Posts Populares

Strike – S03E01 – Career Of Evil, Part 1 [Season Premiere]

Totalmente normal receber uma perna decepada pelo correio.

Para quem não se lembra, Strike é baseada numa série de livros de Robert Galbraith (pseudônimo da J.K. Rowling), e até agora foram lançados somente três livros: “O Chamado do Cuco” (The Cuckoo’s Calling), que foi adaptado na primeira temporada de Strike em três episódios, “O Bicho-da-Seda” (The Silkworm), adaptado em dois episódios na segunda temporada da série, e o terceiro e último (até o momento), Vocação Para O Mal (Career Of Evil), que será dividido em duas partes também. Acho importante ressaltar que cada livro é adaptado para uma curta temporada da série, mas como a rainha (muito problemática) Rowling ainda não lançou o quarto livro, não temos como saber quando a série voltará para a quarta temporada!

Career Of Evil já começa babadeira quando a Robin, ao chegar ao escritório, recebe por meio de um entregador (que não tirou o capacete em nenhum momento, percebam) um pacote que continha nada mais nada menos que a perna decepada de uma mulher. A partir daí, tudo começa a ir de mal a pior muito rápido.

Strike imediatamente suspeita de três homens do seu passado, que possuem personalidades muito violentas e motivos muito fortes para quererem ameaçá-lo: Niall Brockbank (que no livro se chama Noel), um pedófilo que foi investigado por Strike no passado por ter estuprado a sua filha, mas que não foi condenado porque a menina infelizmente teve medo e negou que os estupros aconteciam; Donald Laing, um ex-soldado do Exército Britânico que Strike conseguiu mandar para a prisão após ter agredido sexualmente e mantido amarrada em cárcere privado a sua esposa à época; e Jeff Whittaker, ex-padrasto de Strike e rockeiro/satanista falido que matou a sua mãe, Leda Strike, com uma overdose de heroína, mas foi inocentado em julgamento mesmo Strike tendo testemunhado contra ele.

Tudo fica mais interessante porque a perna foi enviada juntamente com um papel com parte da letra da música “Mistress Of The Salmon Salt”, da banda Blue Öyster Cult (que existe de verdade, caso queiram ouvir!), considerando que a mãe de Strike, Leda, tinha o título dessa música tatuado no baixo ventre.

Jeff Whittaker e Leda Strike, durante os anos 90.

Robin também não está exatamente se divertindo nessa história, considerando que a perna foi endereçada a ela, e que Matthew não para de reclamar do quão mal ela ganha (menos que um salário mínimo) por um trabalho perigoso e com horários fora do normal. Além disso, também há o medo que ele tem de que ela e Strike tenham um caso, o que é, no mínimo, HIPÓCRITA, considerando que ela consegue arrancar dele que ele teve um caso com a amiga do casal, Sarah Shadlock (aquela que não parava de encher o saco no começo do episódio, provocando e falando sobre como o Strike era atraente por ser meio largado, como ela e o chefe ficavam sozinhos o dia inteiro no escritório, etc.), quando Robin estava em casa vários anos antes, após ter desistido da faculdade depois de ter sido estuprada.

E já sabemos que o assassino é alguém, no mínimo, ousado, porque ele seguiu a Robin em duas ocasiões (quando ela estava sozinha chorando e no pub, quando ela foi beber). Mas ele também não é muito inteligente. Chamar Cormoran para o mesmo prédio onde a menina foi morta foi perspicaz, para tentar incriminá-lo, MAS se Strike fosse realmente o assassino não faria sentido algum ele mandar a perna para si mesmo, obviamente.

Então, Strike e Robin seguem a pista da irmã de Brockbank, Holly, que mora em Barrow-in-Furness, cidade do norte da Inglaterra, onde Robin tem a ideia de incorporar uma advogada chamada Venetia Hall para obter informações mais facilmente da mulher, que provavelmente reconheceria Strike se o visse. Aqui já podemos vislumbrar o quanto a Robin tem melhorado suas habilidades investigativas, porque foi ela que conseguiu descobrir onde morava a Holly e também como eles iriam arrancar informações dela. Oportunamente, Holly informa que agora Niall está vivendo em Londres, porque é o único lugar onde ele consegue emprego após Strike causar uma lesão cerebral nele que causa convulsões. Strike não foi o único culpado disso (só houve a lesão porque Niall havia sofrido uma concussão na mesma semana, e além disso ele ameaçou Cormoran com uma garrafa), mas Brockbank e a família o culpam pela situação.

O próximo da lista de suspeitos é Laing, aquele que manteve a mulher presa em casa e a agrediu sexualmente. Strike e Robin encontram uma ex-companheira dele, de quem ele furtou jóias, e ela os informa que ele agora é doente (sofre de artrite psoriática). Apesar disso, quando eles moravam juntos ele encontrou tempo para roubar e agredir uma senhora idosa vizinha.

E por último Strike encontra Whittaker, seu ex-padrasto, que atualmente anda às voltas com sua banda e uma jovem (Stephanie) viciada em drogas assim como ele.

E temos a certeza de que os negócios de Strike só vão piorar, porque inúmeros jornalistas continuam fazendo plantão na porta do escritório, e agora os jornais também estão tentando ligá-lo à morte de Kelsey Platt, a menina de 16 anos que foi desmembrada (e à quem pertencia aquela perna que foi enviada para Robin). Forças ao ícone.

A segunda e última parte de Career Of Evil estreia dia 04 de março de 2018, na BBC. Até lá!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Isabella Oliveira

Poderia estar matando ou roubando, mas provavelmente levaria pouquíssimo jeito para a coisa, daí eu faço Direito. @brockhxmptxn no Twitter.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu