Posts Populares

The Sinner – S02E08 – Part VIII [Season Finale]

“Se continuarmos fugindo, isso nunca vai ter fim.”

E conforme previsto, e apesar de previsíveis, tivemos reviravoltas neste último episódio. E assim como Arquivo-X, “a verdade está lá fora” de Mosswood literalmente. O que causou mais tristeza a morte Marin. Pois com Heather disse, tudo que ela queria era ter uma família.

Também não podemos deixar de dar destaque a Vera Walker que aprendeu mais uma vez que para se livrar do mal, é preciso exorcizar para recomeçar. E não adianta procurar outra justificativa, o amor tem a força de mudar. Não é verdade?

Então chega de delongas e vamos a nossa review, porque nós trabalhamos com analise. Sendo assim, #partiureview.

E se resumirmos em uma palavra este último episódio, esta palavra seria “medo”. Isso mesmo, porque assim como na primeira temporada, o medo foi responsável por aumentar a gravidade dos pecados de todos os envolvidos.

Seja Vera Walker ocultando a existência de Marin à Julian, seja Heather tentando esconder seu sofrimento por perder Marin de vez. E seja pai de Heather, Jack, ser o verdadeiro pai de Julian.

Oi?

Isso mesmo, se você ficou no chão com essa informação, imagina eu que ficou com um misto de indignação e nojo, do que ele foi capaz para guardar este segredo à sete chaves. Não foi à toa que Marin foi ao convento para se purificar, porque foi uma sequência de feridas físicas e da alma, atrás da outra.

Agora imagina a cabeça de Heather descobrir que além de Julian ser o filho da mulher que ela ama, ser o seu irmão? É de pirar qualquer um. Principalmente a figura desconstruída de herói que ela tinha de seu pai Jack. Imagina a dor que é ter que limpar a bagunça de quem confiamos a vida toda.

E falando em limpar a bagunça… Não podemos esquecer a maestria de Julian em convencer Vera Walker a fazer o que é o certo. E por sinal… que cena foi essa Brasil? Confesso que consegui me colocar no lugar de Julian e Vera conversando sobre seus medos do futuro.

Mas ficou bem clara a mensagem, que apesar dos adultos assumirem o papel de proteger seus filhos, eles não são os donos da verdade. E que a vida é um constante aprendizado. E Vera Walker conseguiu compreender de vez que é preciso exorcizar para queimar. E foi o que ela fez, queimou de vez o casarão de Mosswood que foi palco de todas as insanidades do iluminado embuste.

Não podíamos esquecer de Harry, que apesar de enfrentar seus fantasmas de frente, não é todo momento que existem forças para vencê-los. E isso foi comprovado quando descobrimos o que realmente aconteceu na sessão com Vera Walker, ao ouvir a fita k7. Ali percebemos que o medo também é capaz de impulsionar a fazer aquilo que é certo.

E o detetive Harry conseguiu isso muito bem. Mais uma vez Bill Pullman cumpriu seu papel com maestria.

Outra mensagem importante aqui trabalhada foi a necessidade de aprender com os erros do passado e seguir em frente – se perdoando e fazendo o que é o certo. E aqui desde Julian, até Heather procuraram enraizar esse aprendizado muito bem.

Sobre o que achei desta segunda temporada? Confesso que não houve a mesma explosão de mentes como na primeira temporada, mas criou uma conexão com as camadas de cada um de seus personagens. Diferente da primeira temporada que equilibrou demais o mistério com o drama. Aqui na segunda tivemos mais ênfase ao drama.

Se foi errado? De forma alguma, até porque são estas diferenças que permitem que uma determinada estrutura não fique saturada. E sem contar que a série cumpriu com seu papel.

E antes de terminar preciso dizer que lá no fundo eu estava esperando Jessica Biel aparecer com sua Cora, nem que seja por alguns segundos. Afinal ela foi a precursora de tudo isso que vimos até agora, não é verdade?

Então deixa seu comentário aqui embaixo e vamos debater sobre isso. Inclusive me conte o que você achou desta temporada e se acha que The Sinner merece mais uma temporada? Conte aí, estamos curiosos para saber sua opinião. Tudo bem?

Bem finalizamos aqui nossa análise sobre The Sinner, espero que tenha gostado e se tiver Terceira temporada, aguarde que voltaremos a conversar sobre ela. Combinado? Enquanto isso, nos encontramos em outras reviews do site.Tudo bem?.

Até o próximo post 😉

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Dandy Souza

Um libriano amante de um bom suspense casado com o belo terror psicológico, porque a vida precisa de emoções. Seu lema: "toda obra tem sua moral, então fique atento aos detalhes". Twitter: @dandysouza81

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries