Posts Populares

The Voice AU – S08E19 – Semi-final

O massacre meu pai…

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O EPISÓDIO.

Hoje é dia de semi-final, e com isso vem o temido massacre para os nossos favoritos. Creio eu que pelos resultados, popularidade na internet definitivamente não é um requisito para ser salvo, já que grandes nomes acabaram caindo nessa rodada. Estou um pouquinho triste com certos resultados? Sim! Já esperava? Sim também. Levanta a cabeça princesa se não essa coroa cai e bola para frente para comentarmos as grandes performances dessa rodada com a ajuda de Erik e Lindo.

[#TeamDelta] Jordan Anthony – “Listen” by Beyoncé

Avalie a performance:

Rick: Achei muito qualquer coisa essa apresentação do Jordan, não teve nada de tão impactante, e não se distanciou das zilhões de versões que já tivemos dessa apresentação. Josh poderia ter feito muito mais, na rodada passada mesmo ele foi beeeem melhor, e aqui nessa ele apenas fez o básico ainda de forma bem apática. Para mim ele representou tudo o que o Jack vinha fazendo na competição, ou seja, a própria datação né? Enfim, mais decepcionado ainda a partir do resultado dessa apresentação.

Erik: Olha primeiramente eu amo a voz do Jordan e fico chocadissimo por ele ter só 14 anos. Mas não vou mentir dizendo que essa performance foi boa, né? Porque não foi. O menino vem com um hype absurdo que, sinceramente, ele não conseguiu segurar não. Onde Delta achou que dar uma música gigante dessa pro menino era uma boa ideia? Sinceramente, ele mal conseguiu sustentar as notas mais altas que é o ponto mais importante da canção, além da emoção 0 né?. Apesar disso, a voz dele continua sendo muito bonita e nas partes mais baixas ele arrasa, falta mais tempo pra ele crescer como artista, porque ele é bom.

Lindo: Quando vejo as grandes performances de Jordan e os seus poderosos vocais eu só fico pensando que se esse garoto fosse um pouco mais velho levaria esse programa de ponta a ponta sem deixar dúvidas que merecia vencer. Entretanto ele ainda não está lá, apesar dos grandes vocais que sempre estão presentes em suas performances e de um carisma sem igual, falta para ele conexão com a música, falta experiência em achar alternativas e em inserir suas próprias marcas nos covers que ele apresenta na competição, ao menos eu sinto que ele se diverte soltando aquelas notas poderosas e realmente aproveita cada minuto ali.

[#TeamGeorge] Lee Harding – “Walk This Way” by Aereosmith

Avalie a performance:

Rick: Ai gente Lee é muito maravilhoso, que homem. Eu adoro o estilo dele, e sempre torço para aparecer alguém como ele nas franquias que assisto. Apesar de ter achado essa performance uma de suas mais fraquinhas, Lee ainda consegue elevar o nível com sua grande energia e voz, sempre fazendo algo versátil e não caindo nos clichês de sempre. A performance, como eu já disse, a meu ver foi uma de suas mais fraquinhas, mas eu amo como ele se porta no palco, e as notas que por vezes ele solta, como no final da música. Enfim, muito reizinho sim.

Erik: Lee arrasa demais bicho, meu deus do céu. Por isso que o AU pisa tanto, um artista como esse nunca teria espaço em franquias como o US e olha isso aqui, que showzasso bicho. Eu queria que o tempo de apresentação fosse maior pra curtir mais, mas fazer o que né. Lee arrasa e já é muito profissional no que faz, é um artista incrível e até eu que não costumo escutar rock amei muito essa apresentação, assim como outras que ele já fez. Pra mim não teve defeito algum, ele pisou!

Lindo: Lee vem apensas decaindo em sua trajetória no show, de uma audição cheia de energia, personalidade e rock n’roll para performances que vem mantido apenas o último item dessa lista que citei. George precisa escolher bem e ele deu um verdadeiro presente a Lee com uma das grandes músicas do Aerosmith, vimos um Lee bem mais leve, meio debochado e se apresentando com um verdadeiro rockstar. Lee que corpinho meu amigo, arrasou demais e mostrou que merece ser mais valorizado SIM. Bola cheia George, finalmente os refrescos. P.S. Guy eu queria apenas que você calasse sua boca e parece de falar besteiras.

 

[#TeamGuy] Jack Vidgen – “You Are The Reason” by Calum Scott

Avalie a performance:

Rick: Minhas amigas vão me matar, mas eu preciso confessar que gostei bastante dessa performance do Jack. Achei a música super a cara dele, e o timbre dele combina muito com a voz do Calum, então casou muito bem. Em alguns pequenos momentos ele deu uam exagerada, mas aquele notão no refrão foi tudo para minha carreira hahaha. Acho que essa foi minha apresentação favorita do Jack, e podem me zoar migas, eu deixo.

Erik: Outro pra provar que Guy é um péssimo coach. Até eu tinha ficado hypado com esse menino depois das audições, porque o que ele fez lá menino do céu, foi babado. Mas depois veio entregando performances sem emoção alguma e com emoção 0, além de songchoices horríveis. Mas, hoje incrivelmente ele entregou uma performance que eu gostei. Vocalmente foi bem, achei que ele entregou emoção sim dessa vez (naquelas né) e fez um bom trabalho. A escolha da música eu achei que foi equivocada de novo, mas deu pra sair algo bom e eu gostei da apresentação.

Lindo: Os vocais de Jack são sempre sólidos e agradavéis de se ouvir mas até aqui ele vinha devendo em um ponto chave: entrega, emoção e vulnerabilidade. Entretanto, ele decidiu mudar esse cenário hoje e se entregou, se conectou com a letra e fez sua melhor performance no programa, uma song choice perfeita do Guy para ele e até então seu melhor trabalho em toda temporada.

 

[#TeamKelly] Zeek Power – “Whitout Me” by Halsey

Avalie a performance:

Rick: Eu adoro o Zeek, para mim ele é um dos artistas mais únicos dessa edição, e vem fazendo um trabalho incrível, com muita originalidade e personalidade, mas essa apresentação, por mais que eu tenha achado o arranjo e a ideia legais, foi muito abaixo do nível que ele vinha tendo, no quesito vocais. A voz dele estava muito estranha, parecia que ele iria desafinar a qualquer momento, e não teve impacto nenhum.

Erik: Eu AMO Zeek e ele é um dos meus favoritos da competição, mas se eu disser que isso aqui foi bom eu vou estar mentindo, e muito. A música é muito boa e acho que isso tinha tudo pra ser uma apresentação incrível, mas não ornou não. Aquele espécie ali de bateria não sei nem porque ta ali, além dos vocais dele que estavam bem mais ou menos. Admiro muito o trabalho de Kelly porque ela faz com que seus artistas não fiquem na mesmice (Denzel já ta fora gente não conta) mas sair da mesmice pra entregar uns negócios assim melhor continuar na mesma coisa igual Daniel que não sai do piano mas performances ótimas. Enfim, gosto muito dele mas dessa vez não deu.

Lindo: Entre altos e baixos, Zeek fez uma performance incrível na abertura dos lives “Pray For Me”, na semana passada uma performance que trouxe sua originalidade mas que o jogou numa fogueira afinal o risco era ENORME e fez um trabalho caótico com o hit “Feels” de Calvin e Katy. Hoje, ele tinha algo a provar se seguiria a linha de sucesso de “Pray For Me” ou a linha caótica que foi “Feels” e ele foi em algo no meio disso ai, achei a song choice CURIOSA e arriscada e as mudanças no arranjo acertadas, a bateria distraiu ele e deixou seus vocais mais fragéis, o timbre soou analasado e ele não segurou a marimba. O legal da performance foi o trabalho de palco, mas foi isso, vocais frágeis e longe do ideal.

 

[#TeamGuy] Chynna Taylor – “Jolene” by Dolly Parton

Avalie a performance:

Rick: Gosto bastante de Chynna, desde o X Factor. Acho que ela tem a atitude e uma ótima voz, mas o que vem pecando são nas escolhas das músicas. Apesar de ter achado que ela fez um ótimo trabalho com Jolene, sinto que esse não é seu forte, e que ela faria muito mais se fosse para um estilo mais rocker ballad, como fez no X Factor. De toda forma, adorei sua entrega na performance, sua voz como (quase) sempre no ponto e não senti exageros de sua parte aqui.

Erik: Meu deus, que songchoice foi essa? Kkkkkk Senhor Jesus. É ridículo o trabalho que Guy fez com Chynna. Ela era uma das minhas favoritas depois das audições e nos lives foi só ladeira a baixo. Performances chatas e songchoices bem mais ou menos. A apresentação não foi ruim, Chynna tem uma voz incrível e arrasa nos vocais, mas foi MUITO chata. É isso, foi chato. Péssima escolha pra um momento como esse da competição, uma pena que Chynna teve um coach tão ruim, porque deveria ter tido uma trajetória sensacional.

Lindo: Sério Chynna? Jolene em plena semi-final? Apenas para ficar claro Chynna teve todo o poder de decisão aqui e ela que escolheu a song choice, Guy deixou em suas mãos. E foi o maior erro dela, porque independente da atitude e da performance da Chynna, essa música acaba forçando o lado mais enjoado do timbre da Chynna e não permite a ele valorizar as high notes tão presentes em suas performances e além de tudo ela vai pra um lado country que não costuma fazer sucesso na Austrália. A performance foi ótima, ela se entregou e fez um bom trabalho mas a música a prejudicou e isso pode lhe custar uma vaga na final.

 

[#TeamDelta] Daniel Shaw – “Someone You Loved” by Lewis Capaldi

Avalie a performance:

Rick: Ah pronto, Daniel sentou nesse piano e não sai mais dali nem por decreto. Podem dizer que é o estilo dele, e não discordo, mas convenhamos que acaba ficando repetitivo e previsível, então dificilmente uma performance dele vai me surpreender. Ele é um ótimo cantor e intérprete, aqui nessa performance mais uma vez fez um bom trabalho com uma boa dose de emoção, mas é ‘só’ isso, e nunca é mais do que isso, o que acaba me frustrando.

Erik: Putz, reizinho! Por mais que ele seja linear e não tenha saído do piano uma vez sequer kkk eu AMO o Daniel. A voz dele é única e ele teve songchoices incríveis, soube fazer das músicas algo só dele. Eu amei a apresentação aqui, a música foi muito bem escolhida e casou muito na voz dele, o palco tava LINDO (como sempre AU pisando nas produções) e ele conseguiu por novamente a cara dele na música, que inclusive é uma das minhas favoritas atualmente então eu já fui assistir com expectativas altas HAHA e ele não decepcionou. Arrasou!

Lindo: Eu vou discordar MUITO dos críticos do Daniel no piano, ele deixou claro que ele era um artista que tocava no piano em sua audição e até treta com George saiu disso ai. Nos lives seu TRABALHO tem sido simplesmente impecável, sem erros e ele tem feito uma das trajetórias mais perfeitas até aqui, sua versão de “Addicted To Love” e depois sua reedição cheia de vulnerabilidade de “Torn” e agora veio a coroação com essa song do Lewis, obrigado pelos mimos Delta! Eu simplesmente AMO como ele se entrega, como cria suas versões e coloca sua marca em tudo que canta e conseguiu crescer tanto das audições até aqui, é perceptivel ver que no quersito emoção, conexão e vulnerabilidade ele não erra, apenas arrasa e slay! Espero ver ele na FINAL SIM! P.S. Que camiseta mais FOFA, vomitando arco-iris vendo isso aqui.

[#TeamGuy] Mitch Paulsen – “Better Now” by Post Malone

Avalie a performance:

Rick: A branquela cantando Post Malone, o auge kakakakakakakaka. Brincadeira amigxs, sobre a performance, achei bem qualquer coisa, e eu já não esperava nada dele mesmo, então não me surpreende. Na verdade, me surpreende como o Mitch conseguiu chegar longe, mas né, time Guy já era de se esperar. Só para não passar em branco, performance mortinha, música ok, voz dele estava bem ruim e que bom que já terminou risos.

Erik: Me julguem e podem falar que eu tenho mau gosto, mas eu adoro esse menino kkk. Ele é a definição de básico e não tem nada demais, mas é MUITO comercial, se The Voice fizesse as pessoas ficarem famosas ele com certeza venderia muito. Achei a apresentação bem legalzinha, divertida, não mostrou muita coisa mas não foi ruim. Não é artista pra final, mas foi bem gostosinho de assistir.

Lindo: Olha não consigo comprar a vibe do Bieber da Austrália não, nunca comprei do original e não vai ser dessa vez que vou adorar isso aqui. Comparando com semana passada MELHORA de 100% por cento, Bad Guy foi um verdadeiro desastre, mas Better Now o jogou na sua zona de conforto e ele conseguiu inserir sua pegada reggae e pop fajuta e fez uma performance bacana para sua despedida porque convenhamos que se a Australia tiver o MÍNIMO de juízo essa criatura não passa de hoje.

 

[#TeamGeorge] Diana Rouvas – “Hallelujah” by Leonard Cohen

Avalie a performance:

Rick: QUE MULHER! Diana é facilmente a melhor dessa edição, e aqui estão as provas. Ela é uma intérprete absurda, consegue colocar todo tipo de emoção em suas apresentações, e faz com que ela combinem perfeitamente com todo o contexto, até mesmo com os seus movimentos. Além disso ela tem uma voz grandiosa e muito bem controlada, sabe usar o seu alcance nos momentos certos e para mim dificilmente soa exagerada. Ela pegou uma canção que já é super batida, e conseguiu fazer algumas nuances diferentes, o que já é bem melhor do que seguir fazendo a mesma coisa durante a competição toda. Diana não voltou para brincar, até agora ela é a que mais está merecendo esse título, e se isso acontecer, vai ser justíssimo e felizmente teremos uma vencedora boa depois de duas bombas de chernobyl em seguida ganhando esse programa.

Erik: DIANA PRA MIM VOCÊ É DEUS E PRONTO, ENTENDA! AAAAAA QUE MULHER! Se alguém merece vencer, é essa mulher. Não teve UMA performance ruim, tudo perfeito e icônico, não deixou nada a desejar durante o programa todo e se essa mulher não estiver na final E GANHAR vai ser o cúmulo. Amei demais a apresentação, não é o melhor cover dessa música mas ela fez o trabalho dela e foi perfeito, emocionante e incrível. Nem tenho muito o que falar, apenas deem o prêmio pra ela por favor.

Lindo: DIANA VOCÊ QUER O MUNDO? EU TE DOU! Apenas a melhor performance da temporada, matou a pau e deixou os colegas no chinelo, merecia Stand Ovation de uma meia hora. O domínio que ela tem de sua voz, o controle e a perfeição de cada nota, a emoção embutida em cada singela palavra que sai de sua boca, os nuances criados e a sutileza presente em alguns momentos contrastados com as high notes cheia de personalidade foram um tiro certeiro, Boy George aprendeu as regras do jogo e coloca Diana como front runner nessa final, espero que essa rainha pegue sua coroa.

 

[#TeamDelta] Sheldon Riley – “The Show Must Go On” by Queen

Avalie a performance:

Rick: Eu olhei pra ele e gritei ARTISTA! Sheldon é muito único, a voz dele é incrível, e apesar de as performances, em sua maioria, serem ele em um pedestal, ele consegue trazer muita originalidade que acaba ditando e mudando todo o tom da apresentação, tornando ela muito mais interessante. Sobre a apresentação, eu amei, mas sugeriria algumas coisas, como um começo mais lento por exemplo. Essa música para mim é perfeita para uma crescente, começando bem devagar e chegando na explosão do refrão. Tirando essa mudança que eu faria, Sheldon foi excelente, e quando o pedestal começou a subir com ele, eu soltei um berro, pois muito rainha simmmm!!! Sheldon entenda, para mim você é deus e pronto.

Erik: Sheldon é um artista incrível, eu fico chocado. Desde o inicio do programa eu tava bem indiferente a ele porque eu fiquei revoltado com a história de fazer um finalista de temporada passada voltar. Mas depois que eu vi que ninguém entregava performances como as dele eu nem pensei nisso mais. Ele fez do programa o show dele, cada semana uma mais icônica que a outra. Não gostei taanto dessa em comparação com a da semana passada e a outra, mas ele pisou muito.

Lindo: Sheldon meu anjo, eu não sei se veremos o senhor na final, mas ninguém MERECIA estar lá mais que você, sua trajetória tem sido simplesmente SUBLIME, você tem feito um trabalho nos lives tão superior a edição passada e tenho certeza que você vai obter seu merecido reconhecimento e sucesso após esse show e realizar seu sonho sendo a estrela australiana no Eurovision. Vou adiantar os resultados e chorar porque Sheldon não esta lá, mas “The Show Must Go On” foi uma perfeita música para encerrar sua trajetória, as notas maravilhosos, os nuances criados, o cenário e aquela plataforma central com ele subindo, apenas SENSACIONAL, Sonia previu toda falando que ele será a estrela do Eurovision 2020.

Chegada a hora do massacre, o público decidiu avançar para a final os seguintes nomes:

Jordan Anthony

Zeek Power

Daniel Shaw

Diana Rouvas

*** CONSIDERAÇÕES FINAIS ***

Estou abaladíssimo… Perder meu Sheldon assim novamente, mesmo após uma apresentação incrível dessas, é inaceitável! Fiquei muito surpreso com a saída do Jack, para mim ele já era peça chave da final, e também surpreso com Zeek e Jordan passando com duas performances tão meia boca. A sorte é que temos Diana salvando essa final, e se ela não ganhar isso podem cancelar esse programa e jogar no mesmo buraco do The Voice US. Bom galera, nos vemos semana que vem para a finaleira! Até mais!

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O EPISÓDIO.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Ricardo Souza

Tem gente que diz que sou um amorzinho, eu digo que sou um trouxa. Viciado em maratonar séries e ficar na bad depois de assistir tudo em um dia. Amo muito música indie, quando quiser me chamar pra ouvir Florence já sabe onde procurar. Mineiro do interior que não puxa o 'r' quando fala, mas adora um pão de queijo.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries