“Guys, we got this. The Speed Force loves me”!

Sinceramente Invincible foi um episódio agridoce para mim, quando na semana passada terminamos com a invasão dos meta humanos em Central City, eu esperava mais ação, mais dificuldade e muita luta entre o #TeamFlash e os seus adversários. Entretanto o episódio apresentou as consequências da semana passada de uma outra forma, e acabou focando no amadurecimento dos personagens, entre eles Wally, Barry e Caitlin. Eu senti que esse episódio não parecia o penúltimo episódio da temporada, apenas as cenas finais mostraram algo assim. Se você olhar como um todo pouca coisa aconteceu, mas vamos ver o que rolou.

O episódio já começa com o retorno de Caitlin aos Star Labs, Caitlin parece meio devastada, quebrada, sem rumo, os tempos nas mãos de Hunter Zolomon fizeram com que de certa forma ela ficasse enlouquecida e vê-se a presença do vilão em todos os momentos e lugares. Paralelo ao retorno de Caitlin, temos um Barry confiante, que finalmente deixou seus medos para trás, e que na visão dos personagens da série, principalmente Joe West isso não seria bom. Sinceramente, eu fiquei muito feliz de ver que o personagem estava finalmente confiante e sabia do que era capaz, isso jamais seria ruim, é óbvio que ele sabe que pode perder, que pode ser derrotado, que não é um Deus, mas isso é algo bom para o Barry, isso é uma grande evolução no personagem e algo que seus amigos queriam tirar dele pois não consideravam de certa forma saudável.

408216

E com a introdução da Sereia Negra, nossa Canário Negro (Laurel Lance) da Terra 2 temos o desenvolvimento dessas duas questões, vemos o Barry tomar uma surra e ser salvo por Wally West, mesmo após uma breve conversa que não deu certo. E vemos uma tentativa de Caitlin de resistir e tentar mudar esse mal que lhe atinge, quando ela se passa pela Nevasca e o Cisco pelo Vibro para enganarem temporariamente a Sereia Negra enquanto o plano do #TeamFlash para vencer todos os meta-humanos de uma vez estava em andamento, obviamente dá certo e vemos Zoom fugindo para a Terra 2.

surra

O lado legal disso, é que mesmo com a questão da batalha contra os meta-humanos ter sido mal aproveitada pelos produtores, vemos mais uma vez ou talvez pela primeira vez o talento de Katie Cassidy ser realmente aproveitado em seu lado mais heróico ou vilanesco nesse caso, a personagem sempre foi muito mal aproveitada em Arrow e sua aparição em The Flash foi ótima, a personagem é segura, forte e impiedosa, e em certos momentos mostrou força como quando destruiu o Mercury Labs e mostrou também que pode vir a trabalhar por algo bom, quando Cisco e Caitlin propõe uma aliança para vencer Zoom e ela se mostra interessada, esse interesse pode vir a ser algo a mais, afinal sua personagem está presa no Star Labs!

FLA222c

Outro ponto interessante foi aproveitar o confronto entre a Sereia Negra e o Flash para por o Wally para fazer algo interessante e mostrar esse lado do rapaz de querer ser um herói, e por fim ver o Barry colocando as cartas para o Joe West que já estava ficando chatinho com esse lance de superproteger quem não quer ser superprotegido. Por fim como consequência da vitória do Team Flash, Harrison Wells sofre com as ondas sonoras e cai, não sabemos quais a reais consequências das ondas sonoras em Wells, mas ele não aparece no jantar no final do episódio.

407955

Antes do falar do jantar, temos algumas cenas envolvendo a questão da super confiança que Barry adquiriu na Speed Force, ainda rolou um “Guys, we got this. The Speed Force loves me”! Confesso que ri um pouco nesse momento e achei que realmente ele estava forçando demais, o episódio ainda nos deu dicas de que isso ia dar merda, primeiro naquela conversa entre ele e Zoom, quando Zoom fala que os dois são iguais, que ambos sofreram das mesmas consequências e que por fim ele fala que a maior virtude do Flash séria sua maior fraqueza e o Flash sai para salvar o prédio e leva uma surra da Sereia Negra, por fim no jantar, ele ainda super confiante até da em cima de Iris, inspirado pelo encontro de seu pai Henry com a Dr. McGee, Barry estava com a guarda baixa, e aí, vem o grande clímax do episódio, quando Zoom chega na casa, leva Henrry Allen para a antiga casa de Barry e o mata na frente de seu filho. Nesse momento de fuga, vemos coisas curiosas como o Barry tendo tempo de trocar de roupa e de não alcançar Zoom? Mesmo com a conversa na Speed Force, o personagem apanhou duas vezes no mesmo episódio, pobre Barry só sofre!!

henry

Por fim o episódio não é ruim, mas não é bom, fica devendo em não concluir seus arcos e não explorar o potencial todo, por fim, ao menos vimos Cisco começar a desenvolver seus poderes, um brilho da atriz Katie Cassidy e Henry Allen ir embora de vez, ou seja, voltou a Central City para morrer, e sinceramente sabia que algum personagem iria morrer do lado do TeamFlash, sendo Henry foi até um alívio!

Sobre essa insistência do Zoom de querer que Barry se torne igual a ele, vai ser provavelmente a chave para sua queda e ainda não descobrimos quem é o homem mascarado, ficou para o último episódio! Até a última review da temporada pessoal!

Lindomar Albuquerque
Lindomar Albuquerque

Canceriano com ascendente em Sagitário, ou seja UMA ÓTIMA PESSOA! Atualmente um louco que faz Doutorado e que já se formou em Química. Viciado em The Voice, séries e Indie Rock. Gosta de gastar o tempo que não tem para escrever sobre The Voice, The Flash, Bates Motel, Orphan Black, The Vampire Diaries e Westworld.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: