06 de novembro de 2016
Supergirl – S02E04 – Survivors

Mon El, M’Gann, Lena Luthor e Maggie Sawyer!

A entrada de diversos personagens fez com que a série tivesse que parar um pouco aquela sequencia acelerada e brilhante de episódios para desenvolver a relação destes com os demais não que isso tenha feito a qualidade cair, continuo achando que todos os episódios desta temporada estão acima da anterior. Novamente a convivência entre aliens e humanos se tornou o papel central de certa forma da trama desenvolvida em Survivors.

sg-winn-mon-el

Falando em desenvolver personagens, conhecemos logo de cara um pouco mais de Mon El, ele foi guarda do príncipe de Daxam, aparentemente alguém muito fiel e importante para o mesmo, já que foi bonita aquela cena em que o príncipe decide salvar Mon El, ao invés de entrar naquela nave. Depois vimos que Mon El tem poderes como a superforça, mas outros poderes como o sopro congelante ou a capacidade de soltar raio laser dos olhos, não são possíveis para ele. Adorei ver a interação entre Mon El e Winn, aliás Winn é um personagem que até o momento parecia bem deslocado de tudo, ele tava ali na DEO e ponto final, então foi ótimo ver ele interagindo, indo para o bar e tendo toda aquela aventura com Mon El, que acabou mostrando para o nosso novo herói que ele precisa trabalhar melhor seus poderes.

Mas isso acabou abrindo brecha para aquele momento fofo onde ele e Kara, tem aquela conversa sincera, onde ela confessa que durante uma dança quebrou 3 dedos do seu par durante um baile do ensino médio. Achei bem engraçado, por fim ela decide ser a tutora que deveria ter sido para SuperMan e acredito que agora teremos os dois entrando em combate juntos, já estou esperando Winn desenhar esse uniforme.

sg-roulette

Mas deixando Mon El de lado, a trama se centrou no clube da luta, criado pela intrigante Roulette, foi bem interessante ver a alta sociedade usando uma minoria como entretenimento, algo não muito diferente da vida real. Nesse clube dois aliens são colocados para lutar um contra o outro, até a morte ou quase até a morte. Nisso conhecemos um pouco mais sobre M’Gann, vimos que ela aparentemente estava lutando por vontade própria, e foi algo totalmente reprovado por Jonn’z, alias fiquei do lado dela naquele início, quem ele pensa que é, pra chegar e já falar de compartilhar a mente. HAHAHA

A trama foi se desenvolvendo então, Winn & Mon El, Jonn’z e M’Gann, Supergirl em todos os núcleos e temos uma nova dupla no pedaço que eu estou amandoo, Alex Danvers e Maggie Sawyer simplesmente tem sambado nessa série, a química entre as duas atrizes é demais, soa tudo tão natural e bem encaixado no roteiro da série como um todo. As duas acabam sendo fundamentais na questão do clube da luta, mas quem acaba salvando o dia, o melhor salvando Jonn’z é a enigmática Lena Luthor. Somente eu senti um arrepio quando ela libera o acesso a Kara e ainda fala que futuramente ela vai cobrar esse favor, minha gente, ter o sobrenome Luthor não significa boa coisa, vamos esperar e ver o que vem por aí.

sg-lena-luthor

Rainha dos 44 segundos em tela!

Com a ajuda de Lena e com a dica de seu novo best Mon El, Supergirl consegue invadir o novo endereço do clube da luta, consegue derrotar o gigante Draaga atingindo ele nas articulações. Por fim, ela salva o dia, conseguem prender a Roulette ao menos por alguns minutos, vimos que a mulher é poderosa mesmo e sai da prisão rapidamente. Foi ótimo isso acontecer, significa que esse tema voltara a pauta nesta temporada e acho que é algo que pode ser ainda mais explorado.

sg-alex-maggie-e-a-outra

Na sequencia final, tivemos Alex ficando na zona da bad, a bixinha toda caída pela Maggie, e vimos que Maggie já tem alguém, senti por Alex com aquela carinha de tristeza. E o momento mais surpreendente até então, vimos que Jonn’z e M’Gann falaram um pouco sobre o passado, e vimos que M’Gann pode ser uma marciana branca na verdade ao invés de uma marciana verde, eu simplesmente amei essa virada no jogo, foi algo totalmente inesperado.

sg-white-marcian

A série até aqui vem muito bem, porém acho que o lado da vida normal de Kara Danvers ficou muito de lado, ela não me convenceu como repórter, suas interações com Snapper até são engraçadas, mas não realmente boas cenas, sensacionais, nada sooa natural, acredito que talvez seja hora de repensar se ela realmente seguira a mesma carreira como seu primo. Por fim, AMEI que James Olsen tá aparecendo menos que os figurantes que continue assim. Survivors foi um bom episódio e espero que a série continue nessa sequência. Peço desculpas pela demora em soltar esse review, mas semana foi bem complicada, abraços e até o próximo episódio pessoal.

P.S.1. Vários shippers não é mesmo? Mas eu estou torcendo mesmo é por esses aqui olha: Kara & Lena, Winn & Mon El e Alex & Maggie! Seria meu sonho? Mas a interação entre Mon El e Kara é no mínimo meio quenteeee.

P.S.2. As referencias aos quadrinhos continuam ótimas, tivemos a Roulette saindo dos quadrinhos com uma adaptação muito bem feita, como na liga da justiça tivemos um clube da luta envolvido na série.

P.S.3. Adorei que tiveram o cuidado de deixar o planeta Daxam com uma neblina vermelha, em referencia a lua vermelha presente neste planeta.

Lindomar Albuquerque
Lindomar Albuquerque

Canceriano com ascendente em Sagitário, ou seja UMA ÓTIMA PESSOA! Atualmente um louco que faz Doutorado e que já se formou em Química. Viciado em The Voice, séries e Indie Rock. Gosta de gastar o tempo que não tem para escrever sobre The Voice, The Flash, Bates Motel, Orphan Black, The Vampire Diaries e Westworld.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: