Posts Populares

The Voice Brasil – S08E18 – Quartas de Final

Ah o velho público…

Olá pessoal, e cá estamos nós novamente para mais uma review de The Voice Brasil. Estamos nos aproximamos da final do programa, e essa temporada veio marcando grande presença, sendo muito bem comentada nas redes sociais, além de ter nos entregado participantes e performances incríveis durante esses episódios. Vale colocar aqui que Iza para mim foi uma ótima adição ao painel, e felizmente acabou contrariando o pessoal revoltado que tanto criticou antes mesmo de assistir. Mas as coisas no programa podem mudar da água para o vinho em um instante, e isso devido as decisões que não só os jurados tomam, mas que o público também toma. Sendo assim, já fica o mistério para esse episódio, e venham conferir as apresentações do episódio de hoje, e talvez (ou não) se chocar com os resultados.

Nessa fase os 16 candidatos se apresentam, o público irá avançar um de cada time, e o técnico terá a difícil decisão de escolher dentre os 3 restantes do seu time, o seu segundo semifinalista. Então vamos começar e o time que abre a noite é o time #Lulu.

El1 – “Let’s Stay Together”

Clique aqui para conferir a apresentação

Rick: Gente eu amo essa música, acho ela super gostosinha de cantar e tals, e apesar do El1 ter feito um bom trabalho, a performance não teve nenhum impacto para mim, o que é um problema, ainda mais nessas fases ao vivo. Eu preferiria ver o El1 com uma música mais contagiante, como foi da outra vez em que eu elogiei ele.

Douglas: O começo ele me soou meio desafinado, meio fora do ritmo. Depois ele foi crescendo e fazendo a música tomar forma. Eu achei que ele poderia ter ido melhor, ele tem uma voz boa, usou seu falsete que foi legal e fez umas melismas no final que foram bem encaixadas. Só acho que ele poderia nesse caso ter escolhido uma música mais impactante, algo que chamasse mais atenção, pois senti a apresentação um pouco apagada.

Thais: Me senti vendo uma performance qualquer do TVUS, de tão manjada e comum que é essa música. Gente, nem sei o que falar.

Lúcia Muniz – “Never Enough”

Clique aqui para conferir a apresentação

Rick: Menina Lúcia veio com um grande hino de uma ex The Voice e fez um trabalho um tanto quanto ok do que eu esperava. Acho a voz da Lúcia muito forte para essa canção, e eu digo no quesito que nas notas altas e agudas, parece que a voz dela não chega, e sinto a sensação de que fica faltando algo. Foi uma interpretação bonita, mas para mim é isso, ficou parecendo que faltou algo…

Douglas: Eu amo demais essa música, acho ela linda demais. A Lúcia começou bem, os graves dela foram lindos e forma passando a emoção que a música pedia. Senti ela um pouco nervosa, até no modo de se mover no palco, porém um não atrapalhou o desempenho dela no começo da canção. Só achei que na hora das notas mais agudas ela meio que se conteve, acho que ela poderia ter se soltado um pouquinho mais, que ficaria mais lindo que foi.

Thais: Alguém precisa, urgentemente, dar umas dicas de postura no palco para a Lucia. Porque ela tá sempre parada, rindo e balançando essa mão. Algumas músicas não se cantam com um sorriso no rosto, sabe? Tipo My Immortal. Never Enough também é um exemplo de música que não se canta com esse sorriso enorme no rosto. Ela é jovem, falta um pouco desse entendimento, mas o Lulu deveria comentar isso.

Paula Araujo – “Planeta Água”

Clique aqui para conferir a apresentação

Rick: Achei a apresentação da Paula bem safe, vocalmente boa, apesar de que pareceu que no finalzinho faltou ar para ela. Acho a música bem bonita e sobre a sua interpretação também foi boa, assim como Lúcia, mas de resto ficou no apenas bom, assim como El1.

Douglas: Que música chata! Agora falando dela, ela se entregou na música, achei que teve bons vocais (apesar de ter semitonado numa parte lá), passou a mensagem da música. Apesar da escolha da música, a Paula teve uma boa desenvoltura no palco e mostrou seu talento.

Thais: Amada? Que música é essa? Tá aí algo que nunca imaginei ouvir no The Voice, mas eu também não imaginava o Sapo Não Lava o Pé, então já não sendo uma música de roda, já saiu no lucro. Mas é isso, a música não ajudou em nada, ficou ali super linear, sem nenhum momento de destaque. E é semifinal, gata, tem que brilhar!

Pollyana Caires – “Corcovado”

Clique aqui para conferir a apresentação

Rick: Eu adoro a voz da Polly, e dessa rodada acho que vocalmente ela foi a melhor, mas apesar de ser um clássico da música, achei a apresentação bem abaixo do que ela vinha fazendo. Acho que Polly pode explorar muito mais sua voz como ela fez na audição, mas o problema de se fazer uma audição grandiosa nas fases pré gravadas é esse… Não conseguir repetir o feito quando chega no ao vivo. Mas como eu disse, acho Polly vocalmente muito boa, e nessa performance em específico acho que a canção acabou tirando um pouco do brilho da sua personalidade.

Douglas: Uma menina de uma voz doce, que voz linda. Ela fez uma boa escolha de música, encaixou de forma perfeita na sua voz, e foi uma apresentação tão fofa e tão linda de ver que eu queria que não terminasse. A escolha da musica certa faz uma diferença enorme e ela mostrou isso. Seus vocais foram lindos, ela se envolveu com a música e conseguiu encantar a todos com sua voz.

Thais: Amei a apresentação da Polly, a música pode até ser lenta demais, mas combinou perfeitamente com o estilo e voz que ela tem. Vocais lindos e na medida, arrasou!

Resultado: E o público decidiu avançar Lúcia Muniz com 36,87% dos votos, uma votação apertada percebemos. Achei a escolha justa, apesar de torcer mais pra Polly, porém Lúcia é repleta de potencial. Sendo assim, Lulu decide avançar com Pollyana, fazendo uma escolha bem certa pra mim.

A gente segue então com o time #Ivete!

Ramon e Rafael – “Pais e Filhos”

Clique aqui para conferir a apresentação

Rick: Gente cade aquela harmonia dos dois que eu tanto elogiei na rodada passada? Sério, eu levei até um susto quando eles começaram a cantar pois estava muito fora de harmonia. O pior é que eles pegaram um clássico e simplesmente não souberam aproveitar. Bem desapontado.

Douglas: Os dois tem uma ótima interação e suas harmonias sempre são lindas. No começo eu achei os dois meio perdidos na senti que um deles semitonou em algumas frases, mas depois os dois foram crescendo, evoluindo e deram um show, mesmo que estivessem nervosos, eles passaram por cima e arrebentaram. É uma das poucas duplas que eu gosto de reality.

Thais: Nossa, gente, que escolha inusitada! Depois do funk gourmetizado, a dupla vem com Legião Urbana? Acho as vozes deles bem bonitas, mas não combinam muito junto. A grave é MUITO grave e a suave muito doce. São dois extremos e pra fazer funcionar é difícil. Mas acho que de todas as performances deles que eu vi, essa foi a melhor.

Rebeca Lindsay – “O Que Falta em Você Sou Eu”

Clique aqui para conferir a apresentação

Rick: Achei a performance bem ok, com Rebeca nos entregando uma apresentação um tanto quanto linear pra mim. Eu já não sou muito fã do estilo, mas respeito bastante e entendo a aclamação, mas eu nessa rodada espero coisas grandiosas gente, e aqui pareceu mais uma apresentação muito safe e qualquer.

Douglas: Não sei definir se gostei oi não gostei. Ela teve bons vocais, mas não senti tanta emoção como a música pedia. Acho que ela se preocupou demais com a sua voz que a emoção da música passou batida. Apesar dela ter crescido no refrão, que foi a única parte boa da apresentação, ela estava muito perdida no começo e isso meio que me incomodou. Só acho que ela poderia ter se conectado um pouco mais a música pra passar sua mensagem.

Thais: AMO REBECA! É muito carisma e voz pra uma pessoa só! Ela tá prontíssima para arrasar nos techno brega do Pará. Independente do que acontecer nesse programa, essa mulher PRECISA fazer sucesso. Apenas isso, pois é extremamente icônica!

Samara Alves – “Skyfall”

Clique aqui para conferir a apresentação

Rick: É disso aqui que eu estou falando! Vim esperando performances assim de todos os candidatos. Samara pegou uma das maiores músicas/vozes e conseguiu fazer um belo trabalho, tanto vocalmente quando em sua interpretação. Até agora essa foi a minha apresentação favorita da noite, Samara arrasou muito!!!

Douglas: Menina, que lacre foi esse? Pra mim, a melhor apresentação da noite. Skyfall é uma música bem batida, todos já ouviram várias e várias vezes ela em realitys e muitos já estão saturados da música. Mas o que essa menina apresentou aqui, foi a sua impressão na música, sei que ela fez uma versão bem parecida com a original, mas em nenhum momento ela exagerou em gritaria como muitos já fizeram. Seus vocais foram lindos, ela usou bem seu vibrato e o uso dos melismas. Divou demais!!

Thais: Sem miserinha de música aqui, Samara escolheu uma que é GIGANTE e deu conta, viu? Fiquei chocada com a classe dela cantando Adele, segurando a marimba muito bem. Eu não gosto muito dessa música, se fosse pra cantar Adele, preferia outra. Mas, Samara, tu tá de parabéns.

Willian Kessley – “Desafio”

Clique aqui para conferir a apresentação

Rick: Putz que pisão! Chocado com Willian, ele cantou magicamente, e além disso se mostrou ser um candidato muito versátil, que sabe transitar entre os estilos e entregar um belo show em todos eles. Performance completa, com vocais no ponto e interpretação impecável.

Douglas: Quem me conhece sabe que eu odeio pagode, mas gente, O QUE FOI ISSO? Esse menino me fez gostar de ouvir pagode. Cara, eu fiquei arrepiado, eu curti do início ao fim. Eu tô é sem palavras. Aquele falsete no final, as melismas, sua afinação perfeita e sua entrega, é muito difícil ver um artista em reality acertar tanto devido a pressão do jogo e ele acertou muito. Só consigo bater palmas.

Thais: GENTE, EU ADORO ESSA MÚSICA! BERRO, QUE INESPERADO! Eu não sabia que o William tinha um pezinho no samba/pagode. A voz dele é muito boa pra esse estilo, viu? Me surpreendi positivamente, arrasou.

Resultado: Ai gente, já começamos aqui … Com 33,45% dos votos, quem avança pelo público é a dupla Ramon e Rafael, que sinceramente, com essa apresentação de hoje para mim foi muuuito injusto. A votação foi apertada, então pelo menos fico com uma ponta de esperança para a próxima rodada, mas sabemos que esse aqui não era o que deveria ter acontecido. Veveta então teve a difícil decisão de escolher entre Rebeca, Samara e Willian, e sensatamente nossa jurada decide avançar com Willian, que brilhou muito essa noite.

E agora vamos para o time do invicto Michel Teló.

Bia Ferraz – “Nem Tchum”

Clique aqui para conferir a apresentação

Rick: Bia já começou abrindo o time Teló muito bem, com uma apresentação muito boa, com a música que agora sim para mim casou super com sua voz. A voz da Bia é muito poderosa, e eu amo isso nela, e quando ela coloca todo esse poder no sertanejo, não há ninguém que segure essa mulher!

Douglas: Essa música acaba comigo, e a Bia veio quase me fazer chorar. Ela cantou muito bem, teve uma entrega, uma conexão, e passou tanta emoção. Escolheu a música perfeita pra emocionar todo mundo que estava assistindo. Seu vocais sempre lindos, seus agudos e graves bem colocados, imprimindo a dor que a música passa daquele amor perdido.

Thais: Tô rindo da letra da música, uma coisa toda dramática e metem um “nem tchum” no meio. Amada?? Eu não entendo sertanejo universitário, mas é isso aí. E sobre a Bia… bem, foi ela mesma, né? A performance de sempre, entregando os vocais, mas não me atingindo da forma que esperava, porque esse estilo não me ganha muito.

Mobi Colombo – “True Colors”

Clique aqui para conferir a apresentação

Rick: MEU PAI AMADO QUE PERFEIÇÃO! Eu amei muito essa performance da Mobi, ela cantou lindamente, com muita emoção, uma voz de veludo linda e que flutuou pela melodia como um anjo que veio do céu para iluminar minha noite hahaha. Olha, bem impactado mesmo com essa apresentação, foi até agora facilmente a minha favorita. <3

Douglas: Uma apresentação fofa! Eu adoro essa música, e vi que a Mobi foi muito bem no desenvolvimento dela. Começou de um jeito mais suave, com vocais na medida e ao longo da apresentação foi crescendo. Não foi aquele lacre, mas foi muito boa. Ela foi hyper afinada, e mostrou que não precisa usar de várias técnicas vocais pra se fazer uma boa apresentação. No geral o saldo foi positivo.

Thais: Talvez eu seja extremamente criticada, mas eu esperava mais. Queria mais emoção, mais envolvimento. Essa música pede que a performance seja intimista, que conquiste o público, mas eu não sei isso. Achei bem karaokê, sem emoção e envolvimento. Thank you, next.

Talita Krau – “Dois Rios”

Clique aqui para conferir a apresentação

Rick: Eu achei a apresentação da Talita bem boa, com uma dose de emoção bacana e sua voz esteve bem na maior parte do tempo, com exceção do final, que ela finalizou de uma forma que não me agradou muito. A música é linda, e sua interpretação foi super condizente com a proposta. 

Douglas: Talita tem uma voz linda que eu adoro. Ela sabe muito bem impostar a voz, alcançar notas altas com facilidade. Apesar de ter escolhido uma música que não mostra tanto seu potencial vocal. Por não ter escolhido uma música que mostrasse tanto seu potencial, a apresentação de certa forma ficou mediana, e eu esperava um pouco mais dela. No geral não foi ruim.

Thais: Talita tem um repertório maravilhoso no programa. Hoje ela escolheu esse hino e arrasou, como sempre. Se ela chegou até aqui, foi porque ela MERECEU! Pena que com tantos arrastados no Time Teló, ela deve ter aproximadamente -10% de chance de avançar, mas a vida é assim mesmo.

Tony Gordon – “Unforgettable”

Clique aqui para conferir a apresentação

Rick: Tony é sem dúvidas um dos candidatos mais fortes dessa edição. Suas performances são super consistentes, sua interpretação é poderosa e sua voz rouca é de arrepiar. Mais uma vez temos aqui um exemplo de entrega e de apresentação digna de rodadas ao vivo. Tony vem dando um show e sinceramente, acho difícil alguém bater ele.

Douglas: O Tony tem aquele estilo clássico muito comum nos realitys americanos e afins, porém não tão comum aqui no Brasil (pelo que eu me lembre). Ele tem uma voz linda e fez uma ótima apresentação. Ele consegue encantar a plateia e os técnicos de uma forma única. Seu graves são maravilhosos, fazendo com que de mais corpo a apresentação na hora de cantar.

Thais: Ai, gente. Quem aguenta? Parece que canta a mesma coisa todo programa. Sério, exausta.

Resultado: E acho que sem surpresas nenhuma, com 37,46% dos votos Tony Gordon avança para as semifinais pelo time de Teló. Ta aí com certeza Tony é o grande nome da temporada, e no time de Teló então, eu super aposto nele vencendo. Já Teló tem a difícil decisão de escolher seu segundo semifinalista, mas felizmente fazendo uma escolha sensata, Teló escolhe Mobi, que arrasou hoje, para avançar. Eu amei a escolha pois a moça realmente mereceu por ter feito uma apresentação lindíssima.

Por fim, temos o time Iza para encerrar a noite de apresentações.

Alexa Marrie – “Finally”

Clique aqui para conferir a apresentação

Rick: Eu amooooooo essa música, e achei a versão de Alexa bem boa, com uma atitude ótima e a voz no ponto certo, talvez faltando só um pouco mais de poder nas grandes notas para fazer dessa uma performance impecável. Mas no geral, eu gostei bastante, já chegou abrindo o time Iza com tudooo!

Douglas: Essa mulher tem presença! Gostei bastante da performance dela, super animada, contagiando a platéia e mostrando que tem uma ótima presença de palco. Acho que ela foi muito bem, com vocais impecáveis e usando uma boa técnica vocal. Deu pra ver bastante a empolgação das pessoas, a animação e acho que devido a sua qualidade artística ela consegue passar isso pro público.

Thais: Alexa é extremamente segura de si, sua presença de palco é invejável. Só não sei se o seu estilo é muito comercial e conquista o público a ponto de vencer. Mas que ela mulher é um fenômeno, ela é!

Ana Ruth – “Uma Brasileira”

Clique aqui para conferir a apresentação

Rick: Uma boa performance, com uma interpretação bem bacana e uma entrega linda. Ana tem uma voz incrível, e com certeza é um forte nome no time de Iza, até porque ela vem fazendo um ótimo trabalho, e essa apresentação é a prova disso. Além disso, escolha de música excelente para a voz dela.

Douglas: Eu adoro a Ana, e mais uma vez amei sua apresentação. Ela tem uma vozinha doce e contagiante. Nessa apresentação ela veio animada, com uma ótima presença de palco e mostrando essa linda voz. Estava bem afinada e teve uma boa conexão com a plateia. Ela não é um monstro vocal como a Alexa, mas ainda sim mostra que cantar não é só ter agudos e firulas. Adorei a apresentação.

Thais: Acho que a música prejudicou bastante, porque limitou muito a sua capacidade e o que ela poderia fazer para sobressair na performance. Não sei quem escolheu, se foi ela, foi um tiro no pé. Se foi a Iza, foi pra tombar mesmo.

Edyelle Brandão – “Travessia”

Clique aqui para conferir a apresentação

Rick: LINDAAAAAA, EDYELLE ENTENDA PRA MIM VOCÊ É DEUS E PRONTO! MELHOR APRESENTAÇÃO DA NOITE, E FALO ISSO COM TRANQUILIDADE. EU VOU ESCREVER TUDO EM CAIXA ALTA POIS ESTOU GRITANDO DE EMOÇÃO E FELICIDADE COM ESSA APRESENTAÇÃO QUE VEIO DOS CÉUS PARA FAZER MINHA NOITE. A VOZ DELA É UMA COISA FORA DE SÉRIE, ELA ATINGE TODAS AS NOTAS COM EXTREMA FACILIDADE, ALÉM DE SE ENTREGAR TOTALMENTE NA SUA INTERPRETAÇÃO E BRILHAR COM UMA BAITA DE UMA CANÇÃO. OBRIGADO POR TUDO EDYELLE E CONTE COMIGO PARA TUDO!

Douglas: O time Iza não veio pra brincar essa noite não. Edyelle mostrando toda sua emoção cantando travessia, trouxe mais um show e uma bela apresentação pro time. Tá bem difícil de escolher. Ela tem uma voz linda, um timbre lindo e que ficou perfeito nessa música. A cada nota a gente podia ver sua conexão com a música, e ela mostrando que um artista não é feito só de voz e tbm feito de emoção. Foi lindo de se ver e ouvir.

Thais: VIADO! Estou arrepiada de verdade. A Edyelle escolheu uma música ENORME e fez jus a ela. Sério, me fez até esquecer aquela performance terrível da Beyoncé. Será extremamente injusto se ela não avançar depois dessa performance, de verdade. Ainda tô meio chocada.

Luana Berti – “Ela Vai Voltar”

Clique aqui para conferir a apresentação

Rick: Luana é bem única, talvez a candidata mais única dessa competição, pois esse estilo dela é bem marcante e característico. A performance em si eu achei boa, mas depois de Edyelle, foi um tanto água fria sabe? Enfim, eu esperava um encerramento com chave de ouro, mas não que tenha sido ruim, só abaixo do esperado.

Douglas: Ela vai voltar – Essa menina é um doce. Adoro as versões que ela faz das músicas. Eu odeio Charlie Brown, e ela me fez ouvir uma música toda deles. Essa rouquidão q ué ela tem na voz, misturada com seu timbre doce e seu jeito moleca faz ela transformar qualquer música em sua. Adoro esse dom dela. Seu potencial é altíssimo e vejo muito ela cantando suas músicas autorais. Foi mais uma do Time Iza que não veio pra brincar.

Thais: Depois do DESASTRE que foi “Vai Malandra”, Luana voltou ao seu padrão de boas performances, entregando uma versão muito bacana desse hino atemporal do Charlie Brown Jr. Não podemos falar que ela não tem personalidade e não imprime essa personalidade nas suas performances. Que ela ganhou o público isso bem claro, mas temos que ver se consegue ganhar o programa. Seria algo, no mínimo, inusitado pelo seu estilo.

Resultado: E com 44,33% dos votos, Ana Ruth avança na competição pelo time Iza, o que me deixou um pouco surpreso dada que foi a porcentagem mais alta da noite em um time com tantas performances incríveis. Ficou para a Iza a difícil decisão de escolher mais um nome para avançar para a semifinal, e felizmente minha fada não decepciona e ela escolher a rainha Edyelle para ir para as semifinais. Obrigado por isso Iza maravilhosa <3

E assim temos os nossos semifinalistas. 

Time Lulu: Lúcia Muniz e Pollyana Caires

Time Ivete: Ramon & Rafael e Willian Kessley

Time Teló: Mobi Colombo e Tony Gordon

Time Iza: Ana Ruth e Edyelle Brandão

Pra quem vai a sua torcida? Deixe aí nos comentários o que você achou do episódio de hoje e as decisões que o público e os jurados tomaram. Votem na nossa enquete logo abaixo, e nos vemos semana que vem para a final da oitava temporada do The Voice Brasil! 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Ricardo Souza

Tem gente que diz que sou um amorzinho, eu digo que sou um trouxa. Viciado em maratonar séries e ficar na bad depois de assistir tudo em um dia. Amo muito música indie, quando quiser me chamar pra ouvir Florence já sabe onde procurar. Mineiro do interior que não puxa o 'r' quando fala, mas adora um pão de queijo.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries