Posts Populares

Supernatural – S15E10 – The Heroes Journey

A vida normal é um saco. A gente tem cárie, alergia à lactose, o cartão não passa e tudo o mais.

Supernatural é mundialmente conhecido por ter episódios completamente aleatórios logo após um episódio excelente. A gente já sabe disso, não é necessariamente uma novidade. Porém, nessa reta final de temporada, a expectativa era que isso fosse um pouco diferente, com ação até dizer chega. Aí, o que acontece? Um episódio altamente filler, mas com uma abordagem um tanto quanto interessante.

Nesse, vimos o que acontece quando heróis viram gente como a gente, ou seja, quando estão sujeitos a todos aqueles azares e coisas do cotidiano que fazem parte da rotina dos seres humanos normais. O checklist da desgraça tá todo lá: o cartão de crédito que a Charlie hackeou, que deveria ser a garantia financeira da família, não passa mais; Dean levou uma multa por estacionar em lugar proibido; Sam queimou toda a janta E se gripou. É um fato, heróis não ficam doentes, nunca. Quando ficam, é porque tem algo de errado acontecendo, e o Dean tem toda a impressão (ou certeza) de que eles foram amaldiçoados de alguma forma, seja por alguma ação do Chuck ou por algo que a Rowena deixou pra trás. E, quando eles vão encontrar o Garth, que ligou pedindo ajuda, o Impala estraga. Mas falando em Garth, a gente já sabia que ele tinha casado e tudo o mais. Só que agora a gente descobre que ele tem filhos, inclusive dois gêmeos: Sam e Castiel.

Toda família tem uma receita secreta que cura todas as doenças existentes. A família do Garth também tem uma, veja só. E como o Sam tá altamente gripado, a Bess prepara pra ele e entrega um copo com um líquido estranho, de uma cor estranha, de um aspecto estranho. Pouca gente lida bem com pimentas, principalmente quando elas são fortes, que é o caso do ingrediente secreto dessa receita. O Sam chega a chorar. E, enquanto isso, Dean vai ao dentista. Por escolha dele? Não, mas o dentista Garth não deu muita opção. Nesse meio tempo, o Sam tá agonizando no chão por causa da pimenta e o Dean, sob efeito de anestesia, sonha que tá num musical com o Garth.

Sobre o propósito da ligação do Garth: tem uma espécie de UFC de monstros, transmitido pela internet, pagando os lutadores e tudo o mais. Aí, nesse estado, nessa normalidade, os Winchester decidem invadir um armazém lotado de monstros. Por mais preparados que eles estejam, em relação a armas e equipamentos, a vida normal sempre cobra o seu preço. E, assim que entram no armazém, aparentemente vazio, o Dean descobre que é intolerante à lactose do pior jeito possível.

Acontece muita coisa relevante no resto do episódio? Na verdade, não. Tem luta de monstros, tem os Winchester passando mais sofrimento de vida real e também tem um momento meio Onze Homens e Um Segredo, com o Garth aparecendo pra salvar o dia e explodir todos os monstros. E além de fazer isso, ele ainda conta pro Sam e pro Dean a localização de um lugar que pode resolver o problema de azar/normalidade deles. Partiu Alasca?

gostou da matéria? deixe um comentário!

Rafael Augusto

Um hiperativo que não sabe viver sem ler, escrever, ouvir música, ver séries e filmes, geralmente tudo ao mesmo tempo. Fã de ficção científica, suspense, Stephen King e histórias em quadrinhos.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries