Posts Populares

The Voice AU – S07E18 – The Live Finals 03

Boas performances no geral, mas sem muito destaques!

Estou de volta, cobrindo mais um episódio do TVAU, dessa vez o nosso top 11. Até o momento acho que tem sido uma boa temporada, com raras exceções, temos tidos bons desempenhos desse cast da temporada e confesso que até alguns que eu torcia o nariz, tenho visto com bons olhos após me surpreenderem com algumas performances. Entendo bem que muita gente esperava mais dessa temporada, até porque acredito que a nível de quantidade de talentos, essa foi a que eu tive mais favoritos, uma pena que alguns foram eliminados antes mesmo de chegar até os lives, mas acredito que os que chegaram até os lives tão conseguindo ao menos entregar performances na maioria das vezes no mínimo aceitáveis. Tratando-se do público do TVAU, levando em conta o histórico de eliminações das outras temporadas, acho bom todos estarem prontos pros possíveis tombos que vão vim por aí.

Essa semana contaremos com uma equipe paneleira para os comentários, Luana e Lucas, que uma vez ou outra vem comentar aqui com a gente e estão nos bastidores acompanhando atentamente essa temporada. Sem mais, vamos dar as mãos, cruzar os dedos e torcer por boas performances!

[TEAM GEORGE] Sheldon Riley – “Born This Way” by Lady Gaga

Michel: Estou muito preocupado com a trajetória do Sheldon no programa, porque tenho visto seu desempenho cair a cada live. Continuo achando o Sheldon incrível e ele continua sendo de longe a minha maior torcida nessa temporada, porém achei que o George apesar de compreensível a escolha da música, pecou em dar essa música para ele que não o acrescenta muito vocalmente e que foge do estilo dele mais intimista e emocional. Nessa performance ficou claro que o Sheldon precisa trabalhar mais sua presença de palco em apresentações mais animadas, sentir ele um pouco desconfortável no palco, o que tornou sua performance tão morna pra mim. Vocalmente ele foi bem, o problema é que a música não é o tipo que explora bem o potencial vocal que ele pode oferecer, sendo assim acho que para essa performance realmente encher meus olhos precisaria de um show a nível do que Aydan e Jacinta oferecem nos lives, coisa que achei justamente onde o Sheldon mais pecou para mim.

Luana: Miga, eu te amo muito e você sabe disso, meu favorito desde o dia 1… Mas, por que?! Entendo demais o motivo da songchoice, mas ela simplesmente não era necessária. Semana passada Sheldon já nos havia entregado algo mais nesse estilo popzinho, com a linda mensagem de aceitação, mas foi também seu pior momento. Sendo assim, pra que insistir nisso? E bem, tá aí o resultado: um mini desastre. Até confusão na letra da música teve. Triste demais. George e Sheldon, por favor, se encontrem novamente na competição… Porque pelo andar da carruagem, vocês estão perdendo TONELADAS de steam no caminho e a finale que parecia tão certa, está começando a ficar pequenina no horizonte.

Lucas: Coitado do meu menino. Quando via música já pensei na performance que poderia vir, pois por mais que seja um musicão, não acho a ideal pra ele. A maior parte da performance e banda ficou maior do que ele, deixando a voz do Sheldon apagadíssima, além de que nem aquele começo mais lento ajudou muito. Ainda teve o erro do Sheldon ao esquecer a letra, mas isso acontece e rapidamente ele se recuperou e não se abalou por isso. Hoje não foi dia dele.

 

[TEAM KELLY] AP D’Antonio – “I Will Wait” by Mumford & Sons

Michel: Dentre todos desse top 11, o AP é o que mais tem errado feio nos lives. No wildcard ele era o que menos queria que voltasse, porém por ter gostado do seu knockout e battle, cheguei acreditar que ele podia fazer algo bom nos lives, mas foi mero engano. Outra coisa que me frustra muito no AP é que a Kelly tem acertado muito nas músicas que tem dado pra ele, o problema está realmente nele que não consegue entregar uma performance no mínimo decente. Ele tem um estilo folk que muito me agrada, essa música seria simplesmente perfeita pro estilo musical dele, mas sinceramente achei uma performance totalmente apática, vocalmente deixou a desejar em várias partes da música , achei uma performance bem preguiçosa no geral e hoje sua voz me incomodou um pouco, ficou um pouco estridente nas partes mais graves.

Luana: Até hoje, quando assisto as performances do AP nos lives eu me pergunto “como que isso foi votado no lugar da Mikayla, do Nathan e do Homegrown?”, porque é sério… Numa competição de canto, essa eterna permanência do AP é absurda. Semana após semana ele só foi me provando que o único e solitário motivo que o trouxe de volta como wildcard foi o hype de sua batalha com o Sam. Ou seja, Sam manteve a si e ao AP na competição. Mais uma vez, AP foi péssimo e nem merecia estar aqui. Exausta.

Lucas: PÉSSIMO! Ele já havia sido horrível por duas semanas seguidas, então eu não achei que havia como piorar. Engano meu! Ele simplesmente não cantou boa parte da música, apenas a pronunciou. Além disso, a voz soou muito irritante. Nem um cenário lindo e uma música teoricamente boa pra ele foi capaz de salvá-lo.

 

[TEAM DELTA] Jacinta Gulisano – “Shake It Off” by Taylor Swift

Michel: A Jacinta no quesito entretenimento nunca deixa a desejar com sua presença de palco, porém depois do bottom da semana passada, acho que Delta deveria ter investido no que a Jacinta tem de melhor e fez garantir sua permanência, justamente uma música que mostrasse toda a potencia vocal dessa garota, que aliás não é pouco. Entendo que Delta queira investir na Jacinta um estilo mais pop comercial, visando muito na questão entretenimento também, porém ela já percebeu que essa linha não funciona bem com os australianos, até porque com a Claire na temporada passada houve essa rejeição também. No geral, eu gostei da parte cenográfica e coreográfica da apresentação, os vocais para a música estavam bons, porém fiquei com aquele sentimento que ela podia muito mais do que ofereceu ali.

Luana: Sem comentários. Esse foi um dos maiores DESPERDÍCIOS de acts que eu já vi em toda minha vida de realities musicais. Jacinta é uma senhora vocalista, como nos mostrou em sua batalha e novamente semana passada em seu sing-off. Então me digam, pra que jogar alguém como ela nesses pop ridículos e infantis?! Porque vamos ser sinceros, dessa Taylor Swift do pop, “Shake It Off” é sua música mais “festinha de 12 anos”. Ai nossa, foi tudo tão cringe worthy aqui que eu nem vou me dar ao trabalho de tentar defender. No mais, meus sinceros parabéns a Delta por ter destruído toda e qualquer chance da Jacinta se recuperar na competição. Vem linda, vem buscar sua eliminação concretíssima dessa vez.

Lucas: Depois de quase ter saído semana passada, tudo que Jacinta precisava era de uma performance arrasadora, o que já foi impossibilitado pela escolha musical. Jacinta começou e já achei a voz dela extremamente irritante já nos primeiros versos. Ela bem que tentou dançar, e por mais que sua força de vontade é digna de reconhecimento, não achei nem que as dancinhas funcionaram. Ficar pra lá e pra cá no palco, dançar, controlar respiração… Talvez a Jacinta precisasse de uma performance totalmente diferente. Foi sofrido.

 

[TEAM JOE] Sally Skelton – “I Miss You” by Clean Bandit ft. Julia Michaels

Michel: Eu amo Sally, tem achado que até aqui ela não cometeu nenhum grande deslize, porém também acredito que te falta uma performance de destaque nesses lives. Joe ainda não conseguiu acertar a música para ela, achei que “I Miss You” não foi a melhor opção para ela, talvez não seria para nenhum outro, a música apesar de curti, acho que antes de tudo não tem tanto apelo popular e vocalmente não é a ideal para mostrar o melhor dos vocais do artistas. A performance da Sally foi fofinha, ela tentou ao máximo mostrar-se conectada com a música, mas pra mim ficou uma performance um pouco linear demais, o arranjo mais pop também acho que não foi a melhor escolha para Sally que tem esse timbre diferenciado e que muito pouco foi valorizado nessa performance.

Luana: Se vocês perguntarem a qualquer Paneleiro, eles vão afirmar com toda a convicção do mundo que eu e Dam somos os maiores fãs da Julia Michaels no Brasil, haha. Logo, eu fiquei em ÊXTASE quando vi essa songchoice nos ensaios, mas ao mesmo tempo, fiquei bastante apreensiva… Cantar Julia é complicado, pois ela tem um timbre (e fraseado) muito diferenciado e é isso que dá o “tcham” nas suas canções. Sem falar que esse estilo mais pop chiclete não tem nada a ver com a Sally. Mas olha, na medida do possível, eu gostei do que Sally apresentou. Sei que Joe tentou vender essa performance como algo emocional… Mas simplesmente não é, embora Sally tenha se esforçado bastante para tentar atingir o objetivo traçado por seu coach. Princesinha esforçada faz assim. Mas tá na hora do coach se ligar nessas músicas, né gente.

Lucas: Hoje ela entregou uma performance que eu achei extremamente interessante, primeiro por ser uma música lançada há meses (super atual) e improvável de ver em reality musical, e segundo que ela imprimiu sua identidade na música. A performance não teve momentos que empolgaram muito ou surpreenderam, mas teve a Sally mostrando vocais consistentes e explorando muito seu timbre lindo e a naturalidade da sua voz. Amei!

 

[TEAM DELTA] Ben Clark – “Nessun Dorma” by Luciano Pavarotti

Michel: O Ben tem construído uma trajetória sólida no programa, sendo ele o único representante do estilo mais clássico, apostando em músicas com estilo mais lírico ou de musicais. Apesar de ser um gênero menos popular em realities, ele tem conseguido ser bem sólido no programa e conquistando os australianos, aliás tenho visto ele como um possível nome para essa final. Novamente o Ben fez uma excelente performance, com vocais impecáveis e aquela interpretação digna de grandes atores da Broadway. Alguém realmente é bom pra mim quando consegue fazer com que eu goste de algo que não costumo curtir, exatamente o que Ben tem feito comigo nessa temporada.

Luana: Uma palavra: preguiça. Ai gente, me desculpe quem gosta do estilo, desse cantor, me chamem de ignorante, de sem cultura, de chula… Mas não, eu não consigo engolir o Ben não. Que bom que a Austrália abraçou ele, porque no que diz respeito a minha pessoa ele nem existe. Reconheço a performance vocal e aplaudo, mas ficamos só nisso mesmo.

Lucas: Foi uma ótima performance vocal ao simples julgamento de uma pessoa que não está acostumada a ouvir esse estilo musical, mas que adora quando aprece no programa. Porém, posso dizer que preferi com certeza os vocais da Gemma que cantou a mesma música nessa mesma temporada e, infelizmente, só George poderia virar a cadeira e não virou. Mas no geral, gostei, inclusive da imposição e confiança que ele demonstrou no palco. Só acho que poderiam ter caprichado mais no cenário.

 

[TEAM JOE] Ben Sekali – “Call Out My Name” by The Weeknd

Michel: Acho que vocês estão acostumados a me ver sempre criticando o Ben, desde suas audições, porém essa semana vou ter que criticar um pouco menos de costume e dizer que achei essa sua melhor performance no programa. O que não gosto dele é justamente a linearidade, o que parece é que ele não tem muita extensão vocal, mas nessa performance ele soube criar momentos em que a música tome formas, deixando uma performance mais dinâmica. Bem, levando em conta o cenário e tudo, para um clima gostoso de amorzinho no motel, essa performance cumpre perfeitamente esse papel.

Luana: Então tá. Vi minhas amigas falando que Ben tinha “lacrado”, então vim aqui esperando a performance do século, né. Mas no fim, estou aqui sentada pensando “atá”, lol. Assim, realmente não tem como negar que foi a melhor performance do boy e nossa, ele (e o coach também) foi ousado em reinventar uma canção dessa forma e adaptá-la bem ao seu estilo. Mas eu continuo sem enxergar o diferencial do Ben, infelizmente. Talvez se eu tivesse assistido essa performance sem alardes, ela teria me causado um impacto maior, mas como agora é tarde e não tem como voltar no tempo… Eu e Ben ficamos na mesma, e eu não vou chamar pelo nome dele. É isto.

Lucas: Que arraso de performance, meus amigos. Com uma música fresquinha, nunca cantada em reality, Ben conseguiu mostrar a qualidade do seu registo baixo, subindo na hora certa, com melismas super bem encaixados, além do rasgado característico da sua voz. Gostei dele ali tocando, pois acho que o instrumento deve ser usado quando realmente couber sua presença na performance, como foi o caso. Adorei

 

[TEAM KELLY] Bella Paige – “Chandelier” by Sia

Michel: Primeiro que não tinha curtido a escolha da música pra Bella, porém o resultado final me agradou tanto que até esqueci o fato dessa música está tão batida em realities. Achei que essa semana a Bella fez sua melhor performance vocal desses lives, amei que ela estava bem confiante na performance, soube alternar lindamente entre o grave e o agudo, apresentando um controle invejável e uma transição muito bem feita entra voz de peito e de cabeça. Gostei do cenário mais conceitual e sua última nota na música foi para mim o ápice de sua performance, gostei muito mesmo.

Luana: AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA MINHA BELLA ESTÁ VIVA NOVAMENTE! Ai Jesus, que alívio! Eu senti demais que minha bb estava na berlinda semana passada e PRECISAVA de um momento nessa para se safar desse bottom. Felizmente o momento veio, meu povo! Que coisa mais linda, bem executada! “Chandelier” está batidíssima, mas se for pra entregar algo nesse nível, estamos aceitando sim! Bella conseguiu se sair ainda melhor do que em “Never Enough” e mostrou a todos do que é feita! Espero que continue na mesma linha para semana que vem, porque estaremos oficialmente matando cachorro a grito e nada me faria mais feliz do que conseguir encaixar Bellinha numa final, haha.
P.S.: TVAU sempre pisando DEMAIS nos cenários!

Lucas: Primeiro, que cenário lindo! Capricharam demais naquela tela ali atrás. Sobre os vocais da Bella, foram os melhores que ela apresentou nos lives. Se introduziu bem na música, com o controle vocal necessário, e quando precisou de subir ela teve o alcance necessário e foi muito lindo. Para não dizer que foi perfeito, houve momentos que ela deu algumas derrapadas bem discretas no refrão (que por sinal exigia muito da Bella), mas que em nada comprometeu a garota, que pra mim foi um dos destaques da noite.

 

[TEAM BOY] Chang Po Ching – “Johnny B. Goode” by Chuck Berry

Michel: Não tenho entendido bem o trabalho do Boy com o Chang, porque toda semana em tem oscilado em musicas mais românticas e músicas animadas, a única coisa que tenho a dizer é que ele é muito melhor com as baladinhas românticas. Como já disse algumas vezes aqui, o Chang é um excelente vocalista, porém o problema dele é que ele corre o risco de soar um pouco datado  em suas performances, além do risco de sua performance ser meio “joke” como foi na audição. Dito isso, essa semana ele feio de música animada, não fez feio nos vocais, mas também não me surpreendeu em nada como foi na semana passada.

Luana: YUKE?! Meu Deus, gente. Eu queria muito detonar isso aqui, mas eu ADOREI?! KKKKKKKKKKKKKK. Ai, tô rindo demais! Não acredito que Chang fez “Johnny B. Goode” acontecer num reality, estou perplexa. Eu não fazia ideia que ele tocava guitarra, muito menos que tocava tão bem assim! E eu sou a própria vadia de guitarra, não posso ver uma guitarra cantando que eu já tô gritando “QUE HINO”! Mas o melhor dessa performance nem sequer é isso, o melhor mesmo é que ele segurou a marimba dos vocais bem demais! Nossa, achei um showzão da por%#%@! Parabéns aos envolvidos, vocês têm meu respeito.

Lucas: Apesar de não ter passado nem perto de apresentar os vocais de semana passada, adorei que ele, junto com o Boy, trouxe uma pegada diferente de Jealous. A performance entreteve a plateia, ele foi muito bem na guitarra e explorou um lado dele que eu só havia visto na blind e que já estava sentindo falta. Na próxima semana já pode vir com alguma balada apelativa hahaha. Boa performance!

 

[TEAM DELTA] Trent Bell – “You’re The Voice” by John Farnham

Michel: Trent está bem longe de ser um dos meus favoritos nessa temporada, porém tenho achado que ele tem até se saído melhor do que eu imaginava nesses lives. Delta deu para ele uma música grandiosa, apesar de ter achado que a música pedia mais força, em especial no refrão, o Trent na maior parte da música conseguiu fazer um bom trabalho até. O palco estava lindíssimo com as luzinhas na platéia, então ele passeando pelo palco foi uma boa sacada, dando mais vida na performance dele. Resumindo, foi uma boa performance considerando que foi o Trent quem cantou.

Luana: Que forçada da barra foi essa, meu filho?! Quando Trent subiu na cadeira da Delta, eu tava só aquele boy que apareceu na plateia com cara de “deus me free”. Não chegou nem perto do desastre de semana passada, na verdade, Trent foi até consideravelmente bem hoje… Mas vamos ser sinceros, ele já passou do prazo de validade, né?! Tem algo no timbre dele que me incomoda muito, entra de uma forma tão estridente nos meus ouvidos que mexe com o balanço do meu ser, kkkkkkkkkk. Por opção pessoal, eu jamais imaginaria Trent nos lives. Mas já que está e não tem muito o que ser feito sobre isso, fico feliz que tenha ido bem e não tenha feito ouvidos sangrarem desta vez.

Lucas: Trent não tem uma voz especial e concordo com a opinião de vários de que ele é muito básico, porém esse foi um ótimo exemplo de candidato que sabe usar sua voz e encaixá-la na música. Mesmo que não tenha havido uma versatilidade nos seus vocais, ele esteve afinado, mandando bem do início ao fim. Além disso, a postura do Trent no palco foi ótima, parecendo até que foi um convidado do programa. Nada memorável, mas foi sim um performance boa.

 

[TEAM JOE] Aydan Calafiore – “You Are The Reason” by Calum Scott

Michel: Aydan tem conseguido ganhar minha torcida a cada semana e acho que ele é o mais comercial dessa temporada, tem me surpreendido com toda star quality que ele tem apresentado em suas performances. Joe foi genial em dar essa semana algo mais focado nos seus vocais e emoção, coisa que acho que Aydan precisava mostrar que era muito mais do que apenas mais um cantor dançarino. Eu amo essa música, tenho que dizer que vocalmente o Aydan não apresentou nada demais, porém foi super correto vocalmente em toda a performance, mas mesmo não vendo nada de destaque nos vocais, preciso dizer que amei tanto essa performance, ele conseguiu me prender a cada segundo atento em sua performance, isso se chama carisma e conexão com o público. Não sei explicar muito, mas só sei dizer que amei e que dei o replay várias vezes.

Luana: Vish, que áudio esquisito (e cortes de câmeras agoniantes). Eu adoro o Aydan, e adoro mais ainda a forma que ele consegue comandar suas performances no palco sem perder a pose e esquecer dos vocais. Concordo plenamente que ele precisava de um momento mais calmo, onde ele pudesse ser emocional, mas nossa… Que música mais sem apelo! Achei bem chatinha, infelizmente. Mas gostei bastante de vê-lo mostrando um novo lado e ainda assim mandando bem nos vocais, só acho que ele merecia uma musiquinha melhor mesmo pra esse momento.

Lucas: Essa performance confirma muito a versatilidade do Aydan, que além de ser ótimo no palco dançando e entretendo, apresenta bons vocais. A performance foi muito fofa, o palco estava lindo (já virou clichê falar isso dos palcos dessa temporada, né?!) e a carga emocional colocada pelo menino foi perfeita. Mais um destaque dessa semana de lives.

 

[TEAM KELLY] Sam Perry – “Gangsta’s Paradise” by Coolio

Michel: Desde a semana passada eu conseguir abrir meu coração pra esse candidato controverso, não que ele tenha me conquistado ainda, mas posso dizer que tenho curtido mais suas performances e tenho visto um esforço da Kelly em colocá-lo pra cantar mais nas apresentações. Eu achei a escolha da música inteligentíssima, Kelly aliás tem sido mega inteligente com as escolhas de música para ele. Semana passada tinha dito que tinha sido sua melhor performance, confesso que hoje fiquei na dúvida se gostei mais dessa ou da outra, mas o importante mesmo é que por duas semanas seguidas tenho que dizer que o Dj me agradou muito. Vocalmente ainda sinto falta de algo que tenha mais destaque, mas tenho que elogiar que todos os elementos musicais que ele agrega muito em suas performances e destaque para todos os cenários que foram feitos para ele, só aumentam ainda mais a qualidade artística de suas performances.

LuanaAAAAAAAA EU AMO UM LOOPER! Gente, eu acho o Sam um hino de act, sério mesmo. E a combinação dele com a Kelly está sendo explosiva, ela acerta demais nas songchoices e ele arrasa sem dó nas execuções. Mas eu tenho um “mas” aqui, haha. De todas, essa foi a performance que eu menos curti do Sam, achei que ficou um pouco chatinha e os loops ficaram bem mais altos que a voz dele, faltou um tico mais de cuidado na mixagem dessa vez. Pra mim, não resta dúvida nenhuma que Sam é capaz de qualquer coisa, ele jogou até um pouco de lírico na construção da batida dessa vez, e como sempre, trouxe um novo elemento desconhecido sobre ele à tona pra gente. ícone faz assim, até em sua “pior” performance pisa!

Lucas: QUE HINO! O Sam a cada semana só melhora. Desde o começo tudo esteve perfeito, com os loops e os sons criados pelo Sam impecáveis. Os vocais foram ótimos, inclusive nas partes mais faladas. O cenário nem se fala, né?! Sam pra mim é o grande merecedor da vitória no momento, já que só foi hinos de performances até então, além de que toda semana é destaque. Tem minha torcida!

RESULTS – BOTTOM 3

Essa semana apesar de ter achado que não tivemos nenhum performance tão ruim a ponto de considerar desastre, também achei que não tiveram tantas performances impactantes como nas semanas anteriores. Os melhores da noite pra mim foram Aydan e Bella, minhas performances favoritas desse live, já como destaque negativo eu achei infelizmente o Sheldon que essa semana deu uma queda monstra, além do AP que como sempre fez uma performance bem chatinha. Os demais eu achei que ficaram bem equilibradas, variando entre boas e excelentes, mas nada que merece destaque positivo ou negativo. Chegada a hora dos resultados, de cara Sônia já anuncia os teams Joe e George salvos, assim os menos votados estariam nos teams Delta e Kelly.

AP D’Antonio (Team Kelly)

Trent Bell (Team Delta)

Jacinta Gulisano (Team Delta)

Me dói muito a Jacinta novamente nesse bottom, apesar dela não ter ido tão bem essa semana, porém tinha gente que mereciam muito mais esse bottom. O AP já tinha passado da hora de ir pro IS, já o Trent podia até sair que não faria tanta falta, haha.

[TEAM KELLY] AP D’Antonio – “The House of the Rising Sun” by The Animals

Michel: Não tem como defender mesmo, ele pega um musicão desse, tenta até fazer uma performance mais original, porém só fez destruir esse hino que um dia já foi muito bem representado por Kimberly Nicholle. Dito isso, já passou da hora de AP cair fora, ele bem que tenta vender a imagem de um artista diferente, mas não me convence, vocalmente ele sempre fica abaixo das expectativas e sua presença no palco me incomoda também, como disse acho ele tão apático que me cativa 0.

[TEAM DELTA] Trent Bell – “Iris” by Goo Goo Dolls

Michel: Nessa performance o Trent me lembrou de sua audição, daí lembro o motivo do meu ranço nele é justamente por conta de que quando ele canta músicas assim mais previsíveis, mostra o quão genérico ele é e tudo fica um karaokê tão morno, até porque ele não se preocupa nem ao menos de passar originalidade na voz ou no arranjo. Bem, para esse IS o Trent veio fazer o que ele sabe, sendo bem basicão e me surpreendendo em nada. É aquilo, não é que eu não gostei, porém não me agradou tanto ao ponto de querer vê-lo no programa ainda, em outras rodadas achei que ele me agradou muito mais, talvez por conta da escolha da música que eram menos na zona de conforto dele.

[TEAM DELTA] Jacinta Gulisano – “The Winner Takes It All” by ABBA

Michel: Jacinta por qual motivo você só inventa de pisar com seus vocais apenas no IS? Gente, por que ela não cantou isso na primeira parte do programa? Sério, eu simplesmente amei essa intro com ela cantando sem nenhum instrumental, isso foi muito sensacional, essa mulher tem muita potência vocal para ser desperdiçada com música do nível de “Shake It Off“. Ela simplesmente pisou nesse IS, quem é AP e Trent na fila do pão, depois de Jacinta se apresentar maravilhosamente assim? Amei forte sua performance, queria que durasse ainda mais, porque amei demais e amo essa música. Jacinta, eu te amo! <3

Eliminados: JACINTA GULISANO (Team Delta) e AP D’ANTONIO (Team Kelly)

..…....…..…....…....

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Estou sofrendo muito com a saída da Jacinta, não entendo a implicância desnecessária dos australianos com ela, porque mesmo ela cantando uma música sem tanto apelo vocal, conseguiu muito bem mostrar muita star quality e oferecer vocais muito mais consistentes e interessantes do que outros coleguinhas ali. Num top 9 onde ainda temos Ben S., Chang e Trent, a Jacinta sair parece até piada, mas ok, ao menos finalmente o AP saiu.

Então pessoal, o programa próxima semana será a temível semifinal, ficou um pouco confuso de como seria, já que foi anunciado que seriam dois programa pra semifinal, tipo oi? Não sabemos ao certo como será, o que tudo indica serão duas rodadas, onde sairão alguns ainda na primeira rodada e sobrando apenas os que disputarão as 4 vagas da final. Bem, assim que soubermos mais informações contaremos aqui pra vocês. Até a próxima e continuem nos acompanhando aqui <3.

PARA ASSISTIR ONLINE O EPISÓDIO COMPLETO, CLIQUE AQUI!

 

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Michel Araujo

Meio baiano, meio sergipano, já passou dos 20 anos e um sofrido estudante de engenharia, com uma personalidade cheia de atitude e uma leve ousadia. Viciado em séries, realites e músicas, vai me encontrar sempre por aí escrevendo reviews, numa diversidade de gêneros de série e programas de TV.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu