Posts Populares

The Handmaid’s Tale – S02E10 – The Last Ceremony

I love you… Hannah

Durante a semana tivemos alguns alertas sobre o décimo episódio da série, dizendo que esse seria um episódio bastante intenso. A própria Elisabeth Moss deixou um alerta para todos os fãs em seu instagram, para assistirmos o episódio acompanhado de alguém. Pois bem, estou aqui com os olhos marejados escrevendo esta resenha após assistir ao episódio.

A gravidez de June está chegando ao fim, e a qualquer momento ela pode ganhar o bebê. Durante sua ida ao mercado, após uma conversa acalorada com Ofglen, ela acaba tendo contrações e é levada as pressas para casa, para finalmente prepara-la para o parto. Logo todo o ritual estava sendo feito, com as Aia’s e a tia Lydia ao redor de Offred, as esposas juntas com Serena, a casa toda floreada significando fertilidade para tudo correr bem no parto, e os comandantes todos juntos esperando tudo acontecer. Entretanto, durante o ritual de Serena, ela acaba sendo interrompida por Lydia, que a chama para o quarto de June, para então termos a surpresa de que aquele tinha sido um alarme falso. Obviamente Serena iria ficar furiosa, mas ela conseguiu se conter no momento da noticia. O fato é que aquilo foi “bom” para June, pois ela ainda não estava preparada para entregar o seu filho para esses dois monstros…

Mas, essas aspas em bom é justamente para dizer que tudo acabou se tornando ainda pior para June. Após Serena e Fred terem a recomendação de esperarem pelo menos mais duas semanas para induzirem o parto de June, eles acabam por burlar essa restrição e decidem induzir o parto com as próprias mãos da pior maneira possível. Enganando Offred, ela é presa por Serena, e em um ritual não programado, é novamente estuprada pelo comandante com o intuito induzir o bebê a sair. A cena é pesada, é agoniante e revoltante, e mesmo não sendo tão graficamente explícita como em outras séries de sucesso por aí, é algo não aconselhado para todo tipo de pessoa. Após a violação, June fica paralisada, como se a vida tivesse saído de seu corpo. Foi muito triste ver isso, pois no inicio ela implorou pela ajuda de Serena, que estava exitante, mas acabou por ajudar no ato. 

Após essa monstruosidade, Fred decide recompensar June de uma forma um tanto excruciante. Ele em segredo, acaba por deixar June ver sua filha Hannah, e durante os dez minutos mais dolorosos que eu já tive assistindo essa série, vemos o reencontro de mãe e filha, em uma cena muito comovente, triste e reflexiva. Eu chorei muito durante essa cena, foi muito doloroso ver o sofrimento da June em reencontrar sua filha e saber que possivelmente elas nunca se verão novamente. Além disso, houve todo um momento de força, em que June diz para sua filha resistir e ser forte, assim como tentar ao máximo ser feliz. Porém, o dado momento da separação acontece novamente, e com isso vem a extrema tristeza e o vazio. Vale ressaltar também que essa cena fez menção aos últimos acontecimentos dos Estados Unidos, da qual crianças estão sendo separadas de seus pais nas fronteiras do país… Um assunto muito triste e difícil de se engolir, e é assustador ver que isso não só acontece na ficção. 

Por fim, após todo esse momento super triste, Nick, que levou June até o local do encontro, teve seu destino traçado. Alguns guardas acham o carro dele e começam a desconfiar de sua presença no local. Nick então tenta se defender, mas acaba sendo abatido pelos dois guardas e é levado para algum lugar, deixando June sozinha na casa. Não sabemos se foi uma infelicidade o encontro desses outros dois guardas, ou se poderia ter sido um plano de Fred, que pode ter descoberto a verdade sobre Nick, e com isso o enviou para uma armadilha (creio que seja pouco provável isso), mas não podemos descartar nada. Sendo assim, Offred, grávida, e agora isolada naquele local, terá que sobreviver sozinha. Qual será o seu destino no próximo episódio? Só espero que nada de ruim aconteça com ela, mas com Nick… Tenho um mau pressentimento. 

Bom pessoal, terminamos por aqui. Compartilhem nossa review nas redes sociais, e agradeço a todos que nos acompanham. Nos vemos no próximo episódio. 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Ricardo Souza

Tem gente que diz que sou um amorzinho, eu digo que sou um trouxa. Viciado em maratonar séries e ficar na bad depois de assistir tudo em um dia. Amo muito música indie, quando quiser me chamar pra ouvir Florence já sabe onde procurar. Mineiro do interior que não puxa o 'r' quando fala, mas adora um pão de queijo.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu