Posts Populares

The Voice Brasil – S07E03 – Audições Às Cegas – Parte 3

E o nível continua bom, hein? 

Fala, meu povo! Terceiro dia de audições às cegas no The Voice Brasil e, no primeiro dia, eu tive a impressão de que o programa esse ano estava com um nível melhor, mas hoje eu constatei que realmente a produção caprichou um pouquinho mais nas seleções. Bom, ao menos é o que parece, considerando esses três primeiros episódios. Por enquanto, nada que supere as primeiras temporadas, mas com uma qualidade superior às últimas edições. Uma pena que o formato tende a não permitir que os talentos sejam realmente valorizados, mas, enquanto temos audições e batalhas com um formato “normal”, vamos seguindo, né? E se você ainda não viu os primeiros dias de programa, você pode acompanhar tudo aqui e aqui,

Para comentar comigo hoje, terei a companhia do nosso leitor querido Nícolas e da chefa-mor Clarice, que me ajudarão a avaliar as apresentações. Para cada performance, utilizaremos os nossos “stickers”. Então, bora lá?  🙂

Tai Chiaro – “I kissed a Girl” by Katy Perry #TimeLulu 

Clique aqui para conferir a apresentação

Tati: Ai, gente, que arranjo horrível foi esse? Estragaram um arranjo tão massa e colocaram esse que deixou a música acelerada e um pouco confusa. E achei uma pena, viu? Pois Tai tem uma voz belíssima e canta muito bem. Eu adorei ela e entendo muito bem os elogios que ela recebeu da Katy, já que o timbre dela é bastante interessante. Ela também tem uma energia bem legal e deu pra perceber isso, pois ela incorporou o arranjo (péssimo, repito) eletrizante da música. Enfim, gostei muito dela, embora a blind tenha me causado um pouco de estranheza.

Nicolas: Gente, que ótima maneira de começar a noite. Já gostei dela na introdução por ser fan da Katy hahaha, e quando entrou no palco toda estilosa, me apaixonei mais ainda. Tai tem um timbre lindo, bastante atitude e por mais que a songchoice tenha sido óbvia depois da introdução dela, ela conseguiu surpreender. Além do ótimo desempenho vocal, ela teve bastante domínio de palco.

Clarice: Dá pra amar e odiar?! hahahaha Adorei a voz de Tai, o timbre dela e principalmente sua energia no palco, no entanto, odiei o arranjo da música. Essa música da Katy já não é uma das minhas favoritas, consegui desgostar ainda mais. Tai tem muito potencial e presença de palco incrível, ou seja, super tem como crescer na competição.

Rafael de Lazare – “Minha Alma” by O Rappa #Eliminado 

Clique aqui para conferir a apresentação

Tati: Sabe aquela audição que te deixa o tempo todo confusa? Então, foi esse o caso! Tipo, tem algo na voz do Rafael que me agradou um pouco, porém, na maioria do tempo, o timbre dele me pareceu um pouco forçado e eu não consegui curtir totalmente. Acredito que os técnicos tenham sentido isso também e inclusive Lulu pontuou bem: ele focou tanto no “grave”, que esqueceu o básico da canção. Infelizmente, não mandou bem, não!

Nicolas: Então gente, o timbre desse menino é bonito até, mas achei bem comum. Ele não parecia confiante ali no palco, e nem parecia ter vontade de estar ali, não entendi o que aconteceu. A escolha da música foi péssima, a pronúncia estava ruim, nada me agradou aqui.

Clarice:  Estranho colocarem um reprovado logo no começo do programa… e sinceramente, achei uma apresentação muito fraca. O timbre do Rafael é interessante, o tom grave é seu ponto forte, mas parece que ele se limitou a isso. Acredito que ele tenha escolhido essa música só pra evidenciar esse ponto, mas não funcionou de modo geral. Melhor o colega voltar pras lutas mesmo.

Andressa Hayalla – “Paciência” by Ferrugem #TimeIvete

Clique aqui para conferir a apresentação

Tati: Eu amo tanto essa música, Brasil! É por isso que não desisto do The Voice Brasil, pois é muito bom ouvir nossa música. <3 Bom, eu adorei a Vanessa, lindíssima e simpática, com um timbre bem gostoso, o que ajuda muuuuuuuuito para o estilo que ela representa, o samba. Eu achei uma blind bem enérgica e acho que ela é uma forte candidata para representar esse estilo. Só o finalzinho que não me agradou muito, mas ela é uma cantora e tanto e fico feliz que ela esteja com Ivete. E, gente, eu achei que ela foi muito melhor na segunda música.

Nicolas: Eu estou impactado com a perfeição dessa mulher gente. Ela é muito linda, tem um timbre maravilhoso e bem forte. A técnica vocal nem se fala né? impecável. A única coisa que eu acho que ela precisa melhorar um pouco é na presença de palco, mas vocalmente já sabemos que ela é muito boa, e pode ir longe nessa temporada.

Clarice: AHHHHHHHHHHHHHH QUE HINOOOO!!!! Sou super apaixonada pelo samba e amei a apresentação de Andressa, com uma voz bem potente e cheia de personalidade. Além disso, ela tem o carisma para o samba, cantava e seu corpo ia no mesmo ritmo todo passando a mensagem junto com a voz. Talento demais porque isso não se ensina, é natural! E ela cantando “Não Deixe o Samba Morrer” conseguiu ser ainda melhor! Dos 3 programas é a sambista que eu mais amei… e ainda escolheu Veveta! Dá pra amar mais?! ♥

Guipson Pierre – “Love Yourself” by Justin Bieber #TImeBrown 

Clique aqui para conferir a apresentação

Tati: Olha, que hinooooooooooo essa música em uma versão em reggae. Nunca tinha ouvido e curti muito. Porém, não curti a audição de Guipson :(. Achei a voz dele um pouco comum e não me tocou tanto. Também vi alguns problemas na dicção, que me incomodaram um pouco, mas talvez seja apenas a estranheza pelo sotaque diferente, não sei. Enfim, apesar da simpatia que Guipson é, foi um candidato que não me chamou tanto a atenção assim, vamos ver no decorrer da competição.

Nicolas: Aii gente, eu achei ele tão carismático, sou tão fraco pra histórias “tristes” e inicialmente adorei ele e estava torcendo pra que ele fosse bem. Infelizmente isso não aconteceu, começando já pela songchoice ruim. Ele deu a cara dele pra música, mas a única coisa que posso elogiar nessa performance mesmo é a originalidade dele, porque o resto foi péssimo, infelizmente.

Clarice: Bieber versão reggae? É isso mesmo, produção?! hahahaha Poderia ter dado certo, mas não ficou bom não! Não sei se foi culpa do sotaque ou do arranjo, mas deu a impressão de que estava fora de ritmo, algo não funcionou legal! Ele foi ousado, adoro essas coisas diferentonas mas achei bem fraco.

Ramon Nascimento – “Lilás” by Djavan #TimeIvete 

Clique aqui para conferir a apresentação

Tati: O Ramon não disse, mas eu acredito que ele seja um cantor gospel, me pareceu muito em alguns nuances. Eu achei o começo muito bom e já na primeira nota deu pra perceber que o bichinho sabe cantar muito. Porém, foi uma audição que não me cativou muito. Sabe aquele crush que você acha ele todo certinho e não tem muita coisa pra reclamar, mas também não liga muito? Então, foi o caso do Ramon hahaha, ele é bom, mas não consegui amar a sua blind.

Nicolas: Ramon deixou claro por essa blind que é um artista completo. Esse menino tem uma voz linda, nos trouxe melismas, falsetes, agudos, e conseguiu se sair bem em todos os casos. Além da consistência vocal, a presença de palco dele foi excelente. Mais um destaque positivo da noite!

Clarice: Eu adoroooo essa música! ♥ E Ramon fez uma apresentação digna, deixou a música a sua cara e mandou ver! Mostrou que tem uma voz muito bonita e bem consistente, se arriscou em falsetes e algumas notas mais altas. Ivete não está pra brincadeira pois fez duas adições incríveis hoje… hahahahaha Ramon estava tão a vontade no palco que quando acabou custou pra focar no que os técnicos falavam!

Dreicon – “Cuidado” by Gaab #TimeLulu 

Clique aqui para conferir a apresentação

Tati:  Já tinha visto Dreicon em algum vídeo solto por aí, mas nem prestei atenção. Eu gosto muito do estilo que ele representa, a própria escolha da música já mostra o que vai trazer no programa e eu sinto falta disso na maioria dos realities. Achei uma blind boa, que permitiu perceber que Dreicon realmente tem uma identificação com R&B/hip hop, mas em alguns momentos ele me pareceu um pouco inseguro, o que é compreensível pelo momento. Ele tem um timbre legal e talvez os falsetes possam ser mais explorados em outras apresentações.

Nicolas: Nossa gente, já conhecia ele pelo Youtube e fiquei bem ansioso pela audição, mas olha, nao fiquei nada satisfeito com essa apresentação. A escolha da música não foi muito boa, e ele estava CHEIO de vícios vocais

Clarice: É a Cota Magya da temporada?! hahahahaha Gente, só eu não conheço essa música?! Dreicon se mostrou super a vontade no palco, mas confesso que a música não me empolgou. Sua voz falada é tão diferente, cheia de sotaque de SP mas ao cantar não demonstra isso. Concordo com Lulu de que ele não tem um vozeirão, mas é uma voz interessante e um falsete que bem trabalhado pode ficar muito bom.

Gabriê – “Não existe amor em SP” by Criolo #TimeBrown

Clique aqui para conferir a apresentação

Tati: Que escolha acertada! Super combinou com a voz da Gabriê, principalmente nas partes mais baixas, que permitiram sentir o timbre mais limpo da Gabriê. Eu tenho a impressão de que se ela tivesse optado por uma versão acústica, a blind teria sido mais envolvente. Mas foi uma audição muito boa tecnicamente, com segurança e que permitiu perceber que Gabriê tem um belo timbre. Espero ver um pouco mais dela daqui pra frente, pois curti bastante.

Nicolas: Meu deus eu to apaixonado por essa menina. Que timbre lindo, gostoso de ouvir e nada enjoativo, sério, eu ficaria horas ouvindo ela cantar. A presença de palco foi muito boa também, e a escolha da música não poderia ser melhor

Clarice:  Comassimmmm???? Jamais imaginava essa música dela! E que voz maravilhosa! No início foi bem suave e ainda assim super segura, mas ao longo da apresentação sua voz foi ficando mais intensa e igualmente lacradora! Ela estava tão conectada à música que se deixou levar, passando a mensagem e trabalhando bem o palco. Mais uma grande apresentação da noite! ♥

Pâmela – “Final Feliz” by Jorge Vercillo #ELIMINADA

Clique aqui para conferir a apresentação

Tati: Pâmela tem uma história forte com a música e vive dela, inclusive. Porém, acredito que ela tenha sido atingida pelo nervosismo do momento e não tenha conseguido demonstrar todo o seu potencial. Ela me pareceu um pouco presa e dava pra sentir um pouco de tensão na voz da bichinha. Realmente, pareceu que ela não estava preparada e eu também não viraria minha cadeira.

Nicolas: Nada nessa blind me agradou, pareceu tudo muito forçado (principalmente os agudos). Ela não tem um alcance vocal tão grande, e a escolha da música fez com que o andamento da apresentação fosse péssimo, pois ela não tinha potência vocal pra alcançar os agudos, e ficava tudo muito forçado e fora do tom.

Clarice: E aqui tem o caso onde uma boa voz é atingida pelo nervoso e acaba cometendo vários deslizes. Tiveram várias desafinadas, alguns momentos onde ela perdeu o ritmo e outros onde ela soou estridente já que estava tentava impressionar os técnicos. Se ela mora nos EUA e constantemente canta em inglês poderia ter feito algo que está mais acostumada e talvez assim tivesse ficado mais calma.

Lilian Menezes – “Comportamento Geral” by Gonzaguinha #TImeTeló 

Clique aqui para conferir a apresentação

Tati: Que hino de mulher, Brasil! Na entrevista dela, eu já estava achando maravilhosa, aí ela começou a cantar e já vi que ela consegue expressar muito bem sua personalidade em sua voz, ou seja, com muitaaaa energia. Eu também curti bastante o timbre e achei que foi uma blind bastante animada e com uma interpretação excelente, bem a cara do que ela faz no teatro. Espero que ela prossiga nesse estilo no programa.

Nicolas: Nossa, já gostei dessa mulher logo na introdução dela, pois já se mostrou muito feliz e realmente amar o que ela faz como artista. Agora sobre a apresentação, minha gente do céu QUE ARTISTA!! Por ela ser atriz, a interpretação ficou melhor ainda, e pra alguns pode soar um pouco forçado, nível musical, mas eu realmente amo esse tipo de performance. Timbre lindo, marcante e técnica muito boa. Mais uma blind boa pra lista.

Clarice: É o The Voice do samba, é?! To amando bem muito! hahahaha Vozeirão incrível e profissionalismo dela é tanto que até pra cantar ela interpreta! Parece que estava no teatro e não num palco cantando! Hino demais! Já sobre a música, permitiu que ela mostrasse seu timbre, sua voz mais potente e marcada. Duvido que alguém tenha assistido a apresentação de Lílian e não ficou conectado à ela. Isso é talento!

David Nascimento – “O Sol” by Vitor Kley #TimeBrown 

Clique aqui para conferir a apresentação

Tati: David começou muito bem, ao meu ver. Apresentou um grave bastante interessante, que me lembrou Vitor, inclusive. Porém, como os próprios jurados disseram, parece que ele foi se perdendo ao longo da audição e tentando enfeitar demais com alguns nuances, tanto que algumas palavras realmente ficaram um pouco confusas. Não foi uma blind ruim, mas deu pra perceber que David precisará ser lapidado.

Nicolas: Então, eu não suporto mais essa música, mas vamos lá… O timbre dele é muito bonito, mas senti aqui a mesma coisa da apresentação da Pâmela. A música fez ele forçar muito alguns agudos que não ficaram confortáveis pra ele, principalmente no refrão, e muitas vezes ficaram fora do tom. Ele ainda tentou arriscar um falsete, que também não saiu muito bom

Clarice: No início da apresentação David parecia promissor, mas ao longo foi ficando ruim e não me empolgou. Aquele falsete dele foi bem fraco e alguns agudos que ele arriscou também não funcionaram tão bem. O timbre dele é bacana, mas tem muito o que melhorar pra que não seja tombado pelos demais concorrentes.

Micaella Marinho – “That’s My Girl” by Fiifth Harmony #TimeTeló 

Clique aqui para conferir a apresentação

Tati: Micaella não é boba nem nada, né não? Já aproveitou que aprendeu a música no The Voice Kids e fez o quê? Cantou de novo hahahaha Bom, eu acho essa escolha um tiro no pé. Foi uma música pensada para uma banda e pra cantar sozinho é necessário muito fôlego e parece que faltou um pouquinho em alguns momentos. De qualquer forma, ela tem um timbre interessante, é bem afinada e tem certa potência vocal. Acredito que ela possa render, se bem trabalhada.

Nicolas: Ai meu deus, amo essa música das minhas quintas, mas dificilmente consigo gostar dos covers. Raramente música de grupos musicais ficam boas para uma artista solo, e aqui foi mais um dos casos que pra mim, não funcionou. A pronúncia não foi muito boa, e por mais que ela tenha ido bem nos vocais, num todo a performance não foi das melhores.

Clarice: Antes mesmo dela falar que veio do The Voice Kids eu já tinha a reconhecido. Adoro essas crianças talentosas que não são bobas e voltam no The Voice de adultos! hahahahaha Já sobre a música, ela foi bem esperta ao trazer algo que foi trabalhado lá no Kids, mas pecou demais na dicção das palavras. A música é grande demais pra uma apresentação solo, Micaella fez o que deu, se garantiu nas notas alongadas e ao menos ali foi consistente.

Então é isso, pessoal! Achei o programa de hoje bom, dentro do possível. Não teve nenhum candidato que eu tenha amado com todas as forças, mas achei o nível geral legal e a edição bem interessante (perceberam que o formato está bem mais leve? Nem tem Carlinhos falando o tempo todo, santa edição hahaha). Vou me despedindo por aqui, valeu pela companhia e não esqueçam de votar na enquete. Beijão!

Créditos das imagens: Reality Social e Shows Ao Vivo 

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Tatiane Silva

Sou uma Social Media e Community Manager que ama tanto o que faz, que acaba fazendo isso quase que o tempo todo. Eu moro na internet, por isso acrescento doses diárias de cultura inútil e memes que é pra eu não me entendiar. Amo realities musicais, gasto horas em grupos de discussão e sou viciada em coisas que me fazem dar boas risadas e esquecer da minha conta bancária negativada.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries