Posts Populares

The Four: Battle For Stardom – S02E02 – Week Two

E os tombinhos já começaram! 

Salve, salve, meu povo! Cá estou eu na estreia de mais um reality musical, que ainda é um “bebê” na TV, é verdade, mas que na season passada mostrou que pode nos apresentar excelentes artistas e nos entreter com um formato bastante dinâmico. Por essas razões resolvi assistir o programa e, claro, resenhar sobre eles aqui com vocês! Quero dizer que eu não gostei tanto do “Original Four”, embora eu tenha achado todos talentosos. Meu favorito é o James e mesmo assim ele só me conquistou mesmo em sua última apresentação. Acho Stephanie e Sharaya artistas bastante interessantes e com muita representatividade, mas ainda não me apaguei a elas. De qualquer forma, espero que até o último programa sejamos surpreendidos com talentos superiores.

Antes de começar a comentar sobre as performances do segundo dia de episódio, vou dar uma relembrada rápida no formato, para o caso de você ter caído de paraquedas por aqui: o programa começa com quatro artistas previamente escolhidos e, a cada novo episódio, outros candidatos se apresentam para os três jurados. Todos aqueles que conseguem a aprovação dos três têm o direito de desafiar um dos artistas sentados na cadeira, para depois o público escolher se o artista desafiado cederá o lugar para o outro ou não. Uma briga por cadeiras resumidamente hahahaha.

Bom, sem mais delongas, bora para o que importa! Comentando comigo hoje tenho meu migo Nicolas, que me ajudará a avaliar as performances. Bora começar? 😉

Whitney Reign – ‘Issues’ by Julia Michaels

Tati: Eu adorei o estilo da Whitney e quando ela começou a cantar eu já me apaixonei mais ainda, pois a voz dela é uma delícia. Eu gostei da personalidade que ela tentou imprimir na música, já que a letra fala de certa complicação e isso ficou perceptível enquanto ela cantava. Eu só achei que ela se exagerou um pouquinho nas caretas hahaha, mas creio que isso seja mais do perfil dela e pode ficar muito bem em outras performances. Enfim, curti bastante!

Nick: Logo de cara, quando Whitney entrou, já adorei o estilo dela, bem jovem e atual, minhas expectativas para a performance ficaram altas, e felizmente essas expectativas foram alcançadas. Gostei muito da escolha da música, e logo me apaixonei pelo timbre de Whitney. Amei a presença de palco, a interação com o público, tudo aqui foi ótimo pra mim.

Whitney agradou aos três jurados e conseguiu a chance de desafiar um dos participantes. Ela escolheu Stephanie e tivemos um embate de muita personalidade.

Stephanie Zelaya – “On The Floor” by Jennifer Lopes
VS
Whitney Reign – “It’s A Man’s, Man’s, Man’s World” by James Brown

Tati: A voz da Stephanie me soa tão chatinha, de verdade. Mas que senhora PERFORMER é essa mulher, viu? Ela tem uma atitude no palco tão incrível e LATINA que eu admiro muito. Nessa performance, deu pra ver ainda melhor a desenvoltura que ela tem no palco e não ficou devendo em nada. Não sei se vocês perceberam, mas ela tem perninhas de tesoura, pois toda vez que ela performa ela fica abrindo e fechando de uma maneira muito engraçada hahaha, já virou a marca dela pra mim. Adorei a apresentação!

Nick: QUE PERFORMANCE FOI ESSA? Stephanie mandou MUITO, estou impactado! Não tinha gostado muito das performances dela no primeiro episódio, e esse sem dúvidas foi seu melhor momento da competição. Stephanie não parecia uma participante, e sim uma artista famosa convidada para performar.

Tati: Whitney é a menina do carão, né? E acho que nessa música esse tipo de coisa é super bem-vinda, mas isso não pode ser convencido com interpretação e, ao meu ver, Whitney ficou devendo, viu? Achei a apresentação morna, apesar do esforço, e uma bagunça em termos vocais. Ela se preocupou muito mais com as caretas e em demonstrar “atitude”, que ficou devendo MUITO em seus vocais e na construção da música. Eu escolheria Stephanie, sem dúvidas algumas.

Nick: Sabem tudo que eu disse sobre a primeira performance de Whitney? Então, aqui foi totalmente o oposto, a única coisa que consigo elogiar novamente é o timbre maravilhoso dela. Não aguento mais essa música em reality, e realmente esperava algo mais atual e pop vindo de Whitney. Foi uma das versões mais fracas que já vi dessa performance, e Stephanie massacrou Whitney sem dúvidas.

Após as duas apresentações, Whitney foi a ESCOLHIDA pelo público e Stephanie foi eliminada. Sim, isso mesmo, Brasil! Só posso rir!

De’Stani Bryant – “So Gone” by Monica

Tati: Tão novinha, mas apresentando vícios tão similares a outras cantoras que já vimos por aí. De’Stani começou muito mal e eu já estava revirando o olho. Após cantar a parte do rap, eu cheguei a pensar que as coisas poderiam melhorar, mas depois tudo piorou e a bichinha começou a abusar dos melismas e transformando tudo em uma tremenda bagunça vocal. Ela até tem talento, mas precisa amadurecer muito.

Nick: Eu já esperava uma teen gritadeira quando vi ela entrando no palco, e até que fiquei surpreso com o estilo dela, porém achei a performance bem esquecível. Vocalmente ela foi bem, por mais que seja muito limitada. Não fez nada muito empolgante. Mas, preciso dizer que fiquei com muita peninha dela quando ela não passou, pois ela estava tão esperançosa… espero que ela amadureça artisticamente, e volte em uma futura season.

Após a apresentação da teen, Megan disse sim para a mocinha, mas Diddy disse não e, assim, De’Stani foi ELIMINADA.

Stelle Amor – “Mad World” by Gary Jules

Tati: Quando Stelle deu a entrevista eu já pensei que viria alguém com um timbre chatinho, já que ela possui uma voz bem enjoadinha. Mas daí quando ela começa a cantar, me vem algo totalmente diferente, uma voz gostosa de se ouvir, com graves interessantes. Porém, ao meu ver, ela pecou nos “gingados” e parecia que ela queria mais era sensualizar. De qualquer forma, ela mostrou um potencial vocal gigante. Não a comprei como artista, mas a bichinha canta DEMAIS.

Nick: Gente, adorei o timbre dela, o estilo, tudo! Sinceramente, as vezes fico me perguntando o que essa bancada procura, pois aqui temos uma artista única, original, com muito potencial, e eles rejeitam? Fiquei muito chateado com esse resultado.

Deu para ver que não foi tão fácil para os jurados, mas Stelle foi ELIMINADA, após levar um segundo não, depois de do Dj Khaled ter dito um sim para ela. Ai, gente, fiquei um pouco chocada, viu?

James Farrow – “Lean Back” by Terror Squad

Tati: Amo que The Four abra tantos espaços para rappers, pois, infelizmente, certos programas musicais nunca deixaram artistas como ele aparecerem no programa. Eu gostei de James enquanto cantava, gostei da escolha musical e, principalmente, da personalidade, pois ele chagou incendiando o programa e já chamando Sharaya para a luta, antes mesmo de passar. É para isso que estamos aqui, não é? Hahaha

Nick: James é um ótimo rapper, mas infelizmente já existem VÁRIOS iguais na indústria. Essa performance realmente não me atraiu tanto, e se queriam mais algum artista do estilo rap, acho De’stani mais merecedora do que ele, por mais que ela não seja unicamente do rap.

Sharaya J – “Plain Jane” by A$AP Ferg
VS
James Farrow – “Panda” by Desiigner

Tati: Ai, gente! James chegou cheia de marra, mas Sharaya não se importou e mostrou que até o momento, quem mandava na cadeira “rapper” do programa era ela e ponto. Eu adorei a atitude, adorei o “improviso” e ela me contagiou demais, assim como ficou visível que ela contagiou a plateia todinha. Adorei demais.

Nick: Adoro a garra que Sharaya mostra nas performances dela, ela demonstra muito domínio de palco, e além de tudo, vejo muita originalidade dela, pois ela não me lembra as rappers que fazem sucesso atualmente. Adorei a performance.

Tati: Se Sharaya envolveu a plateia todinha enquanto cantava, James fez totalmente o oposto, não é? Ai gente, que coisa chata, deu para gostar muito, não! Ele foi muuuuuuuito linear e deu para perceber que estava nervoso. Acredito que tenha sido pela oponente, que não se abateu e simplesmente arrebentou enquanto cantava. Eu escolheria Sharaya sem pensar duas vezes.

Nick: Novamente não mostrou nada de novo. Pra mim, continua igual a maioria dos rappers que temos na indústria hoje em dia. Sem dúvidas ele é um ótimo rapper, mas precisa amadurecer artisticamente, e deixar sua marca nas performances. Sem dúvidas preferi Sharaya, e felizmente o resultado não decepcionou dessa vez.

Felizmente a plateia foi justa e escolheu quem realmente merecia: Sharaya continuou na cadeira e James foi ELIMINADO.

Skylar Dayne – “Wolves” by Selena Gomez

Tati: Skylar estava na lista de spoilers algumas de uma season do The Voice e eu acabei vendo alguns vídeos dela. Eu lembro que adorei ela, principalmente por ela ser fã do Maroon 5 e quando vi que ela estava no The Four fiquei muito empolgada. Mas, gente, não gostei! Achei ela oscilou muito vocalmente e a achei muito fraca no quesito entrega. Além disso, ela me soou um pouquinho arrogante e não consegui curtir ela no palco, não.

Nick: Eu realmente espero ver Skylar em algum outro reality, pois amei muito o timbre dela, amei a escolha, e essa performance foi uma das melhores da noite pra mim. Skylar interpretou muito bem, vocalmente foi maravilhosa, com um timbre meio rouco. Me apaixonei, e fiquei decepcionado mais uma vez com os jurados, parabéns.

Jesse Kramer – “Hallelujah” by Jeff Buckley

Tati: James tem uma rouquidão que me agrada muito em rockers e que pode facilmente dar muito certo com as escolhas musicais corretas. Eu achei a escolha de Hallelujah corretíssima para ele e, de uma forma geral, eu gostei. Porém, achei que ele exagerou demais nos “rasgados” e, em certos momentos, eles me soaram um pouquinho forçados, mas nada que me fizesse acha-lo um artista ruim.

Nick: Chocado com toda a força que ele tem no vocal. Aparentemente não parecia ter tanta garra, mas durante a performance mostrou que tem muito talento SIM! Amei essas mudanças que ele fez durante a performance, entre a voz grave/rouca e a parte mais suave de seu vocal.

Jesse conseguiu conquistar os jurados e ele foi APROVADO para tentar uma cadeirinha. Ele deveria escolher entre James e Majeste e ele escolheu a cantora gospel. Vamos ver como foi o duelo.

Majeste Pearson – “Stone Cold” by Demi Lovato
VS
Jesse Kramer – “All Along The Watchtower” by Jimi Hendrix

Tati: Eu amo muito Stone Cold, mas não gosto que ela seja cantada em realities. O motivo é bem simples: na maioria das vezes as pessoas se preocupam em aplicar todos os recursos vocais que a música permite e se esquecem de se conectar com a letra da música. O que tivemos aqui foi isso e, apesar dela ter ido muito bem vocalmente, eu não consegui me conectar totalmente com ela e amar o que ela fez aqui.

Nick: Essa música é muito difícil de ser cantada, e por gostar muito de Majeste, inicialmente fiquei preocupado, mas no final, acabei ficando impactado com essa maravilha de performance. Majeste mandou MUITO BEM nas high notes, foi muito bem controlada, interpretação estava no ponto, tudo foi maravilhoso.

Tati: Jesse perdeu a dicção entre uma performance e outra? Pois eu não consegui entender nada do que ele cantou na maioria do tempo. Eu até gostei dele na primeira apresentação, mas já achei o rasgado dele mais forçado ainda nessa segunda performance e não rolou não, viu? Eu escolheria Majeste, pois, apesar de alguns vícios que ela apresenta (excesso de melismas, as apresentações dela me agradaram mais.

Nick: Novamente Jesse mandou bem, mas aqui já achei a voz dele mais forçada. Na primeira performance, até soava natural em algumas partes, mas aqui eu não conseguia nem entender as palavras que ele cantava de tão forçado que foi, parecia até que ele estava com uma batata quente na boca. SINCERAMENTE? RANÇO DESSE PÚBLICO.

Depois do duelo, o povo escolheu Jesse para prosseguir no programa e Majeste foi ELIMINADA.

Reality musical sem tombo não é reality, não é? E nessa rodada já tive alguns de leve HAHAHA. Olha, achei o nível desse segundo programa bem inferior ao primeiro, nenhum novo artista me brilhou os olhos e eu ainda senti pelas eliminações de Stephanie e Majeste. Para piorar, ainda nem pude ver uma apresentação do meu “favorito” do Original Four. Mas tudo bem, como sou muito otimista, acredito que os próximos programas serão melhores e espero MUITO que a plateia não erre tantos nas escolhas. Veremos…

Então é isso, meu povo! Espero que tenham curtido a review e não deixem de comentar aqui a opinião de vocês sobre as performances e resultados.
Ah, não sei se vocês sabem, mas esse canal do YouTube está postando o episódio completinho, uma boa para quem quiser ver com mais praticidade! Beijo e não se esqueçam de votar na nossa enquete. ❤

gostou da matéria? deixe um comentário!

Tatiane Silva

Sou uma Social Media e Community Manager que ama tanto o que faz, que acaba fazendo isso quase que o tempo todo. Eu moro na internet, por isso acrescento doses diárias de cultura inútil e memes que é pra eu não me entendiar. Amo realities musicais, gasto horas em grupos de discussão e sou viciada em coisas que me fazem dar boas risadas e esquecer da minha conta bancária negativada.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu