Posts Populares

The Four: Battle For Stardom – S02E05- Week Five

E o programa está melhorando! 

Fala, galerinha! Lá vamos nós para a metade da temporada e até que o programa está evoluindo, viu? Com a adição da Ali (o que significa a eliminação da superestimada da Whitney) o quarteto ficou beeeem mais consistente, com a exceção de certo roqueiro rosnador, mas isso pode mudar nesse episódio hahaha. Enfim, acredito que o nível técnico esteja melhorando e espero que continue assim até o final da temporada. Antes de comentar sobre mais um dia de duelos, vale a pena explicar mais uma vez o formato.

O programa começa com quatro artistas previamente escolhidos e, a cada novo episódio, outros candidatos se apresentam para os três jurados. Todos aqueles que conseguem a aprovação dos três têm o direito de desafiar um dos artistas sentados na cadeira, para depois o público escolher se o artista desafiado cederá o lugar para o outro ou não. Uma briga por cadeiras resumidamente hahahaha.

Bom, com tudo explicadinho, vamos aos comentários e hoje quem me ajuda é o nosso colega Lucas Salles! Bora lá, pessoal! Antes de tudo, tivemos apresentação do quarteto e foi uma das apresentações que mais gostei, apesar do Jesse ter atrapalhado um pouco hahaha, mas isso a gente releva.

The Four Perform “Can’t Feel My Face” by The Weeknd 

Dylan Jacob – “Flava In Ya Ear” by Craig Mac 

Tati: Gente, primeira coisa de tudo: que “kids” mais fofo! Eu amei Dylan desde a entrevista e, apesar de eu não torcer contra a Sharaya, eu torci tanto para ele conseguir um aceite hahaha! Outra coisa que achei maravilhosa é que Sharaya viu sua apresentação com muito respeito e isso é bem legal! Quanto à apresentação em si, achei muito legal, bem interpretada e ele manda muito bem no rap! Nem prestei muita atenção na letra dessa música para ver se foi uma escolha adequada pra ele, mas ele curti a apresentação num todo!

Lucas S: Olha a ousadia desse menino, minha gente?! Ele veio pra tentar um challenge mesmo, hein? Curti demais a performance do Dylan. Eu adoro quando um rapper traz fogo para o palco e ele fez isso. Embora sua voz não seja das melhores, o menino compensou com garra e vontade. Sharaya vai ter trabalho se quiser permanecer sentadinha na chair dela, viu?! [

Bom, Dylan conseguiu a oportunidade desafiar Sharaya, o que era óbvio, né? Ou seja, o boy terá um rabo de foguete pela frente.

Sharaya J – “She’s a Bitch” by Missy Elliott

vs

Dylan Jacob – “Dat Cheese” (Original Song)

Tati: Ela está lindaaa, minha gente! Amei o desenho na cabeça e o figurino todinho! E a apresentação, como sempre, foi cheia de atitude e eu fiquei com dó do menino, pois Sharaya sempre esbanja ousadia em suas performances e acho isso ótimo para o estilo que ela representa. Eu não gosto dessa música, então não curti a performance como curtiria se fosse outra, mas ela arrasou, pois foi uma apresentação cheia de atitude e o final foi muito impactante, com ela rainha ali no centro do palco.

Lucas S: A DEFINIÇÃO DE LACRE FOI ATUALIZADA!!!!! Antes de fazer meu comentário, eu tive que assistir a essa performance inúmeras vezes! Gente, é impressionante a veracidade e intensidade com a qual essa mulher performa. Ela se apropriou totalmente da canção e fez sua melhor apresentação dentro do programa até agora. Na semana passada, ela se apresentou muito abaixo do esperado. No entanto, nessa, ela quebrou todas as estruturas do The Four. Pra mim, Sharaya acabou de se consagrar como a melhor rapper que a competição já viu até então. #GoRaya

Tati: Ai, não, gente! Olha a carinha dele de bravo enquanto canta. Eu não dou conta! Estou que nem o Pharrel no The Voice: “he’s only sixteeen” e eu achei isso realmente incrível para o nível da performance dele, que foi muito. Considerando que ele cantou depois da ótima apresentação da Sharaya, ele se mostrou bem afrontoso e não abaixou a cabeça! Eu achei o arranjo da música também excelente, o que me deixou com dúvidas se isso é composição dele mesmo hahah. Enfim, ótimo desafio.

Lucas S: Isso é que é challenge, Brasil! O mulecão é afrontoso mexmoooooo e é delicioso assistir dois artistas brigarem pela permanência no programa como Dylan e Sharaya fizeram. Ele demonstrou atitude, coragem e mandou muito bem na sua proposta. Uma pena que a cadeira de rapper já tenha dona.

Depois desse duelo pesadíssimo, o público o optou por manter a Sharaya e eu entendo, afinal, ela é superior a ele, né? Mas Dylan DEVERIA voltar e tentar de novo, quem sabe! Amei esse garotinho.

Jade Milan -“Grenade” by Bruno Mars

Tati: Olha Jade não é ruim, ao menos não achei, pois eu vi alguns pontos positivos na voz ela, nos raros momentos que ela não desafinou ou pareceu nervosa. Mas a songchoice foi péssima para ela, pois ela acabou descaracterizando esse ícone de música por tentar encher de firulas. Parece que ela estava querendo mostrar demais e tem hora que menos é mais, né? Pois então, nesse caso achei que os exageros atrapalharam muito e tudo que tivemos foi uma performance vocalmente cheia de erros e de nervosismo.

Lucas S: Rapaz, eu adoro Grenade e é raro demais eu não curtir um cover dela. Aqui, lhes apresento uma raridade rs. Achei a apresentação desesperada demais. Além de parecer estar totalmente desconectada com a canção. Não me senti tocado pelo drama que a canção traz. Ela me passou a impressão de querer tanto aquilo que o exagero transpareceu. Me corrijam se eu estiver equivocado, mas algumas notas que ela deu foram meio que estridentes e isso me incomodou. Uma pena isso ter acontecido. Estilo ela tem e se não fosse o nervosismo ela poderia render muito mais que o apresentado.

Ronnie Smith – “U Don’t Have To Call” by Usher 

Tati: Não sei se é pela música, mas Ronnie abriu a boca e eu me lembrei do Usher hahaha. Ele tem uma voz muito gostosa, um falsete legal e que combina muito com essa música. Mas, por alguma razão, eu achei a apresentação um pouquinho chata da metade em diante. Não sei se foi pela falta de simpatia dele ou algo assim, só sei que não curtir tanto assim. Mas vocalmente falando achei uma boa apresentação e eu também daria sim para ele. Talvez com uma segunda songchoice eu goste mais dele. Vamos ver!

Lucas S: Êta que não aguento com essas vozes. Me derreto todo. Ronnie é básico? É. Mas ele transpareceu estar curtindo tanto o momento que me deixou embarcado. E esses falsetes? Amei real oficial! Ele me lembra os grandes cantores da R&B internacional e o vejo emplacando um sucesso facilmente. Ao contrário de Jade, Jr. merece muito ir para um challenge.

James Graham – “On Bended Knee” by Boys II Men 

VS

Ronnie Smith – “Let Me Love You” by Mario

Tati: James é meu favorito da season e a principal razão é que eu acho que ele se conecta tão bem com as canções e dessa vez não foi diferente. Ele entregou o coração nessa apresentação e eu estou até agora arrependida. E os falsetes então? O que foi isso, minha gente? Maravilhosos e muito bem executados nessa música. Na hora que Ronnie estava cantando, deu para perceber que James estava um pouco apreensivo, mas ele soube manter o sangue frio e simplesmente arrasou! Muito orgulhosa que ele tenha entregado uma performance desse nível.

Lucas S: É incrível demais o crescimento de James. Meu senhor. É mais incrível ainda o ambiente que ele cria com suas apresentações. Assim como as anteriores, fiquei totalmente embarcado na vibe que ele nos trouxe. Seus floreios, nuances, falsetes são absurdamente impecáveis. E a forma que ele passeia entre as transições das notas? Impecáveis! Coitadinho do Ronnie…. hahahahaha. Claramente esse desafio já tem um winner.

Tati: Ronnie, primeiramente, MUITO OBRIGADA POR VOCÊ ME FAZER RELEMBRAR ESSE HINO EM FORMA DE MÚSICA! hahaha Ai, gente, eu via tanto esse clipe naqueles DVD’s que a gente comprava no camelô e amava tanto. Hino de música! Mas, nostalgias à parte, eu achei a apresentação boa, mas, ao contrário da primeira apresentação, o falsete do Ronnie me incomodou em alguns momentos e eu fiquei um pouco irritada quando ele cantou o finalzinho todo assim. Mas, tirando isso, achei uma boa performance, mas não suficiente o bastante para bater James.

Lucas S: Eita que os desafios estão cada vez melhores. O boy não se deixou abater pela belíssima performance de seu concorrente e fez jus aos sins dos jurados. Assim como as transições de James, Ronnie nos trouxe perfeição. Além de demonstrar uma personalidade massa de se assistir. E ah, a paixão pela música também ajudou para que eu tivesse gostado tanto. E o que foram as últimas notas? O cara arrasou demais! Vocês também ficaram achando que em alguns momentos era o Michael Jackson que estava cantando assim como eu?

Depois de uma boa rodada de apresentações, o painel deu seu parecer e o público parece que concordou, viu? Já que escolheu manter James no The Four e, com isso, Ronnie foi ELIMINADO.

Noah Barlass -“The Middle” by Zedd, Maren Morris, Grey

Tati: Ai, concordo com a Meghan: Noah é muito fofo! E eu não esperava muito dele, pela timidez que ele demostrou ter. E deu pra perceber o nervosismo no começo da apresentação, mas depois ele foi melhorando, melhorando, melhorando e apresentou bons recursos vocais. Amei alguns melismas que ele usou e acho que ele tem bastante potencial, viu? Pois tem uma voz bastante agradável, só precisa vencer um pouco o nervosismo.

Lucas S: Aqui temos aquele velho do act trazer bastante nervosismo no início e fazer com que ele suma do meio para o final durante a performance. O talento do Noah é gigantesco! Sério! Do meio para o fim, sua apresentação foi AMAZING e que bom que ele deixou o nervosismo de lado e demonstrou parte do seu enorme potencial. Amei demais.

Felizmente, Noah conseguiu três “sim’s” e pôde escolher entre Ali e Jesse para desafiar. Ele escolheu o lobo rosnador, então hora de ver como foi esse duelo!

Jesse Kramer – “Nothing Compares 2 U” by Prince 

vs 

Noah Barlass – “Who You Are” by Jesse J 

Tati: Eu já vi algumas boas versões dessa música e depois de ouvir Jesse eu precisei pedir desculpas aos meus tímpanos. Ai, gente, não curto Jesse de forma alguma e eu garanto que eu tentei MUITO ouvir essa apresentação de coração aberto, para não ser tão dura nas críticas, mas dessa apresentação eu gostei apenas do começo, que foi bom ao meu ver. Porém, depois que ele começou a forçar no rasgado da voz e eu parei de entender o que ele estava contando foi bem tenso. Jesse não dá!

Lucas S:  Juro que só vou comentar sobre o Jessie porque sou obrigado. Tá no contrato do Panelas… Meu senhor. Dele a única coisa que eu gosto é da beleza. O bicho é um sapão. Ele é forçado, seus grunhidos são forçados… Não entendo nada do que ele canta por conta do enorme ovo que ele parece carregar. Além de sua péssima dicção.

Tati: Eu sou muito chata quando escolhem essa música em realities musicais e na maioria das vezes acho que ela nem deveria ser escolhida. Afinal, é uma música com uma carga emocional grande e que poucas pessoas conseguem entender. Eu não achei a escolha acertada para esse momento e não gostei da conexão apresentada por Noah, afinal, cantar “Who You Are” pegando na mão da platéia é um pouco tenso. Mas vi pontos positivos na apresentação (as notas mais agudas) e acho que foi o suficiente para que ele avançasse.

Lucas S: Personalidade? Aqui tem! Migos, não sei vocês, mas eu, certamente tenho um Noah para chamar de meu! Ô, eu AMEI demais o que o boy fez. Sua conexão, sua entrega, sua segurança… Tudo aquilo que faltou na sua audição, apareceu no challenge. Já tô aqui na torcida forte pro boy eliminar o talento falsinho do Kramer.

Após as apresentações de Noah e os rosnados de Jesse ,  foi vez de conhecer a opinião dos jurados e nem todos eles gostaram, viu? Diddy foi bem categórico ao emitir sua opinião. Mas, FELIZMENTE, o público escolheu dar uma chance para Noah e Jesse foi ELIMINADO.

Kateri Bluford –  “I’m Getting Ready” by Tasha Cobbs Leonard

Tati: Que voz mais agradável Kateri tem! Arrepiei no começo e vi que ela estava sabendo o que estava fazendo, afinal, entrou muito bem na música e eu amei muito o começo. Outra coisa que Kateri me permitiu perceber é que ela conhece muito de música e que ela pode mostrar muito mais. Notei isso em seu controle e nas notas que foram bem executadas. Apesar de eu achar essa música bem chata, foi uma boa apresentação e Kateri super mereu avançar!

Lucas S: Senti o impacto, hein?! Sabe quando se faz com amor? Pois foi exatamente isso que Kateri transpassou para mim. Eu amo cantoras como ela. Há milhares, porém, sempre cabe mais uma haha. Ela se apropriou da canção e fez com alma. Curti demais isso aqui!

Os jurados gostaram bastante de Kateri e com três “SIM’S”, a moça conseguiu a chance de desafiar Ali. Baita desafio, viu?

Ali Caldwell – “Somebody Loves You Baby” by Patti LaBelle

VS 

Kateri Bluford – “Because You Loved Me” by Celine Dion

Tati: Olha, para quem estava com aquele nervosismo apresentado em todo o programa, a Ali surpreendeu muito, viu? Honestamente, a moça ficou com cara de morte o programa todo, pensei que a apreensão pudesse atrapalhá-la de alguma forma, mas parece que não. Ali arrasou! Foi muito boa vocalmente e apresentou uma segurança e classe ao cantar que me lembrou os tempos de The Voice! Uma ótima apresentação, para colocar de vez a moça na disputa do título.

Lucas S:  MINHA NEGONA NÃO DECEPCIONA NUNCA! Isso que é tomar a música para si e dá um verdadeiro show com a mesma. Ali fez com que sua voz tomasse conta de todo o palco além de ter demonstrado mais uma vez, toda a sua capacidade vocal. Que é absurda (diga-se de passagem). Além de ter ratificado que a cadeira é dela e ninguém tira.

Tati: Em sua primeira apresentação, Kateri me deixou a sensação de que ela poderia MUITO e quando vi a songchoice do desafio pensei: a bixa vai arrasar. Mas ficou só na promessa mesmo, pois eu achei mais do mesmo. Ok, ela foi controlada, apresentou alguns recursos interessantes, mas sabe quando você acha uma apresentação totalmente insossa? Foi isso que eu senti. Não sei se foi o desânimo por cantar depois da Ali, mas fiquei um pouco decepcionada com o que foi apresentado aqui.

Lucas S: Poxa, eu adoro velharias. Mas com o que nos foi apresentado achei mais do mesmo, sincera e honestamente, esperava muito mais da Kateri. Ela tem uma baita competência vocal e isso é inegável. Ao contrário do apresentado em sua audição, achei que ela ficou nervosa com o que Ali apresentou e para mim isso refletiu muito na apresentação do seu desafio. O bom é que isso fez com que a chair da Ali fosse realmente dela.

Após essas duas últimas performances da noite, sem muitas dificuldades, o público resolveu deixar Ali sentadinha por mais uma semana e, com isso, Kateri foi ELIMINADA.

E, assim, terminamos mais um episódio do The Four, pessoal! Agora composto por James, Noah, Ali e Sharaya. Olha, agora sim, eu posso dizer que adoro o quarteto. Dos quatro, acho Noah com menos apelo e, mesmo assim, o menino tem muito potencial! Achei o nível desse programa muito bom e acredito que a tendência é melhorar, já que estamos na reta final. AMÉM.

O ponto negativo da edição foi a cara de morte da Ali durante o programa INTEIRO e que, ao meu ver, não foi tão legal assim. Gente, nervosismo todo mundo passa e eu concordo muito que não é nada fácil esse tipo de desafio. Sei que aquilo dali é a vida de todo mundo, mas precisava ficar com cara de treva a edição inteira? E o fato de ter deixado James no vácuo também me soou um pouco estranho também. Mas, enfim, espero vê-la mais feliz e segura na próxima rodada. Então é isso, galera. Semana que vem tem mais e vejo vocês novamente na final. Até lá!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Tatiane Silva

Sou uma Social Media e Community Manager que ama tanto o que faz, que acaba fazendo isso quase que o tempo todo. Eu moro na internet, por isso acrescento doses diárias de cultura inútil e memes que é pra eu não me entendiar. Amo realities musicais, gasto horas em grupos de discussão e sou viciada em coisas que me fazem dar boas risadas e esquecer da minha conta bancária negativada.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu