Posts Populares

The Voice AU – S08E09 – The Blinds, Part 9

Achou que este seria o último dia de audições? Achou errado!

Bom, normalmente, na versão australiana, nós temos 9 episódios de audições, e por isso ontem quando vimos que ainda tínhamos 46444 vagas, nós ficamos bem confusos. Mas bem, eis que este não é o último episódio de audições! Assim como na temporada anterior, teremos 10 episódios, o último indo ao ar no próximo domingo! E então, apenas na segunda daremos o ponta pé inicial nos Nocautes! E bem, acho que todos nós já não vemos a hora, né não? HAHAHAHA.

Mas bem, hoje seguimos com as audições! E eu trago Erik e João para comentar essas penúltimas blinds auditions comigo! Sem mais blá blá bá, let’s go straight to bussiness! Sim’bora!

[#TeamKelly] Elsa Clement – “Lose Yourself” by Eminem

Avalie a performance:

Luana: Meu Deus, eu amei?! LOL. Ai gente, quando eu vi que Elsa iria cantar Eminem, eu já imaginei que ela daria uma reinventada na canção, mas não imaginei que iria gostar, para ser sincera. Claro, ela mandou super bem no rap, mas o que me deixou bem intrigada aqui mesmo foi o timbre da moça, que parece ser daqueles bem dimensionais, sabe. Eu gosto muito de quem consegue ter “mais de uma voz”, dá para criar atmosferas bem legais com isso. Fico feliz que Elsa tenha optado seguir com a Kelly, mas já fico preocupada por ela, porque obviamente o pareamento com o Denzel parece certeiro, né.

Erik: Adorei a vibe dela e achei bem legal a audição como todo, a performance foi bem divertida e empolgante. Mas, no quesito voz, acho que ela deixou um pouco a desejar com um timbre básico e nada muito especial, além de que em algumas partes ficou meio anasalado/estranho, pode ter sido impressão minha também. Enfim, no geral eu curti, mas achei um exagero as quatro cadeiras.

João: Vejo um leve diferencial nela, mas não conseguiu mostrar algo muito grandioso na blind. Ficou mais na promessa, de que ela pode fazer algo bom, mas por enquanto achei a voz dela limitada, apesar de ter mandado muito bem na parte do rap.

  

[ELIMINADO] Josh Maynard – “Khe Sanh” by Cold Chisel

Avalie a performance:

Luana: Primeiro, me lembrou umas coisas country, então já não gostei muito daí. Mas obviamente, não tem nada country nessa música, foi apenas a vibe do moço. Mas não sei não, a voz dele soou super irritante. Eu sei que tem todo um tratamento de pós-produção para as audições bem sucedidas irem ao ar, mas acho que esse pessoal que não passa, eles tomam “menos cuidado” na pós e de propósito, sabe. Para facilitar ao espectador compreender o motivo das cadeiras não virarem. Mas bem, é isto. Josh parece ser um cara maneiro, mas não rolou.

Erik: Que audição gostosinha kkkk, porém bem nada a ver, né? A voz dele é bem linear e acredito que foi por isso que ninguém virou, estavam esperando um momento mais WOW e ele não entregou. Ele não é ruim, só é bem básico.
PS: eu amei aquele moço na plateia.

João: Achei a voz dele bem chatinha, e bem despreparada. Tive a impressão que ele esteve fora do tom quase a musica toda. É isso ai, não teve nada demais, e ainda foi meio irritante.

[#TeamKelly] Joey Dee – “Redemption Song” by Bob Marley & The Wailers

Avalie a performance:

Luana: Ai, fiquei quase ofendida pelo moço ter tirado o reggae da música de reggae mais icônica de todos os tempos. Assim, eu até curti a voz do Joey, afinal eu adoro esses timbres mais rasgados. Mas não senti uma conexão com a música, e isso é bem grave quando se trata DESTA música em questão. Talvez ele até tenha uma ligação com ela, mas eu não consegui sentir isso, infelizmente. Então, ficamos na média aqui. Uma boa voz, mas que não me tocou.

Erik: Eu gostei muito mas com certeza foi mais pela songchoice e por ele ter feito um trabalho ok. Ele não estragou a música mas também não fez nada extraordinário. Tem uma vibe muito boa e a voz dele não é de todo mal, fiquei curioso pra ver como ele vai se sair na competição.

João: O cara já começou com um hino, esperava algo bem grandioso por conta da música. E digamos que não foi ruim, mas não chegou nem perto das minhas expectativas. A voz dele é um tanto comum, além de demonstrar ser limitada. O máximo é um rasgado legal que ele força as vezes.

 

[#TeamKelly] Jazmin Varlet – “Love The Way You Lie (Part II)” by Rihanna (ft. Eminem)

Avalie a performance:

Luana: Ai que fofa no final! Assim, eu não acho que Jazmin entregou uma versão incrível da música, mas ela foi MUITO bem durante todo o processo, e mereceu sua vaga. Ela demonstrou ter bastante dinâmica vocal e um alcance bem amplo, o que é ótimo! Acho que foi uma audição um pouco genérica, mas isso não é algo tão condenável assim, afinal, cantar Rihanna é para poucos! Não sei se ela tem chances de ir longe no #TeamKelly, mas foi uma ótima representante para a última vaga da Kelly!

Erik: A songchoice foi um arraso, né amigos. Até então foi a audição que mais gostei do episódio, timbre dela é bem bonito e ela soube se conectar com a música como deveria e entregou uma boa performance. Pra um episódio bem chato ela foi super bem.

João: Finalmente os refrescos. De longe a melhor da noite. A menina conseguiu contar a história, eu senti a dor daqui amigos. Apesar de não ser uma super voz, se bem trabalhada ela pode gerar muitos bons frutos, pois aparenta ter uma extensão vocal relativamente legal, adorei tudo, dos graves aos agudos.

 

[ELIMINADAS] After 5 – “Cheap Thrills” by Sia

Avalie a performance:

Luana: Meu Deus, pentatonix é você? LOL. Ai gente, achei estranho demais. Assim, obviamente as meninas são muito talentosas e se garantiram DEMAIS criando absolutamente tudo nessa audição. Mas além de SUPER curtinha, ficou bem confuso, né? Enfim, entendo demais os mentores não terem virado.

Erik: Aí gente, socorro, coitadas kkkkk. Primeiramente tava tudo muito bagunçado, as vozes não tinham harmonia e tinha alguém ou mais de uma, sei lá, que tava bem fora. Os timbres são bonitos e elas cantam bem, acho que com mais preparo vão arrasar. Inclusive, que ideia é essa de mandar quinteto pro The Voice? Eu já tenho ranço de dupla quem dirá cinco, a coragem viu.

João: Já comecei achando uma chacota um negócio com 5 integrantes, ai elas me fazem uma versão idêntica ao Pitch Perfect (eu amo o filme tá gente, eu só achei um plágio barato). Sério, pra mim não deu nem um pouco.

[#TeamGeorge] Voli K – “I’m Not The Only One” by Sam Smith

Avalie a performance:

Luana: Pisou, meu filho. Primeiro, me fazer curtir Sam Smith não é pouco feito, viu. Eu realmente não curto as músicas do Sam e morro de preguiça. Mas acho que Voli conseguiu tomar a música para si e criar algo bem genuíno a si! Não é o tipo de artista que me vejo torcendo, mas é alguém que pode ter um longo caminho na competição se continuar na trilha certa. Eu acho que o #TeamDelta poderia ter sido uma escolha mais suave para o Voli, mas vamos ver como ele se sai com o George, né non?

Erik: Finalmente os refrescos, viu? Eu amo essa música e esse cara simplesmente arrasou. Estou me sentindo contempladíssimo após um episódio bem fraco assistindo essa performance, nenhum defeito, timbre lindo e tudo muito bem colocado, eu adorei!

João: Ele tem um rasgado legal, e sabe cantar, isso é inegável. Mas achei ele um pouco exagerado, fez coisa demais tentando demonstrar o que conseguia e deixou a canção um tanto cansativa.

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Olha, que episódio diferentão, pra dizer o mínimo, né? HAHAHA. Embora Guy só tivesse 1 vaga, o pobre não levou ninguém hoje! Em contrapartida, Kelly que tinha 3 vagas disponíveis levou basicamente todos os artistas apresentados e fechou o time antes de todos, LOL! O único fator de “diferença” hoje, foi apenas o Voli que virou as 3 cadeiras restantes e se juntou ao #TeamGeorge, também completando-o. Além de Delta e Guy terem saído de mãos abanando, não tivemos nenhum all star! Isso significa dizer que ainda temos ambos Matthew e Sheldon para o último episódio de audições. Vocês já sentem o cheiro do angu estragando? Xiii.

Mas enfim, para as últimas audições, na semana que vem, os times ficam assim:

#TeamDelta: Luke Zancanaro, Daniel Shaw, Natasha Stuart, Zack Fawor, The Koi Boys*, Erin Cornell, Molly Waters, Emma Sophina, Nathan Foley, Kimberley Bowden.

Normalmente, eu não curto muito os times da Delta, não sei porquê. Dessa vez não é muito diferente, mas acho que ao contrário de outras temporadas, eu realmente tenho alguns cristais aqui, viu. Particularmente, gostei muito da audição da Emma Sophina com “Landslide”, achei o timbre belíssimo e com muito potencial. Além dela, eu destacaria Kimberley, que tem uma vibe singer/songwriter super gostosinha, estilo Amy Vachal; Daniel, que apesar de toda controvérsia com Boy, parece ter sua identidade artística bem definida; e por fim, Natasha, que além da ótima audição, tem uma história de vida simplesmente inspiradora, daquelas que faz realmente a gente reavaliar nossa própria vida! Ao meu ver, é uma equipe até legal, se a Delta souber quem manter daqui para frente.

 

#TeamGeorge: Diana Rouvas*, Dezi K, Sellma Soul, Madi K*, Lee Harding, Oliver Cuthbert, Siena Fodera, Vendulka Wichta, Carlos C Major*, Loma Schaaf, Burcell Taka, Voli K.

Eu gosto MUITO do #TeamGeorge, embora não seja o mais forte, acho que George tem figurinhas muito boas e com grande potencial para vencer em sua equipe, como a all star Diana Rouvas, que ao meu ver é uma das grandes favoritas para vencer, até agora. Além dela, ele ainda conseguiu uma variedade muito grande de estilos, rock com o Lee, pop com a Madi, latino com o Carlos, soul com o Voli, e singer/songwriter/indie com a Vendulka! É um time mega diverso e cheio de potencial! Infelizmente, eu não confio muito no George como mentor e suas decisões. Então, antes de já soltar o “que hino”, vamos ver como essa equipe se molda ao fim dos KOs.

 

#TeamGuy: Tannah Zancanaro, Chynna Taylor, Lara Dabbagh, Akina Maria, Jesse Teinaki, Mitch Paulsen, Chriddy Black, Jessie Eilers, Conor Smith, Jack Vidgen, Kim Sheehy*.

Que time, meus amigos! Talvez seja cedo demais para dar certeza, mas não dá para negar que Guy tem grandes possibilidades de sair campeão já em sua primeira temporada, não é mesmo? Lá no primeiro dia, ele já tratou de levar minha preferida da competição até aqui, Chynna Taylor. E depois ele não parou mais de conseguir bons nomes e com potencial para evolução como Jesse Teinaki e Chriddy Black. Porém, nem só de potencial vive o #TeamGuy, ele ainda tem a retornante Kim Sheehy (deusa, “Heart’s A Mess” histórica até hoje), e o fenômeno viral do Australia’s Got Talent, Jack Vidgen! E mesmo os nomes mais fracos desse time, em outras equipes poderiam fazer um barulho danado! Enfim, eu estou super ansiosa para ver o que Guy irá fazer com essa seleção!

 

#TeamKelly: Zeek Power, Prinnie Stenvens*, Amanuel Visser, Dakota Striplin, Mack Moses, Kristie Mercer, Denzel, Henry Olonga, Rebecca Selley, Elsa Clement, Joey Dee, Jazmin Varlet.

O #TeamKelly está completíssimo! Sendo assim, já podemos ter um panorama completo! Eu sempre digo que a Kelly é minha mentora do coração no TVAU, logo, eu sempre tenho tendência a gostar das equipes que ela forma, mas dessa vez não deu, viu. Embora ela tenha ótimos nomes que me chamaram atenção como o rapper, Denzel; o opener da temporada, Zeek; e a Kristie que chegou com o pé na porta com sua versão de “Nothing Breaks Like a Heart”, acho que essa acabou sendo a equipe mais fraca da temporada. Essa semana ainda, a Kelly levou a Rebecca que com muita simpatia conquistou o coração de muita gente, mas eu não consegui me apegar tanto, para ser sincera. Ela ainda tem o Dakota, preenchendo a cota de “cara padrão com violão”, mas também foi outro que eu não criei conexão alguma. Mas bem, Kelly é uma excelente mentora, então vamos ver o que ela consegue fazer com esse time!

*artistas retornantes “all stars”

No mais, voltamos no domingo para o último dia de audições; e somente então, na segunda, que daremos o pontapé inicial nos Nocautes! Só não esqueçam de votar na enquete, hein! Té mais, gente!

 

CLIQUE AQUI PARA ASSISTIR/BAIXAR AO EPISÓDIO COMPLETO

 

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Luana Medeiros

Sinceramente, não sei mais há quanto tempo estou nesse site? Mas olha, faz um bom tempo! HAHA. Atualmente cuido mais de reviews de realities musicais, mas também faço meus corres nos seriados, porque a vida é isso aí! Tenho 24 anos, sou formada em rádio/tv/internet, e nas horas vagas vocês me encontram por aqui! ;)

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries