Posts Populares

The Voice Brasil – S09E19 – Final [Season Finale]

Xoxa, capenga, manca, anêmica, frágil e inconsistente…

Final de temporada, e não vou me alongar muito pois digo de antemão que essa será minha última review de The Voice Brasil (e talvez do site rs). Temporada que começou bem, mas foi só decaindo até que… Bom, vimos o que aconteceu rodada passada. Então sem muita emoção e contentamento, vamos começar logo essa análise, avaliar as apresentações, e dar finalmente um ponto final a essa temporada.

Para os comentários de hoje, Davi, o fiel escudeiro e guerreiro que cobriu essa temporada juntamente comigo e com Erik irá comentar, e nossa convidada Raquel. Agradeço desde já aos meninos por terem feito esse trabalho comigo, sem vocês eu jamais teria conseguido (não tenho mais cabeça para fazer review de uma temporada sozinho, como fiz na quarta temporada).

Ana Canhoto – “My Heart Will Go On”

Clique aqui para assistir a apresentação

Rick: Música erradíssima pra Ana. Ela que tem um timbre tão brilhante e uma voz que fica muito melhor no agudo, cantou a música toda em um tom mais baixo que não combinou em nada. Apesar disso, perfeita nas técnicas, nos melismas e enfim, sempre linda! Vou passar pano por que é a minha fave e não acho que ela decepcionou 100%. Mesmo errando ela consegue acertar, deem o prêmio para ela pra compensar essa bomba gente por favor.

Davi: MINHA FAV CHEGANDO COM CELINE, AMORES! Ana sempre pisando nas escolhas de música. E assim, apesar de esperar mais explosão, gostei muito dessa versão dela. Ela veio bem intimista e cantando lindamente. O porte de winner, meu pai amado!:

Raquel: Apelou pra Celine Dion?! Com uma música tão marcante para tantos?! Arrasada fiquei! É uma música que pede desenvoltura, algo que Ana demonstra muito bem. Foi lindo de se ver. Acredito que, por mais que Celine Dion seja o que é, Ana não deixou a desejar quando cantou a música mais conhecida do filme Titanic. Algo para se orgulhar, não é? Ana, mais uma vez, segue me surpreendendo, não nos decepcionando quanto a sua capacidade de se inovar em palco, aumentando o seu brilho perante tantos outros candidatos.

 

Douglas Ramalho – “Eu Sei Que Vou Te Amar”

Clique aqui para assistir a apresentação

Rick: 5 temporadas ao lado de Michel Teló ganhando e os jurados ainda não aprenderam a como se ganhar esse programa escolhendo a música certa como o Teló fez. É isso meus amigos, Teló winner de novo. Pelo menos Douglas é ótimo, e vem entregando apresentações impecáveis desde sua batalha memorável ao lado de Ana. Apesar da música batida, Douglas fez mais um belíssimo trabalho.

Davi: E o Teló sempre apelando, né? Eu gosto muito dessa música, acho linda. Não sei se foi a melhor escolha para final, porque a música fica um pouco chatinha. Mas até que foi bonito. Valorizou a voz dele.

Raquel: Apedrejada fui pela segunda vez, com outra música que amo tanto. Douglas apresentou uma ótima sintonia com o instrumental, ficou adorável de se ver. Com certeza, para mim, muito melhor e mais interessante do que a apresentação da última terça, e também, uma das melhores performances dele nessa temporada, para mim. Acho bacana em Douglas é que o forte dele, diferente de muitos outros, é que ele não possui o vozeirão que estamos acostumados a ver, mas, sabemos que não é só isso que sustenta o talento de um cantor. Douglas foi sábio nessa escolha, gostei bastante.

 

Izrra – “Saudade Daquilo”

Clique aqui para assistir a apresentação

Rick: Achei uma escolha desconexa para a grande final, em que esperamos sempre grandes músicas e clássicos. Apesar disso, eu adoro essa música, e adorei a homenagem pra Iza, apesar de ela não estar merecendo tanto (belem belem to de mal). Izrra é um reizinho lindo maravilhoso, mas nessa apresentação ficou muito aquém do que ele pode entregar, tirando é claro essa presença de palco dele maravilhosa.

Davi: Olha ele cantando Iza, bem corajoso. Confesso que também esperava outro tipo de música vindo de Izrra na final, mas serviu para me entreter. Já estava quase dançando junto com ele! E adorei o figurino dele, inclusive durante toda a temporada.

Raquel: Ai que delícia foi aquilo! Que gostosura foi ver o molejo de Izrra nessa primeira apresentação. A música foi ótima para ele, que a executou muito bem. É muito bom ouvi-lo, gente! Faz bem, sabe? Esse rapaz tem muita representatividade em palco, nos cativa a ouvi-lo e onde, para mim, minha admiração para com ele é inevitável.

Victor Alves – “Graveto”

Clique aqui para assistir a apresentação

Rick: De pagode ele resolveu ir para o sertanejo… Que surpresa…. Uma apresentação bem aquém também, assim como outras dessa final. O timbre do Victor é agradável, e até achei que combinou com a música, mas nada tão grandioso. Uma apresentação simples e é isso.

Davi: Eu não consigo tolerar o fato desse menino ainda estar aqui. Meu Deus, olha essa apresentação. Não agregou em nada e ainda desafinou. E como um menino do pagode resolve vir de sertanejo logo na final? Me poupe, garoto. Não era nem pra estar aqui.

Raquel: Confesso que esperava uma música mais ousada para hoje, pois estamos falando de uma final de temporada, amigos. Victor não se mostra muito original em suas apresentações e eu realmente não faço ideia de como ele conseguiu chegar até essa última etapa. Se Victor não foi capaz de me chamar a atenção atenção até hoje, acredito que não posso esperar mais nada pois o programa se encerra hoje. Victor, seu jeitinho agradável não é o suficiente para mostrar o seu talento para mim.

Ana Canhoto – “Velha Infância”

Clique aqui para assistir a apresentação

Rick: Uma escolha de música muito mais coerente para a voz da Ana. Além disso, essa é uma outra grande música nacional, mas apesar disso e da música ser super conhecida, essa não é uma música que da para se entregar uma grande performance vocal. Entretanto, Ana como sempre nos maravilhou com sua voz de anjo. Vou babar o ovo dela muito sim.

Davi: Que coisa mais linda e primorosa de Ana! Essa menina consegue deixar tudo que ela toca ainda mais lindo! A música bem nostálgica e ela ainda interpretou muito bem. A trajetória de Ana foi tão linda no programa, me emocionou muito e torço muito pela lenda!

Raquel: Como cantou, essa mulher é um sonho pra mim! Suspeita pra falar já que Ana é minha favorita pra essa final, acredito que o ponto mais forte de Ana é de tomar posse de suas músicas com racionalidade. Escolhas muito compatíveis para si, e muito bem executadas, em termos técnicos de canto, Ana sabe o que faz quando pisa em palco. Sabe como agradar e atentar a parâmetros mínimos para satisfazer o público. Sem sombra de dúvidas, Ana é uma grande voz.

Douglas Ramalho – “Say You Won’t Let Go”

Clique aqui para assistir a apresentação

Rick: Amo a música, Douglas tentou segurar, mas em alguns momentos ali ele deu umas derrapadas. Acho que no geral, foi uma performance ok, com bons momentos, mas também com momentos ruins. Arriscado para uma grande final, mas ele é time Teló né… Então tudo pode.

Davi: Finalmente Douglas voltando para suas raízes e entregando o que a gente pediu! Ele realmente é um cantor que entrega muito em músicas difíceis. E essa foi uma de suas apresentações que eu mais curti no programa.

Raquel: Estava indo muito bem, até o pequeno deslize do trecho mais agudo da música. Poxa, sem dúvidas, foi muito mais feliz na sua primeira apresentação. Porém, tudo ok até aqui; a “impressão” que ele deixou ainda continua boa, nada muito negativamente drástico aconteceu aqui. Apesar de achar Douglas competente no que se propõe, sinceramente, vou ficar muito, muito surpresa se esse for o vencedor da temporada, pois acredito que Douglas não me passe confiança para tamanho feito. Douglas, para mim, é uma voz “bem ok”, sem muitos “atributos” marcantes, se comparado aos demais finalistas.

Izrra – “Você é Linda”

Clique aqui para assistir a apresentação

Rick: Achei uma escolha de música muito mais coerente para o Izrra, mas eu posso repetir tudinho do que eu disse na segunda apresentação da Ana para ele aqui. Música conhecida, um hino, mas linear, que não permite explorar muito a grande voz que ele tem. Foi bonito, mas pra uma final…

Davi: Que reizinho! Amei a escolha de música para Izrra, valoriza muito esse timbre maravilhoso que ele tem. E eu adorei que ele explorou mais esse lado interpretativo dele. Izrra também entregou muito durante essa competição, muito merecedor de estar aqui e concorrer pelo prêmio.

Raquel: Como disse Tiago Leifert, esse rapaz ja é um artista! Não consigo discorrer muito sobre Izrra em palavras, mas, não necessariamente, implica que ele não tenha a minha simpatia e carinho garantidos. Talvez isso seja um dos artefatos que o tornem especial, que o definem como um completo artista! Assim, confesso que se Izrra levar o grande prêmio não me sentirei completamente frustrada por não ter acontecido como eu queria, já que Izrra é o meu segundo favorito para vencer.

Victor Alves – “Diamonds”

Clique aqui para assistir a apresentação

Rick: Quando Victor disse que iria surpreender nessa final acho que ele estava se referindo a essa performance, porque gente??? Diamonds? Agora imaginem Diva cantando isso, só imaginem. Imaginaram? Pois é. Enfim, Arranjo horrível, mas Victor conseguiu tirar leite de pedra ali e eu até que fiquei surpreso. Tá na final mesmo, vamos meter o louco né.

Davi: KKKKKKKKKKK O QUE FOI ISSO? Quem esse menino pensa que é pra vir cantar Rihanna e ainda desafinar horrores? Fora o fato de ter esquecido a letra. Perdeu completamente a noção. Sinceramente, não sei nem o que dizer sobre isso aqui.

Raquel: Finalmente Victor resolveu ousar, mostrando que me precipitei quando conclui meu comentário de sua primeira apresentação. Meus parabéns a Victor, pois fiquei feliz com sua escolha, apesar de achar que outras músicas internacionais cairiam melhor que Diamonds. Fiquei satisfeita com essa segunda apresentação, no entanto, reforço que queria que ele tivesse sido mais ousado antes, e não deixando literalmente para a “última hora”.

Como de costume, tivemos também as apresentações dos jurados, mas vou poupa-los de comentários porque é aquele arrasooo de sempre né não, então vamos logo para o anuncio.

Não vou fazer suspense dessa vez não, e o campeão da nona temporada do The Voice Brasil foi Victor Alves, com 34% dos votos. Se eu entendi alguma coisa? Não. To feliz com Michel Teló tombado? Sim. Gostei que Victor ganhou? Não. Iza mereceu? Também não. Mas nada de novo sob o sol, as pessoas escolheram e é isso, que elas estejam felizes com sua decisão, EU, particularmente PARA MIM, achei uma vitória bem meh, assim como várias do Teló ao longo desses anos. Já estamos acostumados então é isso.

Vou me despedindo por aqui das reviews do The Voice Brasil. Foram longos anos, e tive bons momentos, mas cheguei no meu auge agora e enfim, é isso, não dá mais para mim, mas boa sorte para quem fica. Erik e Davi, muito obrigado pelo trabalho das reviews, e gente, continuem acompanhando esses dois. Agradeço também a todos os convidados que comentaram com a gente durante a temporada, e a todo mundo que acompanhou nossas reviews. Parabéns para o Victor Alves!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Autor

Ricardo

Tem gente que diz que sou um amorzinho, eu digo que sou um trouxa. Viciado em maratonar séries e ficar na bad depois de assistir tudo em um dia. Amo muito música indie, quando quiser me chamar pra ouvir Florence já sabe onde procurar. Mineiro do interior que não puxa o 'r' quando fala, mas adora um pão de queijo.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries