Não tão bom quanto o esperado, mas o suficiente pra não querer esperar.

Season Finale de uma temporada cheia de profecias, inimigos, alianças, fortalecimento de laços e, em grande parte, surpreendente. Em uma breve avaliação da temporada, eu diria que não foi tão boa quanto as anteriores, mas achei os plots super envolventes, as viradas de mesa super bem pensadas e os personagens bem trabalhados até chegarmos onde chegamos. O grande destaque fica pra Klaus e a atuação memorável de Joseph Morgan, mostrando a evolução de um vampiro sangue frio que se tornou solidário e mais confiante ao longo da temporada. Outra que me surpreendeu foi Phoebe Tonkin, que em The Secret Circle eu dava nada e me surpreendeu muito com sua atuação durante a temporada. Sem mais, vamos ver tudo o que aconteceu!

Não foi um episódio tão bom quanto eu esperava. E já vou dizer o porquê. Marcel, que havia tomado o soro de Lucien e se tornado um “super original” veio atrás de vingança e decidiu acabar com a raça dos Mikaelson. Pra começar, ele invadiu o QG, envenenou Freya, mordeu Elijah e Kol e estava perto de acabar com Klaus até que Rebekah aparece pra parar tudo. Rebekah sempre salvando o dia. Pra mim, a personagem é essencial pra trama. Rebekah sempre rende ótimos plots e é mais uma pra integrar a força feminina da série. Claire Holt é a carinha que eu mais gosto de ver, mas se ela não quer mais ser Rebekah, está na hora de achar outra à altura. Rebekah havia sido acordada por Hayley, numa tentativa de salvar os Mikaelson.

Untitled 3

Klaus, Elijah e Kol vão de encontro à Hayley, Freya e Hope, enquanto Rebekah tenta compreender o que aconteceu com Marcel e os motivos de ele estar perseguindo seus irmãos. Ambos argumentam e Rebekah convence Marcel a realizar um julgamento para Klaus, para que ele pague pelo que cometeu, se for o mais justo. Aí que a merda começa. Um julgamento? Sério? Que coisa sem noção! Achei sem graça e bem fraco pra finale. Klaus lá debatendo com seus inimigos pra tentar conseguir o perdão deles e a cura pros seus irmãos. Q-U-E B-O-S-T-A!

Enquanto isso, Freya está preparando um feitiço misterioso, e Kol e Elijah estão sofrendo pela mordida de Marcel. Vicent explica para as bruxas de New Orleans que os Ancestrais já eram e que Marcel voltará ao poder, retomando o acordo e a paz para todos. Kinney também aparece e conta pra Vicent que encontrou vários corpos na antiga igreja e que não sabia o que era. O bruxo logo descobriu que eram bruxos da Strix e que foram mortos provavelmente a mando de Marcel, uma vez que Marcel iria atrás de Elijah agora e não queria ser impedido de executar seus planos.

Voltando ao julgamento, parecia que Rebekah e Klaus tinham um plano, que até então eu não havia sacado. Klaus, Rebekah e Marcel argumentam, ficam num blablabla sem fim, até que Marcel decide que a morte não é o suficiente para Klaus (dá pra ser mais clichê?). Ele usa a adaga de Papa Tunde (aquela das temporadas anteriores, que faz a pessoa sofrer) em Klaus, deixando-o sofrer por quanto tempo for necessário atrás de uma parede.

Na verdade, parece que era isso que eles queriam, pois Freya realiza o feitiço que estava preparando e todos os Mikaelson caem desacordados. A explicação do que aconteceu temos no fim do episódio: Freya usou o feitiço que titia Dahlia usava e conectou a vida de todos em Klaus, deixando-os “dormindo” por 1000 anos, ou enquanto Klaus sobreviver. Isso daria tempo suficiente para que Hayley cuidasse de Hope e buscasse uma cura pra cada um deles: para o veneno usado em Freya, para as mordidas de Marcel em Kol e Elijah, e para a maldição realizada em Rebekah. Ok, uma solução inteligente, mas que deve ser solucionada logo no primeiro episódio da próxima temporada.

Untitled 5

Na finale ainda tivemos um leve fan-service de Elijah e Hayley no início do episódio, vários momentos de Klaus e Elijah tentando parecer bons irmãos, apesar das diferenças, e Hope sendo fofa! Aliás, tivemos muita Hope, o que me deixa esperançoso para planos maiores para a baby Mikaelson na próxima temporada. Já no fim do episódio, temos Vicent jogando verdades na cara de Marcel e falando que ele é tão ruim quanto Klaus, e que foi um erro dar o poder pra ele. Tipo tirar Dilma e colocar Temer ~~polêmicas~~. Hayley juntou suas trouxinhas, pegou Hope e o corpo dos 4 Mikaelson (exceto Klaus), e tocou o barco, deixando New Orleans pra trás.

Foi uma finale bem consistente, mas com grande parte do episódio sendo dedicada ao “julgamento” de Klaus, o que achei horrível. No mais, os ganchos pra próxima temporada são bem empolgantes. Eu quero ver como eles vão acabar com Marcel, quero ver uma Hope mais crescida e ajudando na família, além de querer ver Rebekah de volta. Será que é pedir demais? Ah, a notícia que anda circulando por aí é que a nova temporada de The Originals deve estrear apenas na Mid-Season, ou seja, em Janeiro de 2017. Se já estou sofrendo? Estou sim…

Untitled 4

Obrigado por acompanhar essa temporada com o Panela de Séries e não deixe de participar na nossa seleção de novos membros! Vai ser incrível ter alguém para partilhar as impressões de The Originals comigo e com a Carol! Clique AQUI e saiba mais.

Fui! Always & Forever!

Gerson Elesbão
Gerson Elesbão

Nem tão complicado demais, mas nem tão simples assim: quebra-galho, colunista e seriador. Dificilmente atualiza o Banco de Séries, mas adora gongar as séries amadas pelo público. @gersonelesbao
Deixe-nos um comentário!
  • gabriel

    Adorei ver a evolução do Klaus durante a temporada.Dessa vez, ele não me decepcionou.#StayStrongKlaus

  • Paulo Adriano

    Meu irmãaaaao… Acabei de ver o episódio. KEKEISSOOOOOO?
    Melhor season finale ever! Amei demais!
    Klaus rei e Hayley rainha e Rebekah e Freya princesas, porque que episódio! A saída foi perfeita para um avanço no tempo e um novo renovar na próxima season.
    As atuações foram PERFEITAS! Que time esses originais e ainda o próprio Marcel e Vincent, que eu também não dava nada, mas aquele “Sua Alteza”… Até eu queria ter dito aquilo.
    Enfim, absurdo ter que esperar pra 2017 pra ver essa galera de novo. Cara, demais, demais… Chega logo, Hope crescida! Vem libertar o papai!

%d blogueiros gostam disto: