Posts Populares

The Last Ship – S04E01/02 – In Medias Res/The Pillars of Hercules [ Season Premiere]

E volta The Last Ship

Depois de uma temporada toda voltada a um golpe político, parecendo que Hollywood olha para o Brasil mais do que imaginamos, porque são muitas coincidências, The Last Ship traz de volta em sua quarta temporada um vírus que começou a atormentar o mundo, mas não por matar pessoas, mas sim alimentos, que poderia gerar muitas fomes e também milhares de mortes.

Logo no início nos é mostrado o vírus vermelho aparecendo primeiramente em lavouras de milhos, só que no segundo plano percebemos que é maior que imaginamos, pois o pessoal da marinha estava negociando com um ladrão chamado Mahamoud, que teria uma semente que ainda não havia sido atingida pelo vírus, só que o ele acaba sendo atingido por um tiro e começa uma batalha forte nas mesquitas do Marrocos, mas o que mais me surpreendeu foram as mudanças de visual de todos os homens, já que quase nem os reconheci, mas o árabe acabou sobrevivendo, porém em coma, só que os marinheiros não tem muito tempo, porque a fome já estava começando a matar em diversos países e logo percebemos que a Sasha e o Mike continuam bem a frente no comando do Nathan James.

O Tom decidiu seguir uma vida calma, por isso estava distante de grandes aventuras, então ele levava uma vida pacata na Grécia como pescador, só que a crise de comida já estava o atingindo, então seu novo sogro o Alex se submetia coisas humilhantes a um tal de Giorgio, dando ele comida em troca de uma vida mais “calma”, onde tive a impressão que esse rapaz conhecia o passado de Tom, assim como o próprio Alex sabia e pedia ele para tentar salvar o mundo novamente.  Houve algumas coisas interessantes quando o Nathan James ancorou na Espanha, primeiro foi o reencontro da Kara com o seu marido, que acho um casal da po**a. Depois tivemos a nova agente Kandie, dando gracinha ao Wolf, mas na verdade nos deu a entender que ela queria era a Alicia Granderson, seria meu sonho a série abordar algo LGBT em algo militar? Mas o mais importante e interessante foi a Sasha com o seu novo parceiro James (odiei o nome) descobri mais sobre o Omar e indo perguntar ao Mahamoud sobre quem seria a pessoa com as sementes e ele disse Leão.

O Tom ao menos não deixou de ser o nosso Tom de sempre, porque até comida ele recupera dos bandidos, bem afrontoso, porém o que aguardei mesmo foi eles revidarem, porque quero é sangue, além do mais o Tom estava para baixo, acho que é falta de ação no sangue.  O que gosto de The Last Ship é a ação e veio com força quando os terroristas atacaram o quartel, que hino foi aquilo, aumentando a qualidade da season première, além de muito bem dirigida, vimos muitas mortes, além de algo que infelizmente acontece na vida real, a utilização de crianças como bombas, mas eles só tinham um objetivo que era chegar ao Mahamoud. Porém essa ida deles e a conversa dos terroristas com o ladrão e possuidor das sementes deram eles algumas dicas, que sugeriam a ida das sementes rumo a Argélia que é bem ao lado do Marrocos.

Por mais que o Tom tenha agido com coragem, foi meio burrice da parte dele atacar o Girgio, que revidou a altura destruindo o barco do Alex e colocando ele em risco no fogo, porém ao menos serviu para nosso capitão ver que o lugar dele é buscar vingança e justiça sempre, tanto que nas lutas que existia na ilha ele decidiu participar quando estava saindo, só para bater em um capanga. Mas outra coisa legal que acabou sendo quebrada no protocolo foi a Kara se juntado ao Nathan James junto com se marido Danny Green, que hino. Mas o melhor ficou com quem estava com a semente, porque se tratava de uma idosa, no deserto com um camelo KKKKK, e eles são da água, quero demais isso lutando no deserto.

No segundo episódio Fletcher e Sasha mesmo muito debilitados com tudo que está acontecendo, seguem procurando um jeito de achar as sementes que poderia está até na região da Grécia que é onde o Tom se encontra, mas eles não sabiam e no país deles as coisas estavam cada vez piores. O Tom na Grécia me surpreendeu ao se juntar ao grupo do Giorgio, mesmo eu sabendo que ele tinha um plano, mas por ele ter alma militar isso não faz parte da vida deles, só que ao chegar ao local logo descobriu que Giorgio não é o chefe deles e tinha algo maior, provavelmente e talvez até bem clichê ser o mesmo que mandou invadir o quartel na Espanha, além dele ficar atento em tudo.

Quando o Nathan James começa a atravessar o estreito de Gibraltar, eles são surpreendidos com uma rede de pesca, que graças a uns explosivos implantados nela acabam danificando algumas peças importantes do navio, fazendo com que eles ficassem sem muita defesa e ainda um míssil é disparado do continente em direção a eles, mas atinge a água, talvez para intimidar, mas mesmo assim o Mike decide mandar uma equipe na ilha saber o que é aquilo, quando a equipe chega na ilha eles adentram tuneis bem escuros e soltam até pulseirinhas de neon hahaha’, mas o mais legal de tudo foi que o Nathan James novamente foi atacado, só que dessa vez o alvo iria no navio, porém foram abatidos no ar, levando a crê que são em dois locais os misseis, mas a Sasha e o Wolf bem espertos descobre que só se tratava de um e o disparador estava se movendo.

Nas ilhas gregas o Tom estava vendo que aquele povo era muito mal, porque até perder uma luta levaria a morte e o Giorgio queria que ele lutasse com um dos mais fortes, mas sorte dele é que já tinha uma das chefes se engraçando por ele, porém ele queria mesmo era informações e mostrar que seria leal, até mesmo lutando. No Nathan James a preocupação era de onde viria o disparo e acabou vindo e atingindo eles, só que os danos foram mínimos como sempre, já as equipes em terra acabaram achando onde o míssil estava e foram para cima, com Green chegando a ser atingido e mostrando como a Kara foi profissional, mas ainda bem que ele não sofreu nada demais e ainda foi muito útil para que deem informações uteis para o navio disparar e destruir o míssil, mas esse trabalho foi graças as gambiarras que eles fizeram no navio para voltar a energia, achei um hino.

O Tom depois de derrotar o mais forte de todos ganhou muita confiança de vários dos bandidos, principalmente da irmã do Giorgio que o seduziu, deu um nome para ele de Hércules e ainda transou com ele, mas achei demais o que o Tom fez, porque transar para conseguir informações deve ser maravilhoso.

Uma das coisas que mais gostei nesses dois episódios é a capacidade dos roteiristas de se reinventar a cada temporada, trazendo um problema, extremamente coeso com o que a marinha poderia enfrentar, trazendo guerras, ações, boas atuações e uma excelente produção, que a TNT tem muitos méritos nisso tudo. Por mais que existam coisas extremamente clichês achei bem interessante como foi dada a mudança na estrutura, na nova vida do Tom, onde tudo pareceu ser muito bem explicado.

Então é isso, um forte abraço e até mais.

 

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Autor

Phelipe

Um cara Fitness, gosta de esportes e um escorpiano nato, apaixonado pela vida. Um "nerd" que curte balada e um baladeiro que curte coisas "nerds", porque a vida é muito curta para se apegar em coisas pequenas, logo pode observar que sou uma pessoa muito eclética em todos os sentidos da vida.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu