Posts Populares

The Amazing Race Canada – S07E03 – We’ll Let the Peasants Fight for Last Place

Com a introdução do Double one way as possibilidades de reviravoltas na corrida aumentam exponencialmente.

Logo no inicio do episódio somos apresentados ao Double Blind One Way, essa nova ferramenta de The Amazing Race possibilita que um dos times anonimamente force o outro a ter de encarar obrigatoriamente um dos lados do desvio, olhando rápido pode parecer sem graça, mas é uma das ferramentas mais geniais que já vimos em toda franquia, explico: um time pode usar o One Way e obrigar o outro a fazer um prova mais difícil e assim garantir que ficará na frente, mas, como comprovado no episódio passado, nem sempre as provas que parecem mais fáceis são de fato as mais fáceis, um time pode pensar estar mandando o outro para a prova mais difícil quando na verdade não está.

A terceira etapa da corrida ocorreu em Edmonton, os dois primeiros times que chegassem ao aeroporto poderiam embarcar em um voo que daria 2h30 de vantagem, Dave & Irina e Aarthy & Thinesh conseguiram, ou seja, se corressem a etapa sem muitos erros, provavelmente seriam os postulantes ao primeiro lugar.

Em Edmonton, os dois times decidiram não usar o one way e se dirigiram para o desvio, escolheram a prova dos quebra-cabeça – que era de fato a prova mais fácil – e conseguiram conclui-la antes mesmo que os outros times chegassem, passando para a próxima prova quase que simultaneamente.

A pista seguinte dependia que os times encontrassem um boneco do Jon em uma loja gigantesca cheia de bugigangas, nenhum time teve problemas para encontra-lo, pouco afetando as posições na corrida, o que não aconteceu no bloqueio, em que os times precisaram de atenção aos detalhes para reproduzir um arranjo de flores.

Nessa etapa tivemos uma corrida particular entre Dave & Irina e Aarthy & Thinesh, uma vez que as duas duplas correram uma etapa perfeita e os outros times estavam muito atrás, Seria no bloqueio que Irina e Thinesh decidiriam o primeiro lugar, dessa vez quem venceu foi Irina, deixando o outro casal em segundo lugar.

Se para as duas primeiras duplas essa etapa foi quase um passeio, para o resto dos competidores sobrou todo o drama, Lauren & Joanne usaram o One Way contra Trish & Amy e Sarah & Sam Usaram contra Gilles & Sean, forçando as duplas a completar o desvio do Coral – que se provou ser de fato bem mais complicado.

No final, Anthony & James ficaram em terceiro, seguidos de Lauren & Joanne, Sarah & Sam. Assim a disputa pela eliminação ficou para os times que escolheram (ou foram forçados a escolher) o tal desvio do coral, Meaghan & Marie, Trish & Amy e Gilles & Sean.

Meaghan terminou o bloqueio tranquilamente e Amy teve mais atenção aos detalhes que Gilles, garantindo sua permanência na corrida e selando o destino de Gilles & Sean que infelizmente foram eliminados.

Não me agradam os episódios em que um ou dois times têm uma vantagem muito grande, mas essa etapa teve um saldo positivo graças ao One Way, The Amazing Race Canada a cada temporada supera o Americano, seja nas provas ou nos twists que cria.

Apesar de repetitivo, coloco como destaques Dave & Irina, o casal é muito cheio de si, mas também é muito competente e tem executado todas as provas sem muita dificuldade, são o time a ser superado nessa temporada. Coloco também Trish & Amy como destaques, as mães superaram a surdez de Amy e completaram o complicado desafio do coral. Já como negativo coloco Meaghan & Marie, as gêmeas deixaram muito a desejar nessa etapa e só não foram eliminadas porque outros dois times foram vítimas do One Way. É isso! 3 times agora possuem um Express Pass – Dave & Irina, Aarthy & Thinesh e Anthony & James – e pelo teaser do próximo episódio talvez a necessidade de usa-los esteja bem próxima! Até semana que vem!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Felipe Tanabe

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries