Posts Populares

The Voice AU – S08E12 – The Knockouts, Part 2

Mais uma noite com boas apresentações! 

Fala, meu povo! Segundo dia de nocautes e, felizmente, o programa está nos apresentado uma fase muito boa! Na segunda-feira, tivemos um excelente programa, com gente literalmente botando fogo no palco (Oi, Lee <3) e ontem, embora em uma proporção menor, também tivemos artistas mandando bem.

Apesar de ficarem mais corridos, por causa do número de artistas, eu amo os nocautes antes das batalhas, acho que os artistas têm a oportunidade de dar continuidade ao que mostraram nas audições. E foi isso que percebi nesses dois últimos episódios, viu? Vi muitos artistas confirmando a impressão que deixaram em suas blinds.

Bom, para falar sobre o programa de hoje, tenho ao meu lado o Michel e Lindo. Vamo que vamo, pois são muitas performances!

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O EPISÓDIO COMPLETO

[#TeamGuy] Chriddy Black vs Jesse Teinaki vs Mitch Paulsen
Tema: Ariana Grande

Chriddy Black – “Almost is Never Enough” by Ariana Grande

Avalie a performance:

Tati: Achei Chriddy muito sem graça na blind, mas não é que hoje ele me chamou atenção? Está certo que a música é um hino e ajuda bastante, mas eu gostei que ele veio mais vulnerável e ter optado pelo tom mais suave contribuiu muito para uma performance mais intimista. Só a última nota que achei que não saiu como ele queria, mas, tirando isso, ele foi vocalmente muito bem.

Lindo: Olha até que a música que Guy escolheu dentro do tema bomba para os boys foi boa para a voz dele, permitia ele mostrar conexão com a música e explorar um lado mais soft de sua voz. Em geral ele foi bem, conseguiu colocar boas dinâmicas e apesar da performance ser curtinha e impedir ele de ir mais forte, alto e com mais potência posso dizer que Chriddy fez o melhor trabalho entre os três meninos.

Michel: Se eu disse que o timbre do Mitch era bonito, o do Chriddy é lindíssimo então, porque eu fiquei apaixonado em sua rouquidão desde a primeira nota emitida. Foi uma perfomance linda, tocada totalmente em um clima mais intimista e emocional, tudo muito contigo, sem grandes notas, mas com uma entrega de vocais simplesmente apaixonante. Estou mais que encantando aqui ❤.

Jesse Teinaki – “Breathin” by Ariana Grande

Avalie a performance

Tati: Outro hinooooo, mas que nunca imaginei Jesse cantando hahaha! Bom, ele foi bem em quase toda a performance e tentou passar a intensidade que a música pede, mas quando ele terminou a performance eu fiquei com aquela sensação de: já acabou? Fora que esses agudos finais dele não saíram tão legais, hein? Enfim, uma performance bem ok.

Lindo: Coitado do meu bebê! Guy porque se fez isso? WHY? WHY? WHY? Jesse veio de um estilo pop todo animado, upbeat e explosivo e de repente se ve jogado num furacão de Breatin que demanda falsete e firulas e ele fez a sua maneira, conseguiu entregar algo sólido apesar de bem abaixo do esperado. Mas enfim, os malés vem pra bem e ele tá fora da bomba do #TeamGuy (o ranço depois dos coments pra Sheldon é REAL gente kkk) e agora faz parte do #TeamDelta!

Michel: Ai como faz em um trio que amou as três performances? Primeiro, que amo quando vejo homens cantando músicas femininas e vice-versa, então Ariana é um hino e os meninos souberam entregar o melhor possível ali no palco. Eu já tinha amado o Jesse na audição, aqui continuei amando e achei sua performance maravilhosa, em especial no final, porém os falsetes soaram um pouco falhado.

Mitch Paulsen – “God is a Woman” by Ariana Grande

Avalie a performance:

Tati: O mico, meu Deus. Eu até gosto muito desse arranjo. Puxa um pouco pro reggae e ficaria um hino na voz de quem sabe cantar muito, o que não parece ser muito o caso aqui. Tinha tudo para ser uma performance bem legal, mas foi bem sem sal. Fora que o bichinho ficou devendo muito no quesito vocal, né?

Lindo: O que foi esse reggae fake minha gente? Eu achei a intenção ótima e a execução bem fraquinha, o tema caiu como uma bomba para todos mesmo. Não me convenceu essa versão não e eu não podia discordar mais do resultado desse KO já que ele escolheu Mitch como vencedor. Aliás quando ele escolheu Ariana e Mitch já havia cantando Ariana nas Blinds ele decidiu o resultado neh mores? Enfim, eu daria a vitoria a Chriddy aqui e daria meu Steal em Jesse.

Michel: E num foi que amei a apresentação? A mudança no arranjo foi uma escolha inteligentíssima pra ele, primeiro que podemos ver que ele não tem muito cacife para encarar Ariana, porém soube adaptar bem a música ao seu estilo e dar uma versão mais cool e animada da canção original. Extensão vocal curta, porém timbre bonito que foi bem valorizado nessa performance.

Winner: Mitch Paulsen | Save: Chriddy Black #TeamGuy  | Steal: Jesse Teinaki #TeamDelta

 

[#TeamGorge] Vendulka vs Voli K vs Diana Rouvas
Tema: A Star Is Born (Lady Gaga)

Vendulka – “Always Remember Us This Way” by Lady Gaga

Avalie a performance:

Tati: Ai, gente, amo Vendulka e vou defendê-la. Ela poderia fazer mais? Poderia! Mas isso não quer dizer que ela tenha ido mal. Eu amo esse estilo mais concentrado dela, ela realmente mergulha na letra e entrega bastante conexão. Eu amei a voz dela aqui, principalmente nas partes mais agudas. Achei, inclusive, que a música a limitou um pouco. Com algo mais estilo da blind, ela conseguiria entregar algo bem melhor.

Lindo:Tecnicamente passou longe de ser uau, mas que se foda o lado técnico aqui porque Vendulka colocou alma nos 60 segundos que tinha e entregou algo cheio de originalidade, soul, nuances interessantes e valorizou seu timbre demais. Eu achei extremamente fofo da parte dela falar para Diana que mesmo que nada fosse como ela esperava que fosse, que ela acreditava que mais chances iam vir, ela assistiu Diana na primeira temporada e que ela se sentia tentada a tentar mais vezes, não desistir dos sonhos dela. Fofissima amigos <3.

Michel: Como deixam esse cristal injustiçado partir tão cedo? Meu amor desde o XFAU, fiquei puto pela falta de steal ou save aqui, a Vendulka é uma artista pronta, com um estilo muito característico e representa lindamente o índie que tanto amo. Uma pena, ao menos despediu-se com uma linda e emocionante performance. ❤❤❤

Voli K – “Shallow” by Lady Gaga

Avalie a performance:

Tati: Eu não lembro desse moço, mas se ele fez uma blind parecida com o nocaute, prefiro ficar sem lembrar, pois achei fraquíssimo. Primeiro que essa música já deu, né? Chega, saturou. E segundo que ele não passou metade da carga emocional que essa música pede. Cadê a emoção do Juntos? Vi nadinha. Mas, serei justa, acho que essa música não funciona em apenas um minuto e ele também ficou prejudicado por isso.

Lindo: Olha do trio aqui tivemos o desempenho mais fraco dos três, infelizmente Voli não conseguiu se conectar com a música e fez uma performance vazia, sem vulnerabilidade, sem entrega e o pouco tempo acabou prejudicando também para que ele conseguisse ir além.

Michel: Outro trio maravilhoso, todos foram muito bem, aliás que tema maravilhoso também, né? Dentre todos, o que menos gostei foi Voli K, isso mais por amar as outras duas, porque achei que ele fez uma performance com vocais bem consistentes. Ele tem um belo timbre, uma boa extensão vocal e usou tudo muito bem ao seu favor.

Diana Rouvas – “I’ll Never Love Again” by Lady Gaga

Avalie a performance:

Tati: Diana, conte comigo pra tudo, viu? Deusa. Veja bem, se em sua blind, Diana tinha me dado uma leve impressão de too much, dessa vez, ela veio com o suficiente. O suficiente para matar com bondade e pra gente nem questionar a escolha de George. Impecável vocalmente e super conectada com a música. Uma deusa demais!

Lindo: Você quer performance? Quer um tiro? Quer um desempenho fenomenal? Coloquem Diana para cantar esse hino da Gaga e ela se entregou totalmente, se mostrou vulnerável e tecnicamente perfeita. Diana sem defeitos você arrasou demais menina, mostrando que sua segunda chance será muito mais memorável que a primeira. George tem uma candidata ao título meninas, se preparem.

Michel: Que mulher sensacional! Diana tem uma voz tão madura, ao mesmo tempo ela consegue surpreender e emocionar em suas performances. Achei uma linda apresentação, sem defeitos e com vocais invejáveis, fazendo valer a maravilhosa música que lhe foi dada. Standing ovation mais que merecida!

Winner: Diana Rouvas |  Eliminados: Vendulka e Voli K.

 

[#TeamDelta] The Koi Boys vs Erin Cornell vs Molly Waters
Tema: Grease Musical

The Koi Boys – “Greased Lightning” (Grease Musical)

Avalie a performance:

Tati: Ai, gente, é brega demais, né? Pelo amor de Deus. Mas sabe o que eu tô rindo muito? É que eu ADOREI. Não era pra eu adorar, pois eu acho bem injusto a presença de trios em programas como o The Voice, mas já que pode ter, vamos curtir o momento, né? Achei que divertiu bastante e que eles foram muito bem tecnicamente. As harmonias deles funcionam muito bem! 

Lindo: Olha gente vou ali me matar porque é a segunda performance do Koi Boys que eu gostoooo (SOS). O tema caiu como uma luva para eles, parecia um trio do Glee explorando o melhor de cada um, se divertindo, usando o palco e fazendo harmonias maravilhosas, gostei muito!

Michel: Que dúvida cruel estou aqui, o que foi mais brega nessa performance? O visual? Ou as dancinhas? Kkkk teve todo um fator entretenimento, mas para mim foi além de brega, bem vergonha alheia de assistir.

Molly Waters – “We Go Together” by Olivia Newton-John (from Grease Musical)

Avalie a performance:

Tati: Olha, adoro a movimentação dela no palco, ela sempre é super segura e tal, mas que coisa chata, Brasil! hahahahaha Ela foi até engraçadinha na blind, mas eu achei tudo aqui um porre. Fora que ela não conseguiu segurar a marimba em termos vocais e acabou ofegante em muitos momentos. Ela é fofíssima, mas não consigo fingir que a performance foi legal.

Lindo: Olha a voz dela incomoda demais mas foi tão gracioso ver ela se movimentado pelo palco, se divertindo, totalmente entregue e se achando a melhor cantora do mundooo, Molly a senhorita é cheia de confiança e arrasou demais nesse sentido. Infelizmente, ela ainda é muito jovem e tem muito a amadurecer vocalmente e crescer como artista e acho que aqui ela era carta fora do baralho do Delta.

Michel: Aprende triozinho superestimado, como cantar uma música mais brega, sem soar chato. Gostei muito de como a Molly estava divertindo-se no palco, com uma música que não tinha grandes momentos vocais, soube muito bem aproveitar o que de melhor a performance podia oferecê-la. Vocalmente básica, performaticamente divertida e gostosinha de se ouvir.

Erin Cornell – “Hopelessly Devoted To You”(Grease Musical)

Avalie a performance: 

Tati: A voz da Erin me incomoda um pouco, acho muito estridente e isso ficou evidente para mim nas notas mais altas. Porém, adorei a classe e segurança que ela apresentou durante toda a performance, foram essenciais para a performance. No fianl das contas, eu achei que ela mandou muito bem e eu até escolheria ela, viu?

Lindo: Nesse confronto real era entre Erin e Koi Boys, Molly era uma cartinha fora do baralho do Delta como disse acima. Erin uma de suas amigas da vida real, Koi Boys retornantes que confiaram em Delta e entregaram o seu melhor. Erin pegou a música mais complicada das três e fez uma performance diferente dos outros dois, um pouco mais contida e conseguiu brilhar. Eu não sei quem eu escolheria para ser sincero, antes do trio seria Erin, depois fiquei dividido baseado na performance entre Erin e Koi Boys.

Michel: Olha, achei que ao tema proposto nesse KO, ela mandou super bem. Me senti realmente vendo um musical, pareceu está ali encarnando um personagem no palco. Os vocais muito bem colocados, apesar da música chatinha, eu gostei bastante do resultado final.

Winners: The Koi Boys |  Eliminados: Molly Waters e Erin Cornell

 

[#TeamKelly] Jazmin Varlet vs Kristie Mercer vs Zeek Power
Tema: Sam Smith

Jazmin Varlet – “Dancing With a Stranger” by Sam Smith and Normani

Avalie a performance:

Tati: Ai eu amo essa música e ouvir ela nesse arranjo mais melancólico me causou certa estranheza kkkk. Mas eu entendo que foi para se adaptar ao estilo da moça e vamos combinar que funcionou. Gostei muito da interpretação dela, apesar de não ter sido na espetacular.

Lindo: Abrindo os coments do trio concordando total com Delta e Guy, Kelly jogou Kristie e Jazmin embaixo do caminhão para avançar com Zeek e deu músicas genéricas para elas. Focando em Jazmin achei sua performance bem básica nas audições e o desempenho que ela teve aqui não mudou muito a opinião sobre ela, a performance foi bem okay, passou longe de uma técnica mais apurada e conexão com Dancing with Strangers eu nem preciso comentar neh.

Michel: Cheirinho de sabotagem no ar, haha. De tantas músicas do Sam, por que escolher logo uma que vocalmente seja mais limitada? Eu gosto da música, porém não funciona tanto pra reality por falta do apelo vocal e até mesmo emocional. A Jazmin até tentou, porém no fim das contas foi apenas uma boa perfomance e só, bem esquecível.

Kristie Mercer – “Promises” by Sam Smith

Avalie a performance:

Tati: Meu Deus, a bomba! Tanta música boa para Kristie e a Kelly escolhe isso? Totalmente desconfortável para ela e acabou ficando fora daquilo que ela entregou na blind. Para mim ficou mais para uma sabotagem, do que para uma songchoice. Enfim, achei uma performance bem fraquinha e perdida. Por isso, não curti! 

Lindo: I’m so MAD! Kelly sua bixa como se joga sua melhor artista fora assim? Que música mais cu foi essa para Kristie gente! Sua audição foi sensacional, cheia de camadas, rouquidão e alma e aqui vimos ela toda limitada por conta da escolha musical, Kristie ainda tirou leite de pedra e fez a música acontecer de certa maneira, colocou até uma risadinha, mas gente cade o brilho? A música não permitiu Kristie ser ela mesma como destacou Delta. Kelly queria eu não to ok não, posso continuar escrevendo um paragrafo sobre esse seu close errado aqui.

Michel: Sabotagem 2, de tantas musicas sério que escolheu essa para a garota? Claramente o Zeek teve vantagem aqui, podia ter feito com mais sutileza, né Kelly? Eu amei a audição da Kristie e achei que aqui ela soube driblar bem e entregar uma ótima performance, amei a presença de palco e os vocais mais descontraídos, para mim a melhor desse grupo.

Zeek Power – “Lay Me Down” by Sam Smith

Avalie a performance:

Tati: Eu não me canso dessa música, pois gosto bastante! Ela geralmente funciona em realities e acho que, ao menos pro feijão com arroz, ela funcionou para Zeek. Mas sabe quando você fica sentindo falta de algo? Então, daria pra ele fazer um pouquinho mais nessa performance e ele ficou no basicão. Fiquei um pouco decepcionada, confesso. 

Lindo: Eu lembro que adorei a audição do Zeek, mas hoje senti seus vocais meio trêmulos, ele com meio medo do desafio que tinha pela frente e ele passou longe de levar a performance com segurança, de mostrar conexão, vulnerabilidade que a música existe. Ele foi bem abaixo do esperado minha gente. Eu sem dúvidas escolheria Kristie que tirou leite de pedra e mandou bem ao contrário das outras @.

Michel: Cantando minha música favorita de um dos meus cantores favoritos, preciso dizer que senti que faltou algo em sua performance. No geral, não tem muito o que criticar vocalmente , mas a música oferecida, em minha opinião, tinha muito mais a aproveitar de sua melodia.

Winner: Zeek Power| Eliminados: Jazmin Varlet e Kristie Mercer

 

[#TeamGeorge] Oliver Cuthbert vs Madi Krstevski vs Loma Schaaf
Tema: Songs outside the box

Oliver Cuthbert – “True Colors” by Cyndi Lauper

Avalie a performance:

Tati: Gente, como esse menino passou nas audições? Tem potencial, mas ainda não está preparado! E de pensar que no último dia de blinds tivemos gente que performou melhor! Enfim… bem mediana performance, né? Deu para ver que o bichinho ainda não está preparado e que precisa resolver ainda a sua parte técnica e as suas inseguranças também. Infelizmente, ficou devendo.

Lindo: Oliver meu anjinhoo fofo que todo mundo sabia que não ia muito longe neh? Vamos ser sinceros? Entretanto achei tão fofo ele falando sobre a música e a forma sincera como ele conduziu a música, cheia de alma e com a pegada dele. Uma linda performance para se despedir do programa. Espero ver ele daqui uns 2-3 anos voltando a competição.

Michel: Me sinto mal falando isso, principalmente de um act tão jovem, mas a verdade é que essa performance foi péssima. O Oliver parecia mais soltar as palavras aleatoriamente do que cantar, faltou mais dinâmica nos vocais, faltou emoção quando cantava, na verdade faltou tudo. Infelizmente para mim, o pior KO da temporada até então.

Madi Krstevski – “Smells Like Teen Spirit” by Nirvana

Avalie a performance:

Tati: Amo Madi, mas essa performance foi fora da caixinha demais pra ela kkkkk. E não podemos ser injustos e dizer que ela não tentou, pois ela tentou e tentou muito. Mas, não rolou, né? Eu percebi que ela construiu uma linha de interpretação, se jogou nisso e tal, mas faltou conexão com a letra e, por isso, não consegui curtir a performance. Uma pena, pois essa música é um hino.

Lindo: Eu entendi que era uma música fora da caixinha e tal e foi, mas Madi ainda não justificou seu retorno, suas duas performances até aqui foram mais fracas que as da temporada anterior. Aqui ela focou na pose, no teatral e esqueceu de se conectar o mínimo com a música. Ela entregou bons vocais ao menos e se coloca como uma candidata a ir as Battles. 

Michel: Que escolha mais inusitada para a Madi. Estava lindíssima no palco, transparecendo confiança e atitude, mas eu acho que a música pede vocais mais fortes e agressivos, algo que foge totalmente do estilo vocal da Madi. Diante da música dada, foi bem, porém esquecível.

Loma Schaaf – “I Fall Apart” by Post Malone

Avalie a performance:

Tati: Se Loma me deixou com um pouquinho de dúvida em sua audição, aqui, ele se garantiu e esfregou na minha cara que tem talento. De fato, ele pegou uma música totalmente fora da caixinha pra ele e imprimiu a sua marca, se entregando complemente à performance. Melhor do trio e, infelizmente, injustiçado.

Lindo: Eu to MUITO SURPRESO MINHA GENTE! Loma que HINO foi isso aqui, eu não reconheci a música, ele fez a sua maneira e ficou tão original, totalmente entregue. Loma querido, infelizmente George não te escolheu mas você merecia demais aqui, eu entendi as críticas aos vocais não terem sido perfeitos, mas teve alma, teve poder, teve interpretação e originalidade, eu simplesmente ADOREI. Eu iria com Loma.

Michel: Gente, que performance mais linda do Loma. A música é linda, aqui ele conseguiu exibir melhor os seus vocais, aliás muito afinados e amei a forma que ele foi soltando algumas notas mais altas, sem perder a conexão com a canção. Não esperava muita coisa dele, mas ele fez uma linda performance, gostei bastante.

Winner: Madi Krstevski | Eliminados: Oliver Cuthbert e Loma Schaaf

 

[#TeamDelta] Natasha Stuart vs Emma Sophina vs Kimberley Bowden
Tema: Survivors

Emma Sophina – “The Climb” by Miley Cyrus

Avalie a performance:

Tati: Preciso dizer que os pareamentos da Delta estão fazendo muito sentido e ela, até então, escolheu temas que condizem com o estilo ou background do candidato. Esse tema Survivors para essas três artistas é uma prova disso e eu achei a coisa mais linda e sensível do mundo. Emma me agradou muito nas audições e aqui não foi diferente. Com vocais bem bonitos e com muita emoção, ela entregou uma performance muito sólida e uma das minhas preferidas da noite.

Lindo: Uma coach é uma coach! Três mulheres poderosas cada uma com sua história e com músicas fortes e com Delta tocando piano para todas elas. Ela disse que se sentiu conectada com todas as meninas e podemos sentir isso nos olhares, na troca que ocorreu nesse palco. Emma abriu os trabalhos de forma subliminar, muita conexão, vocais sólidos e determinação, mostrou que é uma poderosa cantora e que poderia ir longe na competição.

Michel: Gostei dela, fez uma performance simples, sem grandes vocais, mas ficou na emoção da música. Ela tem um timbre meio country, um pouco nasalado, mas que para mim soa legal. Podia só ter usado o tempo para soltar uma nota mais arriscada, até porque a música permitia isso.

Kimberley Bowden – “Titanium” by Sia

Avalie a performance:

Tati: Eu mal lembrava de Kimberley, viu? Mas ela veio bem e com uma música mega batida que eu não aguento mais, diga-se de passagem. Apesar de um pouco insegura, a voz dela estava bem bonita. Eu gostei do início e achei que ela soube usar o tom mais forte no momento certo da música.

Lindo: OMG Kimberley se surpreendeu consigo mesma aqui, eu também fiquei como assim Titanium.. mas quando ela começou de forma mais suave acompanhada do refrão e se empoderando com a letra eu entendi a escolha de Delta, foi simplesmente incrível. Kimberley cresceu tanto das audições até aqui e mesmo que não rolou nenhum steal aqui tanto ela quando Emma mereciam demais.

Michel: Essa música já foi tão batida, que sempre que cantam eu espero nada menos que uma versão impecável, o que não foi o caso aqui. Em sua performance, achei que ela estava muito nervosa, algumas notas soaram fora e não senti ela conectada com a canção.

Natasha Stuart – “Everybody Hurts” by R.E.M

Avalie a performance:

Tati: Natasha abre a boca e eu já tenho vontade de chorar. Não pela história dela apenas, mas pela forma que ela consegue se conectar cada canção. Ela é uma storyteller e não é tão fácil encontrar artistas assim. Essa música já me emociona por si só, mas na voz de Nat foi ainda mais linda e eu simplesmente amei. Ótima escolha pra ela, sem dúvidas.

Lindo: Lágrimas, emoção, vulnerabilidade, entrega e uma história forte, todos elementos presentes em pouco mais de 60 segundos onde Natasha conseguiu a façanha de emocionar a todos. Natasha surpreendeu e foi além da sua poderosa audição e estou esperando para ver mais dessa poderosa mulher que vem surpreendendo demais na competição, ótima escolha Delta.

Michel: Nossa, pegaram pesado dando essa musica pra Natasha, fiquei simplesmente arrepiado. Ela não tem um grande vozeirão, seu timbre não me é tão lindo, porém toda a sua entrega no palco, a forma como ela se conecta na canção e emociona com sua voz que parece carregar lágrimas, isso que eu amo. Porque cantar vai além de técnica vocal, além de beleza de timbre, tudo é mais de tocar quem escuta, e ela sempre me toca❤.

Winner: Natsaha Stuart | Eliminadas: Emma Sophina e Natasha Stuart

*** Considerações Finais ***

Bom, fechamos mais um episódio de nocautes e, apesar de eu ter achado o nível um pouco inferior em relação ao programa de segunda, eu gostei bastante. Achei as escolhas acertadas em sua maioria, e só questiono Boy escolhendo Madi e Guy escolhendo Mitch. Mas Guy tem se mostrado bem louquinho nesse programa, então, eu nem me surpreendo. Já posso dizer que estou bem ansiosa pelas batalhas, pois está sobrando muita gente, boa, viu? Espero que o nível continue elevado.

#TeamDelta: Sheldon Riley¹, The Koi Boys, Natasha Stuart, Jesse Teinaki².

#TeamGeorge: Lee Harding, Diana Rouvas¹, Madi K¹, Akina Maria².

#TeamGuy: Kim Sheehy¹, Chynna Taylor, Chriddy Black², Mitch Paulsen.

#TeamKelly: Luke & Tannah², Henry Olonga, Zeek Power. 

¹artistas retornantes, “all stars”
²artistas roubados/salvos nos Nocautes, “steals”

KOs restantes…

#Team George: Carlos C Major vs Sellma Soul vs vs Burcell Taka

#Team Guy: Lara Dabbagh vs Jack Vidgen vs Jordy Marcs

#Team Kelly: Prinnie Stevens vs Rebecca Selley vs Mack Moses

#Team Kelly: Amanuel Visser vs Elsa Clement vs Denzel

#Team Delta: Daniel Shaw vs Zach Fawor vs Jordan Anthony

 

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O EPISÓDIO COMPLETO

gostou da matéria? deixe um comentário!

Tatiane Silva

Sou uma Social Media e Community Manager que ama tanto o que faz, que acaba fazendo isso quase que o tempo todo. Eu moro na internet, por isso acrescento doses diárias de cultura inútil e memes que é pra eu não me entendiar. Amo realities musicais, gasto horas em grupos de discussão e sou viciada em coisas que me fazem dar boas risadas e esquecer da minha conta bancária negativada.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries