Posts Populares

The Flash – S04E23 – We Are The Flash [SEASON FINALE]

E eu que tô ansioso pela próxima temporada?

A temporada de The Flash acabou do único jeito que podia acabar. Isso não é algo necessariamente bom, mas pelo menos eles não fugiram de ser aquilo que sempre foram. Derrotar o vilão de alguma forma que envolva algo sentimental ou emocionante já é quase marca registrada da série e por mais que o Pensador tenha sido um dos vilões mais complicados, até ele caiu por culpa dos sentimentos.

No começo, tudo parecia perdido e até tava meio perdido, já que ninguém sabia muito bem o que fazer. Daí, houve a luz e a Iris apareceu com a Marlize, que surgiu com uma ideia bastante inventiva pra salvar o dia: entrar na mente do DeVoe, achar o lado bom dele e fazer com que ele tome o controle e impeça a merda de rolar. Tudo muito bom, tudo muito bem, mas nada é simples nesse rolê todo. Pra isso acontecer, eles precisavam dos poderes da Cecile, que tava quase dando à luz, e que perderia os poderes assim que a criança nascesse. (Vou me esforçar muito pra não fazer mais tiradas com a questão de luz e iluminação, mas não prometo nada).

Dentro da cabeça do Pensador, não demora muito pro Barry descobrir que não tinha mais nada bom dentro dele, que a bondade dentro do DeVoe já não existia há algum tempo. Mas, ao invés disso, ele descobriu que o Ralph ainda tava lá dentro, totalmente consciente e com pleno uso dos seus poderes. E, depois de muita conversa, a gente descobre junto com eles que, como aquele corpo era do Ralph, a mente dele podia tomar controle sobre o corpo, só era necessário que ele passasse pelo portal por onde o Barry entrou. Aí que vem o pulo do gato. Os planos meticulosamente feitos do DeVoe não levaram em conta os sentimentos que o Team Flash nutriria pelo Ralph e essa foi a ruína dele. Mas não é nada surpreendente, já que o final dessa temporada foi nos deixando claro que o DeVoe era péssimo nessa coisa toda de sentir e não percebia a importância disso na vida dele e nos planos dele.

Várias coisas foram deixadas “de lado” nesse episódio, já que havia a certeza de que a série seria renovada. O lance da Caitilin e da Nevasca, além do trauma que ela passou, certamente vai ser abordado na próxima temporada. As palavras que o Harry começou a falar depois que ficou burro de vez, que eram as mesmas que o Barry falou depois que saiu da Força da Alimentação no começo da temporada, além dos desenhos, que ninguém nunca entendeu planamente o que significavam, também vão ser abordados em algum momento futuro. Falando em Harry, é massa ver como ele se afeiçoou ao Cisco e como ele não se importou em não ser mais o gênio com os 7 PHDs – ele atingiu o equilíbrio e pra ele isso é o importante agora.

Ai nasceu a filha do Joe e da Cecile, coisa mais linda aquela criança, pra fechar esse capítulo de novela de The Flash. Até o Wally apareceu, pra evidenciar o clima de “finalmente uma temporada de The Flash tá acabando de uma forma boa”. E tudo até acabou, mas ainda tem o elefante na sala. Quem diabos é aquela guria que tava aparecendo desde o crossover? E descobrimos que ela é Nora West-Allen, filha da Iris e do Barry. E, quando ela ajuda o Barry a explodir o satélite que tá caindo em Central City, a gente também descobre que ela é velocista, assim com o papai. E agora vêm as suposições.

Nos quadrinhos, não existe uma Nora West-Allen. Existe uma Nora Allen, que é filha do Barry com a Jessica Cruz, uma nova Lanterna Verde, mas como não tem essa coisa de Lanterna Verde no Arrowverse, não acho que seja essa personagem. Porém, o Barry e a Iris têm dois filhos, a Dawn (em quem a Nora foi inspirada) e o Don, que ficam conhecidos como os Gêmeos Tornados. Assim com o pai, eles também têm ligação com a Força da Aceleração e tem os poderes de super velocidade, mas no futuro em que eles vivem a sociedade não é muito fã dos meta-humanos, então eles precisam salvar as pessoas sem que ninguém saiba. Então, eles usam a forma de um tornado, girando um ao redor do outro, pra salvar o dia. Criativos, não?

Mas, suposições. Pelo que deu pra entender, rolou uma viagem no tempo na parte que o Barry tá indo dar um soco supersônico no satélite. Como a Marlize disse, era bem provável que ele se desintegrasse nesse processo. Daí, surge a Nora e ajuda ele, também dando um soco. A gente sabe que quando um velocista volta no tempo, coisas acontecem, e geralmente são coisas ruins acontecendo. Ela veio pro passado por algum motivo, que a gente vai descobrir na próxima temporada, mas provavelmente as atitudes dela mudaram alguma coisa lá. Talvez, sem a intromissão dela, o Barry morreria e não haveria um pai pra criar ela no futuro. Talvez, com a intromissão dela, um outro Flashpoint foi criado. Além disso, será que isso vai ter alguma interferência na possível existência, ou não, do irmão dela? Esse gancho que criaram pra próxima temporada me deixou tão empolgado que eu larguei um palavrão quando o episódio acabou. E, pela primeira vez em muito tempo, eu tô ansioso pela próxima temporada de The Flash.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Rafael Augusto

Um hiperativo que não sabe viver sem ler, escrever, ouvir música, ver séries e filmes, geralmente tudo ao mesmo tempo. Fã de ficção científica, suspense, Stephen King e histórias em quadrinhos.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu