É possível se ter fillers em reality show?

Pra quem não está familiarizado com termos usados para falar de séries, aqui vai uma breve explicação. A palavra “filler”, derivada do verbo “fill” (que significa preencher), e é usada para se falar de episódios de séries quando este só serve para “encher linguiça”, quando eles não adicionam nada para a trama da série em questão. Essa foi a exata sensação que tive com esse episódio do The Voice AU.

Por mais que eu tenha amado um dos participantes e que o nível de qualidade dos participantes tenha permanecido alto, a impressão que ficou foi a de que nenhum daqueles que pisou no palco do programa no episódio terá longa duração no programa a ponto de ter a chance de ser julgado pelo público. Além disso, quando o mais marcante de um episódio é uma competição de sopro entre os técnicos (ou até mesmo o face swap de Jessie e Delta), fica claro que a edição não estava muito preocupada em tornar algum dos participantes realmente memorável, o que provavelmente deve ser um aviso sobre a relevância deles na competição.

Filler ou não, o fato é que tivemos uma boa média de qualidade nas audições e a temporada segue mantendo seu alto nível, então, nada melhor do que falar logo delas, não é? Dessa vez estou acompanhado de Lindomar e Lucas Prata nos comentários. Vamos às blinds!

Don Leaton – High Hopes (Kodaline)

Don

Inicialmente ele não conseguiu projetar sua voz muito bem (o que mostra que ele tem problema nos graves), mas logo na segunda frase Don já apresentou uma melhora considerável e na terceira eu já estava completamente imerso em sua interpretação da música, o que, considerando o quão falha ela foi tecnicamente, é algo impressionante. Sua capacidade de nos transportar para toda a dor, arrependimento, esperança e ceticismo da letra da canção foi inegável e é algo mágico. Como disse Delta para uma participante: vender o sentimento da canção é algo necessário para deixar de ser um bom vocalista para ser um artista. E como Don mostrou ter dominado essa habilidade, aprimorar a técnica é apenas um pequeno passo para torna-lo uma força no programa, mas como ele escolheu os Madden, não acredito que ele vá evoluir de maneira muito significante nesse quesito como teria se tivesse escolhido Jessie. Espero estar errado e torço para vê-lo indo bem longe no programa e evoluindo quanto à sua técnica. #TeamMadden Nota: 9,0

Lindomar: Eu já criei um laço com ele pela escolha da música, amo Kodaline, aquela banda do “All I Want”, mas minha música favorita deles é “High Hopes” e Don resolveu trazer uma versão mais lentinha e calma no início e trazer uma evolução durante a performance, ele mostrou alguns recursos vocais, umas mudanças em algumas inflexões e fez uma boa audição, apesar de pequenos problemas de respiração em alguns momentos que prejudicaram a execução de algumas notas, mas no geral foi muito bem e se torna mais um artista que gostei/adorei no Team Maddenn (vou sofrer com essa equipe). Nota: 8,5

Lucas: Começou bem devagar, com um tom de voz delicioso e aos poucos foi crescendo, mostrando todo seu potencial. Houve problemas vocais sim, mas que podem ser corrigidos. Aposto muito nele cantando baladas. Nota: 7,5

AU_SELO_JessieChorandoRiosAU_SELO_DEltaMamaMiaQueLindooAU_SELO_DeltaMtoBem

Susan Songsuk – One Night Only (Jennifer Hudson)

Susan

Cantar uma canção de musical não é uma boa pedida. Cantar a versão de Jennifer Hudson de um número de um musical é pedir para morrer antes de abrir a música. Susan tentou bastante superar esses dois desafios, mas faltou muito para conseguir atingir aquilo que ela esperava com a song choice. Embora eu tenha achado ela mais digna de uma vaga no programa do que alguns que viraram cadeiras nessa temporada, compreendo sua eliminação, porém já quero ela voltando melhorada nas próximas temporadas e virando quatro cadeiras só pela história de superação. #Eliminada

Lindomar: Susan tem uma voz forte e poderosa, escolheu uma música cheia de momentos com espaço pra High Notes, mas acho que isso foi uma armadilha pra ela, ela ficou em algo linear, high note, linear e high note e nada suave, nada demais. Foi bom, mas pela voz dela falando com os coaches ela tem uma voz suave que poderia ter sido explorado e concordo com Delta, falou ela explorar o sentimento, a conexão com a música, senti falta disso também.

Lucas: Pena! Ela tem uma voz super interessante, porque é uma delícia de ouvir e ainda empolga nas notas altas. Susan mostrou conhecer bem sua voz e passou bastante emoção e verdade no que cantou. Fato é que ela escolheu uma música de pouco impacto e falhou na última nota, que era a nota que poderia salvá-la da eliminação, mas claro que não é fácil chegar ao fim e não ver nenhuma cadeira virada. Poderia render boas performances nas próximas fases.

AU_SELO_BenjiSoltaOGoGoAU_SELO_DeltaDeusMeLeva AU_SELO_DeltaAtéQueFoiBem

Asleigh Marshall – Reflection (Lea Salonga)

Asleigh

É muito curioso a edição mostrar alguém falhando em uma performance de um número musical e no momento seguinte trazer justamente o oposto disso. Ao contrário de Susan, Asleigh começou acertando em duas coisas: na song choice, que tem uma letra que transborda identificação, e na versão escolhida pra cantar (que foi a do filme e não a de Christina Aguilera). Com esses dois passos certos, Asleigh sucumbiu ao nervosismo e apresentou falhas técnicas mais notáveis e prejudiciais do que as de Don, o que faria com que a balança se equilibrasse se não fosse pelo seu timbre doce marcante e pela sua conexão emocional com a letra da música, dois aspectos que a destacaram e a fizeram merecer uma vaga no programa. Escolheu Jessie como coach e eu já torço para vê-la melhorando o controle sobre sua respiração e sobre o nervosismo. #TeamJessie Nota: 8 ,0

Lindomar: Nervosismo a flor da pele, é assim que podemos definir essa moça. Acho que todo seu potencial ficou escondido nessa performance, pelo menos o potencial mais técnico, ela não explorou tanto os vocais e focou em algo mais emotivo e cheio de sensibilidade, ela mandou bem na interpretação e já começou a receber dicas de sua futura coach que estava pirando em sua cadeira! BREATH, BREATH! Vamos ver se ela tem potencial mesmo nas próximas fases. Nota: 7,0

Lucas: A garota estava bem nervosa, sem confiança e isso era bem perceptível. Eu tenho tendência a me identificar a artistas frágeis, sensíveis, onde podemos ver que há sentimento no palco, e assim foi com Ashleigh. Por isso, gostei bastante da audição, que foi longe de ser ótima vocalmente, mas que mostrou ser bem especial para a candidata. E Jessie, tu é lacradora mesmo em… virou, foi lá e deu uma moral para a menina. Nota: 7,0

AU_SELO_JessieAcheiFofoAU_SELO_JessieAprendeComigo AU_Selo_DeltaSoltaEssaVoz

Bella Maree – I’d Rather Go Blind (Etta James)

Bella

Que versão mais sem vida, foi essa? Bella tem uma boa voz sim, no entanto, essa voz foi engolida por uma interpretação equivocada ao extremo de uma song choice que não serviu para explorar nada do que a participante poderia oferecer. Fora que essa música já foi tão cantada em realities que I’d Rather Go Deaf do que escutá-la novamente. #Eliminada

Lindomar: Quando vi Bella com seu cabelo azul já fiquei esperando qual cantor indie ela iria cantar, mas veio o choque, ela veio de Etta James com uma de suas maiores músicas, mas foi apenas esse choque, Bella não deu conta do recado. Ela teve problemas que não envolveram apenas as High Notes ou o lado mais poderoso da canção, ela teve problemas de interpretação e afinação durante toda performance, não viraria também.

Lucas: O visual diz uma coisa, a música projeta outra e a performance nos dá uma rasteira. Quando cantam essa música, esperamos uma voz poderosíssima, o que não foi o caso. A versão da música era outra, estava estranha e sem sintonia com sua voz. Por que não cantar uma balada? Eu aposto que ela passaria se escolhesse a música correta. 18 anos, tão nova, é inexperiente e parece que não se encontrou como artista.

AU_SELO_JoelNaoDaPraTeDefenderAU_SELO_JesseCaraoo AU_SELO_BenjiSoltaOGoGo

Emad Younan – Only You (Yazoo)

Emad

Com segurança e experiência, Emad entregou aquela que talvez tenha sido a performance mais tecnicamente admirável da noite. Apenas com o violão e a voz, o participante chamou a atenção com sua interpretação precisa da música e conseguiu fazer com que Ronan virasse sua cadeira, mas foi com a música de seu irmão que ele realmente brilhou. Foi realmente tocante ouvir sua interpretação da música, pois além de ser uma música linda, Emad colocou sua alma naquela performance e isso foi lindo de se ver. Como tenho que dar nota pela música da blind e não pela outra, ela é essa que vocês verão, mas se fosse pela música original, certamente seria um tanto maior. #TeamRonan. Nota: 8,0

Lindomar: Quanto mistério em Emad, escondendo seu rosto por trás daquele chapéu, me senti quase vendo a Sia! Kkk, brincadeiras a parte vamos falar dessa boa audição, Emad captou toda sensibilidade e todos os momentos suaves da música e colocou seu belo timbre alongando algumas notas, gostei bastante, nada espetacular, mas muito bom. Nota: 8,0

Lucas: Tenho ótimas lembranças de artistas de chapéu em The Voice!! Passado o comentário inútil, me apaixonei por Emad. “Menos as vezes é mais” é o clichê mais verdadeiro que conheço. Foi isso que aconteceu aqui, uma performance linda, delicada e afinada, com uma voz pura e que nos dá vontade de ouvir mais. Me desesperei quando a performance acabou e ninguém virou, mas os santos do The Voice me ouviram e Ronan virou no último segundo e ganhou um ótimo artista. Te amo Ronan! Nota: 8,5

AU_SELO_DeltsJessEmocionadoAU_SELO_DeltsJessEmocionado AU_SELO_DEltaMamaMiaQueLindoo

Emily Markham – 9 To 5 (Dolly Parton)

Emily

Country invadir o meu, o seu, o nosso The Voice Australia? Eu não permito uma coisa dessas! Emily foi até decente se desconsiderarmos a glory note no final, mas não. Deixa o country restrito ao Blake no The Voice US, por favor! Agradeço desde já. #Eliminada (Eu e todos os paneleiros, como vocês podem ver pelos comentários abaixo, agradecemos por essa eliminação.)

Lindomar: SOCORROO, COUNTRY NÂOO! TO CORRENDO DO THE VOICE US POR CAUSA DOS COUNTRIES E ME APARECE UMA NA AUSTRÁLIA! Kkk, brincadeira! Mas costumo ter uma resistência em gostar de acts countries. Emily mandou bem na presença de palco, e seu country soou bem animado até, mas nada demais, faltou originalidade, consistência, vocalmente foi bem ok, uma performance regular que graças a deus não virou cadeiras, ou poderíamos ter uma nova Tameaka Powell roubando vaga de gente que merecia até ser escorraçada pelo público nos lives.

Lucas: Olha uma country aí. Não sou admirador do country, ele me estressa muito no The Voice US e já peguei abuso do estilo, mas confesso que me diverti com a performance. Emily tem uma voz típica anasalada e fez uma performance na média. Na média para uma temporada boa, mas essa tá maravilhosa e realmente não há espaço para ela.

SELO_XTINAXOCOUNTRYAU_SELO_JessieDeusMeProteja AU_SELO_DeltaHMNOK

 

Maxon – Wings (Delta Goodreem)

Maxon

Seu timbre pouco me agradou, ela cometeu vários excessos vocais e ainda por cima falhou em algumas transições, o que deixou a performance bastante bagunçada, mas a versão foi linda e seu dueto com Delta foi ainda mais lindo. Não diria que ficou acima da média, nem acho que tenha merecido tanto assim uma cadeira virada nessa temporada, contudo os times têm necessidade de cordeirinhos, então vou reclamar pra quê, não é verdade? #TeamDelta Nota: 7,0

Lindomar: OMG, essa música de Delta é tão cool haha, uma batida legal, ela apresentou ela na season passada e agora vem Maxon com uma versão suave, trabalhada no violão e com vocais bonitos e uma ótima apresentação! Ela não é uma cantora com um timbre diferenciado ou algo extraordinário, mas é uma boa vocalista e vendo o trabalho que Delta fez com Lyndall na season passada, só me fez pensar no trabalho maravilhoso que ela pode fazer com Maxon. Nota: 8,5

P.S: AMEI O DUETOOO DE DELTINHA E MAXON!

Lucas: Adorei? Amei? Achei tudo? Música gostosíssima da Delta, voz super agradável, interessante e que quero ouvir mais, muito mais, porque acho que o potencial é alto. Claro que houve erros, que aposto que ocorreram por causa do nervosismo e da pressão que é estar cantando ali. Nota: 8,0

AU_SELO_JessieRecatadaAU_SELO_DeltaLacrouAmada AU_SELO_DeltaAMEI

Ilisavani Cava – I’m Not the Only One (Sam Smith)

Ilisavani

Outra música cantada à exaustão em realities somada a outra performance que sofria de problemas de interpretação me fizeram questionar o porquê de Ilisavani ter ficado com o pimp spot da noite. Porém aí veio a segunda metade da música, que aumentou exponencialmente o impacto emocional da apresentação e me fez refletir sobre o potencial que o participante possui e até onde ele pode chegar. É interessante perceber que aqui talvez vejamos o mesmo empecilho que Jessie teve com Simi na temporada passada: a criação de uma identidade artística. E se com Simi ela não obteve um sucesso inegável, não creio que será com Ilisavani que ela obterá. Curioso reparar que os dois participantes que abriram e fecharam o programa foram justamente para os times que tem a menor possibilidade de os auxiliar naquilo que eles precisam melhorar. #TeamJessie Nota: 7,5

Lindomar: OMG! Ilisavani tem tanto potencial, essa música em especial tem diversos momentos que exigem diferentes níveis de alcance, variando de algo mais suave que é o início, e começa a subir no “You say, I’m crazy” e depois desce e sobe, é uma música cheia de dinâmica e difícil de se cantar e Ilisavani deu conta do recado, fez uma performance com direito a falsete, força e entrega, gostei do que vi e ele chega como um forte participante! Ele tem uma certa rouquidão em sua voz que pode ser uma grande arma. Vamos ver o que ele e Jessie vão aprontar. Nota: 8,5

Lucas: Muito difícil me chamar atenção com essa música. Ele tem uma voz boa, mas pecou pelo exagero na maior parte da música. Quis mostrar tudo que tem em uma música só e acabou faltando coesão na forma como encaixou música e voz. Ele nos chamou atenção com seu falsete e parece ser um ponto forte dele. Jessie tem a missão de trabalhar com ele, fazendo ele usar seus recursos a seu favor. A roupa e o cabelo estavam um arraso, só pra constar haha! Nota: 7,5

 AU_SELO_DeltaMtoBemAU_SELO_RickyMandouBem AU_SELO_DeltaAtéQueFoiBem

Fim da quinta noite de audições e os times estão assim:

13223476_993009254087064_228665466_o

Acho que nunca vi os times tão equilibrado num geral quanto hoje. Embora o Team Madden lidere minha preferência pessoal com o Team Ronan vindo logo atrás, não dá pra dizer de maneira nenhuma, sob ponto de vista de qualidade ou de potencial de atrair votos, que algum dos times está à frente.

E chega ao fim a segunda semana de blind auditions dessa temporada e o saldo está bastante positivo e lembrando da promissora, ou melhor, da fantástica segunda temporada. Espero que estejamos caminhando para algo tão maravilhoso quanto ela mesmo. É esperar pra ver.

Segue os vídeos dos episódios gentilmente postados pelo nosso amigo Ricardo! Muita Gratidãoo Pra Ele!

Ícaro
Ícaro

Cinéfilo de carteirinha e atual professor de Herbologia em Hogwarts, tem a escrita como uma de suas paixões e acha que o mundo seria um lugar melhor se as pessoas não ligassem tanto para a opinião dos outros.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: