Posts Populares

The Handmaid’s Tale – S03E09 – Heroic

Uni-duni-tê

The Handmaid’s Tale está se encaminhando para a reta final de mais uma temporada com a tão esperada revolução sendo deixada de lado. Ando vendo diversos comentários sobre a série estar prolongando isso para fins óbvios, e infelizmente eu tenho que concordar com tais acusações, pois estamos passando por uma série de tramas que quase são consideradas fillers de tão “randômicas” que são. Apesar disso, a série não deixa de contar com uma grande produção, em que nos proporciona episódios tão especiais narrativa e esteticamente. 

Podemos ser breves sobre esse episódio. Ele se passou praticamente inteiro em um quarto de hospital, já que June acabou sendo punida por conta de suas recentes atitudes, e depois do que aconteceu com Ofmatthew, com seu surto no mercado, terminando com ela sendo baleada, June é levada e obrigada a ficar lá até que sua acompanhante se recupere. 

Por conta de June estar basicamente presa com alguém que ela simplesmente tem desprezo, mas que ao mesmo tempo se encontra em uma situação extremamente delicada de vida, já que ela foi baleada e está grávida, acompanhamos as reviravoltas que a protagonista sofre ao passar tanto tempo analisando e criando conflitos internos. Ela sente uma raiva que vai sendo crescente ao longo do episódio, culminando em um surto devido sua atitude agressiva. O fato de ela estar ali vendo que Gilead não está nem um pouco preocupado com a mulher deitada na cama, com Natalie, com sua vida, e sim com o que uma Aia pode beneficiar para a comunidade deixa June fora de si. Ela chega ao extremo de achar que tirar a vida de Natalie naquela situação seria melhor tanto para ela quando para o bebê que não terá de nascer em um lugar como Gilead. Ela também chega ao ponto de pensar em atacar um dos médicos ou dos comandantes com um bisturi, mas nesse momento Serena chega no quarto, e acaba sendo alvo da ira de June. 

Colocamos em reflexão o quanto June estava sendo afetada por toda aquela situação terrível, vendo tanto desprezo pela vida de uma mulher sendo colocada em jogo. Ao mesmo tempo começamos a ver um processo de “cura” de seus pensamentos tão equivocados. June está ali com o objetivo de lutar pelas mulheres que se encontram naquela mesmo situação, e após refletir sobre seus atos durante o episódio, ela acaba por entender isso, e acaba ficando ao lado de Natalie. Ela fez questão de voltar para o hospital após fazerem um parto às pressas, e ficará ao lado de Ofmatthew até o fim, já que ela é sua companheira de caminhada, mas mais do que isso, ela é uma vitima desse sistema desumano. 

Como eu já disse, apesar de ter achado esse episódio um tanto quanto filler, ele foi muito importante para não esquecermos o que The Handmaid’s Tale representa. Creio que o espetáculo televisivo estava tomando conta da proposta, e por isso achei os acontecimentos desse episódio super válidos. 

Nos vemos na próxima galera, até mais. 😀 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Ricardo Souza

Tem gente que diz que sou um amorzinho, eu digo que sou um trouxa. Viciado em maratonar séries e ficar na bad depois de assistir tudo em um dia. Amo muito música indie, quando quiser me chamar pra ouvir Florence já sabe onde procurar. Mineiro do interior que não puxa o 'r' quando fala, mas adora um pão de queijo.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries