Posts Populares

Supergirl – S05E09 – Crisis on Infinite Earths (1)

O Monitor envia a Precursora para convocar os maiores super-heróis do universo para a Crise: Supergirl, Flash, Arqueiro Verde, Batwoman, Canário Branco, Átomo e Superman. J’onn e Alex tentam convencer Lena a ajudá-los.

Se a Marvel teve seu grande momento com Endgame, a DC precisa encontrar seu momento e não foi no cinema com o problemático Justice League, isso ficou a cargo de suas séries de TV do canal CW que apesar de lidarem com roteiros complicados e criticados e a falta de grana para efeitos visuais tem tido seu sucesso. O Arrowverso começou com Arrow em 2012 e desde então vimos o nascimento de The Flash, Supergirl, Legends of Tomorrow e mais recentemente Batwoman.

O crossover prometia trazer danos e mortes, trazer consequências que vão afetar para sempre nossas amadas séries e traz o arco final da série que iniciou o Arrowverso: Arrow. A ameaça que universos inteiros sendo eliminados por uma onda de antimatéria começa a se aproximar da Terra 38 e apesar de Kara inicialmente achar que aquilo era algo que apenas afetaria a Terra 1, vimos logo que não era e uma das cenas mais emblemáticas ocorreu em Argo City, onde sua mãe biológica e seu primo Clark estão.

Aliás Clark e Louis tem um fofo momento em tela, onde Clark aparece trocando as fraldas de seu filho, Jonathan. Entretanto são apenas segundos de felicidade, logo uma mensagem de sua prima chega e eles tem pouquíssimos minutos para se salvar ou ao menos salvar alguém, Clark vive o mesmo pesadelo que seus pais viveram e envia seu filho em uma nave para fugir de um planeta condenado.

Desse momento em diante, as coisas esquentam rapidamente e Supergirl ver a vida de sua mãe que voltou para ela a pouco tempo sumir em instantes, ela não existe mais assim como todos os habitantes de Argo City com exceção de Louis e Clark que foram salvos pelo Monitor nos últimos segundos. A bomba relógio estava armada e uma torre quântica foi implantada pelo Monitor na Terra 38 para tentar evitar sua destruição que se aproximava, e em poucos minutos a luta deixou de ser sobre salvar o planeta e passou a ser salvar o maior número possível de habitantes.

A velocidade que tudo ocorre, os conflitos e o foco nos personagens de Supergirl foi simplesmente perfeito, vimos Brainy, Joonz, Alex, Kara e Lena ocuparem bastante do tempo de tela e interagirem com todo o time de heróis que tentava a todo custo salvar a Terra 38. Um dos melhores momentos do episódio foi a conversa entre a desconfiada Alex e a maravilhosa Lena. Lena mostrou o poder da Ciência perante grandes crises, sozinha a mulher conseguiu salvar 3 bilhões de pessoa.

O mais legal da forma que tudo ocorreu com os alienígenas sendo empáticos e caridosos e levando os humanos em suas naves, os mesmos humanos que em grande parte os queriam mortos na temporada anterior. Curioso como o tempo e a ocasião podem tornar todos em aliens. Um outro grande momento ficou reservado para Kara e Clark, os dois vão ao topo do prédio e usam sua visão de calor para prolongar o tempo de resistência do planeta perante o céu vermelho e a onda de destruição e por uma pequena diferença de segundos, vemos Clark cair primeiro e depois vemos Kara não conseguindo resistir.

As cenas de batalhas envolvem nossos heróis atirando laser, flechas e tiros contra algumas criaturas enviadas pelo anti-monitor. A destruição completa da Terra 38 se aproximava e diante da derrota completa, o Monitor começa a remover seus combatentes 1 a 1, e quando tenta remover Oliver o mesmo se nega, ele segue lutando pelo máximo de tempo possível para que mais vidas humanas sejam salvas, o dano por essa ação foi extremo. Quando o mesmo é tele transportado a Terra 1 vemos um Oliver machucado, destruído e em seus últimos suspiros, uma pequena cena melancólica ocorre e o primeiro e maior herói do Arrowverso simplesmente morre diante de todos.

Eu não sei vocês mas isso me SURPREENDEU DEMAIS, jamais esperaria ver Oliver Fucking Queen morto na primeira parte de cinco. O coitado mal teve uma despedida digna da série, seu último grande momento talvez tenha sido seu dialogo com Sara Lance…

“You know Oliver, I’ve seen playboy Oliver, vigilant Oliver, but I never thought I would see parent Oliver”

Em uma única frase Sara conseguiu relembrar a evolução de Oliver Queen e talvez tenha sido aquela frase chave que ele precisava ouvir. Antes de morrer, Oliver confessou a Barry que ele fez um acordo com o Monitor onde apenas ele iria morrer, mas parece que as coisas saíram fora do controle do Monitor, nem ele está sabendo prever. Fica evidente, que o maior personagem deve voltar de alguma forma, seja ressuscitado ou como um escravo do anti-monitor, eu acredito que veremos Oliver Queen nesse crossover.

O saldo final da batalha é que todo o time se encontra na Terra 1 agora, onde a batalha final deve seguir. O episódio ainda teve outros ótimos momentos, como a visita de Sara, Louis e Brainy a Terra 16 em 2046 para resgatar o pequeno Jonathan. Lá Sara encontra um velho conhecido, um Oliver Queen cansado e sozinho. Tivemos ainda cenas que mostraram o Bat-verse de Tim Burton ou uma outra cena que reafirmou a presença dos Titans no mesmo Universo, eles estão na Terra 9.

Minha análise final desse episódio é que esse é SIM o maior crossover já visto, não é perfeito mas lidar com tantos personagens e universos em tela não é uma tarefa fácil (eu senti que faltou mais Barry nesse episódio) mas que apesar disso a DC/CW não tem poupado esforços para apresentar algo de extrema qualidade, vamos continuar e sigo ansioso para assistir a Parte 2 dessa épica #CrisisOnInfiniteEarths.

Sobre o futuro de Supergirl agora na Terra 1 com certeza terá um drama inicial focado nas eventuais perdas, eu simplesmente AMEI ver Kelly usando o escudo de James no campo de batalha e espero que essa atitude de Lena consiga trazer ela de volta próximo as irmãs Denvers porque com certeza o Leviatã sobreviveu a esse evento catastrófico.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Lindomar Albuquerque

A indie/gótica do @PanelaDeSéries! Paulista, canceriano, 27 anos de dores na coluna, faço Doutorado em Biotecnologia e vivendo pelo mundo. Me chama para beber @ e vamos falar de série, falar de Imagine Dragons e Lana Del Rey, falar de signos, falar de ciência e xingar os fascistas.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries