06 de novembro de 2016
The Flash – S03E05 – Monster

Chegamos ao quinto episódio das confusões temporais de Barry Allen. Confesso que estou um tanto quanto perdido sobre quem é quem ou melhor, de que terra/realidade é quem na série. Mas fiquem tranquilos, não estamos mais perdidos que Barry e seus casos de família.

        flash4

Como visto no final do último episódio, Monster dá continuidade ao desenrolar do plot de Dr. Snow, digo de passagem que poderá render um dos melhores plots dessa temporada, já que poderemos ver surgir uma nova heroína ou muito provável, nova vilã. A garota vai atrás de sua mãe, que também trabalha com pesquisa científica na área médica e biológica, buscando ajuda. Pela primeira vez a série mostra os laços familiares de Caitlin e sua difícil relação com Dr. TannHauser, sua mãe, que só lhe dá atenção após uma desesperada demonstração dos poderes da filha.

Voltando a Starlabs, San Francisco está convencido que tem algo de errado com o nosso novo Harrisson Wells, ou como ele prefere, HR. E as coisas começas a fazer sentido quando Wells aparece completamente diferente no laboratório fazendo piadas, tentando agradá-los de qualquer maneira e propondo brincadeiras de caça ao tesouro. Muito estranho não? Barry pode ser “The Fastest Man Alive”, mas é bem lerdinho não acham? Aparentemente, HR não sabe de nada e não entende nada sobre tecnologia, causando um rebuliço na cabeça de Cisco e nos trazendo o seguinte questionamento: Se ele não entende nada sobre o flash, por que ele viria para a Terra 1? Será que seu objetivo realmente é escrever um romance?

flash1flash2

O vilão da semana era nada mais nada menos que o clone de Godzilla que viria atacar Central City e esse monstro não passava de um holograma criado por uma criança, nada de meta humano. Paralelo a isso, temos mais um caso de família de Barry, agora envolvendo Draco Malfoy que aparatou para série graças aos pulos temporais do herói. Malfoy não entende o porquê de seu colega de trabalho sumir do nada e trabalhar como se escondesse algo. Assim como Barry, ele teve seus pais mortos por um meta-humano e se sente impotente diante as coisas que deseja enfrentar. Flash o impede de matar a criança por traz do monstro holograma e isso traz uma nova chama para uma amizade entre os colegas de trabalho. Acredito que isso tudo é frustração por terem descoberto que quem realmente matou Dumbledore foi Snape.

flash3

Caitlin enfrenta algumas dificuldades ao tentar tratar seus poderes e se vê sem o real auxilio que foi buscar de sua mãe, carinho materno. Além disso, outros problemas rodeiam o local, já que o ajudante da doutora tenta usar Caitlin como passaporte para levar todo o mérito que precisava. Em resposta, Snow toma o espirito de Nevasca e quase mata o garoto sendo impedida com a chegada e sua mãe. Veremos onde essa história irá chegar.

flash5

P.S:

  • Estou sentindo um pouco de falta do humor de Cisco;
  • O que vocês acham de HR galera?
  • Malfoy continua sendo Malfoy mesmo depois de HP, impressionante né!
  • Adoro as referências de Flash! Esse episódio então com referência a StarWars e BatmanXSuperman foi demais!(Aguardo uma a Harry Potter o quanto antes);
Carlos Alberto
Carlos Alberto

Estudante de Engenharia, amante de música, viciado em séries e programas de TV! Fã de carteirinha de The 100, Flash, Game of Thrones e etc, se arrisca escrevendo reviews de suas séries favoritas!
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: