Venham conhecer os agentes Beyoncé e Jay Z e, também, terem os corações partidos.

Esse episódio não focou no plot principal, mas continuou seguindo a linha e isso me agradou muito porque eu gosto dos episódios fillers (episódios que são aleatórios ao enredo principal), mas gosto que neles não se esqueça o que vem acontecendo no mundo dos Winchester como em algumas temporadas aconteceu. Nesse episódio, Sam e Dean continuam buscando informações sobre os Homens das Letras britânicos para saber como lidar com eles, enquanto Mary está numa luta interna de como se adaptar à sua nova realidade. Sam nota isso de cara, porque sabemos que nosso irmão mais novo tem mais sensibilidade para perceber certas coisas e não costuma viver muito em negação, como Dean prefere fazer para evitar maiores sofrimentos. Enfim… Mary chega até a conversar com Cas e pergunta como ele passou a sentir partir dali, fazendo o anjo dizer que até hoje não sabe se faz parte, mas garante que ela faz. Eu já tinha mencionado aqui que gosto bastante dessa interação Cas/Mary e sinto que, aos poucos, eles estão explorando essa aproximação que pode se tornar uma amizade e eu realmente torço para isso porque curti a “química” entre os dois.
Para desfocar a cabeça disso, Mary encontra um caso para ela e os filhos e eu já curti o fato de termos a família Winchester em ação, ainda mais quando quem liderou inicialmente o caso foi Mary, mas como ainda tem dificuldades de se adaptar ao mundo moderno, os meninos acabam tomando as rédeas e, novamente, deu pra perceber que ela sentiu um baque e cada um desses momentos me preocupava, fazendo eu me perguntar o que ela ia fazer com isso, eu realmente não tava com um sentimento bom…

Vamos só desfocar um pouquinho porque precisam precisamos falar do Agente Beyoncé e Jay-Z. Gente, como eu ri quando eu vi que o Cas colocou o nome de agente Beyoncé. O cara da banda chegou a rir do nome, mas eu sinceramente não sei como alguém acreditou naquilo ahahahahah
Cas segue umas pistas do paradeiro de Lúcifer e vai atrás, até que Crowley o encontra e se oferece para ser o seu agente Jay-Z (melhor pessoa sim esse demônio) e eles acabam unindo forças para encontrar o Diabo. Os dois encontram com a irmã do Vince, o cara que Lúcifer possuiu e descobre que ele a curou da paraplegia e assim, conseguem rastrear o paradeiro dele. Enquanto isso, Rowena que está sendo usada por Lúcifer, engana ele e faz um feitiço dizendo que vai manter o receptáculo dele forte durante muito tempo e na verdade, acaba acelerando a decomposição do corpo causando ódio em Lúcifer e dando poder a ela para evaporar com ele sabe Deus para onde. Ouso dizer que acho que foi a primeira ou uma das primeiras vezes que gostei dela, viu? Por fim, Cas e Crowley encontram ela e ela se coloca à disposição para ajudá-los caso encontrem Lúcifer.
Olha, eu espero MUITO que eles continuem nessa caçada juntos porque eu amo a química entre esses dois, dou ótimas risadas e esse bromance merece muito ser desenvolvido 😛

tumblr_inline_ofs68zmcgp1ux0x7o_500

Voltando aos Winchester…O caso era de uma casa assombrada e que as vítimas morreram com uma queimadura de frio nos braços e corações congelados. Dean e Sam após a investigação apostam que precisam queimar os ossos das crianças porque acreditam que elas estejam matando as pessoas, mas Mary (que já tinha tido contato com o espírito de uma criança na casa) tem uma outra percepção e resolve investigar do seu jeito old but gold que é através de telefonemas, pesquisas pessoais e etc. Achei interessante terem utilizado essa forma sutil de nos mostrar o quanto estamos conectados à Internet atualmente e estamos perdendo muito do contato pessoal, por exemplo, quando a mãe do garotinho Lucas que morreu fala com Mary no telefone, no final ela diz “Foi bom falar com você, atualmente as pessoas quase nem se ligam” e isso ficou claro para mim para mostrar o afastamento que isso gera nas pessoas, inclusive até entre Mary e os filhos que estão tão focados naquele estilo de “caça” que não se abrem para outros tipos mais pessoais de pesquisa.
Acaba que Mary vai na casa sem os filhos e com a ajuda do espírito Lucas, descobre que é o espírito de um homem que está os mantendo ali e ele que mata as pessoas congelando seus corações. Sam e Dean chegam a tempo de salvá-la, mas ele acaba possuindo o corpo de Mary que tenta relutar, fazendo com que o espírito não mate Dean e nisso Sam já vai pro porão ouvindo sua mãe para dar um fim nisso, até que Lucas o mostra onde estão os ossos do cara e eles queimam os ossos, libertando Mary e as crianças. Meu Deus, não sei vocês, mas eu chorei na cena do Lucas indo pro Céu, mexer com criança para mim é muito tocante e a carinha dele de sofrimento e depois de libertação, agradecimento olhando pra Mary foi linda demais, realmente emocionante :’)

Por fim, Mary resolve se abrir com os filhos e revela não estar bem e sente não estar se encaixando ali, que ela tava costumada com eles pequenos e vê-los crescidos, adultos é um eterno lembrete que ela não estava ali para acompanhá-los, além de sentir muita falta de John e que por mais que os amasse, precisava de um tempo sozinha. Quando ela falou pela primeira vez, tomei um susto achando que ela ia querer morrer de novo, mas quando ela disse que era só um tempinho, respirei aliviada, mas claro que isso causou um grande sofrimento entre Sam e Dean, fazendo inclusive que Dean nem quisesse se despedir dela, já Sam se permite abraçar e compreende mais a situação da mãe, mas olha, como se não bastasse a cena do garotinho, essa “despedida” veio para quebrar o coração de vez né? O encerramento do episódio com aquela cara sofrida de Dean e as lágrimas se segurando para não descer foi ó </3

tumblr_ofrqlvbmmy1tpdt68o3_500 tumblr_ofrqlvbmmy1tpdt68o6_500

Espero que em breve Mary volte pois ela tem sido essencial para o bom desenvolvimento dessa temporada e foi uma personagem que já cativou todos os hunters, concordam?
Agora vamos ver como será o próximo episódio, como nossos queridos lidarão com isso e seguirão em frente. Comentem aí o que acharam do episódio e se sofreram assim como eu rs

 

Caroline Azevedo
Caroline Azevedo

Complicada e perfeitinha. Me tira tudo, mas não me tira minhas séries e a música. Já que não tenho o meu mozão, shippo os mozões do mundo seriador: Delena, Captain Swan, Olicity e Zade são os principais. Entre os meus vícios, estão The Vampire Diaries, Once Upon A Time, The Originals, Arrow e Supernatural.
Deixe-nos um comentário!
  • Bruno

    Eu adoro a Rowena. Espero que ela apareça bastante na temporada. Mas tenho medo do que Lúcifer possa fazer com ela agora.

    • Caroline Azevedo

      Obrigada pelo comentário, Bruno!
      É, eu não curto mto a Rowena não hehehehe… atualmente até tenho gostado mais ou menos, mas teve uma época q não aguentava mais olhar pra cara dela. De qq forma, acho q Lúcifer vai querer se vingar feio dela se conseguir sair dessa!

%d blogueiros gostam disto: