Posts Populares

The Voice Brasil – S07E22 – Final [SEASON FINALE]

EXTRA! EXTRA! O VENCEDOR É…

Olá pessoal, cá estou eu de volta para finalizar, do mesmo modo que começamos, a sétima temporada do The Voice Brasil. Foi uma longa e surpreendente jornada, tivemos ótimas apresentações, eliminações surpreendentes, eliminações injustas, músicas inusitadas… Enfim, essa foi uma temporada que definitivamente nos surpreendeu. Hoje estamos aqui preparados para o que der e vier nessa final, e claro, esperamos que o público faça justa a vitória. Todos os quatro candidatos aqui fizeram por onde e merecem estar aqui, assim como outros candidatos também mereciam. Mas enfim, vamos aproveitar o programa e as ótimas apresentações que estão por vir. Para os comentários de hoje, contarei com a ajuda da minha rainha Clarice e da minha vizinha e veterana de curso, Mari. Vamos nessa! 

#TimeBrown Érica Natuza – “Anunciação” by Alceu Valença

Clique aqui para assistir a apresentação.

Rick: EU AMO ESSA MÚSICAAAA! Ai gente, começamos muito bem aqui viu. Apesar de ter achado que faltou um pouquinho mais de, como eu posso dizer, se jogar na canção, Erica cantou lindamente, conseguiu me encantar muito e para mim fez jus a essa canção maravilhosa. Não vou mentir que sempre que vejo alguém cantando Anunciação, eu dou uma comparada com a versão da minha rainha Ellen Oléria, e apesar de eu ainda preferir ela (acho difícil alguém superar para mim) Erica não deixou a desejar, e conseguiu fazer um belo trabalho. 

Clarice: Mas minha gente, que tédio, hein! Ao meu ver, Erica sempre oscilou fazendo boas apresentações com algumas mais entediantes. Hoje, quando mais precisava se destacar, veio com algo bem irregular. A voz não estava tão consistente e ficou abaixo do tom em diversos momentos. Tirando isso, quase dormi aqui…

Mari: QUE HINO DE MÚSICA. Eu sempre achei Érica a melhor candidata do fraco time Brown e por isso fiquei feliz de vê-la na final. Ainda assim, acho que falta algo a mais a ela. Sinto que Érica nunca conseguiu impressionar, ela sempre faz performances ok, talvez pelas músicas escolhidas não darem espaço. Hoje achei que ela foi um pouco engolida pela banda, e os vocais não foram tão legais.

#TimeLulu Isa Guerra – “My Life Is Going On” by Cecilia Krull

Clique aqui para assistir a apresentação.

Rick: Assim como na performance de Erica, achei que Isa pecou um pouco em se entregar na canção, porém ela cantou magnificamente bem, e eu acho essa música viciante, por motivos de La Casa de Papel hahahahaha. Além disso, eu adorei a construção da performance, achei que ela teve uma aura bem cool, dark e sombria que casou muito com tudo, seja com a voz da Isa, com a música, com a iluminação… Enfim, foi uma boa performance também. 

Clarice: Eu realmente queria entender o que é a artista Isa Guerra! Ela falhou real no programa ao tentar criar uma identidade! Ora ia pro pop, ora ia pro sertanejo, ora ia pra uma área indefinida (quando cantou Alok). E se nos últimas 2 apresentações se arriscou no sertanejo, que diabos tá aqui cantando em inglês?! Mas sinceramente, acho que foram esses momentos na música gringa que ela mais se destacou, hoje Isa parecia mais a vontade, a música era mais lenta e permitiu que os vocais fossem menos irregulares.

Mari: Isa é tão comunzinha que nunca imaginei que ela chegaria tão longe. Mas uma coisa é fato: ela se sai mil vezes melhor no pop do que no sertanejo que ela insistia em cantar. A música achei chatinha e deu pouco espaço a ela pra brilhar, mas já foi bem melhor do que vinha sendo.

#TimeIvete Kevin Ndjana – “I Got You (I Feel Good)” by James Brown

Clique aqui para assistir a apresentação.

Rick: Ai gente, Kevin é muito artista mesmo viu, olha essa dança dele hahahaha AMO! Ele pegou uma canção que era a cara dele, e eu não esperava nada menos do que uma performance excelente, e foi o que aconteceu. Eu imagino que se o The Voice BR tivesse uma produção espetacular, nível TVUS, essa performance de Kevin teria sido um lacre só, mas no que o programa proporciona, Kevin mandou muito bem. 

Clarice: Está aí alguém que foi consistente do início ao fim da competição. Eu sempre comparei Kevin ao Chris Blue do The Voice US, mas ele vem se mostrando um artista infinitamente melhor que o Blue, arrasa nos vocais mesmo dançando o tempo todo da apresentação. Hoje não foi diferente, Kevin lacrou com James Brown! Cantou, dançou, botou pra quebrar e dominou a porra toda!

Mari: Kevin é sem dúvida o artista mais completo desse programa. Desde o primeiro programa ele mantém um ótimo nível. Adorei os vocais dele hoje, os falsetes encaixadinhos, as dancinhas, e ele faz isso sem se perder. Um verdadeiro showman mesmo.

#TimeTeló Léo Pain – “Adoro Amar Você” by Daniel

Clique aqui para assistir a apresentação.

Rick: Eu não consigo enxergar isso tudo que o pessoal vê no Léo, porém ele tem uma voz muito bonita (que a propósito me lembra a voz de alguém famoso). Foi uma boa apresentação, e acho que o mesmo que eu disse para as meninas vale para ele aqui também, faltou um pouco mais de entrega para ser uma baita performance, mas no quesito voz ele foi ótimo. 

Clarice: Ainda estou devastada pela saída da fadinha Laís, mas né… eu sempre disse que o Time Teló era um dos mais fortes e que gente boa sairia pra que apenas 1 fosse pra final! E como Léo foi consistente na competição, né?! Sempre escolhendo ótimas músicas e hoje veio com outro clássico sertanejo! Léo não se mantém na zona de conforto, pega alguns clássicos, dá uma tímida alterada no arranjo permitindo que alongue algumas notas e mude uma coisa ou outra. Não vou mentir e dizer que ele é meu favorito, não é mesmo… mas reconheço que o cara é bom.

Mari: Meu Deus que coisa sem graça. A música é muito boa, mas Léo não me empolga nem um pouquinho. Cantores como ele aparecem sempre e eu tô bem cansada desse tipo, a própria definição de básico. Ele não foi mal vocalmente, mas acho que ele não conseguiu transmitir o sentimento da letra e eu não posso dizer que esperava mais pois não esperava nada.

#TimeBrown Érica Natuza – “How Deep Is Your Love” by Bee Gees

Clique aqui para assistir a apresentação.

Rick: Nossa Erica, assim você me mataaaa, que combo de músicas maravilhosoooooo!!! Sua voz é muito linda, ela canta facilmente, sem exagerar e tem uma boa dicção. Fora isso, claramente percebemos o ótimo gosto para músicas né amores, pois olha, ainda estou babando na escolha da canção. Foi uma ótima performance, ainda melhor do que sua primeira. Amei <3 

Clarice: Engraçado que Brown enalteceu o fato de Érica cantar em português e inglês, mas acho que ele errou ao não ajudá-la a encontrar seu nicho. Assim como comentei sobre Isa anteriormente, vejo Érica igual. Achei essa música bem mais acertada pra Érica, porém ainda não entendi quem é a artista Érica Natuza! Nessa apresentação notei os meeeesmos problemas da anterior, quando subia a nota ou entrava no falsete ficava bem ruim. Nunca fui grande fã de Érica, mas acredito que hoje ela foi bem abaixo do que vinha apresentado.

Mari: Nunca entendo esse repertório randômico da Érica, porém achei essa performance bem superior a primeira. A versão  foi elegantíssima e bem interessante e ela interpretou super bem. Curti bastante.

#TimeLulu Isa Guerra – “O Céu Já Escolheu” [AUTORAL]

Clique aqui para assistir a apresentação.

Rick: Que música gostosinha <3 Isa é uma moça de muito talento, sua voz é ótima e ela tem muito controle sobre a mesma. Ela cantou facilmente sua própria canção, fez um trabalho vocal ainda melhor do que na sua primeira apresentação, com o plus de que nessa eu a senti ainda mais entregue (sendo uma música original isso fica muito mais nítido). Bom Isa, se seu técnico não te parabeniza, eu estou aqui para demonstrar um pouco de carinho para ti. Parabéns pela bela apresentação e pela vaga na final mais do que merecida. <3 

Clarice: Ai gente, eu estou me sentindo contraditória porque tudo que enalteci na 1ª apresentação, critico aqui ou vice versa! Adorei que Isa trouxe uma música autoral pra final, grande oportunidade pra ela, mas jura que é sertanejo?! Não sou grande entendedora do assunto, mas esse arranjo me lembrou alguma outra canção… só não sei qual. hahahaha Sobre a apresentação em si, Isa parece funcionar melhor nas músicas mais lentas, só que assim como Érica, não me empolgou não!

Mari: A Isa tem um defeito muito grande como artista que é não saber que caminho quer seguir. Não tem qualquer coerência no repertório dela. A música é bonitinha e tudo mais, porém me incomoda demais ela ser tão perdida. 

#TimeIvete Kevin Ndjana – “Ainda Bem” by Thiaguinho

Clique aqui para assistir a apresentação.

Rick: Desculpa os outros candidatos, todos são ótimos, mas eu acho que Kevin está facilmente um nível acima deles. Olha a voz desse rapaz, a forma que ele projeta sua voz, e que a mesma preenche todo o local. Ele pegou um combo muito bom, com uma música que explorou mais sua presença de palco, e essa, que mostrou mais dos seus belíssimos vocais. Mandou muito bem moço. 

Clarice: Pra você ver que até quem nunca errou dá um close errado bem na final! Kevin, meu amigo, assim não dá pra te defender! Fazendo algo diferente das apresentações de toda temporada, Kevin veio com um pagode! Tiveram momentos bem interessantes, no final ele se arriscou alongando algumas notas, mas achei que a música não favoreceu o vozeirão que ele tem, limitando-o um pouco.

Mari: Kevin tem um estilo bem definido, mas quando ele resolve mudar, ele ousa mesmo. Nunca imaginei ele cantando Thiaguinho e achei bem legal. Os vocais foram  super bacanas, só achei que ele ficou um pouco travado no palco, mas de resto eu gostei bastante. 

#TimeTeló Léo Pain – “Outra Vez” by Roberto Carlos

Clique aqui para assistir a apresentação.

Rick: Vocalmente eu achei ainda melhor do que a primeira, e nessa eu também o senti muito mais na canção, o que tornou sua apresentação mais convincente para mim, mas ainda assim eu fico com um pezinho atrás com Léo, acho que é mesmo pela incompatibilidade de estilo/gosto musical, mas tentando ser o mais neutro possível, essa performance aqui foi bem boa. 

Clarice: Nos raros momentos quando Léo saia do sertanejo e se arriscava em outros ritmos, ele sabia o que escolher pra funcionar! Não sou meeeeesmo fã de Roberto Carlos, acho suas músicas um tédio só e aqui nem fazendo milagre pro babado não soar entediante. A música ficou boa pra voz dele, ele sempre é tão elegante no palco e deve ter conquistado trocentas tias do sofá! hahahaha

Mari: Olha, vou ser repetitiva, mas o Léo também é então tá tudo bem: basic. E dessa vez ele mergulhou num bregão, não vou mentir gosto de bregas. A interpretação foi melhor que na primeira, mas não passou disso. 

Além das apresentações dos candidatos, tivemos também performances dos jurados e de convidados durante o programa. Deixarei os links abaixo para caso vocês queiram dar uma conferida. 

~> Ivete Sangalo e Melim – “Um Sinal” Clique aqui para conferir a apresentação

~> Michel Teló cantou medley dos hits dos outros técnicos – Clique aqui para conferir a apresentação

~> Lulu Santos – “Hoje em Dia” Clique aqui para conferir a apresentação

~> Carlinhos Brown e Rael – “Sou da Paz” Clique aqui para conferir a apresentação

E assim chegamos então no tão esperado momento. Com 50,01% dos votos, o vencedor é…

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

LÉO PAIN DO TIME TELÓ!

 

Sendo assim, Teló se consagra com o seu tetra campeonato, e segue invicto desde que entrou no programa. Olha gente, não tirando os méritos do Léo, mas acho que já ficou bem chato essa torcida organizada para fazer o Teló ganhar independentemente do seu candidato né? Não vou me alongar muito, pois eu já até esperava, ainda mais depois da vitória na temporada passada, mas já está realmente ficando um pouco cansativo. Enfim, parabéns ao Teló, ao Léo, e parabéns aos finalistas pela jornada no programa. 

Sendo assim, ficamos por aqui, quero agradecer a todos que acompanharam as nossas reviews, quero agradecer a Laís Yasmin, por estar sempre acompanhando as nossas reviews, isso significa muito para nós, e também a todos os comentaristas e aos meus colegas de review. Nos vemos na próxima temporada galera, até lá. 😀 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Ricardo Souza

Tem gente que diz que sou um amorzinho, eu digo que sou um trouxa. Viciado em maratonar séries e ficar na bad depois de assistir tudo em um dia. Amo muito música indie, quando quiser me chamar pra ouvir Florence já sabe onde procurar. Mineiro do interior que não puxa o 'r' quando fala, mas adora um pão de queijo.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries