Posts Populares

Stranger Things – S03E03 – Chapter Three: The Case of the Missing Lifeguard

A temporada começa a encaminhar a treta toda e só nos resta gritar: QUE HINO! 

A princípio eu quero deixar claro aqui a saudade que eu estava da minha série. Desde 2017 não tínhamos episódios, bicho. Pode isso? Meus bebês estão gigantes, fiquei chocado com a pegação de Mike e Eleven, estou traumatizado até agora. Felizmente temos o ícone Max pra fazer a El desgrudar do chato do Mike. Que amizade é essa? Meu coração não aguenta tanta perfeição.

Mas vamos lá pro nosso episódio, que inclusive começa exatamente com Eleven e Max passando um tempo juntas falando mal dos meninos, amo. E como Eleven não é besta ela resolve usar seus poderes pra ficar de olho no que Mike e Lucas estão fazendo e obviamente fica chocada com a nojeira, errada não está. Mas o negócio fica feio quando as meninas resolvem continuar a brincadeira, porém sorteando um nome de outro cara de Hawkins e acabam por sortear o nome de Billy. Eleven percebe que ele estava fazendo alguma coisa estranha que envolvendo uma garota e junto com Max resolvem investigar.

Pra nós que já assistimos os episódios anteriores e sabemos o que Billy fez não nos é nenhuma surpresa, claro, mas eu particularmente acho muito interessante quando uma série consegue trazer uma notícia de algo que aconteceu anteriormente e que vai servir pra engatar o plot pra outros personagens e conseguem fazer isso de uma maneira não óbvia e forçada. Foi bem legal desde a brincadeira das meninas até o momento que o clima infantil corta e entramos na treta. O que quero dizer é, a série em alguns momentos é extremamente inteligente na hora de construir a história e isso é um dos motivos que me fazem te-la como uma de minhas séries favoritas.

No entanto, enquanto nesse ponto eu trago elogios a série, em outro algo me incomodou nesse mesmo quesito. Não desceu ainda o fato de que eles engataram o núcleo de Joyce e Hopper com um simples fato dos imãs de geladeira não estarem grudando mais. É isso que é algo forçado, na minha opinião. Explicaram, explicaram, explicaram e não conseguiram tornar isso menos forçado do que foi. Me incomodou muito? Claro que não. Só acho que eles deveriam ter construido isso melhor, até porque tem tudo pra ser um dos melhores, senão o melhor, núcleo da temporada. Primeiro porque Joyce e Hopper é o OTP da série e nada mais importa a não ser minha opinião. Segundo que o núcleo dos adultos é sempre aquele com mais dedo no c@ e gritaria então é mais pesado. De qualquer forma, a relação dos dois é incrível demais e eu adoro cada momento deles juntos. Tanto Wynona quanto o David são dois monstros da atuação.

Enquanto isso, Nancy continua tentando encontrar ser aceita pra escrever no jornal de Hawkins e isso nos leva a um dos grandes acertos da temporada até então. A série conseguiu mostrar como aquele lugar era tóxico e machista pra Nancy. Mesmo se esforçando demais ela conseguiu apenas deboche, sem contar que era a única mulher trabalhando ali e ainda como empregada. Isso é importante pra lembrar como era o mercado de trabalho da época e o quanto precisa melhorar nos dias de hoje. Mas, como Nancy é um ícone, apesar de ter seu trabalho rejeitado ela não desiste e continua indo atrás de sua história, e é claro que isso vai dar muito ruim depois. Inclusive, algo que melhorou bastante da temporada anterior pra essa foi a química de Nancy e Jonathan, os dois juntos trabalhando como uma dupla é tudo pra mim.

Uma coisa que me deixou bastante incomodado nesse episódio foi a maneira como os meninos, principalmente Mike, trataram o Will. É lógico que eles estão na fase de começar a namorar e com isso esquecem de todo o resto. Mas nunca passou por algo assim? Um amigo começa a namorar e esquece que existe amizade, é um saco. Além do fato de que Will dentre todos os outros meninos foi o que mais sofreu e passou por uma barra, praticamente perdeu parte de sua infância. Ele só queria que sua vida voltasse a ser como era antes, pelo menos uma parte dela, e isso inclui seus melhores amigos. Faltou empatia ai, e muita.

Falando de meninos, o que dizer da amizade Steve e Dustin? Simplesmente nenhum defeito. E agora com a icônica Robin o trio está mais que perfeito. Um adolescente e dois vendedores de sorvete descobrindo uma base secreta de russos que aparentemente são ruins e estão tramando alguma coisa. Isso dá um filme de ação e um dos bons, cade os roteiristas de Velozes e Furiosos quando se precisa deles? Agilizem ai, por favor. O núcleo deles tem tudo pra ser um dos divertidos, mesmo que seja um dos mais doidos e eu tô muito ansioso pra ver como isso vai se desnrolar no decorrer da temporada.

Por fim, Max e Eleven vão até a casa da salva-vidas desaparecida e lá elas encontram Billy e tudo parece estar normal, mas claro que não está. Após elas saírem a coisa que está dentro de billy se ”manifesta” e se lembra de Eleven fechando o portal, mas agora ele foi aberto de novo e isso desencadeia toda a treta. E o que foi aquilo com a senhora que Nancy e Jonathan tinham visitado anteriormente e agora tá doida? Putz. O episódio acaba com os pais de Heather sendo atacados por ela e Billy e com Will sentindo que ”ele” voltou. O Devorador de Mentes. O que será que Billy está fazendo? Agora que a treta ta plantada de vez eu só quero ver o circo pegar fogo, ansioso estou.

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Erik Lacerda

Paulista, 17 anos, não bebo mas rola um cantinho do vale de vez em quando (ou é cantina? não sei). Amo comentar sobre tudo o que assisto porém nenhum amigo meu tem paciência pra me ouvir falando besteira sobre GOT, Grey's e How I met Your mother, por isso estou aqui.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries