Posts Populares

The Voice AU – S08E17 – The Finals, Part 2

Delta: Se algum dia te criticamos, perdoa a gente RAINHA! 

CLIQUE AQUI para baixar/assistir esse episódio

Antes de mais nada desculpem pelo atraso, mas na verdade tudo estava pronto desde o começo da semana mas problemas com o servidor e processos de migração acabaram atrasando tudo um pouquinho então agora seguimos com tudo como era antes e pra melhor. Mas falando sobre o assunto que é interessante, nos chegamos a segunda noite da primeira rodada dos lives, cada coach tem a dura missão de eliminar 1 artista entre seus 4 (menos Guy Sebastian convenhamos porque ele trouxe um cordeiro pra isso, Kim e Chriddy lamentam profundamente a escolham que fizeram em ir com ele). Na noite anterior, Kelly e George fizeram suas escolhas e na minha concepção e mediante os acontecimentos (Rebecca quase tendo o baby ali no palco, foram as melhores escolhas possíveis. O poder de decisão hoje é de Delta e Guy! Vamos ver o que rolou? Os comentários ficam por conta de dois leitores de nosso site: Ives e Rodrigo.

 

[#TeamDelta] Sheldon Riley – “Everybody Wants to Rule the World” by Tears for Fears

Avalie a performance:

Lindo: GENIAL! Eu to delirando ou foi essa a melhor performance de Sheldon desde sua audição no ano passado? Pensando em uma performance que veriamos no show dele foi SIM! Sheldon trouxe vocais impecáveis, uma magia no ar, o cenário simplesmente maravilhoso e a forma como ele foi avançado passo após passo com aquela capa maravilhosa e um relógio mostrando o fim do tempo, apenas GENIAL. Delta e Sheldon formando uma dupla que eu jamais imaginaria, eu estou CHOCADO com a qualidade disso aqui. P.S. Amei o comentário de Sonia pedindo para Delta não deixar ele ser extinto, ou seja, escolha ele mulher, é apenas a sua obrigação kkk.

Ives: Esse menino é surreal, eu não tinha curtido o fato dele ter voltado, mas semana após semana ele cala a minha boca, ele evoluiu TANTO de uma season para outra, é bom demais. Essa música é perfeita para ele e de novo o arranjo estava incrível e o palco deu ainda mais dramaticidade, muito bom mesmo, aquele relógio de fundo, a ponte, o vento falso, tudo funcionou. 

Rodrigo: Agora sim, Sheldon mostrou a que veio e fez a melhor performance dele nessa temporada e algo do nível que ele nos apresentou no ano passado nos Lives! Staging caprichado o dele, primeiramente! Agora o arranjo tava ótimo e Sheldon arrasou na dinâmica vocal, usando as notas certas nos momentos certos e deixando todo o clima da performance bem intenso! É isso que quero ver dele daqui pra frente, e sei que ele pode fazer ainda melhor que isso! Acho que só não amei mais essa performance por causa da versão incrível dessa música de Saara Aalto na final do X Factor UK em 2016.

 

[#TeamGuy] Mitch Paulsen – “Bad Guy” by Billie Eilish

Avalie a performance:

Lindo: KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, a chacota todinha aconteceu aqui neh mores, mas o robô que ele tentou interpretar combinou demais com a sequência do que rolou aqui, eu simplesmente não entendi porque ele forçou tanto aquele timbre sem graça dele. Além disso tudo, foi apenas uma pessoa morta, sem vida, sem energia e passou longe de fazer jus a força desse HINO. Olha a culpa maior disso aqui foi do Guy Sebastian, porque apesar do Mitch ser forçado e sem muito diferencial, a song choice matou o menino. Tenho que acrescentar também que foi ridículo ele mudar os pronomes na música, como “Might seduce your dad type” pra “don’t introduce your dad type”. P.S. EU SIMPLESMENTE AMO A SINCERIDADE DE SONIA, ela simplesmente pergutou a Delta: você acha que a performance do Mitch foi muito linear? kkkkkkkkkkkkkkkk. AAAAAAAAAAAAH SONIA RAINHA.

Ives: Eu AMO o Mitch, ele é o meu favorito, sei que muita gente não gosta, mas eu adoro esse artista que ele é. O Mitch é o que tem mais chance de fazer sucesso fora do programa, vejo claramente ele seguindo um estilo Taylor Henderson, o timbre dele é muito comercial, lembra muito o Justin Bieber, mas até agora não entendi essa escolha, Billie Eilish, Guy? Sério? Não combina nada com o Mitch e essa forçassão de sexy com ele não colou, ele funciona muito mais no estilo despojado, como na batalha. Guy não acertou uma, ultima vez que ele trabalhou bem foi com a Samantha Jade. S:beija eu

Rodrigo: O cara já é limitado vocalmente (e artisticamente também, pois até agora, Mitch se mostrou não ser nada além de um Justin Bieber wannabe) ainda me dão uma música dessas?! É pedir pra enterrar mesmo kkkkk. Nem pra arriscar uns passos de dança no break o menino tentou, velho. No final, ainda arriscou umas notas mais altinhas mas a performance já não tinha salvação a essa altura. Uma pena que esse arrastado vai continuar nos Lives só pelo fator heartthrob, que vai atrair os votos das adolescentes afoguentadas, mas semana que vem eu espero ver Mitch vazando, pois nem dos KOs ele devia ter passado. E apenas AMEI o comentário da Sonia, ela pode ser meio cringe as vezes, mas melhor host sem dúvidas!

[#TeamDelta] Natasha Stuart – “Everybody’s Free” by Rozalla

Avalie a performance:

Lindo: Que pessoa mais cheia de luz que Natasha é minha gente, ela chega e me traz uma alegria que não sei explicar, eu fico do outro lado da tela apenas admirando ela, a sua força, a sua história e a forma como ela leva tudo e foi tão especial essa performance, como os detalhes foram pensados desde o coral feito de apenas amigos de Natasha, ao momento mais suave no início, o momento mais poderoso depois disso, o coral entrando, as lágrimas de Delta, o sorriso e a leveza de Natasha e por fim o choro sincero de Sonia. Eu não acho que Natasha tem uma voz espetacular, diferente, mas ela tem um vozeirão, ela tem a habilidade de emocionar, ela tem carisma e isso a faz especial e merecedora de ter vindo até aqui. 

Ives: Um anjo!!!!! Eu nunca gostei muito da Natasha, mas nessa apresentação ela me conquistou de uma maneira que estou apaixonado, ela passou tanta verdade e felicidade nessa apresentação, dava para ver que ela estava radiante e dá pra ver que ela é aquele tipo de pessoa que te contagia, uma pena ver um ser de luz igual a esse indo embora cedo.

Rodrigo: Melhor performance da noite, sim ou claro?! Primeiramente, Natasha estava linda. Segundamente, é incrível como ela se conecta com a música a partir do primeiro verso, aquele ‘you there’ em falsete me derretou todinho. Que arranjo fantástico, também. E vocalmente, ela foi apenas impecável! Parecia que a música era dela, e me fez muito querer que ela lançasse como single com direito a videoclipe e tudo. De longe a melhor performance dela, e uma das melhores da temporada!!! Sério, depois dessa performance, por mim Natasha já podia assinar contrato com uma gravadora e preparar o álbum dela, que eu estaria doido pra ouvir. 

[#TeamGuy] Elsa Clement – “No Scrubs” by TLC

Avalie a performance:

Lindo: Elsa já sabia que essa escolha de Guy por ela foi apenas para eliminar a garota nessa rodada com mais facilidade, ele não ficaria com dúvidas entre seus 3 favoritos e Elsa, sejamos sinceros. Mas mesmo assim, Elsa decidiu que não era tempo de baixar sua cabeça e ela incorporou o espírito e veio com uma energia, com gingado e se entregou e acho que dentro do que ela poderia fazer com uma música upbeat que exigia muito ritmo, muita respiração ela mandou bem. 

Ives: Meh!! Infelizmente não realizarei meu sonho de ver essa princesa do pop cantar “whattaman”, é o famoso choices. A Elsa já sabia que era o cordeiro do time, mas ela não desistiu, pegou uma música super linear, mas aproveitou para mostrar toda sua desenvoltura de palco. O guy poderia disfarçar o seu favoritismo e pelo menos ter dado uns dançarinos pra menina, ela ali sozinha deixou ainda mais sem graça, fico triste, pois via muito potencial nela se tivesse no time Kelly. E:Bem mais ou menos

Rodrigo: Primeiramente, quero dizer que já discordei muito de Elsa ser escolhida como wildcard (Chriddy e Kim injustiçados) ainda mais por saber que ela já ia ser o cordeirinho de sacrifício da rodada (mais uma vez, coitada!). Pelo menos, dá pra dizer que ela fez uma boa performance na medida do possível e demonstrou mais presença de palco e star quality aqui. Percebi que ela acabou dando uma derrapadinha na glory note, mas recuperou rapidamente, props por isso. Elsa mesmo não ficou satisfeita com a performance e isso é bom, pois mostra que ela tem noção de que é melhor do que o que ela tem apresentado até aqui. Quem sabe futuramente ela volta mais preparada e experiente. 

[#TeamDelta] Daniel Shaw – “Addicted to Love” by Robert Palmer

Avalie a performance:

Lindo: Que sapão que estava escondido por detrás daquela touca amarela minha gente, eu to admirado com a beleza desses cachinhos combinado com essa barbinha leve que ele deixou no rosto haha. Sobre a performance eu não poderia ter AMADO mais, ele entrou entregue na missão dada por Delta e fez sua própria versão, criou algo original, fora da caixinha, leve, interessante e que mostrou um outro lado dele, mostrou o artista que Daniel poderia ser fora do show, apenas AMOR por essa performance.

Ives: Eu simplesmente AMO quando pegam uma música antiga e botam uma batida atual, a gente reconhece a música e isso bom, pois arrecada votos, mas ao mesmo tempo deixa original, sem comparações. O Dan foi muito bom, essa foi a primeira vez que o vi mais despojado no palco, dava para ver que ele estava feliz e o palco estava simples, mas lindo, foi a melhor apresentação da noite. S:brilhou

Rodrigo: É mais do que seguro dizer que Daniel tá no mesmo barco que Jack, virou o queridinho da coach e tá sendo arrastado até onde pode. Só não tiro o crédito de que ele finalmente deu uma recauchutada e chegou perto do nível de sua blind. Pegou uma música com um arranjo que ficou a sua cara e se entregou mesmo na performance. Mas continuo achando ele limitado vocalmente, essa mania de cortar as notas no final de cada frase me incomoda profundamente!  

[#TeamGuy] Chynna Taylor – “Alone” by Heart

Avalie a performance:

Lindo: Vulnerabilidade! Essa é a palavra que eu usaria para descrever o que Chynna fez no palco, talvez sua primeira performance onde ela deixou a emoção levar tudo e o início lento deu essa chance para ela. Após isso, ela subiu, arrasou naquela nota gigante e me conquistou. Gostei de ver essa Chynna mais emocional e não tão preocupado com a técnica envolvida ali apesar de não deixar isso de lado aqui. Enfim, posso dizer sem dúvidas que foi a melhor performance de todo #TeamGuy e que ela botou banca para ir longe sim, espero que siga nessa linha no show e não apenas em performances focadas no grito. 

Ives: Quem me conhece sabe que eu sou grande fã do x fator, então ver antigos participantes do show sempre me anima, ano passado eu torcia muito pra Jacinta e esse ano temos a maravilhosa Chynna, ela não foi muito longe, mas deixou sua marca no antigo show, porém meu medo mostrou hoje está vivíssimo, mais uma vez o Guy vai dar apenas músicas antigas, a deixando extremamente datada e sem identidade. Essa foi sua pior performance, parecia fora do ritmo e mal construída, do nada a música atingiu seu ápice sem ter um crescimento, a base estava alta demais e as partes que eram para ser calmas soaram sussurradas, foi um erro atrás do outro.  Se continuar assim, ela não vai superar o hate que tem aqui fora, pois dizem ser privilegiada do Guy. S: O que foi isso?

Rodrigo: É disso que eu to falando, Chynna!!! Era isso que eu esperava ver dela, songchoice super correta e ela fez um trabalho fantástico. Adorei o início mais contido e com Chynna mais imersa na música, e como ela fez uma abordagem mais original no primeiro refrão, talvez minha parte favorita da performance. Fiquei preocupado com a glory note mas ela até que não decepcionou e em seguida, manteve muito bem a qualidade da performance, sustentou a nota final maravilhosamente bem. Melhor performance dela até aqui, e espero que ela não deixe a peteca cair daqui pra frente. PS: Adorei o novo visual dela. 

 

[#TeamGuy] Jack Vidgen – “Rise Up” by Andra Day

Avalie a performance:

Lindo: Às vezes eu apenas esqueço de como Jack é jovem, no auge de seus 18 anos e lidando com uma grande pressão, afinal ele venceu um reality quando criança/adolescente e carrega ao mesmo tempo uma torcida, mas carrega uma cruz que diz: Jack precisa ser o melhor. Sua trajetória até aqui eu achei bem conturbada para ser sincero e nem acho que ele deveria estar aqui se seu coach fosse justo, ele perdeu a Battle pra Jordy e perdeu aquele KO por muito para Chriddy. Guy escolheu “Rise Up” e acredito que o cenário contribuiu em muito para criar um clima mais delicado a performance, os vocais estavam ótimos e como sempre ele arrasou nas notas, mas MAIS UMA VEZ entregou algo sem emoção, sorrindo o tempo inteiro com uma música que demanda uma transição entre algo mais fraco e depois algo mais forte, onde o cantor deveria lutar por aquilo que canta e não consigo sentir essas atitudes aqui, acaba sendo uma performance vazia. Enfim, melhor que Mitch e Elsa? SIM, mas bem abaixo do #TeamDelta e de Chynna e tenho certeza que se fosse o público votando aqui seria o mais votado.

Ives: Eu o acho tão básico, não vejo nada demais mesmo, é apenas um cara que canta bem, mas sem emoção alguma. Essa música era perfeita para ele, poderia mostrar todo seu potencial, mas a falta de expressão estragou tudo, ele não esboçava nada, eu acredito que ele se arrependeu de voltar a cantar, pois a pressão deve estar sendo enorme para ele. Obs: Produção, o menino está laranja, vamos melhorar essa maquiagem ai. S: sentido o flop daqui

Rodrigo: E o favoritão também deu uma recauchutada e entregou uma boa performance enfim, mas que ainda não chegou no nível de sua blind. O que Guy precisa trabalhar com Jack é a interpretação e conexão com a música, quesito no qual Jack tem sido reprovado bem feio. Só assim, acho que ele também vai conseguir entregar um trabalho vocal tão impressionante e respeitável quanto o de sua blind. Gostei, porém, dos vocais que ele entregou aqui, mas ainda tá faltando ele se destravar e entregar uma performance tão memorável quanto Hello e enquanto ele não fizer isso, vai ir perdendo fãs ao longo do caminho e ficar vivendo na sombra da sua blind e da sua fama pelo Australia’s Got Talent. 

 

[#TeamDelta] Jordan Anthony – “This Is Me” from The Greatest Showman

Avalie a performance:

Lindo: Eu fico tão orgulhoso em ver a trajetória de superação do Jordan, a forma como ele se entrega e entra fundo nas músicas que Delta escolhe para ele. Mas sendo sincero, essa foi a performance que menos gostei dele, mas ainda assim achei ótima. Acredito que faltou um pouco de high notes para ele brilhar mais, a música começa de forma mais suave e cria um momento na transição que ele soube aproveitar, mas achei que faltou uma explosão em algum momento. Retirando as queixas contra a escolha musical, achei ótima a performance, os vocais e só não entendi aquele monte de areia em volta dele, será que gastaram tudo com os anteriores? Hahaha.

Ives: É surreal o controle de voz que esse menino tem, ele alterna os nuances com uma facilidade, é de dar inveja, sem contar que ainda canta com emoção, da vontade ne @Jack? This is me é uma música incrível para ele, é o mais novo da competição, é fora dos padrões, mas está ali crescendo semana após semana, consigo ver claramente na final. S:canta muito 

Rodrigo: Jordan, o dark horse da temporada que vocês respeitam! O menino foi o último aprovado das blinds, tem apenas 14 anos e tá dando aula pra alguns de seus competidores (não citarei nomes). Porém, vou concordar que essa foi mesmo a ‘‘pior’’ performance dele até agora, e que ainda sim foi muito digna! O início foi bem morninho, mas depois ele começou a soltar os notões e se jogar na música e ficou bom! Delta ta fazendo um trabalho fantástico com Jordan, e ele tem se mostrado um artista formidável, ainda mais numa temporada desse nível e por isso ele tem toda minha torcida. 

Além das performances do nossos #TeamDelta e #TeamGuy tivemos uma convidada especial: Jessica Mauboy cantando seu single “Little Things” e arrasando…

E na sequência, tivemos um dueto que JAMAIS se esperaria: Kelly Rowland e Boy George se uniram e fizeram uma nova versão de um dos HINOS do Culture Club…

Chegada a hora da decisão e algumas surpresas ocorreram. As apostas do Panelas era que Guy iria eliminar Elsa e que Delta estaria em dúvida entre Daniel/Sheldon. E a surpresa veio, e meio que positiva para a maioria de todos nós.

  • Guy eliminou Elsa
  • Delta eliminou Natasha

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Sobre as escolhas Guy como esperado salvou Jack e depois salvou Chynna. Sua decisão final era bem simples e depois de um discurso de erros dos participantes e erros dele ele salvou Mitch e mandou Elsa embora como esperado.

Na sequencia Delta partiu seu coração mais uma vez, aliás eu não me recordo de ver minha princesa australiana sofrendo tanto por um time como nessa temporada, voce via o desespero nela e o quanto ela torcia por cada um dos seus acts comemorando com eles e até por isso sua decisão me chocou. Em primeiro lugar ela salvou Jordan e Daniel, deixando Sheldon seu all-star e Natasha sua guerreira juntinhos ali. Eu jurava que o endline para Sheldon ali, afinal ele já tinha ido aos lives na season anterior, mas Delta me surpreendeu e eliminou Natasha. O discurso de Natasha sobre a oportunidade, a gratidão foi simplesmente maravilhoso, chorei horrores aqui.

Próxima semana o TOP 12 se apresenta e aparentemente 1 artista de cada time será salvo pelo público e o coach salvara mais 1 avançando todos para o TOP 8.

CLIQUE AQUI para baixar/assistir esse episódio

 

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Lindomar Albuquerque

Amado por 30 milhões de Brasileiros! Paulista, Canceriano, 25 anos, Químico e atualmente faço Doutorado em Biotecnologia e Polímeros. Me achou nerd neh? Sou mesmo! Amo uma boa banda alternativa/indie, fã número 1 de Imagine Dragons e adoro perder um bom final de semana maratonando séries! P.S. Sou bêbado também gente, me chama para uma cerveja e para falar de série!

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries