Posts Populares

The 100 – S03E01 – Wanheda [Season Premiere]

WE ARE BACK, BITCHES!

Ainda estou me recuperando dessa season premiere de The 100! “Wanheda” veio para mostrar que uma das melhores surpresas da CW não está para brincadeira nessa sua terceira temporada. Já em seu primeiro episódio podemos perceber a notável diferença entre as seasons passadas, o jogo de cenas mais implementado, atuações mais maduras, plots mais definidos e uma roupagem muito mais moderna. Julgo dizer que o roteiro de The 100 é um dos mais interessantes e promissores da emissora hoje, tendo força para competir com seriados mais enraizados como “Game Of Thrones” e “The Walking Dead”. Lembro quando comecei a escrever as reviews e ficava cada dia mais fascinado com a série e minha tristeza quando todos diziam que seria cancelada. Bom ver o quanto essa produção cresceu e tem melhorado a cada episódio.

tumblr_o1d451UovT1tm7qaxo1_500

Mas vamos ao que interessa, né noum? O episódio começa com um breve texto-cena relembrando tudo de mais importante que já aconteceu nas temporadas passadas. Para quem não lembra, a segunda temporada terminou com o genocídio em Mount Weather, onde nem mesmo nossa querida Maya foi polpada. Clarke, incapaz de carregar o peso dessas mortes nas costas, decide fugir da então “Arckadia”, Jaha encontra a inteligência artificial responsável pela explosão nuclear e Murphy assiste ao vídeo em que o suposto responsável por criá-la , se mata. Daí voltamos do plot twist apresentado no fim, agora Murphy se vê preso enquanto passam-se dias e começa a virar o Tom Hanks da terra firme, barbudo, maluco até tentar se suicidar. Quando , então, após 89 dias, a porta é liberada e esse vai ao encontro de Jaha. Jaha assustadoramente, como sempre, super indefinido em suas tentativas de salvar o mundo, está totalmente good vibes, meditando ao encontro da Cidade das Luzes. Assim como eu, imagino que estejam bem curiosos pra saber o que realmente se trata essa tal cidade e o que tem nesse lugar energético, espiritual ou tudo mais! O ex comandante da arca tenta convencer o fugitivo a seguir caminho com ele.

“The Sky People” ou “Skaicru” estão muito mais organizados, com direito a carro, armas pesadas, tecnologia avançada e tudo mais. Bem rápidos e olha que aparentemente só passaram 89 dias, né noum? Bellamy e Lincoln treinam os outros jovens, todos muito mais maduros, inclusive Octavia que bota moral nesse time todo. Eles, junto com Monty e Jesper, que pirou e virou bêbado após a morte de Maya, saíram em um expedição. Vale exaltar os jogos de cena dessa parte, com música, descontraído e muito bem feito. E então, encontram a Nação do Gelo, que buscam Wanheda. Jesper realmente pirou e parece que os roteiristas estão tornando o personagem bem macabro, fica bem claro a reação do personagem ao quase ser morto. Qual será o futuro de Jesper? Graças a ele, a trégua entre as nações forem desfeitas e isso significa problemas.

tumblr_o1dpcgOBiz1qg2judo1_250

“HUAAAAAAAH”, olha o grito da panteira minha gente. Clarke, estrelando Tarzan 2, reaparece bem selvagem, com os cabelos de dread tingidos de vermelho e musgo ao estilo “cor e tom“, matando nada mais, nada menos, que uma panteira. Sim minha gente, uma panteira para sofrimento da santa Inês Brasil. E a marimba não para por ai não, a jovem troca suas caças por recompenças com uma Grounder que se torna mais que uma amiga, uma amante. Admito que já esperava uma vibe mais Thammy Gretchen para a personagem, mas ela é rápida, né noum? Familia tradicional que se aguente, porque The 100 não está nem aí pra rótulos e vale notar que todas as comandantes são do sexo feminino, deixa aí uma indireta pra nossa sociedade machista. Mas, diga-se de passagem que esperava cenas mais fortes e intensas ,já que boatos afirmaram que essa temporada prometia cenas quentes a nível HBO.

tumblr_o1da1y9UHA1v5f29do1_400

Alguns plots estão sendo apresentados, como a comandante Indra ir atrás dos Skaicru para avisá-los que Clarke agora está sendo caçada por todos e por ela, estão oferecendo recompensa. Agora, a garota é conhecida como Wanheda, a comandante da morte. “Mate Wanheda e comande a morte”, soa um tanto parecido como as relíquias da morte, mas não, é só a Clarke mesmo. O episódio foi em suma muito bom e extremamente bem produzido, com efeitos de cena, investindo em músicas de fundo que deram uma pitada de emoção em um roteiro de ficção-cientifica de um mundo pós-apocalíptico. Essa roupagem mais focada na trama envolvendo os personagens soube equilibrar muito bem o enredo apresentado nesse inicio de temporada. Dezenas de tribos diferentes, uma língua própria, modos de vida que esbarram em um padrões morais e éticos deixam claro a grandeza do roteiro. Então é isso pessoal, espero que tenham gostado e acredito que assim como eu já não estavam mais aguentando esperar por essa estréia. May we meet again!

Considerações Finais:

  • The 100 sempre arrasando na trilha sonora. Impossível esquecer aquele final com “Knocking on Heaven’s Door”
  • O diretor tem falado em entrevistas que essa temporada será a mais obscura e maior! Veremos!
  • “Para mim, isso faz com que assistir o show seja muito mais de uma experiência visceral. … Eu não acho que a gente inventou essa fórmula – Walking Dead faz isso, Game of Thrones faz isso – e mantém o drama vivo. E eu acho que esta temporada vai surpreender muita gente. ” – Fala do produtor da série em uma entrevista!
  • Pra finalizar, olhem #Clexa na vida real

giphy

Fiquem com o promo do próximo episódio:

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Carlos Alberto

Estudante de Engenharia, amante de música, viciado em séries e programas de TV! Fã de carteirinha de The 100, Flash, Game of Thrones e etc, se arrisca escrevendo reviews de suas séries favoritas!

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries