Posts Populares

The Voice AU – S08E11 – The Knockouts, Part 1

Babado, confusão e gritaria!

Gente, já não era sem tempo de mudarmos de fase, né não? Particularmente, eu senti que essas audições duraram uma eternidade, haha. Mas, felizmente, cá estamos nós para a tão aguardada estreia dos Nocautes! Todas as equipes contam com bons nomes, mas agora é chegada a hora dos artistas provarem que são suficientes para seguir em frente na competição e concorrer ao título.

Para o nosso início de nova fase, eu trago os paneleiros, Gerson (fazendo sua estreia no TVAU, haha); e Michel, já veterano de guerra em todas as franquias possíveis do The Voice, inclusive, responsável pelo The Voice of Holland aqui no site!

Outra novidade: a pedido do nosso ex-paneleiro Ícks, vamos deixar o link para o episódio completo aqui no começo da review, assim quem quiser assistir antes e não levar spoilers, pode ficar mais tranquilo!

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O EPISÓDIO COMPLETO

Agora, finalmente, vamos às performances!

KNOCKOUT #1

[#TeamDelta] Luke Zancanaro vs Nathan Foley vs Sheldon Riley
Tema: The Weeknd

Luke Zancanaro – “Pray For Me”

Avalie a performance:

Luana: Putz, a bonita aí veio preparada pro embate, viu. Lá nas audições eu tinha curtido muito a performance do Luke, mas imaginei que o timbre dele acabaria me enjoando rápido. Estava errada, rs. Apesar das performances dos KOs serem bem curtas, eu acho que Luke conseguiu se sair ainda melhor do que em sua audição! Olha, deixou a parada difícil pro Sheldon, viu.

Gerson: Nas audições eu não tinha curtido muito o estilo de Luke, mas achei que nessa apresentação ele fez um bom trabalho. No geral, essas apresentações muito rápidas são uma armadilha, mas ele se saiu bem, entregou uma boa presença de palco, mostrou voz e potencial pra seguir firme na competição.

Michel: Que grata surpresa, eu adorei a perfomance do Luke. Ele tem um timbre lindo e que encaixou muito bem com a música, outra coisa que gostei foi a presença de palco que estava bem mais solto, diferente de sua audição. Amei o tema, porque sou apaixonado por The Weeknd, diferente do que imaginei, ele representou demais e confesso que fiquei até dividido por um momento, mas no fim achei que Sheldon soou mais original em sua perfomance.

Nathan Foley – “Can’t Feel My Face”

Avalie a performance:

Luana: Acho que dos 3, Nathan era o mais fora de sua zona de conforto. Eu curti muito o que ele apresentou, mas definitivamente não seria o tipo de música que ele escolheria para si e isso ficou evidente. Ele tem um timbre bem legal e ousou bonito em alguns momentos. Mas infelizmente, eu não acho que teve marimba suficiente para competir com o Luke, que mandou bem demais.

Gerson: Nathan foi outro que eu passei batido nas audições. Aqui eu fiquei meio dividido, porque eu até curti a voz, o timbre, adoro a música, mas parece que as coisas não se encaixaram. Ficou meio tremida a voz, fez uns melismas estranhos e não soou legal.

Michel: Ele pegou a melhor música em quesito vocal, porque oferecia momentos mais propícios para falsetes e agudos, porém ele não utilizou nada ao seu favor. Conseguiu transformar uma música tão dinâmica em algo tão monótono é chato, achei tudo meio pombo. 

Sheldon Riley – “Call Out My Name”

Avalie a performance:

Luana: LENDAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA, CARALHO! Meu Deus do céu, Sheldon é perfeito, porra. Tem nem o que falar. Ícone que só melhora, meu pai. Eu nem consigo ser minimalista com ele, porque eu realmente acho tudo que o Sheldon faz simplesmente perfeito. Mas fala sério, vocês também não sentiram arrepios com a Delta quando ele abriu as notas daquele jeito? Oh meu pai do céu, nenhuma falha. Sheldon claramente venceu esse Nocaute, não resta dúvidas.

Gerson: Eu olhei pra ele e gritei: ARTISTA! Acho meio injusto Sheldon estar aqui, porque ele tá muito além dos demais, deve ter muita popularidade e tal, mas não podemos negar que é ótimo vê-lo novamente arrasando. Essa apresentação foi muito boa, vocais bem encaixados, força, vulnerabilidade, tudo na quantidade correta. Gostei!

Michel: Eu estou amando essa imprevisibilidade nas escolhas musicais do Sheldon, porque eu jamais esperaria ele cantando The Weeknd. Ele tem uma textura de voz que amo, consegue passar força e ao mesmo tempo a suavidade que a música precisa, em especial criando o clímax necessário da música. Amei a perfomance e achei que soube usar seu pouco mais de 1 minuto, de uma forma sem exageros e com as notas altas no momento certo.

WINNER: Sheldon | STEAL: Luke [#TeamKelly] | ELIMINADO: Nathan

– – –

KNOCKOUT #2

[#TeamGuy] Jessie Eilers vs Tannah Zancanaro vs Kim Sheehy
Tema: Shawn Mendes

Jessie Eilers – “Mercy”

Avalie a performance:

Luana: Fraquíssimo, né gente. Infelizmente, Jessie não conseguiu fazer algo legal com a canção. Apesar de ter tornado-a SUPER lenta, Jessie não mandou tão bem nos vocais e acabou deixando várias falhas lhe atrapalharem. Eu nem lembro muito bem da audição dela, mas claramente é alguém com potencial, mas que ainda está muito verdinha para ir mais fundo na competição.

Gerson: Olha, se eu falar que nem lembro dela vocês me crucificam? E essa apresentação eu também nem quero lembrar não. Não que tenha sido ruim, mas ficou meio chato, meio sem graça. Ela arrastou a música pra sua zona de conforto e tal, fez umas inflexões bacanas, mas não passou disso.

Michel: Eu fiquei muito dividido com sua performance, porque por um lado eu amei seu timbre e o arranjo novo da música me agradou bastante, porém não tem como não falar da sua inconsistência nas transições da voz de peito e de cabeça. Ela é um material bruto que precisa ser lapidado, mas nesse trio achei que vocalmente, levando em conta a técnica, ela ficou abaixo aos demais.

Tannah Zancanaro – “Lost In Japan”

Avalie a performance:

Luana: Que escolha péssima, meu Deus. Tannah foi super básica em sua audição, apesar da songchoice divina. Mais uma vez ela foi super básica, só que agora foi pior, né. Afinal, a música não tinha absolutamente nada a ver com ela e nem fez nenhum tipo de favor para sua voz. Acho que esse embate tá é fácil demais para a Kim, viu. Aliás, que tema PÉSSIMO para as 3 meninas, né. Guy, o que você está fazendo? Eu hein.

Gerson: Eu curti Tannah demais nas audições. E hoje eu achei que ela tirou leite de pedra, porque essa música é o próprio chorume. Inclusive, a música limitou ela demais, o que me deixa chateado, considerando todo seu potencial. 

Michel: Assim, ela não foi ruim, no geral a perfomance foi correta é até agradável, porém morreu nisso. Então, não curti muito os falsetes que achei meio falhos, mas no demais da canção, gostei. Uma boa perfomance, mas não suficiente para uma fase tão crucial como essa.

Kim Sheehy – “In My Blood”

Avalie a performance:

Luana: Meu Deus, fizeram “In My Blood” acontecer, socorro! Só podia ser a deusa da Kim, gente! Que performance linda e comovente! Sabe, a princípio eu havia achado a escolha bem desconexa, mas ao assistir essa performance eu só pude atestar como a Kim é especial. Ela passou por cima de toda e qualquer adversidade e entregou algo primoroso e com muita personalidade e alma! Fico triste dela estar no #TeamGuy, pois estou com ranço dele. Mas, definitivamente, Kim campeã incontestável desse Nocaute.

Gerson: Ficou fácil né. Além de ser a favorita do trio, Kim ainda pegou a melhor música. Vocalmente eu gostei, mas falando de interpretação e emoção eu não comprei não. Espero que ela me surpreenda nas próximas rodadas, pois quero entender o motivo de tanto hype.

Michel: Apesar de achar que essa musica não seja a melhor opção pra ela, achei que ela transmitiu uma carga emocional que me fez curtir muito sua performance. Como no caso do Sheldon, achei que ela soube aproveitar muito bem o pouco tempo que tinha, criando todo um clímax na canção e soltando a nota mais alta no momento certo, assim fechando com chave de ouro.

WINNER: Kim | STEAL: Tannah [#TeamKelly]* | ELIMINADA: Jessie

*Kelly usou seu steal em Luke Zancanaro; quando Tannah perdeu e não recebeu steal/save, Kelly sugeriu que ela formasse uma dupla com seu esposo (Luke), e ambos concordaram. Agora, Luke e Tannah Zancanaro competem como dupla no #TeamKelly.

– – –

KNOCKOUT #3

[#TeamGeorge] Lee Harding vs Siena Fodera vs Dezi K
Tema: Queen

Lee Harding – “We Will Rock You”

Avalie a performance:

Luana: O grito da pantera, meu amor! Lee, se algum dia eu duvidei da sua capacidade de ser incrível para além da sua audição, eu estava fora de mim, me perdoe! Minha gente, que performance simplesmente CONTAGIANTE! Lee é uma estrela, disso não resta mais nenhuma dúvida. Eu amei demais essa performance, tanto quanto amei o Sheldon. Vou esperar para ver as meninas, mas não seria total loucura cravar de agora que o Lee venceu o embate, né?

Gerson: Definitivamente Lee não é meu estilo. Sinceramente, acho que a songchoice ajudou muito, porque ele não fez nada sensacional não. Ele tem um bom alcance, tem presença de palco, mas eu acho ele muito limitado no quesito musical. E muito chato também, bjs.

Michel: Não tinha música mais ideal para ele, o tema ajudou muito e a escolha da música foi uma mão na roda. Como um bom roqueiro, soube aproveitar bem todo o palco, interagiu bem com o público e soltou seus gritinhos rasgados. Foi uma performance, apesar de não curtir tanto o Lee, não tem como negar que fez bonito no palco.

Siena Fodera – “I Want To Break Free”

Avalie a performance:

Luana: Aww, que linda! Eu não lembrava muito da Siena, mas ela tem um timbre tão claro e gentil aos ouvidos. Eu adorei a abordagem dela, muito suave e eficiente. Não foi tão envolvente quanto o Lee, mas de uma maneira completamente diferente, ela conseguiu ser muito boa. O tema foi um pouco fora do conforto dela também, mas mesmo assim, ela mandou super bem, ao meu ver. Eu curti de verdade.

Gerson: Que linda! Adorei a versão, apesar de sair totalmente da pegada da música hahaha O timbre dela é ótimo, ela encaixou as notas bem direitinho e entregou um bom trabalho. Faltou pra mim um pouco mais de presença de palco e um pouco mais da força que essa música traz. Mas foi melhor que Lee, bjs.

Michel: Nossa, achei a musica erradíssima para ela. Bem que tentou uma nova versão que valorizasse mais seu timbre, porém o resultado não me agradou muito. George me decepcionou por ter deixado de fora hinos mais emocionais do Queen, que aliás cairia melhor pra ela, mas entendo que ele quis seguir a linha mais animada pra todos, porém nessa a Sienna saiu em desvantagem.

Dezi K – “Radio Ga Ga”

Avalie a performance:

Luana: Amo, mais grito de tandara, meus queridos! HAHAAHAHAHA. Eu gostei muito da performance da Dezi, exponencialmente melhor do que sua audição, sem nenhuma dúvida. Mas se formos colocar em comparação com o Lee, até pela música também, ela acaba saindo atrás, né. Siena entregou algo totalmente diferente dos dois, mas Lee e Dezi vieram para se enfrentar frente a frente. Ao meu ver, Lee segue o campeão do embate; mas não seria tão louco avançar a Siena também.

Gerson: Eu odiei essa moça nas audições. Mas ela foi de longe a melhor do trio. Arrasou nos vocais, no domínio do palco, em passar a força da música. Não gosto do jeito que ela interage com a plateia, me soa muito forçado e me irrita. Porém, como falei, foi a melhor desse grupo.

Michel: Ela bem que tentou, mas ficou bem atrás da performance do Lee. Poderia ter utilizado melhor o espaço do palco, até porque a música permitia isso, vocalmente também achei que ficou devendo, único ponto forte da performance foi o grito da pantera no final, porém nada demais também.

WINNER: Lee | ELIMINADAS: Siena e Dezi

– – –

KNOCKOUT #4

[#TeamGuy] Chynna Taylor vs Conor Smith vs Akina Maria
Tema: Madonna

Chynna Taylor – “Papa Don’t Preach”

Avalie a performance:

Luana: Putz, maravilhosa demais! Antes de mais nada, esse tema super pensado pra Chynna, né. Porque eu acho que o timbre dela sempre teve um “quêzinho” de Madonna, haha. Eu amei a escolha da música, foi bem fora do esperado, uma deep cut de respeito! Chynna teve minha audição preferida e conseguiu se manter muito consistente e sólida nessa segunda performance no palco do TVAU. Eu gostaria de pensar que ela tem chances ao título, mas não sei de nada ainda e não quero zicar ninguém, haha. Amando essa vibe acústica para a Chynna, inclusive, porque super destaca as nuances da voz dela. Prontíssima para mais!

Gerson: Eu até gostei de Chynna nas audições, mas lá já deu pra notar que não é toda música que vai encaixar no seu timbre. Nessa apresentação, oscilou um pouquinho pra mim. Teve momentos ótimos, muito bons, e uns momentos que eu não curti muito. As notas altas e a conexão foram os auges pra mim <3.

Michel: Como estou feliz em ver minha Chynna aqui e mais feliz ainda por ver que ela continua uma artista incrível. Eu amo timbre dessa mulher, o arranhado de sua voz e principalmente toda a personalidade que passa em suas interpretações. Simplesmente amei e foi tão curtinha que fiquei naquele sabor de quero mais ❤.

Conor Smith – “Ray of Light”

Avalie a performance:

Luana: Fraquinho, né. Conor já havia sido bem instável na sua audição, mas o Harry Styles australiano aí parecia ter bastante potencial, um timbre bem diferenciado e amadeirado. Mas não deu de novo, né. Concordo que o tema limitou muito o pobre (que já parece ser limitado), mas vimos pessoas como a Kim, passarem por cima das adversidades e entregarem performances muito boas. Sendo assim, não tem muita desculpa para uma segunda performance aquém do esperado, infelizmente.

Gerson: Não poderia me importar menos com Conor. Apresentação morna, sem graça, chata. Foi difícil escrever mais do que uma linha pra ele, acreditem. Precisa evoluir muito ainda.

Michel: Tadinho, com certeza o tema menos se encaixaria pra ele. Gostei muito que ele tentou trazer uma versão nova da música e imprimiu ali toda sua personalidade, não conhecia a música, mas deu para perceber que ele deixou no seu estilo próprio. Gostei muito da performance, vocalmente muito bem e se não fosse a Chynna aqui, até torceria por ele nesse duelo.

Akina Maria – “Vogue”

Avalie a performance:

Luana: Socorro, pisou toda de salto 15, meu deus! Olha, Akina precisava de uma performance muito boa, e ela realmente entregou isso! Ela veio totalmente pronta para arrasar, desde o look, até os passos de dança! Geralmente, é mais difícil para performances dançantes chegarem junto de performances acústicas (como foi com a da Chynna); as acústicas parecem trazer mais “verdade” consigo. Mas Akina mostrou que uma performance dançante pode ser tão verdadeira e envolvente quanto uma acústica sim! Eu adoro a Chynna, mas confesso que ficaria MUITO dividida sobre quem venceu esse embate, viu. Chynna e Akina perfeitas!

Gerson: ARTISTA! Amo Akina! Adorei a música, adorei a performance! Pisou muito! Foi a melhor do trio, mandou notas certeiras, dominou o palco, mostrou uma rispidez bacana na voz também. Achei perfeita e deveria ter passado. Felizmente foi roubada <3.

Michel: Que furacão no palco, ela chegou realmente pra causar ali. Ousadia no figurino, na atitude, só faltou mais dessa ousadia nos vocais. No geral, sua perfomance agradou muito por conta de todo o conjunto, mas julgando só vocalmente, não gostei muito e nas partes mais altas soou um pouco nasalado e sem força pra mim.

WINNER: Chynna | STEAL: Akina [#TeamGeorge] | ELIMINADO: Conor

– – –

KNOCKOUT #5

[#TeamKelly] Joey Dee vs Dakota Striplin vs Henry Olonga
Tema: The Lion King

Joey Dee – “Circle of Life”

Avalie a performance:

Luana: Meu Jesus amado, que tema ruim. Kelly, sinceramente, qual era a necessidade? Eu hein. Assim, Joey tem uma voz legal, mas eu lembro de sua audição com “Redemption Song”, e também lembro que achei bem nada a ver a descaracterização da música que ele fez. E acho que ele vai sair da competição sem conseguir mostrar sua verdadeira identidade musical mesmo, viu. Assim, eu já vi 225 versões de “Circle of Life”, e infelizmente, a do Joey não entraria nem num Top 5, para mim. Acho que ele não foi tão bem vocalmente e também não senti muita conexão com a música, de novo. Enfim, não curti muito não.

Gerson: Outro que eu odiei nas audições. Enfim, achei que foi bem mais ou menos também. Pegou a melhor música do tema, e se entregou ao máximo, mas ainda foi bem esquecível. 

Michel: Em contraponto com o Henry, achei que ele tentou enfeitar demais a música e acabou não ficando tão legal. As terminações alongadas das frases não me agradaram tanto, vocalmente a performance foi toda bem inconsistente. O cara tinha uma joia na mão, mas não soube usar nem um pouco.

Dakota Striplin – “I Just Can’t Wait to Be King”

Avalie a performance:

Luana: Imagine ter que performar isso de forma séria numa competição musical? Simplesmente trágico. Kelly, mandou mal DEMAIS, viu minha flor. Dakota tinha potencial, apesar d’eu ter achado sua audição um tanto quanto inexpressiva. Mas essa performance aqui matou toda e qualquer chance que ele poderia ter para mostrar mais de si. Ficou super caricato e nem deu para levar à sério. Triste.

Gerson: Esse menino devia dar umas aulas pro Conor. Foi bem melhor, bem menos entediante. Eu gostei que ele se soltou, ousou, conseguiu entregar um bom trabalho. As notas foram boas, o domínio do palco, mas no geral acho seu timbre muito comum e sem sal. Não sei não.

Michel: Sempre terá um fudido no time que provavelmente não encaixará bem no tema, aqui foi ele. Acho que dos três, um musical como Rei Leão tem mais a cara dos outros 2. Pra completar, deram uma música que não o ajudou em nadinha, os outros dois apelando na emoção e ele vem com uma música mas animada, destoando totalmente dos outros dois.

Henry Olonga – “Can You Feel The Love Tonight”

Avalie a performance:

Luana: Putz, chatão, hein mores. Primeiro, para que os outros dois foram para o palco, se a Kelly nem tentou esconder que o Henry iria vencer só por estar ali presente? Achei deselegante, viu. Mas enfim, vocalmente foi uma performance super consistente. Mas para mim, foi apenas isso. Eu não curto muito o Henry, nem o estilo de canto dele, infelizmente. Não foi uma grande performance, mas foi o melhor dos 3. Até porque, o tema foi melhor pensando para o Henry mesmo. É isto.

Gerson: Ah, me poupa né Henry. Pisou com os 2 pés em 1 nota só. O timbre desse homem é de outro muito! Eu AMO! Só é preciso cuidar com as songchoices. Hoje encaixou de novo, mas talvez não seja sempre assim. Foi muito bom, mereceu a vitória!

Michel: Que hino de música, minha favorita do Rei Leão, mas tirando a empolgação com a música, não vi nada demais na performance do Henry. Achei que foi muito karaokê, também senti ele muito desconfortável no palco, me passou zero emoção. Em resumo, vocalmente bem, porém transmitindo a mesma emoção que uma porta me transmite.

WINNER: Henry | ELIMINADOS: Joey e Dakota

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Então, gente. Encerramos esse dia longuíssimo de Nocautes, haha. Eu gostei bastante de muitas performances como Sheldon, Lee, Akina, Chynna e Kim, mas também tivemos algumas bem fraquinhas, né. Além da formação da dupla entre Luke e Tannah – que acho que Luke sai perdendo nisso, porque ele é MUITO melhor – tivemos o babado do Guy e Kelly criticando o Sheldon por puro despeito, enquanto Delta e George me representaram totalmente. Enfim, um dia e tanto! Como vocês sabem, amanhã temos mais KOs! Por enquanto, veja como ficam as equipes.

#TeamDelta: Sheldon Riley¹.

#TeamGeorge: Lee Harding, Akina Maria².

#TeamGuy: Kim Sheehy¹, Chynna Taylor.

#TeamKelly: Luke & Tannah², Henry Olonga.

¹artistas retornantes, “all stars”
²artistas roubados nos Nocautes, “steals”

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O EPISÓDIO COMPLETO

gostou da matéria? deixe um comentário!

Luana Medeiros

Imagine só que um dia me foi perguntado quem eu era, e juro, até hoje não sei responder. Mas os fatos são: tenho 21 anos; sou de escorpião; amo meu cachorro e meu gato mais que tudo; estudo Rádio/TV/Internet, ouço Maroon 5; piro no Adam Levine; consigo colocar os pés atrás da cabeça; e - contraditoriamente - por fim, nasci de 7 meses.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu