OH MY CHUCK!

Primeiramente, desculpem pelo sumiço e grande atraso das reviews mas estou passando por um período complicado e estou dando meu máximo para finalizar todas as reviews o mais rápido possível agora.
Mas, vamos aos episódios.

Falando do episódio 11×20.. OH MY GOD (literalmente)! Que episódio fodástico foi esse? Eu amei em todos os aspectos, não tenho nenhuma crítica além da que queria que Castiel estivesse presente também. De resto… Nada!
Achei genial terem colocado o Chuck como Deus, faz todo o sentido desde lá do início e quando apareceu ele com esse receptáculo parece que tudo fez sentido rs
As conversas entre ele e Metatron foram extremamente críticas ao que vivemos na sociedade atual, achei de uma coragem e uma genialidade tremenda dos escritores e produtores arrumarem essa forma de fazer os espectadores sobre para qual caminho a humanidade está caminhando. Além de tudo, foi engraçado ver a forma como Deus estava leve encarando a vida como Chuck, mas a ligação que ele e Metatron tem é inegável. Os questionamentos e enfrentamentos que Metatron fez a ele foram essenciais para ele, finalmente, tomar uma atitude e resolver salvar a humanidade.
Aquele final dele cantando, todos ficando curados e Dean vendo o amuleto brilhar foi, no mínimo, emocionante.
O que achei muito bem feito também foi o paralelo das conversas de Metatron com Deus enquanto Sam e Dean passavam por situações que comprovavam o que eles refletiam lá em cima.
Eu sempre disse que era doida pra que Deus aparecesse. Ele apareceu e me surpreendeu, nunca imaginaria, adorei isso! Agora quero só ver o que vai ser dessa conversa dele com os Winchester e como serão as coisas daqui pra frente, essa luta entre ele e Amara… Eita!
E não posso deixar de mencionar que, como sempre, Supernatural fazendo tudo com uns toques de sarcasmo e diversão. Realmente, demais. Não tem muito o que falar desse episódio além disso. Se não, vou ficar aqui só falando do quão genial foi esse episódio haha

image

O 11×21 é como se fosse a parte 2, a continuação do anterior, inclusive começa exatamente de onde parou: Dean e Sam encontrando com Chuck no meio da confusão que o próprio Chuck/Deus tinha acabado de evitar e curou todos da infecção.
Eu continuei super empolgada nesse episódio, foi outro sensacional pra mim! Acho que não teve nenhum nessa temporada que me deixou assim, agora veio esses dois seguidos como um tiro pra nos dar aquela euforia. Eu sei que sempre vem um tiro nas season finales de Supernatural, mas eu continuo me impressionando em como uma série com 11 temporadas consegue nos fazer sentir assim e não nos dar por satisfeitos, querendo uma próxima sim! Esse é o segredo que SPN tem e pouquíssimos no mundo das séries tem/terão.

Enfim, a cena da conversa entre Sam, Dean e Chuck foi incrível, porque os escritores retrataram ali, principalmente em Dean, coisas que a humanidade gostaria de perguntar a Deus caso o encontrasse assim como um humano igual a nós. Mas, Sam é o outro lado, em vez de questionamentos magoados, ele ficou excitadíssimo e deslumbrado inicialmente como um fã na frente de seu ídolo. Com certeza, muitas pessoas também agiriam assim. Essa relação dos 3 foi uma das coisas que mais rendeu risadas no episódio. Eles falando que Deus ficava cantando no banho, se questionando se dormia, gente… Muito bom! Hahaha
Na verdade, eu me diverti muito durante o episódio todo porque teve muita cena engraçada. O profeta Donatello encontrando Deus foi engraçadíssimo, na verdade ele descobrindo várias coisas foi ótimo. E momentos isolados engraçados como é comum na série.

image

Enquanto os irmãos faziam o trabalho pesado de procurar Amara e Deus ficava ali só esperando sentado (literalmente rs), Dean começou a ter visões de Amara mostrando a ele como Lúcifer estava e pedindo para que a encontrasse. Ele cede para que eles possam colocar o plano de resgatar Lúcifer em prática. Ah! Esqueci de dizer que no final do outro episódio, Metatron termina de ler a autobiografia de Deus estupefato, então quando ele descobre que os Winchesters estão com ele, entra em contato com eles e conta que Deus está querendo ir numa missão suicida contra Amara, coisa que Dean tenta convencê-lo a não fazer. A gente conhece Dean né? Sabe que por mais que ele esteja magoado, lá no fundo ele tem sua fé e afeto guardadinhos e é assim mesmo que tá sendo com Chuck/Deus.
Na missão de resgate de Lúcifer, Metatron resolve se sacrificar para que Donatello, Sam e Lúcifer consigam sair dali e seguir com o plano enquanto Dean enrola Amara no tal encontro. Vou falar pra vocês que há muito tempo eu odiava Metatron, mas nesses dois últimos episódios ele ganhou um carinho meu, a ponto de eu até desejar que ele não morresse, mas não sofri não. Morreu? Poxa, que pena, legal o que fez e vida que segue rs.
Acaba que no fim, Deus tem que salvá-los de Amara né? O carro simplesmente aparata no bunker. E o encontro de Deus e Lúcifer? OMG, me tremi toda, doida pra ver mais disso!!!

image

Uma coisa que não foi relevante pro episódio, mas achei bonitinha foi o Kevin aparecer e ainda ser levado aos Céus na frente dos meninos. Que amor, saudades Kevin.
Mas não foi à toa né? Foi justamente para relembrarmos essa questão do profeta e entendermos como rolou com o Donatello na hora da névoa da Amara, que de uma forma ou de outra, tem poderes parecidos com Deus, seu irmão.

image

Agora é esperar o que serão dos últimos dois episódios, estou com tantas expectativas que tô até com medo de me decepcionar, mas espero que não!

Venha ser um Paneleiro! Clique AQUI pra saber participar da nossa seleção. Vocês terão até o dia 12/06. Aguardamos vocês!

Caroline Azevedo
Caroline Azevedo

Complicada e perfeitinha. Me tira tudo, mas não me tira minhas séries e a música. Já que não tenho o meu mozão, shippo os mozões do mundo seriador: Delena, Captain Swan, Olicity e Zade são os principais. Entre os meus vícios, estão The Vampire Diaries, Once Upon A Time, The Originals, Arrow e Supernatural.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: