07 de março de 2016
The 100 – S03E07 –  Thirteen

Yu gonplei ste odon #MayWeMeetAgainLexa

E após passar uma semana criticando o rumo da série, voltamos a uma etapa em que a história começa a se linkar de forma extraordinariamente intrigante e decide abrir mão de uma personagem que conseguiu se tornar querida pelo pública e desejada na história. Lexa foi, ao longo dessa half-season, uma das figuras mais característica da série com sua personalidade forte e concisa e seu envolvimento amoroso com a personagem principal. Cenas brilhantes foram contracenadas pela atriz Alycia Debnam-Carey, que como muitos sabem, também é protagonista do novo spin off “Fear of The Walking dead” , motivo pelo qual explicam sua saída repentina de The 100. Foi notável que a morte da Heda era um acontecimento necessário para a tal linkagem de enredo dita anteriormente, que de certa forma deu certo e nos deixou chocados com a profundidade da história envolvida. Eu, pessoalmente, como deixei claro em algumas reviews anteriores, pouco apostava na história que poderia surgir da “city of lights” e de ALIE 1. Agora me vejo extremamente intrigado com o que realmente contempla todo o enredo. É certo que muitos fans apoiaram a morte da comandante e até vibraram com a possibilidade de #Bellarke ser real. Mas desistam, Clarke gosta mesmo é de colar o velcro galera e do jeito que a história tem se desenrolado, muito provável que a gente vá presenciar uma ruptura entre Clarke e Bellamy.

tumblr_o3jk0fr1Dz1qk2e1co7_500

Vamos aos fatos, “Thirteen” começa a mostrar a real história por traz da 13ª estação, Polaris. Era nessa estação que eram desenvolvidas as tecnologias de inteligência artificial, sobre elas ALIE 1. Aparentemente, ALIE 1 tinha como objetivo solucionar os problemas do mundo ligados a humanidade, mas faltava a ela o senso humanista. Partindo de um raciocínio logico, brevemente ALIE conclui que o problema do mundo era ter muitas pessoas o habitando (o que não deixa de ser verdade). Entretanto, a mesma decidiu “solucionar” tal problema de forma radical e então, invadiu o sistema nuclear e lançou mísseis sobre o planeta diminuindo, em massa, a quantidade de pessoas no mundo que , teoricamente, só sobreviveram aquelas que foram levadas a arca. Foi ai que a doutora planejou desenvolver outra forma de Inteligencia artificial, essa agora coexistiria com outros seres humanos e então saberia dar valor a vida e ao mesmo tempo, seria útil para analisar todas as possibilidades e entender a melhor forma de sobreviver num mundo pós-apocalíptico. Interessante não? Mas os sobreviventes da arca não concordaram em correr outro risco já que ALIE1 foi a responsável pelo ataque nuclear que quase exterminou a raça humana. Resultado? Becca ejetou sua nave Polaris da 13 estação, que foi explodida pela arca por ameaça de risco. Ao mesmo tempo, ela implantou ALIE2 em seu próprio corpo e ao chegar na Terra, o baque, foi recebida por sobreviventes e o local de pouso foi exatamente a terra dos Grounders.

Enquanto isso, a história de justiça e tentativa de guerra continua a assombrar Clarke e Octavia , que fazem de tudo pra evitar que essa deflagre. Lexa, após ser noticiada que uma de suas tribos foi atacada por skiecru, decide tomar uma iniciativa e mandar tropas conterem Arckadia e os militantes (do PT) de Pike, que cegamente estão acabando com tudo! Logo, incia-se a despedida entre as protagonistas da série e o fim do casal mais inusitado da TV americana. A primeira vez em que uma protagonista não se foca em distinção de sexo e gênero e rolou viu? Pelo menos nossa Lexa morreu com um sorriso no rosto. Mas vamos ao momento revoltante do episódio: A morte da nossa Heda. Que morte péssima, que cena de novela das 9 de Valcyr Carrasco na globo. Triste viu? Depois de uma luta tensa, lições de moral e chutes like Anderson Silva fazendo participação especial em 300, Heda morre por uma bala perdida de seu conselheiro que tentava matar Clarke? COMO ASSIM PRODUÇÃO? “To com herpes até o c- , meu cabelo ta caindo e eu to ganhando 500,00 reais por semana pra isso?”. Só tenho mais uma coisa a dizer sobre isso: “Não sou capaz de opinar”.

tumblr_o3n1bxDTOy1us1xjqo1_250

Mas depois dessa cagada enorme dos produtores com Lexa, chegamos ao clímax da situação. Após sua morte, começa-se o ritual de liberação do espirito de Heda que seria levado ao novo comandante. E quem é esse espirito minha gente? Nada mais nada menos que ALIE2, a mesma que veio junto com Polaris a terra e que passa a gerações pelo povo dos Grounders. ALIE2 é o espirito da Heda e por isso ela seria capaz de comandar e lidar com todos os problemas, mas trazendo seu lado humano. E agora minha gente, como ficamos com esse turbilhão de informações que foram apresentadas nesse episódio? O que me resta é voltar a assistir mesmo sem o brilhantismo de Alycia e fomentar ainda mais meu ódio pela Farm Station, Arckadia, BellamyII-o retorno, e principalmente, o insuportável drogado chamado Jaha.”Blood must have blood” sim, e se reclamar, vai ter mais blood. Até a próxima review!

The-100-307-Clexa-death1-Tumblr235 The-100-307-Clexa-death2-Tumblr235

Carlos Alberto
Carlos Alberto

Estudante de Engenharia, amante de música, viciado em séries e programas de TV! Fã de carteirinha de The 100, Flash, Game of Thrones e etc, se arrisca escrevendo reviews de suas séries favoritas!
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: