Posts Populares

The Voice AU – S07E09 – The Blind Auditions 09

Blind Auditions do TVAU eu te amo, mas já tá bom, né?

Não posso reclamar quanto ao nível das audições dessa primeira fase, porém tenho que dizer que apesar que por conta do número de episódios por semana não demora tanto quanto outras franquias, confesso que não vejo a hora de terminar logo essa fase. Apesar de ser uma estratégia de aumentar nossa ansiedade, mas facilmente esse poderia ser o último episódio de Blind Auditions, mas eles preferem nos deixar na curiosidade de como os times ficaram.

Nesse nono episódio do TVAU, contarei com os comentários do amigo paneleiro, João, aliás estreando aqui nos comentários dessa temporada. Agora sem enrolações, vamos conferir tudo o que rolou no episódio.

[TEAM JOE] Clint Posselt – “Malibu” by Miley Cyrus

Michel: Ahh, achei super fofa essa versão dele, super combinou com o timbre suave dele. Sinceramente, gostei muito mais de sua versão do que da própria música original, o acústico da música ficou lindo, ele cantou de forma mais lenta e expressando lindamente tudo o que cantava. Tem uma vibe indie que eu amo, principalmente sua criatividade e personalidade ao mudar o arranjo da música, algo que aprecio demais num cantor. Apesar de está sofrendo com o team Joe com tanta gente maravilhosa, não via também uma parceria melhor para ele. A única coisa que poderia melhorar a performance, seria umas notas mais ousadas que deixasse um pouco da linearidade, porém mesmo com isso eu simplesmente amei!

João: Pra começar já achei o boy um sapao né? E que versão gostosinha de Malibu, e aliás, preferi essa do que a original (que eu odeio). Achei a voz do Clint bem potente, adorei a forma como ele projeta ela, sem falar nesse vibrato lento que me derreteu todo. Já quero ele cantando Sam Smith de terno com um pedestal e muita fumaça!

[TEAM GEORGE] Emma Paige Fitzgerald – “Piece By Piece” by Kelly Clarkson

Michel: Eu gosto muito dessa histórias de superação e no caso dela foram duas, uma delas superaria no programa virando uma cadeira no programa cantando a mesma música. Eu gosto da voz dela, porém o problema da sua performance foi o excesso de algumas modificações na música que não soaram bem, ao menos pra mim. Entendo bem que ela quis passar uma versão com mais personalidade, porém essa música tem uma letra tão forte, que achei que acabou descaracterizando um pouco e perdendo um pouco da conexão, mas também reconheço que depois do refrão ficou muito bom.

João: Não consegui assistir essa performance sem me lembrar da Stephanie que passou pelas blinds no The Voice US com essa música há poucas semanas. Emma com toda certeza estava muito conectada com a letra, mas ela tem um sério problema na respiração que me incomodou MUITO. Sem falar que ela não conseguiu atingir a nota ali no final né? Vocalmente falando, Stephanie foi bem superior, inclusive sdds.

[ELIMINADA] Tajana Turkovic – “I Put A Spell On You” by Annie Lennox

Michel: Essa música é de uma enorme responsabilidade, primeiro por se tratar de um grande clássico e segundo por conta das várias versões maravilhosas que existe por aí, sendo assim a Tajana acabou escolhendo uma música grande demais para ela. Vocalmente ela não foi de todo ruim, porém pecou pela falta de expressividade na performance, faltou mais impacto e sentir mais a letra. O timbre dela, particularmente eu não gostei muito, me soou um pouco forçado e apesar de forte, não mostrou ter muita técnica vocal.

João: Com toda certeza, essa mulher canta muito. Acho que só nao viraram por já estarem no final das audições, pq se ela tivesse sido no começo poderia ate ser uma 4-Chair. Achei uma blind ok, nao foi nada UAU, mas tb nao desafinou nem nada. To em dúvida hahhhah

[TEAM KELLY] Emily Green – “Edge of Seventeen”/”Bootylicious” by  Stevie Nicks/ Destiny’s Child

Michel: Eu simplesmente amei essa act, mas não tanto por sua performance, mas sim pelo seu potencial. Adorei o visual dela, amei a atitude na performance e amei a o risco de cantar mashup, o que mostra que ela é uma artista mais desafiadora, até porque ela uniu duas músicas com dois estilos musicais totalmente diferente. Falando especificamente da performance, acredito que Emily poderia entregar vocais melhore no quesito extensão vocal, ficou tudo muito na mesma, precisa trabalhar melhor nisso, porque ela tem uma voz muito legal. Adorei que Kelly virou pra ela, até porque Emily foi com esse propósito de trabalhar com ela, já sinto uma conexão entre elas. PS: TEAM KELLY COMPLETO!

João: Achei que a música era muito maior que ela, que pedia mais ousadia nos vocais, mais potência, coisa que a Emily não conseguiu entregar. Apesar de amar o estilo dela, e achar o timbre dela interessante, acho que a songchoice não ajudou, mas que ela pode mandar muito bem com outras músicas. Vamos aguardar pra ver o que a Kelly fará com ela.

[TEAM GEORGE] Michelle Cashman – “Landslide” by Fleetwood Mac

Michel: E viva Stevie Nicks com duas músicas seguidas nesse episódio. Olha, eu simplesmente amo essa música com todas as forças e sempre que escuto, sinto muita emoção. A Michelle estava visivelmente muito nervosa, porém o seu nervosismo não atrapalhou porque claramente ela estava muito emocionada com o que cantava. Ela tem uma voz linda, muito madura e que passa muito verdade no que canta. George acredito que fará com ela um trabalho lindo e espero me surpreender mais com ela, porque aqui ela me ganhou por conta de sua emoção que me arrepiou.

João: Ela tava nervosa? Muito. Isso atrapalhou nos vocais? Pra caramba. Isso fez que a blind fosse ruim? De forma alguma! De meus muitos aninhos de The Voice, acho que essa foi uma das audições mais emocionantes que tive o prazer de assistir, e quase chorei. Consegui sentir cada palavra que essa mulher cantava. Com a ajuda do George, ela vai melhorar esse nervosismo, e acredito que ela possa dar trabalho no decorrer da competição viu? Pode ser uma forte concorrente.

[ELIMINADA] Lara Dabbagh – “Rise Up” by Andra Day

Michel: A Lara tem um timbre tão lindinho, porém por conta da inexperiência por conta da sua idade e a escolha de uma música muito complicada, teve algumas complicações no desenvolvimento da música. Sinceramente, eu fiquei na dúvida com Lara, porque apesar da sua performance não ter sido tão boa, ela tinha muito potencial para se desenvolver no programa, até porque ela tem apenas 15 anos, precisa trabalhar melhor seu nervosismo e melhorar sua técnica vocal. Infelizmente perto dos times serem completados, os coaches ficam mais criteriosos para virar e por isso entendo o motivo de não virarem pra ela.

João: Poxa meu anjo, pra cantar ‘Rise Up‘ tem que CANTAR. E infelizmente a música precisa de muito mais do que a Lara tinha para oferecer. Ela devia ter pego alguma música que não fosse tao grandiosa, e talvez pudesse se sair melhor. Mas pra hoje não rolou mesmo.

[TEAM GEORGE] Joel Wiggins – “Bridge Over Troubled Water” by Simon & Garfunkel

Michel: Gente, que voz e que afinação impecável, não é o estilo que eu gosto em realities, mas preciso dizer que ele foi impecável em sua performance. Ele me lembrou muito o Judah e Hoseah da temporada passada, somente o primeiro e segundo lugar. Dito isso, tenho medo que possam arrastar ele como fizeram com subestimado Judah, porém se seguir os passos do Hoseah que cresceu muito na competição e até eu que não curtia ele no início, tenho que dizer que ele fez uma bela trajetória. Joel é um vocalista mega competente e foi para um time onde pode se destacar facilmente.

João: Nossa, que difícil. Ele foi impecável vocalmente falando, mas ao mesmo tempo a voz dele me soa tão comum, do tipo que eu não conseguiria diferenciar caso tocasse aleatoriamente no rádio. Com toda certeza, passaram algumas vozes diferentes que eles nao viraram. Mas Joel pode se dar bem, se cantar as músicas certas.

 

——  COMO OS TIMES FICARAM  ——

#TEAMBOY: Sheldon Riley, Chang Po Ching, Rene Le Feuvre, Luke Anthony, Chrislyn Hamilton, Leo Abisaab, Jackie Ramsay, Collin Lilli, Emma Fitzgerald, Michelle Cashman e Joel Wiggins.

Team George olha achei que nesse penúltimo episódio o George conseguiu bons nomes para o seu time que estava um pouco atrás dos demais. Michelle é uma vocalista emocional, me lembrou até um pouco a Sarah Stone da temporada passada, já o Joel é um excelente vocalista e que costuma agradar muito o público australiano, julgando principalmente pela temporada passada. Além deles, temos o maravilhoso Sheldon que dono de uma das melhores audições dessa temporada.

#TEAMKELLY: Erin Whetters, Jake Nicholls, Somer Smith, Madi Krstenvi, Bella Paige, Sam Perry, Seanny Millar, Ricky Nifo, Brock Ashby, Lacey Madison, Hannah Pearce e Emily Green.

Kelly foi a primeira a completar seu time e precisamos dizer, que timão da porra. Bella Paige, Lacey e Hanna são minhas favoritas aqui, mas também tem o controverso dj que tem dado o que falar. Os demais também eu tenho simpatia, com exceção do Sean que não gosto nem um pouco.

#TEAMDELTA: Mikayla Jade, Jacinta Gulisano, Ben Clark, Tim Karkoswki, Oskar Proy, Tayla Thomas, Aunty Ora, Aja Elshaikh, Holly Summers e Aimee Hannan.

De longe minha favorita aqui é a doce Mikayla, depois dele tenho forte expectativas com o Oskar que fez uma audição bem fofa. No team Delta vejo acts com muito potencial, porém pelas audições ainda nem tiveram muito destaque, só a Mikayla mesmo que iniciou essa temporada com uma audição bem elogiada pelo público.

#TEAMJOEAydan Calafiore, Homegrown, Jackson Parfitt, Pete McCredie, Sally Skelton, Josh Richards, Liv Bevan, Zoe Tsagalis, Anyerin Drury, AP D’Antonio e Clint Posselt.

Gente, aqui é um verdadeiro massacre. Amo Homegrown, Sally, Zoe e hoje veio o Clint para me faça sofrer ainda mais com a perda de qualquer um deles. Joe tem mostrado que veio com muito força no reality, apesar de ser o seu primeiro, até aqui posso julgar que ele fez um excelente trabalho e sinceramente sinto que ele fará um bom trabalho durante toda a temporada, gosto que ele é bem centrado e dar dicas construtivas.

Pessoal, por hoje é só. Teremos em breve mais uma review do fim das Blind Auditions. Até breve e espero que estejam curtindo essa temporada, assim como a nossa equipe que está mega ansiosa com o futuro dessa temporada que promete!

Para assistir e/ou baixar o episódio completoCLIQUE AQUI.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Michel Araujo

Meio baiano, meio sergipano, já passou dos 20 anos e um sofrido estudante de engenharia, com uma personalidade cheia de atitude e uma leve ousadia. Viciado em séries, realites e músicas, vai me encontrar sempre por aí escrevendo reviews, numa diversidade de gêneros de série e programas de TV.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu