Posts Populares

Segunda Chamada – S01E11 – Episódio Onze (Season Finale)

E tenho comigo pensado, Deus é brasileiro e anda do meu lado
E assim já não posso sofrer no ano passado.

Um ano letivo é formado por tantas coisas, tantas emoções, conflitos coisas tristes, alegrias… Tudo isso partilhado por um grupo de pessoas que estão ali convivendo diariamente ajustando suas diferenças e realidade de vida. E quantas realidades vimos por aqui não é mesmo? Tivemos Lúcia na sua busca implacável para conseguir entender o que houve com o seu filho, Sônia tentando lidar com as agressões de um casamento abusivo, Marco André lutando todos os dias para mostrar que cultura também importa e faz a diferença e claro, tivemos a vida difícil da Natasha, a Luta da dona Jurema para se formar na terceira idade, o trágico desfecho de Maicon Douglas e Rita Maria representando a vida de muitos nesse país… Enfim, Segunda chamada encerra o seu ano letivo dando uma lição de ética e cidadania para um povo que perdeu o seu senso de ajuda e de humanidade para com o próximo.

Finalmente Lúcia respondeu todos as dúvidas que rondava os fatos da morte de seu filho e talvez isso tenha feito mais mal a ela do que bem, pois, só agora ela percebeu como tinha sido desatenta com o seu filho. No fundo eu acho que isso é a cobrança que toda mãe sofre não só dela mesma, mas de toda a sociedade que impõe e responsabiliza a mesma pelos atos de seus filhos. óbvio que ela poderia ter sido mais aberta com Marcelo, mais franca e maleável, mas, a falta disso não a coloca numa posição de culpa pela morte de seu filho. A vida de Lúcia agora está totalmente de cabeça para baixo, pois, além de se livrar do peso da morte de seu filho, ela também estava dando uma nova oportunidade para sua vida e Jaci não está incluso nisso.

Cleiton foi o personagem que mais cresceu nos últimos episódios e trouxe uma trama MUITO real e necessária para nós; o menino pobre, preto da favela que vê no crime não só algo lúdico, mas vê também a chance mais real e provável de conseguir colocar comida em casa. E mesmo com o seu irmão preso, ele sentiu o real peso de o crime tem na vida da pessoa, pois, era a única forma de vida que ele conhecia. A cena dele sendo preso sem mais nem menos só por ser negro foi uma das coisas mais reais que a série já poderia abordar, gente, é sério, TODO negro que mora na periferia já sentiu amedrontado com a presença da polícia com medo de ser confundido com algum bandido ou até mesmo de apanhar de graça, porque sim, a polícia nos agride sem que façamos nada por muitas vezes. Com certeza depois disso Cleiton vai entender como ele precisa ser muito mais do que só mais um negro confundido com ladrão.

Wallace veio como um tiro de canhão nesse último episódio. O trabalhador que da um duro danado para por a comida em casa mas que ainda tem sonhos e deseja terminar a escola mesmo com todo mundo dizendo o contrário. O trabalho constante e a a falta de tempo para se dedicar a escola é um fato para todo mundo que estuda a noite, só que a pesca não é o caminho, mesmo que pareça o mais fácil e a única solução no momento, ela não garantia de conhecimento e isso é mais importante que uma prova. Quando Jaci pega Wallace colando, ele imediatamente reprova o rapaz e naquele momento para ele tudo tinha perdido o sentido, pois, todo o tempo que ele brigou com as pessoas para provar que tudo aquilo valia a pena foi por água abaixo e a primeira coisa que veio em sua mente foi tirar a própria vida, a cena de Lúcia triando ele da beirada do prédio e ajudando ele a recuperar o sentido da vida foi lindo.

Segunda chamada chega ao fim valorizando a importância do ensino e como realidades diferentes conseguem interagir num mesmo ambiente. Isso é a escola, é para isso que ela serve, trazer cultura, ensino e acima de tudo o cuidado com o ser humano sem importar o que ele seja ou que ele tenha. Segunda chamada sai do ar dando aula e ensinando o Brasil que precisamos ser comunidade.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Dam Souza

Baiano que tem caruru e vatapá no sangue, aquele que é o canto da cidade e só discute com quem entende de Inês Brasil.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries