Estou vivo para ver The Voice Brasil sambando no The Voice US.

Olar, pessoal, a partir de hoje, eu mesma, Nye Melo, assumo as reviews das audições do The Voice Brasil. Dessa vez, tivemos mais um episódio fantástico de audições da quinta temporada do The Voice Brasil. O nível está cada vez mais alto e a gente gosta é assim mesmo! Hoje, Gerson e Lindo vão comentar as performances comigo, então, vamos ao que interessa.

Lilian e Layane – Me Espera

lilian-e-layane-the-voice-brasil

Clique AQUI para conferir esta apresentação.

As irmãs Lilian e Layane trouxeram uma versão meio sertaneja da música Me Espera da rainha da minha infância, Sandy com o lindo do Iorc. Em primeiro lugar, desculpa para quem gostou, mas eu achei uma ENORME bagunça. Começando pelo arranjo bostético e pela falta de harmonia das duas em MUITOS momentos da apresentação. Gostando eu ou não, a duplas conseguiu virar QUATRO FUCKING CADEIRAS, e acredito que apenas por cantarem essa música linda, pois de resto, não curti. #TeamBrown

Lindomar – Quando elas começaram com uma proposta diferente do usual eu fiquei curioso para ver o que vinha. Elas tem timbres interessantes, mas a sincronia entre as vozes para mim não funcionou, teve umas desafinadas e a performance me soou linear na maioria do tempo. Fora que, como Claudia destacou, tiveram alguns pequenos problemas de dicção. Em geral elas mostraram potencial, mas não viraria pela performance.

Gerson – Amo essa música! Achei o começo bem morno, mas aí a segunda voz entrou e melhorou, mas aí rolou uns problemas de harmonia e eu não sei mais se amei ou não hahahaha No geral, digamos que foi diferente e original.

Rafah – In The End

rafah-the-voice-brasil

Clique AQUI para conferir esta apresentação.

Rafah é um candidato que já tentou participar do The Voice US, mas aparentemente não foi selecionado. Ao ouvir isso, já me veio a vibe Sam Alves e fiquei esperando o pior. Porém, quando ouvi a batida da música eu já amei a apresentação. Rafah não tem americanização em sua voz e estilo, além do mais possui um star quality inegável. A única coisa que senti falta foi mais potencial em algumas partes, porém, viraria tranquilamente. Os técnicos concordaram comigo e mais uma vez, as 4 cadeiras viraram. #TeamMilk

Lindomar – OMG, como sonhei em ver Linkin Park no The Voice! AMEI, AMEI E JÁ TEM MINHA TORCIDA! Rafael conseguiu fazer bem a parte do rap, mostrou um timbre diferenciado na parte menos rap, fez jus a esse hino do Chester e companhia! Rafael é um artista completo, tem presença de palco, experiência, é bonito, boa voz e sabe se conectar! Só fiquei com MEDOOOO de ele ter ido com Claudia, pois ela já tem um roqueiro que eu AMOOO! SOCORROOO!

Gerson – Eu até gosto de gente que sai das músicas padrões de reality. Mas achei a escolha musical de Rafah meio tiro no pé, pois não conseguiu mostrar do que é capaz. Gostei do timbre e da colocação da voz dele e acho que tem futuro. Bem afinado, apesar de fazer uns growlings desnecessários.

Cínthia Ribeiro – Cara Valente

cinthia-ribeiro-the-voice-brasil

Clique AQUI para conferir esta apresentação.

Cínthia foi inscrita no programa pelo seu filho e logo de cara já amamos sua personalidade seu bom humor. Gente como a gente! No palco, ela arrebentou com uma voz limpa e afinação incrível. Porém, senti falta de mais ritmo, pois confesso que AMO essa música e a musicalidade de Maria Rita fez falta. #TeamBrown

Lindomar – Essa senhora mostrou muito controle e uma voz deliciosa de se ouvir. Se perdeu um pouco na evolução da música, mas segurou a marimba e mereceu as cadeiras viradas. Estou adorando que a edição tá sabendo misturar os ritmos dos artistas nessa temporada e mantendo o nível. Ameii o jeito da Cinthia, toda pra cima e tão simpática!

Gerson – Que Cinthia tem atitude nós já vimos. E que sambinha gostoso pra ela esbanjar essa característica né? Eu achei ótimo! Bem afinada, bem curtindo a música… O único problema é que os sambas não tem um clímax né, o que a prejudicou, tornando esta uma apresentação bem linear. No geral, eu gostei.

Sih – Faz parte do meu show

sih-the-voice-brasil

Clique AQUI para conferir esta apresentação.

Alguém aqui lembra da banda 2ois? Pois é gente, a Sih era vocalista junto com Léo do Supercombo. Quando ela soltou a voz, amei que em NENHUM momento consegui lembrar o Cazuza, apesar dessa música ter sido eternizada na voz dele. A voz profunda e cheia de personalidade me arrepiou desde a primeira nota. Não tem como não amar e vibrar, pois amava 2ois. #TeamLulu

Lindomar – GENTEE QUE PESSOA MARAVILHOSA! Tem uma vibe meio Maria Gadu. Sih dominou o palco começando de forma mais centrada e suave, mostrando a beleza de seu timbre e depois foi para uma parte mais up da música. Ela arrasou demais! Ela transformou a música do Cazuza e a tornou sua. Tão original! Sih você é muito maravilhosa mesmo!

Gerson – Ah, eu até entendo o drama pessoal dela, mas não consegui curtir e me conectar à apresentação. Achei ela com uma voz ok e bem morta. Não fez nada que me surpreendesse. Passo.

Joana Castanheiras – Toxic

joana-castanheiras-toxic-the-voice

Clique AQUI para conferir esta apresentação.

Joana veio trazendo mais uma apresentação com essa versão de Toxic que eu amo. Essa música tem essa sensualidade e esse arranjo permite mostrar muito disso em notas mais calmas que a versão original. Achei super engraçado a Claudinha fazendo cu doce sendo que na primeira nota já sabíamos que ela iria virar a cadeira. Comparando com outras apresentações dessa música nesse arranjo, confesso que senti falta de um algo a mais. #TeamMilk

Lindomar – OMG, Joana mostrou uma voz linda e me lembrou um pouco a Marjorie Estiano no início da carreira. Aliás acho que as canções da Marjorie super funcionariam para ela. Ela soube usar seu timbre de maneira funcional, trouxe uma versão bem suave e levemente rouca de Toxic que me lembrou um pouco a Melanie Martinez do The Voice Americano. Joana mostrou potencial, mas senti falta de algo a mais na performance, porém no geral ela mandou muitooo e mereceu as cadeiras viradas.

Gerson – Olha, eu até gostei do arranjo dela pra música, mas senti falta de uma voz mais grave e melhor colocada pra dar ao tom gótico e obscuro do arranjo. Ela soube brincar com a voz, foi afinada, mas esperava um pouco mais.

Felipe de Oliveira – O Viajante

Clique AQUI para conferir esta apresentação.

Eu vou ter que fazer minhas as palavras do Lulu. Faltou personalidade, pois o tempo todo eu fiquei achando que era uma versão ruim do Ney Matogrosso. Menos teatro seria melhor! #Eliminado

Lindomar – Que música mais arriscada! Tem toda uma dramacidade envolvente que Felipe soube fazer muito bem, mas a performance vocal acabou ficando meio de lado e talvez a escolha da música foi o grande problema para Felipe não virar uma cadeira, porque voz ele tem e um timbre bem interessante também.

Gerson – Timbre bem comum, música bem chata… Me lembrou muito o Ney Matogrosso, mas numa versão estragadinha. Não gostei não.

Isabela Huk – Vapor Barato

isabela-huk-the-voice-brasil

Clique AQUI para conferir esta apresentação.

Isabela veio com uma voz marcante e diferente. Em alguns momentos senti que pecou um pouco na dicção, mas o conjunto completo foi maravilhoso. #TeamLulu

Lindomar – OMG, com esse hino do Rappa Isabella mostrou vocais poderosos, muita extensão e controle. Trouxe uma versão com notas mais alongadas, um timbre maravilhoso, levemente rouco. Gente, eu amo timbres roucos! SOCORROOOOO! Isabella tem muito potencial e pode ir muito longe na competição com as canções corretas.

Gerson – Gostei do timbre, mas achei que ela estava um pouco nervosa né? A voz tava tremendo e não estava tão segura. Não gostei muito da escolha musical também, pois achei que a limitou. Acho que ela tem atitude e só por isso já ganha uns pontinhos comigo!

Cristyéllem Camargo – Tango para Teresa

cristyellem-camargo-tango-para-teresa-the-voice

Clique AQUI para conferir esta apresentação.

Gente, essa jovem senhora tem apenas 16 anos. WTF? Todo mundo ficou meio desnorteado e perdido com o que estava acontecendo ali. Apesar de muita personalidade e ter um timbre meio vintage, confesso que não viraria para ela por achar que não tem muito espaço no cenário musical. Mas, admiro o trabalho excelente que ela faz. #TeamBrown

Lindomar – Uma voz mais clássica, pouco comercial na verdade, mas muito bonita. Como ela mesma destacou, ela gosta de resgatar músicas do passado e escolheu uma que permitiu a ela mostrar alcance, mas no geral me soou meio chatinho e brega. Sei que é o estilo dela, mas acho que para ir longe na competição, ela vai precisar se aventurar por outros estilos e voz ela tem.

Gerson – Gente, quando ela abriu a boca eu achei o timbre maravilhoso, mas que escolha de música foi essa? Não dava pra ser mais cagada… acho que faltou experiência e malandragem, pra saber levar a música e colocar melhor sua voz. Não gostei muito não, apesar do potencial.

Luiz Otávio Reis – Louca de Saudade

luiz-otavio-reis-the-voice-brasil

Clique AQUI para conferir esta apresentação.

Gente, até que enfim alguém para o Teló, né? Já estava ficando com dó! Quando eu vi que o Luiz cantava sertanejo, na minha cabeça veio logo algo clichê e comum, porém a voz dele me surpreendeu bastante e soou diferente de qualquer outro cantor desse estilo que esteja no mercado. Um conjunto completo e bastante comercial. É uma grande aquisição para o Michel. #TimeTeló

Lindomar – Olha um sertanejo decente! Luiz Otávio foge da cota dos sertanejos bonitinhos sem voz, e se mostrou um sertanejo bonito com uma boa voz, presença de palco e emoção. Ele conseguiu me conquistar e eu viraria minha cadeira para ele. Luiz tem grandes chances de vencer e foi com Michel Teló! Será Michel Bi Campeão?

Gerson – Não vou mentir, estava esperando um sertanejo já. Eu gostei do timbre dele, adorei a escolha musical, mas acho que ele tem uns vícios irritantes, como a forma de segurar o microfone, que às vezes abafa a voz dele. No geral, senti emoção e gostei da apresentação!

Cobra – Dream a little dream of me

carolina-cobra-the-voice-brasil-bla-8

Clique AQUI para conferir esta apresentação.

Ela está de volta! Ano passado ela participou do programa e, muito injustamente, não virou nenhuma cadeira. Não foi a gente que pediu aquilo e por isso, ela voltou e dessa vez conseguiu virar TODAS as cadeiras. É raro a gente ver no The Voice Brasil timbres mais delicados e diferentes como o de Cobra, e por isso eu realmente vibrei quando a escutei. Confesso que achei linear em toda a canção, mas o seu timbre me encanta! #TeamMilk

Lindomar – OMG A COTA INDIEEEEEEE DO THE VOICE BRASIL! Cobra tem um timbre meio angelical, bem docinho e suave. Ela te leva a outro mundinho com essa voz maravilhosa e finalmente teve justiça. Cobra surpreendeu, mas precisa tomar cuidado com as músicas que vai cantar daqui pra frente.

Gerson – Que timbre delicioso, meu Deus! Mas que apresentação sonolenta. Ela podia ter investido numas inflexões diferentes, pra dar seu toque para a musica. No geral, afinadinha, com boa conexão, e bem legalzinha. Mas é só isso mesmo.

Jade Baraldo – Romaria

jade-baraldo-the-voice-brasil

Clique AQUI para conferir esta apresentação.

Meu pai amado, que apresentação foi essa? Eu simplesmente AMEI!!!! Amo muito essa canção consagrada na voz da diva Elis Regina e Jade fez jus à rainha. Uma interpretação impecável. Como esses técnicos ousaram deixá-la de mãos beijadas para o Michel? #TeamTeló

Lindomar – Tô emocionado, tombado, derrubado! Jade me conquistou com tanta entrega, tanta emoção e conexão. Ela não foi a mais brilhante vocalmente da noite, mas mostrou outros elementos ainda mais essenciais para um artista do que apenas ter uma super voz. Merecia as cadeiras virando e fiquei feliz que Michel Teló impediu que uma injustiça acontecesse.

Gerson – MEU DEUS DO CÉU! Eu tô derrubado aqui! Finalmente um samba! Timbre maravilhoso, música ótima, interpretação incrível… foi o combo completo! Jade já é facilmente uma das minhas preferidas! Curti demais!

Nathália Cavalcante – Medo Bobo

Clique AQUI para conferir esta apresentação.

Amo essa música country sertaneja e confesso que também amei a apresentação da Nathália. Houveram pequenas falhas em algumas transições, porém nada que prejudicasse seu desempenho. Por qual motivo não viraram? Só Deus Sabe. #Eliminada

Lindomar – OMG, Nathália transformou a música, tirou toda essência mais sertaneja e fez uma versão sua totalmente original e maravilhosa. Nathália tem um timbre bonito, uma voz poderosa que precisava ser lapidada em alguns pontos, mas ela mostrou tanto talento que foi injusto demais ninguém virar. Se Cobra foi injustiçada na edição passada, Nathália foi a injustiçada dessa edição.

Gerson – Socorro! Que sequência de timbres maravilhosos! Eu amo essa música e, apesar de algumas falhas, achei a apresentação dela segura e bem interpretada. Fiquei chocado que ninguém virou. Vontade de estapear a cara desses mentores ridículos!

.

Para encerrar a noite, tivemos Claudinha cantando Magalenha em uma versão toda estilizada com a presença da DJ Bárbara Labres, que arrasou corações em outros do The Voice.

Agora é esperar até semana que vem e esperar mais lacres como os da noite de hoje. O que vocês acharam? Já tem um favorito? Conta pra gente!

Nyegirton
Nyegirton

Mestrando em Matemática e engenheiro nas horas vagas. Sarcástico e bêbado sempre que possível. Apaixonado por humor, suspense, terror e trêta.
Deixe-nos um comentário!
  • Luciano

    Primeiro de tudo tenho que dizer que o The Voice Brasil tá menosprezando o Four Chair, por mais que virar as 4 cadeiras não seja indício de qualidade nenhuma, acredito que mais de 50% das audições até agora conseguiram a atenção dos 4 técnicos. Perde um pouco a graça do programa, isso sem falar que tem técnico que tá parecendo Maria vai com as outras, cof…cof…Michel Teló.

    Achei esse programa um pouquinho inferior ao da semana passada, mas adorei a Sih, Isabela Huk e a Cobra. Acho que essas 3 garotas tem futuro na competição, precisam ser trabalhas um pouquinho, mas se acertarem nas escolhas musicais vão continuar avançando. Meu único medo é o Lulu, odeio o que ele faz com o seu time.

    Concordo com tudo o que vocês disseram sobre a Cristyéllem. Ela além de muito linda tem potencial, mas se pretende se manter fiel a esse seu projeto não vai conseguir conquistar nem jurados nem o público.

    Por enquanto essa temporada tá muito bacana de assistir, mesmo que o formato se horrível os artistas estão muito promissores. Tomara que continue assim.

    • Nyegirton

      Sim, existe muita coisa a melhorar ainda, mas o nível aumentou bastante. É complicado realmente lidar com Lulu que leva muito questões pessoais nas suas escolhas. Tô com medo do tanto de gente boa indo com a Cláudia, ou seja, muita gente indo embora em breve, já que não fazem disputas que não sejam dentro dos times

  • Gabriel Esteves

    Nye, você arrasa!!!

    Ironicamente eu estou gostando da temporada, impressionante que não teve nada pra cagar ainda, esse ano deve essa tal “batalha dos técnicos”.

    Hoje gostei muito de Cobra, Joana, Jade, Cinthia, Sih e Isabela. Espero que Claudia não coloque Cobra e Joana numa batalha porque as duas cumprem a cota Indie que renderia uma excelente batalha. Ainda seguindo no tema batalha, Rafah provavelmente será um cordeiro de sacrifício pro Renan no time da Milk.

    Por fim, acho que o Time de Claudia é o mais forte, seguido de Brown e Lulu e Teló segue na lanterna, pois não conseguiu nada além de um exercito country.

    Claudinha arrasou na apresentação final, uma DIVA.

%d blogueiros gostam disto: