Posts Populares

The Voice Of Holland – S07E13 – Live Shows 2 (Top 10)

Um top 10 consistente, porém nada surpreendente!

E aí pessoal, vamos conferir juntos mais um episódio do The Voice Of Holland. Essa sétima temporada alguns candidatos ainda não mostraram ao que veio, com exceção de Dwight e Pleun que tem sido consistentes e favoritos desde suas blinds, os demais ainda tem muito o que mostrar para seguir nessa competição. Achei essa rodada, considerando no geral, melhor que a rodada passada, uma vez que a maioria estavam muito melhores e fizeram boas escolhas de músicas. Diferente da rodada passada, não achei que não houve nenhuma performance ruim ou que pudéssemos classificar como a pior da rodada, tipo a vergonha alheia da Sheela na rodada passada, todos foram bem no que se propuseram fazer, o que tornou ainda mais difícil eliminar dois dentre eles.

A dinâmica do jogo continua a mesma da semana passada, porém nessa rodada as cinco melhores pontuações serão classificadas diretamente para o top 8, enquanto os demais disputam o voto do público no qual os dois menos votados se despedem da competição. Lembrando que as notas são a a média das notas dos coaches somada a média das notas dada pelo público através do app do TVOH, assim faremos também em nossa review que será a nota dada por mim somada a média dos meus comentaristas, que aliás teremos a presença do Jean que já comentou na semana passada e o Lindomar que estreará em nossas reviews do TVOH. Apresentações e considerações iniciais feitas, então é partir review!

[Team Ali B] Vinchenzo Tahapary – “Sing!” by Ed Sheeran

O início eu estava gostando bastante, da presença de palco, coreografias e os vocais estavam bons, mas depois que veio o refrão me decepcionou muito, tipo o ponto alto da música eram os falsetes e então por qual motivo ele não usou os falsetes? Uma vez que ele usou o mesmo arranjo da música original? Pra mim foi aquilo, fez um cover piorado da música, a falta desse falsete fez toda a diferença, observe que sem ele a música soou tão linear, sem vida. Elogio muito a presença e toda a desenvoltura dele no palco, porém os vocais ficaram devendo muito aqui, ele podia ter feito uma apresentação muito melhor do que essa. Nota: 6,5

Jean: Eu Achei que Vinchenzo começou bem, acreditei inclusive que seria uma apresentação brilhante, porém do meio pro fim ele diminui, após a dança então, parece que foi outro cara cantar. Sua voz é boa, tem consciência corporal, mas lhe falta manter mais a energia, pois prejudica até a voz. Nota: 7,0

Lindomar: Uma música extremamente difícil, Vinchenzo pegou um grande desafio e performaticamente ele até foi bem, mas pecou nos vocais, na entrega, na emoção, música errada, muito errada. Nota: 6,0

[Team Sanne] Isabel Provoost – “Fallin'” by Alicia Keys

Aprecio muito que Isabel veio com uma pegada diferente de suas outras performances, porém apesar dos vocais que foram bons, a performance no geral não me agradou tanto. O visual dela e essa música acho que não combinaram tanto com ela, acabou até descaracterizando um pouco aquele seu estilo urbano/contemporâneo que passou nas outras performance. Vocalmente acredito que aqui ela teve sua melhor performance, até porque a música mostrou mais de seu potencial vocal, mas achei que o backing estava muito alto, tirando o destaque de sua voz, principalmente no refrão, mas tirando isso vocalmente a Isabel foi muito bem, apesar de preferi  mais suas performances anteriores. Nota: 7,0

Jean: Ai, ela foi muito boa cantando Fallin’, que é uma música difícil pra caralho. Ela não me fez que esquecer a versão original de Alicia Keys, mas trouxe uma versão que mostrasse seu melhor, e de forma inteligente, ressaltando as partes mais marcantes da música. Nota: 8,5

Lindomar: É disso que to falando, uma song maravilhoso faz até até a mais who dos acts começar a brilhar. Isabel teve pequenos problemas na altura que sua voz saia, porque as backing e a banda chegaram a mesma altura que ela mesma em alguns momentos, mas no geral ela foi bem. Nota: 7,5

[Team Waylon] Yerry Rellum – “You’re The First, The Last, My Ever” by Barry White

Que voz sensacional essa, porém que música mais chata pra dá pra ele né? Sinceramente, não tenho entendido essas escolhas de músicas mais datadas nos lives para ele, uma vez que eu amava quando ele vinham com hits mais atuais dando sua versão da música, aliás o Yerry brilha em músicas que tenha uma certa carga dramática e não essas musiquinhas animadinhas. A performance foi muito boa, isso não questiono, já que os vocais foram maravilhosos, mesmo sozinho no palco e sem coreografias, teve toda uma presença de palco e postura que vemos em poucos, o que classifico com uma performance muito boa, mas que não me cativou tanto quanto as outras anteriores dele. Nota: 7,5

Jean: Esse cara é o Deus da extensão vocal dessa temporada, o cara tem presença, tem energia, diferente de Dwight, e tem uma voz que ecoa, com potência, com vibrato, drive, grave, uma voz rica. Adorei sua performance. Nota: 9,0

Lindomar: Olha achei a song breguissima, e diferente da semana passada onde ele me surpreendeu, hoje pra mim ele foi apenas ok. Senti falta de mais originalidade da parte dele, não que a song permitisse muito a ele fazer algo diferente, ele entregou ótimos vocais e uma boa performance, mas Waylon escolha melhor pleaseNota: 7,0

[Team Guus] Thijs Pot – “Dancing On My Own” by Calum Scott

Essa música é coringa de realities, o tipo de música certa para competição e que dificilmente pode dá errado. Nesse caso, o Thijs foi super corretinho nos vocais e também estava entregue na performance, oferecendo assim toda emoção que a música pedia. A música é linda e o timbre dele é muito lindo também, assim não tinha como dá errado né? Não vou dizer que me surpreendeu, porque já ouvir covers muito melhores do que esse, mas posso dizer que é um que dei o replay algumas vezes e que supriu muito bem minhas expectativas. Nota: 8,5

Jean: Outra música que gosto muito e é foda de cantar, pois exige muito mais que voz. Thijs, foi bem, trouxe uma porção razoável de emoção e fez uma apresentação morna. Deu vontade de abraçar ele. Nota: 7,5

Lindomar: Primeiro que cenário maravilhoso foi esse? O melhor até aqui. Vocalmente sabemos que Thijs é bem limitado, mas o garoto deu o melhor de si, colocou emoção e conexão a frente de tudo e se entregou e isso pra mim conta muito, ele melhorou muito da semana passada para essa. Gostei! Nota: 8,5

[Team Waylon] Pleun Bierbooms – “Edge Of Glory” by Lady Gaga

Entendo que o Waylon quis alternar a performance da Pleun para algo mais agitado e tal, o que resultou numa performance muito boa com os vocais maravilhosos de sempre, porém confesso que senti muita falta do lado mais emocional e intimista. A Pleun ofereceu o melhor que podia para a música, porém uma mudança no arranjo tornaria sua performance mais interessante, uma vez que aqui ficou parecendo aquele cover bem feito, apenas. Sou fã da Pleun, gostei muito dessa performance que mostra sua versatilidade, porém espero que na próxima semana ela venha com o boom que teve nas suas performances anteriores. Nota: 8,0

Jean: Ai gente, lamento dizer, mas minha favorita não se superou hoje, foi bem, mas foi muito comum, deveria ter ousado mais. Ela tem uns recursos ótimos que foram utilizados, porém, poderia ter sido melhor explorados. Eu só consegui lembrar da performance da Dani Moz TV US, time da Shakira. Nota: 7,5.

Lindomar: Olha não vou mentir, quando vi a escolha achei que seria uma boa, mas faltou sal para a menina Pleun nessa apresentação, achei tudo muito no lugar, tudo muito ensaiadinho, sem entrega, ela se preocupou demais com os vocais e deixou o resto todo de lado, uma pena! Nota: 7,0

[Team Guus] Katell Chevalier – “Brabant” by Guus Meeuwis

Ela vem com uma música do seu coach e ainda com uma versão francesa, que aliás foi a mesma tática usada na primeira performance que a levou para os seis menos votados? Assim não tem como defender né? A pessoa está pedindo a eliminação mesmo. A Katell tem sido arrastada desde as battles, é um act que não me cativou em nenhuma de suas performances e que tem errado feio em suas escolhas musicais. Para não dizer que só critiquei, os vocais foram corretos, mas assim todos os seus oponentes também fizeram bonito nos vocais, então bons vocais não significa nada nessa etapa do jogo. Nota: 6,0

Jean: Dá até medo de comentar uma apresentação de uma música em outro idioma diferente do inglês, porque não sei bosta da letra. A voz de Katell é linda cara, muito boa, não é cheia de recursos mas tem uma delicadeza, um vibrato que favorece bastante ela. Cantou uma música ai que achei bem patriota, quase um hino nacional, né? Nota: 7,0

Lindomar: Cantando em francês? OMG foi lindo viu, Katell pode ser limitada e tal, mas sabe cantar em vários idiomas e fazer apresentações deliciosas, não foi espetacular, ou uauuu, mas foi algo agradável. Nota: 7,0

[Team Ali B] Dwight Dissels – “I Won’t Give Up” by Jason Mraz

Parece que essa rodada tinha como objetivo tirar os acts de sua zona de conforto, porque a maioria escolheram músicas bem diferentes do habitual. No caso do Dwight eu até gostei, só dispensaria esse coral no refrão que deixaram a música meio breguinha, tirando toda aquela batida acústica e cool que a original tem. Tirando isso, a performance dele foi maravilhosa e pra minha surpresa, ele foi até uma das minhas performances favoritas dessa rodada. Bem, eu gostei bastante, mas não foi nenhum lacre, porém foi uma performance muito boa melhor que a maioria, assim destacando essa. Nota: 8,5

Jean: Já gostei muito dessa música, mas fui perdendo o apreço com o tempo. A melhor parte da música o Dwight cantou só 2 estrofes, porra, sei que tem que cortar a música, e decidiram colocar a parte que deu pra ele usar sua extensão vocal. Eu achei péssima escolha, desfavoreceu a canção. Nota: 7,0

Lindomar: Porra que tiro Dwight deu, pra mim o favorito franco vem se firmando cada vez mais ao posto de campeão, uma ótima apresentação, com vocais maravilhosos, muita emoção, originalidade ao seu modo, adorei tudo! Nota: 9,0

[Team Waylon] Romy Weevers – “Don’t Let Me Down” by Chainsmokers

Romy veio muito melhor que a rodada passada, porém muito abaixo das minhas expectativas depois da sua maravilhosa performance com Skinny Love. Gostei que nessa performance ela veio com uma música contemporânea e até fazendo algumas coreografias, mostrando um lado seu ainda não visto no reality. Vocalmente houve uns deslizes, mas nada que comprometesse sua performance, porém gosto muito mais dela com uma música mais intimista que valorize mais o belo timbre que ela tem. Destaque para o Waylon todo animadinho dançando, vendo o desempenho de sua act no palco. Nota: 7,5

Jean: Foi a apresentação que mais gostei até agora. Ela além de cantar bem, tem muita energia, dança, e tem muito carisma. A música lhe caiu bem, apenas um pouco de falta de ar devido a parte coreográfica que foi bem intensa devido a quantidade de movimentos. Nota: 8,0

Lindomar: Ai Romy, sei que você tá com a corda no pescoço pra ser eliminada, mas fez uma apresentação delicinha nessa rodada. Adorei a energia, os vocais, a dança, Romy não faz o óbvio, foge disso. Sei que ela é limitada como Katell, Thjis e Isabel, mas ela sempre se torna uma act mais interessante em suas performances. Os vocais não foram uauu, mas ela caprichou no resto. Nota: 8,0

[Team Sanne] Kirsten Berkx – “Birds” by Anouk

Melhor performance dessa rodada sem dúvidas. Que performance mais linda, completa e surpreendente, tudo se encaixou muito bem aqui. Ficou parecendo um musical aqui, aliás eu jurava que essa música era de um musical, Kirsten simplesmente foi genial em toda a execução da música, alternando entre momento bem suaves e outros mais fortes, o palco também estava lindo com aqueles pássaros e os violinistas de branco, contrastando com ela que estava de preto com um vestido lúdico que combinou com toda a proposta de sua performance. Nossa, amei demais essa performance, uma das minhas favoritas dessa temporada, fico feliz de ver que a Kirsten vem crescendo bastante na competição, principalmente porque ela sempre foi uma das minhas poucas favoritas. Nota: 9,0

Jean: Bem delicada, Kirsten fez uma apresentação muito boa. Eu gosto de comentar quando conheço a música e quando o/a candidato/a arrasa de mais. Não senti esse arraso todo em Kirsten, porque acabei me dispersando no meio da apresentação. Nota: 7,5

Lindomar: Ai Kirsten porque tão maravilhosa? Cantores líricos tendem a ter uma grande desvantagem perto do outro, mas Kirsten tem algo tão maravilhoso dentro de si, ela tem uma voz linda, tanta paixão pelo que canta, amei os violinistas de branco e aquele excesso de luz. Sanne também amou! Nota: 9,0

[Team Guss] Leon Sherman – “Somebody To Love” by Queen

A performance dele foi satisfatória, os vocais foram consistentes e teve seu momento de destaque no meio da música e no fim, onde pode mostrar todo seu potencial vocal. Foi uma escolha bem arriscada pra ele, mas ele até que deu conta do recado e nos entregou uma performance muito boa para esse hinão. Outro destaque nessa performance, é que o Leon durante toda a música teve sua voz acima da banda e dos backing vocais, uma vez que a banda tinha vários instrumentos e eram quatro vozes de apoio, mas mesmo com tantos outros elementos, ele se fez protagonista em toda sua performance. Não dava muito por ele e principalmente depois que vi a música escolhida, mas o cara conseguiu ir muito melhor do que imaginei. Nota: 8,5

Jean: Mano, não sei opinar, a voz dele é +- porém conseguiu cantar bem. Só achei que, de alguma forma, não curti, faltou algum ingrediente para ser uma apresentação boa. Um exemplo de apresentação em reality boa dessa música é a de James Wolpert no TV US. Nota: 7,0

Lindomar: Depois do micão de “Love Runs Out”, vimos Leon indo com STL do Queen e fazendo uma boa apresentação, ele focou em entregar bons vocais e fez isso muito bem. Saiu pouco do centro do palco, mas gostei bastante do que ele fez, foi uma apresentação sólida. Nota: 8,0

RANKINGS

Por coincidência ou não, os cinco artistas salvos dessa rodada estavam também salvos no top 6 na rodada passada, com exceção de Isabel que dessa vez enfrenta o bottom. Tirando o Vichenzo que detestei essa semana, os outros quatro realmente foram os melhores dessa rodada e mereceram passar direto para o top 8, já o bottom achei coerente e ainda percebo que Yerry tem estado duas vezes seguidas entre os menos votados, algo que pra mim esperava que ele estivesse sempre entre os mais votados levando em conta seu histórico, já a Kirsten tem superado minhas expectativas e sido muito bem votada nas duas rodadas, muito merecido aliás. Já para nós paneleiros, o destaque ficou com a Kirsten, logo seguida do Dwight que foi top 1 dessa rodada no TVOH, além disso para a gente a Pleun e Vinchenzo seriam dois possíveis nomes para o bottom, no lugar do Thijs que foi maravilhoso e talvez a Romy ou Yerry que ficaram empatados em nosso ranking.

Dentre os 5 menos votados do programa, eu eliminaria a Katell sem pensar duas vezes, já um segundo nome eu não saberia indicar, mas levando em conta as performances de hoje eu indicaria infelizmente a Romy, mas por gosto pessoal e histórico no programa eu eliminaria o Thijs.

CONVIDADO ESPECIAL

Antes de anunciar os resultados, tivemos a presença da excelente Emeli Sandé que brilhantou ainda mais esse top 10. Além de cantar clássicos como Clown e dividir os vocais de Read All About It com as mulheres da competição, aliás eu não tinha percebido o quanto as mulheres dessa temporada são bonitas, bem além das já conhecidas, a Emeli ainda apresentou seu mais recente single Breathing Underwater.

Emeli Sandé – “Clown / Read All About It” (feat. Kirsten, Katell, Romy, Pleun and Isabel)

Emeli Sandé – “Breathing Underwater”

RESULTADOS

Os eliminados da rodada que deixam o programa e não seguem para o top 8 foram:

Katell Chevalier

Romy Weevers

Como disse acima, ambas as eliminações já eram esperadas por mim, apesar de não ter gostado da saída da Romy, uma das minhas favoritas. Infelizmente ou felizmente, as eliminações foram justas, ambas já tem vindo de um bottom na rodada anterior e nas performances desse top 10 fizeram performances piores que dos seus oponentes.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Sendo assim, Waylon e Guus perdem um artista de seu time e cada um dos quatro jurados vão para o top 8 com dois acts em cada um dos times. Até o momento vejo o favoritismo dividido entre o Dwight e a Pleun, porém a Kirsten e Leon tem se mostrado concorrentes bastante fortes e que podem a qualquer momento virar o favoritismo do jogo. A partir dessa rodada, vejo os times bem equilibrados onde cada um desses times tem um possível vencedor da temporada. Ainda temos 4 lives pela frente e até lá tudo pode acontecer e a qualquer momento podemos ver um azarão na final ou um favorito eliminado precocemente. Por enquanto, é só isso mesmo, quatro acts já se despediram, os times tem o mesmo número de participantes no top 8 e próxima semana teremos mais um episódio de TVOH. Agradeço a todos que acompanharam mais uma review, espero que tenham curtido e fiquem a vontade para deixar seus comentário aqui embaixo. O abraço e até a próxima!

 

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Michel Araujo

Meio baiano, meio sergipano, já passou dos 20 anos e um sofrido estudante de engenharia, com uma personalidade cheia de atitude e uma leve ousadia. Viciado em séries, realites e músicas, vai me encontrar sempre por aí escrevendo reviews, numa diversidade de gêneros de série e programas de TV.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries