Posts Populares

Supergirl – S03E19 – The Fanatical

Uma ex-discípula do culto de Coville dá a Kara uma pista que pode ser a chave para salvar Sam. Alguém descobre a identidade do Guardião e chantageia James. Supergirl tenta fazer as pazes com Lena, mas pode ser tarde demais para isso.

 

Um emblemático episódio! The Fanatical talvez trouxe um dos episódios mais fracos em relação a história central dessa temporada e foi justamente esse momento de fodasse as Worldkillers e vamos olhar para nossos personagens secundários que fez desse episódio tão forte e tão bonito! Supergirl para mim é a melhor série de heróis em exibição e acredito que sua força venha justamente no fato de sempre desenvolverem os personagens, mostrarem seus lados humanos e como lidam com seus problemas.

Vamos lá… primeiro toda a treta entre Kara/Lena… está mais claro que água cristalina que Lena está próxima de descobrir que Kara Denvers na realidade é a Supergirl! Toda essa amizade estremecida entre elas e finalmente um pequeno reconhecimento da Supergirl que errou e tentando reaver essa amizade com Lena mostra um pouco disso, mas ainda não acho que foi sincero esse pedido de desculpas dela, acredito ainda que Kara não compreende a extensão dos seus poderes e como é necessário existir um plano de contenção contra ela independente de tudo.

Lena pisou em mostrar que o laço de confiança entre ambas está quebrada e acho que até Supergirl vai conseguir em um futuro alguma amizade de Lena mas vai acabar sendo ainda pior quando ela descobrir que Supergirl é na realidade Kara. Enfim, vou me dedicar agora as outras histórias desenvolvidas neste episódio, começando pelo pai de Jonn.

M’yrnn segue com seus problemas e ele não vem lidando tão bem com isso, Jonn tem tentando ajudar o pai e o uso de games talvez fosse uma possível alternativa para auxilia-lo acabou sendo o contrário. Já do outro lado temos uma pequena jovem Ruby perdida no meio de toda bagunça envolvendo sua mãe, complicado pensar o que se passa na mente de alguém tão pequena e com tanta coisa para carregar nos ombros, no final foi um lindo momento que arranca aquele sorriso no seu rosto quando M’yrnn e Ruby estão totalmente imerso naquela diversão.

Temos também Mon El finalmente lidando com o fato de ainda amar Kara e o como ele anda balançado pelo fato de ainda estar casado com Imra… acredito que essa nova dinâmica mais saudável e madura entre ele e Kara será fundamental para um futuro romance entre eles novamente, na torcida porque sou muito #Karamel SIM!

E por fim a cereja do bolo, pela primeira viz em Supergirl tenho que admitir que FINALMENTE eu simpatizei com Jimmy Olsen e acho que foi uma reação comum entre quase todos do fandom, incrível a forma como ele lidou com toda a questão do racismo durante todo episódio, ainda maisq quando ele conversa com Lena… foi que partir o coração ele contando aquele causo da infância.

E com esse tipo de cena Supergirl cumpre seu papel social e educativo muito bem! Além disso deu uma maior profundidade ao personagem sem sal de Jimmy! Sabemos como a violência policial contra a população negra infelizmente é um assunto muito comum em pleno 2018, aqui no Brasil em muito mas especialmente isso vem sendo discutido nos Estados Unidos, semanas atrás tivemos o clipe de Childish Galdino que fala exatamente disso.

Acho que talvez isso pudesse ter vindo umas temporadas atrás… mas nunca é tarde! Mas ainda continuou achando forçadissimo essa relação dele com Lena, mas ok, vamos seguir! O episódio em si teve toda a questão dos fanáticos que levam o título mas na real foi um segundo plano, no final descobrimos que Kara e Mon El vão viajar pelo espaço a procura de algo que pode finalmente curar Sam.

“racism is the oldest form of bullying.”

gostou da matéria? deixe um comentário!

Lindomar Albuquerque

A indie/gótica do @PanelaDeSéries! Paulista, canceriano, 27 anos de dores na coluna, faço Doutorado em Biotecnologia e vivendo pelo mundo. Me chama para beber @ e vamos falar de série, falar de Imagine Dragons e Lana Del Rey, falar de signos, falar de ciência e xingar os fascistas.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries