YES, YOU CAN. From: Executive Producer, To: Jessie J
Chegamos a segunda noite de batalhas desse The Voice que vem apostando em mudanças sutis no formato e se aproximando um pouco mais da fórmula do The X Factor. Vimos nessa temporada, uma dupla sendo desfeita nas audições, um trio fazendo audição e para quem viu esse episódio tivemos a formação de uma dupla após a batalha ao invés da eliminação que geralmente sempre acontece. São mudanças que acrescentam ou não ao show? Mudam a essência do The Voice? Acredito que sim! Mas são mudanças necessárias para um formato que se desgasta rapidamente, e são mudanças que foram incrementadas na franquia original The Voice Holland antes de ir para outros.

Enfim, vamos descobrir o que rolou nessa segunda noite para os australianos e segunda madrugada para os brasileiros! HAHAHA, os comentários ficam por conta de Netto e Luana! Nossas escala de notas retorna após as SuperBattles, na fase de shows ao vivo. ALIÁS, SUPER BATTLES CONFIRMADAS, algo estragaria essa temporada, eu sabia, é são essas malditas superbattles! No final da review falamos um pouco mais sobre elas.

 The Koi Boys vs. Ilisavani Cava– “Uptown Funk” by Mark Ronson feat. Bruno Mars

Koi Boys vs Ilisavani

Para ver esse vídeo clique aqui.

Lindomar: O babado dessa batalha foi que Jessie J já tinha escolhido o vitorioso antes dela começar, e não só escolhido, ela praticamente decretou, porque pegar um trio genérico sem graça que tem como grande arma a sincronia de suas vozes para duelar com Ilisavani que tem um timbre mais rouco,que é uma pessoa mais intimista e que precisaria de uma música mais lenta para mostrar seu potencial, ou seja, já prévia uma marmelada, e foi bem isso que aconteceu aqui. Não entendi essa eu euforia dos coaches não, alias o público poderia ter feito igual na batalha de Don vs Blake e ter gritado loucamente! HAHAHA. A batalha se resumiu aos péssimos vocais de Ilisavani com os vocais sincronizados e genéricos dos Koi Boys, se eu fosse escolher? Mandava os dois pra casa para não passar vergonha de novo, mas o trio foi ligeiramente superior.

Luana: Não nego que no começo foi BASTANTE esquisito ver um trio contra uma única pessoa, e eu só conseguia pensar “meu Deus, que coisa estranha”. Mas ao decorrer da apresentação, eu fui ficando cada vez mais confortável e achando mais e mais divertido. Gostei muito do entrosamento do trio e as brincadeiras vocais que eles usaram, me fizeram sorrir bastante. Na outra mão tivemos Ilisavani, que na minha opinião, entrou melhor na música, mas ao longo dela, acabou pecando pelo excesso, houveram pelo menos, um dos gritos ali que foram bem desnecessários.

Netto: Pra mim a vitória estava clara a partir do momento que a música foi escolhida. Escolher Uptown Funk para uma batalha entre um trio totalmente extrovertido e performático contra uma pessoa bem fechada, já sabíamos no que ia dar né? Não gostei muito da batalha, esse favorecimento iminente me incomoda e acho que o fato de Ilisavani ser vergonhoso atrapalhou muito, lidar com um trio experiente então. Ele foi ao extremo e chegou a exagerar vocalmente, pois eu não aguentava tanto rosnado na sua voz. No fim das contas, meio que me pareceu um cordeirinho, sem contar que a música era muito mais a vibe dos Koy. Devo também elogiar o trio, pois as harmonias foram legais. Se fosse para colocar algo dançante de Bruno Mars, melhor que fosse Treasure, daria mais chance de Ilisavani aparecer e ainda seria algo na vibe dos Koy. 

AU_SELO_DeltaOlhaPraMinhaCaraAU_SELO_JessieMandouBem AU_SELO_DeltaHMNOK

VENCEDOR: THE KOI BOYS

Kayleigh Killick vs. Astrid Ripepi – “Never Forget You” by Zara Larson

Kayleigh vs Astrid

Para ver esse vídeo clique aqui.

Lindomar: Em meio a tantas blinds maravilhosas temos aqui duas regulares, mas de cantoras que poderiam vir a surpreender e continuo com a mesma opinião das blinds, boas vozes mas sem nada demais. As duas fizeram seu melhor, entretanto achei Kayleigh superior em toda performance, seu timbre me agrada mais, elas acrescentou pequenas inflexões em seus versos e para mim mereceu a vitória. Até Ronan concordou comigooo, e ficou desapontado, eu também fiquei! 

Luana: Antes de mais nada, como assim Elizabeth Olsen (a.k.a. Wanda Maximoff/Scarlet Witch/Feiticeira Escarlate) está no The Voice AU sob nome de “Kayleigh”? Haha. Agora, quanto à batalha… Acho que ficou bem claro que a Astrid mostrou mais ao que veio do que Kayleigh, maaaaas… Acho que tem algo bastante atrativo no timbre da Kayleigh, me prendeu mais, me deixou mais interessada em escutá-la outras vezes. No mais, foi uma batalha bem mediana, e que na verdade, se resume a gosto pessoal.

Netto: Quando vi o emparelhamento, pensei logo em algo com potencial de combo, se fosse no The Voice US. Mas olha, até que a batalha não foi tão ruim, ambas trouxeram algo melhor do que as audições. Ao meu ver, mesmo que Kayleigh tenha um timbre mais distinto, Astrid foi mais consistente em sua apresentação, sem contar que ouvi coisas parecidas com Rihanna em sua voz. Independente de quem vencesse, não me parece que qualquer uma iria longe no competição. 

AU_SELO_JessieNemSuaMaeAu_SELO_JoelMaisForcaDeVontadePFVAU_SELO_EllieTimbreLindo

VENCEDOR: KAYLEIGH KILLICK

Kim Sheehy vs. Maxon – “Goodbye Yellow Brick Road” by Elton John

kim vs maxon

Para ver esse vídeo clique aqui.

Lindomar: De todas as equipes vejo o Team Delta a frente de todos nesse momento, sua equipe está arrasando nas batalhas, as músicas estão sendo perfeitas, arranjos bem feitos para ambas as vozes! Eu amei essas duas nas blinds, Kim uma cantora mais emocional que te pega nas notinhas suaves com inflexões, que se conecta, já Maxon tem um timbre mais comum, mas tem uma presença de palco incrível. E essa habilidade de Kim de colocar pequenas inflexões e se conectar melhor acabaram se destacando, por exemplo aquele momento que Maxon sobe a nota e Kim continua, ela faz a inflexão e depois elas vão para um momento mais suave. Fiz a mesma cara que Delta quando Jessie estava falando, e concordei com Ronan. Jessie quando pensar em falar besteira é melhor ficar calada mlr! Por fim uma pena aquele steal usado na Mikaela ou o utilizado na Carmel não terem sido utilizados para roubar Maxon.

Luana: Que batalha lindinha! Eu discordo forte da Jessie J aqui, achei que a música funcionou brilhantemente bem para as duas artistas e elas foram capazes de mostrar lados belíssimos de suas vozes. Maxon teve o melhor momento isolado da apresentação, mas como um todo, a maneira que a Kim lidou com a música e a forma que a entregou me cativaram bem mais.

Netto: Ai que batalha maravilhosa! Batalhas com dois violões já vi bastante, mas com dois pianos? Primeira vez visse. Tenho apenas elogios sobre ambas, que melhoraram desde a blind. O que não gosto é do tom baixo de Maxon, pois às vezes não entendo bem o que ela está dizendo. Kim mostrou aprimoramento, fez escolhas na música, executando notas poderosas. Ai gente, fico tão triste quando não consigo me decidir de cara, as duas foram tão bem, mas iria com Kim.

AU_SELO_DEltaMamaMiaQueLindoo AU_SELO_DeltaMtoBem AU_SELO_DeltsJessEmocionado

VENCEDOR: KIM SHEEHY

Andrew Loadsman vs. Nathan Lamont – “I Will Wait” by Mumford and Sons

Andrew vs Nathan

Para ver esse vídeo clique aqui.

Lindomar: O que nathan tá fazendo ali atrapalhando o show solo de Andrew? Após essa performance eu vou sonhar com uma versão solo de Andrew! Sinceramente Nathan apenas estragou a performance de Andrew, Andrew foi melhor do início ao fim, tocou violão, teve presença de palco, vocais mais impactantes, e nos momentos de sincronia de ambos as vozes não casavam muito bem, o tom mais forte e rouco de Nathan se sobressaia um pouco e ficava algo estranho, mas nos momentos solos de Andrew sempre vinha o lacree! Já quero Andrew cantando mais Mumford nas próximas fases.

Luana: Vemos e convenhamos, Nathan poderia ter feito um ritual no palco, ainda assim não conseguiria abalar as estruturas que compõem o Andrew. Eu ainda fico em choque do Andrew não ser extremamente famoso e ter milhões de discos de platina ao redor do mundo. Ele é uma estrela, um artista completo e no ponto. Não achei a songchoice muito adequada, vocalmente, para ele, mas mesmo assim ele deu seu show e venceu com facilidade, como esperado.

Netto: Olha, foi difícil pra mim se concentrar nessa batalha, pois a hiperatividade de Andrew ao performar ficava tirando meu foco. Nem sempre consegui ouvir totalmente as vozes de ambos, mas em questão de timbre e performance, Andrew foi melhor. Nathan teve seus momentos, mas desde o emparelhamento, senti-o como se fosse alguém só pra os Madden sacrificarem mesmo. 

AU_SELO_JessieArrasou AU_SELO_JessieMandouBem AU_SELO_DeltaAMEI

VENCEDOR: ANDREW LOADSMAN

Emad Younan vs. Sarah Browne– “Dancing In The Dark” by Bruce Springsteen

Emad vs Sarah

Para ver esse vídeo clique aqui.

Lindomar: Emad é uma grande incognita para mim, sua blind me despertou um misto de sentimentos diferentes e fiquei esperando mais, hoje novamente tive essa sensação, sua voz de certa forma hipnotiza quem está ouvindo, ele consegue ao mesmo tempo tocar seu coração e fazer algo intimista. Já Sarah tem um lindo timbre, e soube usar ele de forma arrasadora, os dois juntos foram lindos e já queria uma dupla folk sendo formada aqui, ninguém precisava ir embora não é mesmo? Já que agora pode! Uma pena Sarah nos deixar, mas Emad tem mais potencial e achei a escolha de Ronan acertada. 

Luana: Às vezes, a entrega é tudo. Eu senti muito mais conexão com o Emad do que com a Sarah, embora vocalmente ela tenha se sobressaído em algumas partes. Pra mim, seria uma decisão facílima, quando alguém é capaz de te comover e o adversário não, realmente não tem muito o que ser pensado, né. Emad seria meu vencedor simples e claro.

Netto: Olha, não que eu não seja fã de pessoas que fazem música mais calma, atentos mais à mensagem da música, mas nesse caso aqui não curto nenhum dos dois. Na minha opinião, Emad se sobressaiu pelo fato de possuir uma honestidade em sua voz que chega te fazer viajar nas músicas, ele realmente sabe passar a mensagem. Sarah, por outro lado, ficou muito presa às suas dificuldades e esqueceu de mostrar mais do que podia fazer. 

AU_SELO_DeltaLacrouu AU_SELO_JessieRecatada AU_SELO_JoeEmocionou

VENCEDOR: EMAD YOUNAN

Nazzereene Taleb vs. Maddison McNamara – “Stole The Show” by Kygo feat. Person James

Nazzereene vs Maddison

Para ver esse vídeo clique aqui.

Lindomar: A MELHOR BATALHA DESSA NOITE! Eu senti dor quando vi que os Madden colocaram Nazzarrene vs Maddison, porque vi tanto potencial em ambas nas audições, Maddison foi algo espetacular e fora do usual e Nazzarrenne veio com tanta entrega, fiquei com altas expectativas para esse confronto e elas foram alcançadas. Maddison está mais pronta e mostrou isso durante toda performance, uma postura segura, muito controle e lacrando nas notas altas e baixas, por outro lado achei Nazzarrenne com um pouco mais de entrega, mas pecando um pouco nos vocais, aquele gritinho estilo melody no final em um momento de desespero estragou a batalha perfeita que séria. A escolha dos irmãos era óbvia, Maddison lacrouu do início ao fim e merecia a vitória, mas em uma estratégia doida vimos os irmãos irem com Nazzareene e Maddison ir para o Team Jessie, onde espero que Jessie de o devido valor a ela, já quero ela indo aos lives no lugar da dupla ou trio! HAHAHA.

Luana: Estou chocadíssima. Pra mim a Maddison venceu essa batalha TÃO fácil. Ela mostrou tamanha classe e comprometimento com a canção. Vi a Nazzareene exagerar em alguns momentos, enquanto que a Maddison manteve a compostura o tempo inteiro e entregou vocais limpos, claros e na medida certa. Não concordo de maneira nenhuma com o resultado dessa batalha, digo mesmo. E amém Florence pela Jessie ter tido juízo e salvado a pele da Maddison.

Netto: Sem conhecer a música ou ter visto os ensaios, era difícil ter uma expectativa sobre o que poderia render esta batalha. Baseado nas blinds, era óbvia a preferência de Maddison, assim como para os Madden. Mas foi incrível como Nazaré me conquistou, com sua atitude e suas escolhas vocais, principalmente por ter mais a provar do que sua oponente. Já Maddison fez um bom trabalho, mas nada muito surpreendente.

AU_SELO_DeltaUmLacreÉUmLacre AU_SELO_JessieArrasouAU_SELO_JessieArrasou

VENCEDOR: NAZZAREENE TALEB / STEAL: MADDISON MCNAMARA (JESSIE J)

Marcia Howard vs. Crissy Ashcroft – “Wicked Game” by Chris Isaak

Marcia vs Crissy

Para ver esse vídeo clique aqui.

Lindomar: Que dor! Eu amei as duas senhoras nas blinds, as duas além de vocalmente serem ótimas, tem uma capacidade de emocionar a todos ao seu redor, eu tava choroso por Crissy e Marcia, afinal Delta foi a única coach que mostrou querer trabalhar com acts overs nessa temporada. Nas blinds Marcia mostrou seu potencial e sua vasta experiência e obviamente em um pareamento téria vantagem contra Crissy, uma ex-militar que tem pequenos problemas de confiança, e o hino de Criss Isaak caiu como uma luva para as duas superarem seus obstáculos, vimos Marcia mais solta do que sua audição, com algo mais impactante e poderoso, e Crissy confiando mais em si. Foi lindo ver Crissy arrasando naquela nota no meio da música, foi o grande momento de toda batalha, entretanto Marcia mostrou mais versatilidade e habilidade para contornar as diversas façanhas da música, e acabou vencendo nisso o fato de Crissy ser crua musicalmente acabou dando uma vantagem ainda maior para Marcia. Sinceramente, não duvidaria nada de Marcia nos live shows, inclusive QUEROO! 

Luana: Gente, que apresentação carregada, no bom sentido. A música, em sí, já é bem carregada e obscura, e a interpretação das duas foi perfeita. Ficou claro também, que Marcia tem muito mais “facetas” em sua voz do que Crissy. Marcia realmente mereceu a vitória, mas no geral, foi uma ÓTIMA batalha.

Netto: As coroas mostrando como se faz! Com esse emparelhamento era inquestionável a vantagem que Marcia possuía. Mas mesmo assim, Crissy se mostrou bastante emotiva e foi melhor que sua blind. Em questões vocais, é certo que Marcia pode ir além de Crissy até então, dada a sua experiência. Mas ambas fizeram uma interessante batalha. 

AU_SELO_DEltaMamaMiaQueLindoo AU_SELO_DeltaeJessieBelaeRecatada AU_SELO_JessieAcheiFofo

VENCEDOR: MARCIA HOWARD

Jasmine Jade Nasser vs. Nada-Leigh Nasser – “How Come You Don’t Call Me” by Prince

Nada Leigh vs Jasmine

Para ver esse vídeo clique aqui.

Lindomar: Batalha de irmãs, batalha dos cabelos coloridos, uma certa expectativa foi criada e para ser sincero não foi atingindo na minha visão, achei a batalha bem ok, faltou mais emoção, conexão, interpretação, principalmente de Nada-Leigh, além disso achei as duas desconfortáveis um pouco, vocalmente até foi bom, Jasmin foi superior do início ao fim e segurou a marimba. A decisão da vencedora aqui era fácil, mas Jessie resolveu formar uma dupla para levar a próxima fase, estou bem curioso com o que sairia desse experimento, sinceramente eu prefiro ver Jasmin sozinha do que Jasmin e Nada-Leigh.

Luana: Que The X Factor é esse, hein? Olha, sinceramente, sinceramente MESMO, entendo duas irmãs se completarem, mas eu não posso estar doida.. Jasmin claramente venceu essa batalha, e eu não vejo porquê formar uma dupla assim do nada. Odiei separarem uma dupla nas Audições e odiei formarem uma dupla agora. Eu acho que o conceito do The Voice e dos Mentores é ajudar aqueles artistas que vem no programa. Se você veio como uma dupla, você tem que ser aceito ou não como uma dupla. Se você veio individual, você tem que ser aceito ou não como artista solo. Enfim, essa é minha crítica. E quanto a batalha, claríssima a vitória da Jasmin, apenas.

Netto: The Voice AU quebrador de tabus! Desfazendo duplas, juntando duplas. Na apresentação e desde a blind, sempre senti mais potencial em Jasmin. Mas foi necessário essa batalha para que elas e eu percebessem o quão boa podem ser juntas, algo que elas poderiam ter se submetido desde antes das audições. Mas é bom, pois gosto de ver as regras sendo burladas. A batalha foi mediana, Jasmin foi melhor e Natha evoluiu desde a blind. Estou mesmo é ansioso em saber o que Jessie irá fazer com essas duas.

AU_SELO_JessieRecatada AU_SELO_DeltaAtéQueFoiBem AU_SELO_DeltaMtoBem

VENCEDOR: NÃO HOUVE / FORMAÇÃO DE DUPLA – JASMIN & NADA

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Hoje os coaches deram uma segurada nos steals e vimos apenas que no caso de Maddison onde era extremamente necessário ele foi usado, foi um dia de responsabilidade no uso daquele botão! AMÉM! Sobraram então dois steals (Madden e Delta), e ainda temos confrontos como Mitch vs Adam, Andrew vs Alfie, Claire vs Ellen, Brianna vs Aaliyah, sendo assim ao menos que ocorram a formação de novas duplas veremos alguns bons nomes deixando a competição.

Na fase de SuperBattles se for igual o ano passado os coaches tem direito ao SuperPass, onde escolhem dois artistas de seu time para irem direto aos live shows, os seis restantes são divididos então em dois trios, onde cada um canta por cerca de 60 segundos uma música a sua escolha e ao fim disso o coach escolhe o vencedor do trio que vai para os lives. Espero que AO MENOS eles tenham acabado com esse SuperPass e deixado todos competirem de igual para igual.

Os times após essa noite ficaram assim:

Team Jessie: Koy Boys, Nada & Jasmin, Ashleigh Marshall, Jack Pellow, Mikaela Dean (S) e Maddison (S). 

Brianna Holm vs. Aaliyah Warren

Ellen Reed vs. Claire Howell

Das 4 equipes acho o Team Jessie o mais fraco até aqui, ela tem ao menos Maddison para brilhar entre os já classificados, colocaria Maddison e Jack e os vencedores das duas batalhas restantes como favoritos a estarem no top 4 de forma justa, mas duvido que o trio ou a dupla não cheguem lá.

Team Delta: Maryann Wright, Elle Murphy, Calvin Swart (S), Kim Sheehy e Marcia Howard.

Ben Logan vs. Shirin Majd

Alfie Arcuri vs. Andrew McKinnon

Delta tem um time com 4 grandes cantoras que não foram sensacionais, mas que podem despontar cada uma seguindo seu caminho, temos Maryann uma cantora de musicais com algo mais vintage, Elle a garota indie, Kim com uma capacidade de conexão e vocais lindos e Marcia, a tia de mais idade que é incrível, eu acho seu steal um desperdício a essa altura, e ela ainda tem o vencedor de Alfie vs Andrew para brigar por uma das 4 vagas nos lives.

Team Ronan: Tash Lockhart (S), Sam Trenwith, Kayleigh Killick, Nina Ferro, Emad Younan e Georgia Wiggins (S).

Adam Ladell vs. Mitch Gardner

Kate van Elswijk vs. Georgia Carey

Os dois melhores steals da temporada até aqui, Tash e Georgia chegam para disputar vagas nessa equipe com Emad, Nina e a vencedora de Kate vs Georgia. Adam já tem sua vaga no top 4 de Ronan garantido, Mitch talvez tenha a chance de lutar por um steal de Delta, vamos ver.

Team Madden:  Blake Morgan, Carmel Rodrigues (S), Lane Sinclair, Andrew Loadsman e Nazzereene Taleb.

Lexi Clark vs. Casey Rose

Kylie Jane Howard vs. Talia Giancaspro

Andrew deve ser o grande favorito dos irmãos, o outro tenho muitas duvidas, mas não duvidaria de ver Blake ou a vencedora de Kylie vs Talia avançando direto, o que séria uma pena não é mesmo? Meu Top 4 nesse time é Andrew, Lane, Nazzereene e Lexi nesse momento.

Por hoje é isso pessoal, deixo abaixo os links para quem quiser ver o episódio completo que está ÓTIMO ALIAS!

Lindomar Albuquerque
Lindomar Albuquerque

Canceriano com ascendente em Sagitário, ou seja UMA ÓTIMA PESSOA! Atualmente um louco que faz Doutorado e que já se formou em Química. Viciado em The Voice, séries e Indie Rock. Gosta de gastar o tempo que não tem para escrever sobre The Voice, The Flash, Bates Motel, Orphan Black, The Vampire Diaries e Westworld.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: