se enfraquecendo à medida que o final se aproxima, e as queens se concentram mais em vencer, em vez de se ajudar mutuamente.

Exceto quando se trata de Nina. Ela recebe apoio emocional de outras queens que percebem que ela está se sentindo para baixo após a eliminação de Valentina, e quando ela decide costurar um look para a runway, Shea a ajuda com a máquina de costura. Nina luta contra a depressão e a insegurança muito intensas, e isso limita o quanto ela é capaz de obter nesta competição. Não é algo que ela pode apenas ligar e desligar, e não importa o quanto outras queens a elogiem – ela simplesmente não consegue parar de duvidar de sua capacidade. Os concorrentes de Nina querem vê-la abraçar sua ferocidade, mas já se cansaram de dar seu apoio, uma vez que não tem impacto. Por um momento pareceu que o enredo de Nina iria envolvê-la a descobrir sua autoconfiança e, finalmente, a acreditar em seu talento, mas sua história é, em última análise, sobre como é difícil sair daquele espaço negativo quando você está em uma alta situação de estresse que envolve crítica constante.

O twist para o desafio de maquiagem dessa temporada é que as queens pegarão os membros da produção do programa como suas irmãs drags, então é um grupo de homens que não se montam, mas estão muito familiarizados com o que isso implica e estão agradavelmente confortáveis na workroom. Sasha tem a maior pressão sobre ela, porque escolhe Duncan para ser seu par, o diretor associado que é basicamente o comandante de tudo quando RuPaul não está por perto. E o legal disso é que ela está visivelmente animada em criar sua nova irmã drag. Duncan tenta moderar seu entusiasmo e manter sua seriedade, mas está claro que ele está se divertindo trabalhando com Sasha. Dunatella Velour, então, tem um dos looks mais fortes da runway, e ao final do episódio, Sasha é a única queen que ainda não teve que dublar por sua vida.

As únicas irmãs com uma semelhança familiar mais forte que Sasha e Dunatella são Trinity Taylor e Gittafa Dayz, que se destacam com um tuck de primeira. A parte interessante de Rizzo nisso tudo é a sua abertura para discutir sua frustração acerca das linhas de gênero na atualidade. Ele conversa com Trinity sobre sua dificuldade de não se encaixar no padrão masculino social dos dias de hoje, e essas conversas criam uma intimidade entre os dois que ajudam muito na conexão das irmãs Trinity e Glittafa. O tuck está certo, o cabelo, maquiagem e figurinos estão no ponto e elas têm a melhor coreografia do lipsync, fazendo assim com que a garota Taylor conquiste sua terceira vitória no programa.

Os jurados julgam Peppermint por vesti-la e vestir sua irmã, Winter Green, em trajes diferentes, mas é até fácil perdoar a falsa moda quando seu cabelo, maquiagem e química são tão bons. Winter Green realmente ensombra sua irmã por estar tão animada com sua performance, só que isso é meio que um problema. Isso significa que as parceiras tiveram um relacionamento que motivou Winter para deixar-se livre e se divertir, e eu não acho que ela teria se emocionado tanto se Pepper não tivesse feito um trabalho tão grande. Os jurados deveriam reconhecer mais o crédito de Pepper em deixar Winter tão bela e excitada na passarela.

Nina trabalha com Aaron, o coordenador de arte, que percebe que Nina está lutando e compartilha sua própria experiência com a depressão, na esperança de colocar a cabeça da queen no lugar durante o jogo. Nina não costura, então é uma decisão bem burra criar um look quando há tantas outras coisas a fazer nesse desafio, e ter esse obstáculo extra mata o pouco de confiança que ainda restava na queen. Os looks da runway de Nina e Ariana Bo’Nina Brown são confusos e pouco inspirados, com a mesma silhueta que Nina usou repetidamente e maquiagem que não parece boa nem de perto, nem de longe. O rosto, inclusive, não orna com o corpo, e no geral Nina parece apenas desistir nesta semana.

O episódio dessa noite é o primeiro tiro no pé de Shea desta competição, e é um exemplo clássico de uma queen focando mais em si mesma do que em seu parceiro. Não vemos muita interação de Shea com Josh, e há alguns problemas básicos que fazem Bae Coulée parecer muito desleixada comparada com sua irmã drag. A peruca obscurece o rosto de Bae, não cobre sua linha de cabelo na nuca e as alças de seu sutiã estão à mostra. Shea tenta consertar a peruca na runway, mas é tarde demais nesse ponto, pois os jurados já conseguiram um comentário negativo para fazer logo depois. Shea termina dublando contra Nina, e o drama pessoal entre as duas dá ao lipsync uma carga emocional extra.

 

Mesmo que eu imaginasse que Shea chegaria ao final da competição sem dublar, estou feliz por ter a oportunidade de ver o que ela pode fazer quando tem que lutar para permanecer no jogo. Ela se conecta imediatamente com a cação e deixa transparecer em seu corpo inteiro que ela não precisa de nenhum truque acrobático, mostrando que uma canalização é suficiente para virar o jogo a seu favor. Infelizmente, esse lipsync é diminuído pela renúncia de Nina, que desde o começo parece ter perdido todo o impulso para continuar na competição.

Dado que esse é o terceiro bottom de Nina e o primeiro de Shea, eu até entendo por que a queen perdeu a esperança. Porém, tem se tornado um costume nesta temporada o fato das queens não colocarem o coração no lipsync. Poxa, é a última chance de mostrar seu talento em rede nacional, e mesmo se você acha que não há chance de ficar na competição, você deve dar tudo de si e sair por cima. Chegar a esse ponto é difícil pra Nina, e depois de uma experiência negativa no show, ela está pronta para pôr fim ao estresse e ir para casa. Espero que seu tempo no Drag Race a tenha ajudado a perceber seu talento notável, pois ela tem muito mais potencial do que sabe.

Bem, restam apenas 5 queens. Para quem vão suas apostas e por quê? Fala pra mim nos comentários!

AVISO: Texto livremente traduzido e repostado do site A.V. Club, sob responsabilidade de Henry Kapranos. Clique AQUI para conferir o conteúdo original. 

gostou da matéria? deixe um comentário!

9 comentários para “RuPaul’s Drag Race – S09E10 – Makeover: Crew Better Work”

      Renan Lima
      29/05/2017 às 18:30

      Pra mim a grande vencedora foi a Sasha. Além do tuck, não vi nada demais na montagem de Rizzo, pelo contrário, Michelle criticou Nina por estar de maiô mas Trinity fez a mesma coisa. Mesmo com esse deslize, o histórico de Shea continua impecável e a disputa está entre ela e Sasha, com Trinity correndo logo atrás.


      Bruno Granado
      29/05/2017 às 18:40

      Ela criticou Nina por estar de maiô mais uma vez.


      Henry Ribeiro
      30/05/2017 às 15:53

      Oi Renan, eu também esperei muito que a Sasha ganhasse! Pra mim estava maravilhosa!


      Bruno D Rangel
      31/05/2017 às 14:56

      Concordo que Trinity não fez nada de mais.


      Bruno Granado
      29/05/2017 às 18:41

      Esperando ainda uma temporada onde no meio da temporada a prova principal seja de lip sync, daí não teremos desculpas e veremos qual chegará no final sendo também uma ótima performer.


      Henry Ribeiro
      30/05/2017 às 15:52

      Oi, Bruno!

      Eu também espero pelo mesmo, pois os desafios de lipsync sempre são grupais… se rolassem batalhas duas a duas ou lipsyncs individuais, imagina aí que plot?!


      Eduardo
      29/05/2017 às 22:17

      Alexis tão irrelevante que não aparece nem na review, kķkk.

      Até aqui Sasha lembrando Violet S7, mas não acho que leva – vai perder pra “irmã de coração” Shea Coulé.

      O próximo lipsync deve ser Trinity x Alexis, com a segunda indo (tarde demais) pra casa. E Peppermint em 3o lugar.


      Henry Ribeiro
      30/05/2017 às 15:52

      Oi, Eduardo!

      Então, Alexis pra mim não fez nada de impressionante, e eu tinha muito mais o que falar das outras queens, então… quase que Peppermint fica de fora também, mas graças a Winter Green ela apareceu! Hahahahaha

      Também acho que Sasha perde para Shea, sendo que eu torço pela carequinha. Talvez Ru não dê a coroa a ela por Shea ser mais “povão”.

      E eu acredito que Alexis saia no próximo lipsync também, mas queria acreditar que o Top 3 teria Trinity no lugar de Peppermint 🙁


      Bruno D Rangel
      31/05/2017 às 15:00

      Se Shae saísse, as pessoas iriam invadir a VH1 e esfolar Rupaul kkkkkk Acho que ela colocou Shae no bottom pra não ter chance de ter que continuar arrastando a Nina.

      Mas falando sério, seria a maior injustiça da vida. Shae com certeza leva essa coroa. Minha simpatia total vai para Peppermint, mas não vejo ela no mesmo nível de Sasha, Shae e Trinity, que seria a final mais justa. Elas são as que mais tem vitórias e são as mais consistentes durante a temporada toda.

      E Alexis? Bom, Alexis é Alexis e já passou do tempo.


Panela de Séries

Usuário admin do Panela de Séries.

    Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries