Existem séries que caem no gosto da maioria das pessoas por temática que aborda e tudo mais, mas o caso de The Real O’Neals não pode se dizer que é só por ter temática gay que atraiu a maioria dos fãs, porque conheço héteros, gays, de todos os gêneros e condição sexual possíveis que adoram a série. A Série em si conta a história da família do Kenny, que do dia para a noite ver sua vida mudar, pois ele se assume gay, ele tem uma família muito religiosa, onde os pais estão divorciados e além disso estuda em uma escola católica, por aí pense nos dilemas que esse menino passa, e as coisas do mundo gay que ele vai conhecendo aos poucos.

A segunda temporada começa de forma hilária, com parte da família assistindo algo muito gay, então a Eileen (mãe do Kenny) chega quando deparam com eles assistindo e pede para o Kenny ser “menos gay”, e vem o melhor, ele ligando para vários gays famosos, como RuPaul e Ellen DeGeneres para diminuir seu “gayometro” BERRO, só que assim que o Rupaul diminui, ele escuta o Kenny chamar a Rihanna de gostosa, e coloca seu nível gay bem alto hahaha.

442956

A Eileen comprou muita carne no verão, por motivos dela ter um caso com o diretor da escola dos filhos e usava essa desculpa para encontrar com ele. O Kenny logo em seguida decide fazer um anúncio para a família, que criaria um clube LGBT na escola para ajudar as crianças a saírem do armário e creio que se a maioria das escolas tivessem algo mais ou menos parecido, acho que a homofobia seria até menor, mas claro que a ideia dele era mais por ele se sentir solitário sendo o único gay assumido da escola, e o mais incrível foi que ele conseguiu o apoio do diretor da escola, mais por causa do lance com a mãe dele.

442958

BERRO, o diretor inventou uma desculpa para a Eileen ir à escola, mas ela sabendo das intenções dele, mandou o seu ex marido que ao chegar lá deparou com o diretor montando um piquenique, e o melhor foi ele todo sem graça, e tendo que chamar ele para participar do piquenique. Shannon foi questionar com seu irmão o porquê do clube dele pegou um lugar bom e o dela não, mas o Kenny estava nem aí, ele queria mesmo era que seu clube bombasse e deixava ele bem ansioso para saber quem iria para o clube dele, só que quando chegou a hora programada, ele bem Alice, imaginava que iria entrar várias gays, perfomando e tudo mais, só que entrou apenas uma menina chamada Allison, bem apagadinha por sinal.

A Eileen bem comendo suas carnes, e do nada a companhia toca e ao atender é diretor da escola, só que ele não procurava ela, mas sim o seu ex-marido, o Pat, BERRO, porque ambos iriam exercitar juntos, mas tiveram que consertar a bicicleta primeiro, só que o diretor aproveitou para puxar papo com seu amigo, sobre a Eileen arrumar um novo amor e nessa confusão ele se suja e tem que entrar dentro da casa, e dá de cara com ela, mas ele consegue se controlar, ela não, e foi a chance dele dispensar ela perfeitamente, mas é triste o crush dando fora assim. O Kenny começou a entrar em maus lençóis por causa da irmã dele, que queria acabar com o clube dele, porque só tinham 3 pessoas e um clube só vira oficial quando tem ao menos 5, e fiquei bem triste com essa falta de representatividade da escola.

Ai gente o Kenny estava bem abalado com tudo, até que descobre que a Alisson não é assumida para os pais e ele decide por conta própria que ela deveria contar, para ter um novo legado na escola, mas achei mal elaborado isso, ele pressionando a menina a se assumir, só que logo depois se esclareceu melhor, pois ela tinha dúvida e medo dos pais expulsarem ela de casa, só que o Kenny não leu as perguntas e deu um conselho mega perigoso para a menina, e essas coisas me deixam triste.

14720373_1207848809279648_8828503447463337367_n

Na hora que eles vão impedir a Alisson de assumir, vão com o pai em um carro de polícia para que ela não faça algo que não queira, mas foi bem engraçado eles passando até pela mãe o diretor em outro carro, mas ao chegar ao encontro com a menina, achei muito fofo ele pedindo para ela não assumir e achei mais legal, ela contando que assumiu para o Kenny e que isso tinha sido demais, algo que para muitos pode ser fácil, é algo bem difícil de se fazer.

14717197_1207807889283740_4552625590989368995_n

Essa série é muito fofa, amo forte ela, e aborda coisas que deveriam ser mais abordadas no dia a dia, como esse mundo gay, sem ser aquele de forma cliché do sexo, festa e afins, mas do mundo “normal”, onde as pessoas buscam a felicidade, um amor e etc.

Um forte abraço, um beijo e até mais. HOMOFOBIA NÃO!

Phelipe
Phelipe

Estudante de Direito, Cruzeirense, polêmico quando deve ser, mas bem passivo às vezes, além de confuso, autêntico. Começou o seu amor por série com Prision Break e depois disso virou vício.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: