Posts Populares

Segunda Chamada – S01E06 – episódio seis

O episódio mais triste e dolorido até aqui.

Eu não sei dizer o quanto esse episódio me fez mal e como ele mexeu comigo. É certo que todo episódio de segunda chamada é uma ferida diferente que mechemos na sociedade, mas, esse em especial foi mais profundo, saca? Você entender a valorização do ser humano enquanto indivíduo e as suas necessidades é algo muito louco e de extremos passionais. Pega o lance comigo, Natasha, uma travesti que mata um leão todo dia para ser aceita e ser vista como alguém na sociedade; amar, ser amada, ser valorizada é o mínimo que ela precisa, e ter um macho só para usar do seu corpo e na hora que tem que assumir simplesmente dizer que não ta pronto pra isso, além de ser degradante é muito, muito doloroso. Todas as questões emocionais que ela já luta todos os dias, só ganham mais forças contra ela.

E talvez você não conviva ou nunca tenha tido uma relação direta com uma travesti, porém, eu duvido você nunca ter visto um catador e duvido mais ainda se na lata de lixo mais próxima da sua rua não exista um agente de reciclagem. Esse é seu Sílvio, homem simples, humilde que não tem onde morar, vive de reciclagem e mesmo assim não abandona a escola por nada nessa vida. Segunda chamada mostra como somos egoístas presos em nosso próprio mundo repleto de interesses, seu Sílvio estava ali na sala de aula todos os dias com as mesmas pessoas e ninguém nunca parou para descobrir mais um pouco da vida dele e só soubemos depois que a sala reclamou do mau cheiro do coitado. Temos que parabenizar o elenco dessa série que é espetacular e Thalita Carauta tem dado um show de interpretação na pele da professora Eliete, dificilmente eu vou ver uma cena com ela e não vou me arrepiar ou ficar impressionado, e cena dela levando seu Sílvio para uma sala abandonada da escola para que ele pudesse morar ali, foi um desses momentos, pois, ali ela estava não só dando um teto para o desabrigado mas alimentando o sonho de quem já não tinha mais motivos para isso. O que Eliete não esperava é que Seu Sílvio tinha um cachorro que era o seu companheiro de luta e entre ter um cantinho para ficar e se desfazer de seu companheiro, seu Sílvio preferiu continuar na rua e tomar banho no chafariz da praça. Isso que é amor de verdade.

É até covardia falar de atuação nessa série, minha gente, o que foi a cena do dialogo entre Natasha e Sonia? Era uma mistura de emoção com admiração que não cabia em mim, duas realidade tão distintas e tão próximas ao mesmo tempo não é verdade? A travesti que só quer ser amada e a mulher que esqueceu de se amar. A peça contrastando com a realidade do Micon foi o ponto alto da construção perfeita do episódio, os alunos cantando sobre sua fome por arte que é devorada pela necessidade de se alimentar e sobreviver, os meios e os modos de realidades que temos que passam desapercebidos todos os dias pelos nossos patrões.

Maicon é mais um na estatística, desempregado de periferia com um bebê pra criar e uma mulher doente. Nem todos os seus esforços foram o suficiente para se manter no emprego e a sua situação agora não era uma das melhores. Entendam que a série não quer justificar um assaltante ou generalizar todos os casos, mas será que nós já paramos para analisar que alguns casos de fato o desespero é maior do que qualquer racionalidade ou pensamento positivo. Assaltos em escolas são mais comuns do que a sociedade pensa, quem vem de escola pública e sente na pele que a segurança é quase nula, sabe muito bem do que a série diz; quantas vezes invadiram a escola que eu estudava e roubavam os celulares dos alunos silenciosamente sem ninguém perceber? Diferente ou não dos meninos que invadiam a minha escola, Maicon estava ali gritando socorro da única forma que ele entendeu que poderia gritar e no fim, o resultado é sempre o mesmo, eles sempre voltam para cobrar

gostou da matéria? deixe um comentário!

Dam Souza

Baiano que tem caruru e vatapá no sangue, aquele que é o canto da cidade e só discute com quem entende de Inês Brasil.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries