Posts Populares

The Originals – S05E09 – We Have Not Long To Love

Até no mundo sobrenatural, não estamos livres do fascismo.

Mas então, minha gente, depois de séculos e mais séculos cá estou com a review do episódio 5×09 de The Originals. Sei que vocês já devem estar cansados de ouvir isso, mas a falta de tempo consome a gente real e quando a gente se dá conta, falta só um episódio pra terminar a série e lá vai a gente correr pra soltar tudo o mais rápido possível. Desculpem mesmo o mega atraso, mas tava complicado mesmo. Dito isso, vamos ao episódio.

Esse episódio não foi o dos mais UAU e nem destruidores dessa temporada, mas até que dei uma certa agradecida porque os dois anteriores a esse simplesmente destruíram a minha alma, na verdade… desde o episódio 5×06 que tô prendendo a respiração assistindo a série porque depois que a Hayley morreu com uma bela ajuda do Elijah e meu ship Haylijah foi destruído sem dó nem piedade, eu só quis morrer de dor mesmo. Pelo menos teve Klaroline pra me salvar um pouco, mas aí voltamos à Elijah lembrando do desastre que ele deixou acontecer, dele lembrando de tudo e Klaus me destruindo mais ainda, ou seja, bom um episódio que dê pra respirar um pouco né? E por falar em Hayley, senti uma peninha de Declan nesse episódio. O pobi tava sendo mantido às escuras, nem oportunidade de ir ao enterro da namorada teve e por fim, descobriu que o grande amor da vida dela tava ali na frente dele e revelando um bando de segredos sobre a sua cidade, mas Elijah foi generoso e apagou as lembranças dele e concedeu a ele paz interior para que ele não fique sofrendo por Hayley. O mínimo né? Depois do que Elijah fez, quero que ele sofra até o fim dos dias por ter ajudado a matar o amor de sua vida. Na verdade, o que eu queria MESMO era que Julie Plec desse um jeito de ressuscitar Hayley e fazer meu ship voltar, mas aí eu acho que é querer demais, né? :'(
Por que Julie fez isso, meu Deus? Eu não canso de me perguntar isso.
Mas… seguindo… Hope descontou boa parte de sua raiva no tio quando estava deixando ser controlada pela magia negra dentro dela e confesso que eu achei bem feito, por mais que eu ame Elijah, estou magoadíssima com ele. O próprio mesmo não lutou contra aquilo e confessou que a dor de perder Hayley e ter contribuído pra isso é a pior de toda a sua vida e que ele também se odeia. Ai… why God? Hope só não termina o serviço porque Klaus chega e Declan dá uma semi acordada.
Depois dessa treta toda aí, ela finalmente conta pro pai tudo que tá acontecendo dentro dela em vez de fingir que tá tudo normal e bem e quando ela revela que ceder à violência fez as vozes dentro dela aquietarem, ele vem com a digníssima fala de que se é isso que a acalma, ela tem o pai perfeito. Como não amar Klaus Mikaelson? hhahahaha
Eu SUPER acho fofo a forma como ele ama a filha, como ele se preocupa, cuida, se sacrifica e vivo por isso, mas o fato da Hope ser uma chata de galocha e uma rebelde sem causa me tira um pouco o prazer de Klope, tenho que confessar. Até porque vamos combinar que o desastre todo com Hayley não teria acontecido se ela não resolvesse dar uma de louca e “sequestrar” a mãe né? Enfim… eu realmente não consigo gostar dessa Hope adolescente e nem dessa atriz. Sdds Summer Fontana :/

Se o episódio teve um momento gostoso, foi o retorno de um dos casais mais fofinhos da série que é Freya e Keelin. A Freya finalmente parou com essa palhaçada de querer afastar a Keelin pra optar pela família complicadíssima dela e resolveu pedir a amada em casamento, mas para isso a mulher teve que quase morrer pra ela se dar conta do que deveria fazer né? Achei tão bonitinha aquela cena que meus olhos encheram d’água, real. Foi tão fofa assim ou eu que tô muito sensível a esses assuntos do coração? Talvez seja a segunda opção porque eu fiquei toda cheia de sorrisinhos também quando, finalmente, Vincent e Ivy deram aquele beijinho e antes ele tava todo se querendo pra ela. Mas, gente, coitado, Vincent não nasceu pra ser feliz né? Foi só ele beijar a mulher pra ela morrer, ele é o Jeremy de TVD lembram? Ele é o Jeremy na versão TO, o pobi rs.
E por falar nisso, isso tudo foi causado por o tal bando de vampiros puristas, praticamente uns Hitlers sobrenaturais que não aceitam se misturar com os lobisomens e acham que quem tem direito na cidade são eles? Aaaaaa façam-me o favor né? Já não me basta essa doideira na vida real, agora tem isso no mundo sobrenatural também, ninguém aguenta! Confesso que esse plot achei meio chato e já quero que acabe o mais rápido possível. Já quero Klaus arrancando todas as cabeças desses nazistinhas aí, eu hein…

Digam aí o que acharam do episódio, o que esperam dos episódios finais e o que mais quiserem comentar aqui, migos. Estou prontíssima pra conversa com vcs 🙂
Novamente, desculpa pela demora e prometo que colocaremos tudo em dia o mais rápido possível.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Caroline Azevedo

Seriadora de carteirinha. Shipper de plantão. Friendsmaníaca. Viciada em música. Feminista. Meu sonho é ser uma Sense8 e me dividir em várias partes para conhecer esse mundão afora, tudo ao mesmo tempo, agora.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries